Timber by EMSIEN-3 LTD
  • unigran topo 1
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

Agentes da Polícia Nacional do Paraguai encontraram na tarde desta sexta-feira (5), depois de cinco dias de buscas, o corpo do fazendeiro brasileiro Israel Tomaz da Silva, de 71 anos, que era morador em Ponta Porã. Ele tinha desaparecido domingo (31) passado da residência na rua Belmiro de Albuquerque, no Residencial Ponta Porã.

Os policiais localizaram na noite de quinta-feira (4), em uma residência na Colônia Rural San Antônio, no interior do Paraguai, a caminhonete Hilux de cor prata, placas BJB 883, do Paraguay, que era utilizada por Tomaz da Silva. Na casa residem Lídia Britez Espinoza, que é irmã de Antonia Britez Espinoza, esta casada com César Lopes, capataz da propriedade rural de Israel Tomaz da Silva.

De acordo com o que foi apurado até agora, o fazendeiro chegou ao local na companhia do capataz que é quem foi visto pela última vez dirigindo a caminhonete do patrão. César Lopes é apontado como o principal suspeito do crime, segundo repercute o site Ponta Porã News.

A Justiça do Paraguai decretou a prisão de Antonia, que foi presa na casa da irmã Lídia e de César, que está desaparecido. Na ficha criminal do capataz da fazenda consta que César Lopes já é acusado de outros homicídios.

Os policiais conseguiram localizar o corpo de Israel em uma pilha de entulhos nos fundos de uma olaria na Colônia Rural Sapucaí, em Yby Yaú, a cerca de 130 quilômetros de Pedro Juan Caballero, no Departamento de Concepción. A Polícia Nacional do Paraguai está articulada com a Polícia Civil de Ponta Porã, no lado brasileiro, onde a vítima residia, para tentar desvendar o crime.

Comentário

A Sanesul promove, até às 17 horas desta sexta-feira (5), conforme previsão inicial, os serviços de manutenção do sistema de abastecimento de água na região que compreende os bairros Centro, Jardim Clímax, BNH II e III Plano, Vila Lili, Jardim Londrina, Vila Sulmat, Jardim Paulista e Central, Vila Tonani, Vila Planalto, Vila Corumbá, Vila Esperança, Vila Rosa, Vila Arapongas, Jardim Maraba, Ouro Verde, Monte Líbano e Guanabara e ainda as vilas São Francisco e Maxwel e imediações.

De acordo com o cronograma, por conta dessas ações poderá ocorrer baixa pressão no fornecimento de água ao longo do dia, porém, estimam os técnicos que o sistema de abastecimento deverá ser normalizado a partir das 17 horas. É importante que a população evite o desperdício de água.

Caso o consumidor tenha alguma dúvida, deve entrar em contato com o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) 24 horas da Sanesul, serviço prestado gratuitamente pelo telefone 0800 67 6010.

Comentário

O Imam (Instituto do Meio Ambiente de Dourados) está promovendo rede solidária, juntamente com parceiros, para apoiar famílias em vulnerabilidade social em vários bairros da cidade. O órgão da Prefeitura de Dourados optou pela mobilização diante do momento delicado de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus com impactos no mercado de trabalho e na economia.

A ação é aberta a toda sociedade e consiste em disponibilizar cestas de alimentos e também produtos de limpeza às famílias. Conforme Deisy Claro, do setor de Educação Ambiental do Imam, já foram arrecadadas 30 cestas e na próxima semana terá início a entrega para as primeiras famílias.

O Imam recebe os itens em sua sede no município, todavia, se houver o desejo de contribuir e a pessoa não tiver meios para levar até o local, equipe fará a retirada em domicílio. A campanha de arrecadação segue até quarta-feira (10) e a equipes recebem as doações entre às 8 e 13 horas.

O endereço da sede do Imam é na avenida Joaquim Teixeira Alves, no espaço do parque ambiental Arnulpho Fioravante, n° 3770 (atrás da loja Havan) e mais informações sobre as atividades que desenvolve podem ser obtidas via telefone (67) 3428-4970.

Comentário

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, disse na manhã desta sexta-feira (5), na live do Governo para apresentação do novo boletim do coronavírus em Mato Grosso do Sul, que o município de Dourados ainda tem 893 casos não encerrados para a apuração dos testes da Covid-19. “Isso é preocupante, já que se trata de uma cidade com boa estrutura de saúde e esses números poderão influir no balanço seguinte, ou seja, poderemos consolidar mais casos de confirmação de infecção pelo vírus”.

Geraldo lamentou o que chamou de “descompromisso” da população do Estado em relação aos cuidados com a prevenção. “Isolamento social, uso de máscaras e regras de higiene é, até o presente momento, o único remédio que dispomos para impedir o aumento da propagação da doença", alertou o secretário, pedindo para que as pessoas fiquem em casa o máximo que puder. Nesta sexta, por exemplo, são vários os pontos de aglomeração, por conta, também, da liberação da folha de pagamento aos servidores públicos.

Com mais 72 exames positivos para coronavírus) nas últimas 24 horas, o número de casos confirmados da doença no Estado chega a 1.997. Foi registrado um óbito de moradora de Campo Grande, passando para 21 mortes pela doença em Mato Grosso do Sul. As informações constam do mais recente boletim epidemiológico, apresentado nesta sexta-feira durante a coletiva de imprensa online com autoridades do Governo do Estado.

boletim novo

Secretária-adjunta de Saúde do Estado, Christinne Maymone, informa os números atdualizados do boletim

Dos 1.997 casos confirmados, 972 estão em isolamento domiciliar, 957 estão sem sintomas e já estão recuperados. 48 estão internados, sendo 25 em hospitais públicos e 23 em hospitais privados. Um paciente internado é procedente de fora do Estado. Foram registrados 21 óbitos. Como indicador novo do boletim, a Secretaria anunciou que há 1079 casos ativos da Covid-19, ou seja, situações de pessoas infectadas com o novo coronavírus e que ainda correm riscos durante o tratamento.

Desde o dia 25 de janeiro, foram registradas 15.189 notificações de casos suspeitos da coronavírus em Mato Grosso do Sul. Destes, 11.184 foram descartados após os exames darem negativo para Covid-19 e 21 foram excluídos por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde. 630 exames aguardam resultado do Lacen. 1.378 casos foram notificados e não foram encerrados pelos municípios.

Comentário

O coordenador do Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) em Dourados, médico Sandro Barreto dos Santos, negou na manhã desta quinta-feira (4) que tenha havido negligência no atendimento à paciente indígena que estaria infectada pelo coronavírus, conforme relatado em rede social pelo capitão da aldeia Jaguapiru, Ezael Morales, e repercutido na imprensa local e estadual durante a quarta-feira (3).

De acordo com o coordenador, por volta de 12 horas da quarta-feira foi acolhida chamada realizada pelo capitão da aldeia, que em seguida repassou a ligação para a médica, que se identificou como Dra. Poliana, e que durante a passagem de caso da paciente para o médico regulador do Samu, foi discutida a possibilidade de remoção da paciente, de 39 anos, com teste positivo para Covid-19, informada naquele momento pela equipe de saúde local, e que a paciente se apresentava sem sinais de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave).

“No entanto, ficou sem término o processo de regulação, devido à interrupção da ligação antes do fim do processo”, relatou o coordenador. Ainda segundo ele, e conforme repercute a assessoria de comunicação da Prefeitura de Dourados, o relatório final diz que a equipe fez em seguida “várias tentativas de retorno no telefone informado, diversas tentativas, visando suporte e término da regulação do paciente, porém sem sucesso”.

Sandro explica ainda que após contato da equipe com Hospital da Missão foi identificada a admissão da paciente, por volta das 12h15, na unidade de saúde, “estável, sem qualquer sinal de SRAG, saturando bem em ar ambiente, sem necessidade de remoção pela unidade de suporte avançado”.

“Estamos em processo de esclarecimento dos fatos junto à equipe. O Samu 192, em nenhum momento se negou a atender a referida paciente, tanto que foi realizada busca ativa da localização da paciente após interrupção da ligação”, reafirma o coordenador, mencionando que o Samu 192 se encontra a disposição para maiores esclarecimentos.

Comentário

Os servidores da Câmara de Dourados realizaram o teste rápido de Covid-19 nesta quinta-feira (4) e entre os 60 colaboradores, incluindo funcionários da Casa e vereadores, mais dois testes deram resultado positivo. Na semana passada, autoridades de saúde confirmaram que duas servidoras do quadro de pessoal do Poder Legislativo já haviam diagnosticado positivo e afastadas das funções.

Com essa providência, e como protocolo da Vigilância Epidemiológica, a testagem realizada nesta quinta consistiu da aplicação dos testes diretamente nos servidores após coletar gota de sangue por punção digital. Dentre os resultados, dois testes foram positivos para Covid-19, ambos assintomáticos e que imediatamente foram colocados em quarentena.

De acordo com a assessoria da Câmara, o trabalho continua para que, a partir de segunda-feira (8) o Legislativo possa retomar os trabalhos em segurança.

Comentário

Liderando as ações de combate ao novo coronavírus em Mato Grosso do Sul, o secretário de Saúde Geraldo Resende vai permanecer no governo, atendendo a um pedido do governador Reinaldo Azambuja, que não pretende abrir mão do conhecimento, agilidade e excelente trabalho desenvolvido junto com equipe de técnicos e médicos, que estão trabalhando na linha de frente da Saúde na pandemia.

Reinaldo reforçou importância da permanência de Geraldo e ponderou necessidade de abrir mão de eventual candidatura à prefeitura de Dourados, por entender que o momento exige continuidade do trabalho da equipe que tem merecido destaque nacional no enfrentamento ao novo coronavírus. Mato Grosso do Sul tem obtido os melhores resultados do Brasil contra a pandemia. O estado tem o menor número de casos confirmados, mortes e ocupação de leitos de UTI, como atesta boletim diário divulgado pelo Ministério da Saúde.

Como secretário de Saúde, Geraldo diz encarar um dos maiores desafios da sua carreira. “Apesar de ter recebido diversos pedidos, nos últimos dias, para disputar a prefeitura de Dourados, estou atendendo ao apelo do governador Reinaldo Azambuja para permanecer à frente da Secretaria de Estado de Saúde na luta contra a Covid-19. Sou médico e fui ensinado que médico não abandona seus pacientes, que hoje são os quase 2,7 milhões de moradores de Mato Grosso do Sul. Minha missão é continuar lutando para preservar preciosas vidas e é o que eu vou continuar fazendo”, disse.

Nesta quinta-feira (4) é o último prazo para a desincompatibilização dos ocupantes de cargos em comissão em órgãos públicos deixarem as funções se tiverem pretensões com a disputa eleitoral inicialmente agendada para o mês de outubro para exercerem atividades no Poder Executivo a partir do ano que vem.

O governador Reinaldo Azambuja reafirma que as ações da equipe sob o conhecimento e a liderança do secretário estão sendo decisivas no enfrentamento à pandemia. “Geraldo Resende e toda a equipe têm feito um excelente trabalho. Ele se antecipou ao problema, com a criação do Centro de Operações Especiais em janeiro, quase um mês antes do primeiro caso ser confirmado no Brasil. Ele conhece a fundo todo o funcionamento da secretaria e os resultados expressivos são reconhecidos nacionalmente. Os números mostram que as decisões são acertadas e precisam ter continuidade”, afirmou.

Outro aspecto que pesa a favor de Geraldo Resende é a boa interlocução com as outras secretarias e os prefeitos. Além do combate ao novo coronavírus, ele está à frente da regionalização da saúde, acompanhando de perto a entrega de equipamentos e a ampliação e construção de hospitais como o de Dourados e o de Três Lagoas, que está para ser entregue.

Comentário

A Prefeitura de Dourados convocou, por meio do Departamento Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde, mais 30 profissionais aprovados no Processo Seletivo Simplificado para atuar na linha de frente do combate à Covid-19.

A convocação foi publicada na edição desta quarta-feira (3) do Diário Oficial do Município e a apresentação dos novos convocados foi realizada na manhã desta quinta-feira (4), na Secretaria de Saúde.

A campanha de combate e ao enfrentamento do novo coronavírus contam com novos 10 técnicos de enfermagem e 20 auxiliares de manutenção e apoio, sendo 10 para jornada de 40 horas semanais e 10 para a jornada de 12×36 horas.

Convocados

Os técnicos de enfermagem convocados são: Eneida Renovato, Zilda Souza, Rosinha Ferreira dos Santos, Marines Francisca de Jesus Morais, Beatriz Queiroz da Silva, Ângela Dalto de Oliveira, Wesley Felix Novelli, Ivonete da Silva Rodrigues, Maura Teixeira e Queila Besen de Oliveira.

Para o cargo de auxiliar de serviços de manutenção e apoio foram convocados: Marcela Oliveira Silva, Cristina Lopes Gomes, Ana Paula Madeiro, Girlane Alves dos Santos Macedo, Simone Alencar da Silva Carvalho, Elaine Cristina das Neves Lima Silva, Juliana Guimaraes Martins, Kelie Aparecida Silva Almeida, Cristiane Carvalho da Silva, Juliana dos Santos Leite, Adelina Roseli Sanches, Tiago Matiazzi de Castro, Eliane Lopes de Jesus, Suzana Carla da Silva, Poliana da Silva Gonçalves, Elizangela Ramires Lopes, Francisco Ferreira da Silva Junior, Jéssica Caroline Ribeiro Binsfeld, Suzi Ortiz dos Santos e Deusidete da Silva Ramos.

Comentário

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) autorizou nesta quinta-feira (4) a realização de convenções partidárias de forma virtual pelos partidos nas eleições municipais de 2020, em razão da pandemia do coronavírus. Segundo a decisão, os partidos têm autonomia para utilizar as ferramentas tecnológicas que entenderem necessárias para as convenções.

São nessas reuniões que os partidos definem os candidatos a prefeito e a vereador. As convenções, pelo calendário eleitoral, devem ser realizadas entre 20 julho e 5 de agosto. A eleição está marcada para outubro.

O tribunal respondeu a uma consulta feita por parlamentares. As convenções deverão seguir as regras e procedimentos já definidos pela Justiça Eleitoral. O relator, ministro Luís Felipe Salomão, decidiu submeter os questionamentos ao plenário do TSE.

Um parecer elaborado pela área técnica da Corte afirmou não haver impedimento jurídico para a realização de convenções partidárias de forma virtual, como repercute o portal G1. Sobre as eleições de outubro, ainda não há nenhuma contraindicação.

Comentário

O Conselho de Administração da Sanesul se reuniu por vídeo conferência nesta quarta-feira (3) e aprovou a publicação do edital de licitação referente à formação de PPP (uma Parceria Público Privada) que visa a universalização dos serviços de saneamento em Mato Grosso do Sul. Uma vez publicado o edital, a Sanesul terá 100 dias para realizar o certame, na B3 da Bolsa de Valores de São Paulo.

“Esse é o passo mais importante para atingir a meta que estamos perseguindo desde o início de nossa gestão, que é fazer com que o Mato Grosso do Sul seja o primeiro Estado da federação a ter a universalização do saneamento”, comentou o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Jr.

Além da realização da PPP, a atual gestão da Sanesul vem executando uma série de obras de saneamento espalhadas pelos 68 municípios atendidos pela estatal. Diversas ordens de serviços foram dadas para a execução de obras do Programa Avançar Cidades, totalizando mais de RS 445 milhões de reais em investimentos, beneficiando milhares de sul-mato-grossenses.

“Mesmo num momento de dificuldade, após uma consulta com o ambiente de investimentos no saneamento básico, percebemos a clara disposição do setor privado em alocar recursos para saneamento básico. Com o apoio do Governo Federal, Governo do Estado e agora as Parcerias Públicos Privadas, não temos dúvidas de que o Estado de Mato Grosso do Sul mais uma vez sai na frente no cenário nacional no que diz respeito a cobertura de esgotamento sanitário”, lembrou Walter Carneiro Jr.

Audiência Pública

O projeto da Parceria Público Privada para a universalização do esgotamento sanitário em Mato Grosso do Sul foi apresentado e discutido numa audiência pública realizada no dia 31 de janeiro deste ano. A iniciativa que prevê um investimento de cerca de RS 3,8 bilhões na operação e manutenção do sistema de esgoto deve ser encampada no sistema de concessão privada nos 68 municípios atendidos pela estatal.

A previsão é de que, desse total a ser investido pela iniciativa privada, pelo menos, RS 1 bilhão sejam destinado para obras e RS 2,8 bilhões na operação e manutenção do sistema. Com isso, o projeto PPP tem como meta atingir a universalização do sistema de esgotamento sanitário com 98% de cobertura no prazo de 10 anos, por meio de obras e serviços de execução, recuperação e manutenção da infraestrutura de esgotamento.

Obras

A previsão é de que serão implantados mais de 4.600 km de rede de esgoto, 85 ETEs (Estações de Tratamento de Esgoto) com 108 km de receptores e emissários, disponibilizadas aproximadamente 380 mil ligações de esgoto, além da conservação e manutenção do sistema existente.

Um dos critérios para a adoção da PPP foi a Consulta Pública realizada por meio de publicação no Diário Oficial do Estado, no dia 16 de janeiro. Com a publicidade, a Sanesul pode colher sugestões e contribuições para o aprimoramento do Projeto. O planejamento estratégico da PPP prevê a modernização dos sistemas de esgoto existentes e prestação de serviços de esgoto mais eficiente; melhorias na saúde pública através da redução de incidência de doenças, atração de novos investimentos em todas as regiões de MS e geração de emprego e renda na implantação da infraestrutura e na operação e manutenção do sistema de esgotamento sanitário.

Comentário

Página 1 de 1658
  • ms corona

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis