Timber by EMSIEN-3 LTD
  • CORONA3
  • Dnews Whats
  • 10 anos
  • 10 anos1
Sexta, 14 Outubro 2016 08:36

Militares fazem fiscalização contra terrorismo em região de fronteira Destaque

Escrito por
Navios do 6º Distrito Naval de Ladário atracados em Porto Murtinho Navios do 6º Distrito Naval de Ladário atracados em Porto Murtinho Foto: Divulgação/Marinha

Marinha e o Exército começaram nesta semana fiscalização contra terrorismo e irregularidades em embarcações na região de fronteira entre Brasil e Paraguai, nas proximidades de Porto Murtinho. São sete navios do 6º Distrito Naval de Ladário, equipamentos aéreos, como um avião Esquilo HA-1 que tem estrutura para atuar durante a noite, além de fuzileiros navais e 120 militares do Exército.

A Operação Fronteira Sul realiza monitoramento em embarcações que estão usando o rio Paraguai tanto para seguirem sentido interior de Mato Grosso do Sul, com possibilidade de acesso à Bolívia, como a caminho de Assunção (capital do país vizinho). Uma das bases desse trabalho fica a 40 quilômetros de Porto Murtinho. Os navios da Marinha chegaram na região no sábado (8), mas desde a semana passada vem sendo realizado treinamento.

As manobras que o 6º Distrito Naval realizou até agora são contra ataques terroristas. As regiões de fronteira com o Paraguai e a Bolívia vêm recebendo monitoramento porque o setor de inteligência de diferentes forças de segurança averiguou que terroristas teriam interesse em atuar nessas áreas. Essas suspeitas foram confirmadas, entre outros fatos, com investigação feita contra o campograndense Leonid El Kadre de Melo, indiciado por terrorismo e suspeito de ter ligações com o Estado Islâmico.

Ele tratou de projeto para montar um centro de treinamento na Bolívia. Esse plano foi interceptado pela Polícia Federal, depois da deflagração da Operação Hashtag. A mensagem estava espalhada para outras 10 pessoas, todas identificadas em fevereiro deste ano, antes da Olimpíada. A defesa de Leonid sustenta que o e-mail é falso.

O tráfico de drogas e de armas e contrabando, além de irregularidades em embarcações podem ser fiscalizadas na operação.

Atuação social

O Navio de Assistência Hospitalar Tenente Maximiano está realizando procedimentos médicos em comunidades ribeirinhas, na cidade de Porto Murtinho e em território paraguaio denominado Ilha Margarita. O último boletim divulgado pela Marinha quantificou 113 atendimentos médicos, 390 odontológicos e distribuição de 4,6 mil medicamentos.

A Banda de Música Naval também está na região e fez apresentações e workshop na Escola de Música da Prefeitura de Porto Murtinho. A Operação Fronteira Sul só deve terminar no final de outubro.

Última modificação em Sexta, 14 Outubro 2016 08:41

ENTREVISTA

  • unigran 150
  • Editais

O Tempo Agora

  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis