Timber by EMSIEN-3 LTD
  • ms dengue
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

Alessandro Marques dos Santos morreu após receber uma descarga elétrica quando tentava concluir a ligação de um motor de acionamento de um portão eletrônico, na tarde deste domingo (17), na região central da cidade.

De acordo com os fastos, no local do acidente, um estabelecimento localizado na rua Antonio Emílio de Figueiredo, na região central, havia empoçamento de água das chuvas e quando socorristas do As um chegaram ao local Alessandro já estava morto.

O rapaz já foi servidor da Câmara de Dourados, a serviço do gabinete do vereador Mauricio Lemes na legislatura passada no Municipio.

Comentário

Decreto municipal, atualizado pelo prefeito Alan Guedes e publicado em edição extraordinária do Diário Oficial do Município neste domingo (17), dispõe sobre medidas para prevenção do contágio do Coronavirus e inclui algumas novas regras restritivas, em vigor a partir desta segunda-feira (18), com validade pelos próximos 10 dias.

De acordo com a assessoria de comunicação do Município, apesar de Dourados ter recuado da bandeira Cinza (a mais grave) para a bandeira Vermelha do Programa Prosseguir, do Governo do Estado, os técnicos de saúde decidiram sugerir a suspensão do funcionamento das atividades de tabacarias, bares, boliches e sinuca.

VEJA O DECRETO

No caso das conveniências, o decreto destaca que fica permitido o funcionamento de segunda a domingo das 11 às 18 horas, e após isso, somente na modalidade delivery, ou seja, de segunda a domingo, das 18 às 22 horas. O toque de recolher fica mantido, das 22 horas às 5 da manhã do dia seguinte, mediante fiscalização da Guarda Municipal.

Mudanças também são anunciadas em relação aos casamentos. O decreto manteve a autorização para realizar celebrações religiosas, que poderão ocorrer com no máximo 30% da capacidade normal de cada local, não ultrapassando 80 pessoas dentro do recinto. No entanto, eventos e comemorações de qualquer natureza, inclusive casamentos, em chácaras, espaços de eventos, salões de condomínios, quer sejam organizados por particulares ou empresas especializadas estão proibidos a partir de agora. No documento, também foi inserida a proibição do funcionamento de saunas, aumentando a lista de locais vetados, que já contavam com bibliotecas, museus, teatros, cinemas, arenas e parques públicos.

O entendimento da equipe de saúde e do comitê de gerenciamento de crise do Coronavírus, que foi acatado pela Prefeitura de Dourados, é que na cidade o índice de internações continua alto, acima de 90%, e os casos de contaminação ainda estão em ritmo crescente, fatores que justificam ampliar a vigilância e também as medidas de prevenção, conforme a assessoria.

Comentário

O secretário de Saúde do Estado, Geraldo Resende, viajou no final da tarde deste domingo (17) para São Paulo, onde participa, na manhã desta segunda-feira (28), do ato simbólico de recebimento das 97 mil doses de vacina Coronavac destinadas para atender, prioritariamente, como informou, idosos, indígenas e profissionais de Saúde em Mato Grosso do Sul a partir de quarta-feira (20), conforme cronograma aprovado com o governador Reinaldo Azambuja.

A autorização do uso emergencial das vacinas Coronavac e de Oxford foi comemorada pelo governador Reinaldo Azambuja. “A aprovação é uma importante conquista para a ciência e para o povo brasileiro. Entendo que não há nenhuma outra tarefa mais urgente do que esta: imunizar o mais rápido possível toda a população para a retomada da economia e, principalmente, para salvar vidas. Já temos a logística construída para que a vacinação em nosso estado se inicie imediatamente após o recebimento das doses da vacina e distribuição aos 79 municípios, pois temos pressa em parar de perder vidas, reduzir os riscos de comprometimento grave do sistema de saúde e recuperar os empregos”, disse o governador.

Geraldo Resende explicou que todos os municípios receberão em até 48 horas o imunizante. A distribuição dentro do estado será feita pelo Corpo de Bombeiros e pelas Polícias Civil e Militar. “Nosso plano é audacioso. Estamos muito alinhados para iniciar a vacina às 10 horas na quarta-feira conforme combinado com o Ministério da Saúde. Nós temos um plano de distribuição dessas vacinas em 24 horas ou, no máximo, em 48 horas. Certamente vai ser destinado a todos os municípios do Estado”, disse o secretário.

Comentário

Já ter sido contaminado por Covid-19 não garante proteção eterna. Isso já é sabido, mas muito ainda se fala sobre a duração da imunidade após a infecção pelo novo coronavírus. Um novo estudo realizado pela Public Health England (PHE), agência do governo britânico, descobriu que o tempo médio dessa imunidade é de 5 meses.

No estudo, os pesquisadores examinaram o impacto da infecção em mais de 20 mil trabalhadores da saúde de todo o Reino Unido. Eles foram acompanhados por seis meses em dois grupos distintos: um sem evidência de infecção anterior e o outro com evidência de infeção anterior.

Ao fim do estudo, foi observado que a imunidade adquirida naturalmente como resultado de infecções anteriores fornece 83% de proteção contra a reinfecção, em comparação com pessoas que não tiveram a doença antes. Segundo os pesquisadores, isso parece durar pelo menos 5 meses desde a primeira vez que a pessoa adoeceu.

Cuidado deve continuar

Apesar dos anticorpos temporários, os especialistas alertam que aqueles com imunidade ainda podem ser capazes de carregar altos níveis de vírus em seu nariz e garganta portanto, correm o risco de transmitir a outras pessoas.Portanto, os especialistas reforçam que é crucial que todos continuem seguindo as regras de distanciamento social, mesmo que já tenham tido Covid-19, como repercute o site CatracaLivre.

Comentário

O vice-prefeito Guto Moreira participou, quinta-feira (14), da conferência virtual com a presença do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello e prefeitos de várias regiões do país. Guto representou o município a pedido do prefeito Alan Guedes, que estava em outra agenda. Na reunião foi anunciado que a vacinação contra a Covid-19 no Brasil deve começar no dia 20, próxima quarta-feira, segundo informações de Pazuello.

Para começar a vacinação no dia 20, o ministro destacou que ainda é necessário que a Anvisa (a Agência Nacional de Vigilância Sanitária) libere o uso emergencial das vacinas Coronovac e Astrazeneca, cuja decisão é aguardada para este domingo (17), mas o vice-prefeito garantiu que Dourados já está preparando toda a estrutura de vacinação. Depois que os estados receberem as primeiras doses das vacinas, os municípios serão os responsáveis por todo trabalho de imunização e também por seguir o critério dos grupos prioritários.

"De acordo com o ministro, na segunda-feira (18) chegam as 2 milhões de doses da Astrazeneca para os estados e também as 6 milhões de doses da Coronavac”, disse o vice-prefeito ao ressaltar que a previsão total do governo federal é distribuir 8 milhões de doses ainda este mês. A previsão é de que, pelo menos, cinco milhões de brasileiros serão vacinados no primeiro momento, de acordo com a explicação dada no evento organizado pelo Ministério da Saúde.

Desses, dois milhões receberão a primeira dose da vacina da farmacêutica Astrazeneca, produzida pela Fiocruz. Outras três milhões de pessoas receberão duas doses da vacina Coronavac, produzida pelo instituto Butantan. A primeira na semana que vem e a segunda 21 dias depois, de acordo com o que foi captado pelo vice-prefeito na videoconferência nacional.

Doses

Guto destacou que o ministro Pazuello apresentou a seguinte previsão de quantas doses de vacina o país terá nos próximos meses. O número é cumulativo, ou seja, a quantidade dos meses anteriores também é contabilizada nos seguintes: Janeiro: 8 milhões, Fevereiro: 30 milhões e Abril: 80 milhões. Segundo o vice-prefeito, a estimativa do Ministério da Saúde é que durante todo o ano de 2021 sejam distribuídas 354 milhões de doses de vacinas, o que seria suficiente para imunizar toda a população brasileira.

Comentário

As equipes da Semsur (Secretaria municipal de Serviços Urbanos) realizaram ação preventiva de poda e limpeza na área central da cidade nesta sexta-feira (15), trabaho que prossegue neste sábado (16), como medida preventiva à previsão de mais chuvas e o risco de alagamentos.

Segundo o secretário Romualdo Salgado, foram feitas podas preventivas de várias árvores com risco de queda, limpeza das ruas e bueiros. “Por conta das últimas chuvas fortes, o centro ficou alagado. Estamos tentando nos antecipar e minimizar os problemas que podem ocorrer caso a previsão de chuva forte se confirme no fim de semana”, disse.

Segundo o Climatempo, serviço especializado em meteorologia, neste sábado a previsão é de sol com muitas nuvens e possibilidade de chuva a qualquer momento do dia. Pode chover até 14 milímetros e a chance de chuva é de 90%. Já para o domingo (17), a previsão é semelhante, com possibilidades de chuva a qualquer momento do dia. A probabilidade é também de 90% e pode chover até 22 milímetros, segundo o Climatempo.

Levantamento

De acordo com o secretário Romualdo Salgado, um levantamento feito pelo Imam (Instituto de Meio Ambiente de Dourados) revela que existem pelo menos 500 árvores com risco de queda em toda a cidade e, neste primeiro momento, as que oferecem maior perigo na área central foram podadas.

“Depois do centro, vamos dar sequência a esse projeto de poda em toda cidade. Inclusive vamos fazer uma pintura especial nessas árvores em risco para que a população também saiba dos possíveis perigos que elas oferecem em caso de chuvas e ventos fortes”, destacou o secretário. (Com assessoria)

Comentário

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) aplica neste domingo (17), as provas da primeira etapa da versão impressa do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em todo o País. A segunda etapa vai acontecer no domingo (24) que vem e a avaliação também contará com uma versão digital que ocorrerá nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

135 unidades escolares da Rede Estadual de Ensino do Estado serão utilizadas como locais de aplicação das provas em 41 municípios. O exame começa com as matérias da área das Ciências Humanas e da Linguagem, compreendendo disciplinas como História, Geografia, Filosofia, Sociologia, Língua Portuguesa, e a tão temida Redação.

Os portões dos locais de aplicação serão abertos mais cedo, às 11h30 (horário de Brasília). Assim, o participante terá até uma hora e meia para acessar o local de prova. O fechamento dos portões ocorrerá às 13 horas e o início da avaliação está previsto para 13h30, sempre respeitando o horário de Brasília.

O Inep confirmou 5.783.357 inscrições para o Enem 2020. Em MS são 82.637 candidatos inscritos para o Exame, fator que motivou vários pedidos de adiamento, não acatados, em razão da preocupação com as medidas de distanciamento social e para prevenir aglomeração durante a concentração de candidatos.

O Exame

Realizado anualmente pelo Inep desde 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar ao final da educação básica. A estrutura do exame conta com uma redação e 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

Comentário

O empresário Fábio Chagas anunciou quinta-feira (14), durante encontro com a a prefeita Rhaiza Matos, o interesse de uma cervejaria de renome nacional instalar em Naviraí um Centro de Distribuição Inteligente. Acompanhado pelos vereadores Simon Rogério Freitas da Silva e Rodrigo Sacuno, Fabinho encontrou boa receptividade da prefeita.

“No final do ano passado estivemos com os industriais da cervejaria, que buscavam identificar uma cidade da região para a instalação deste CD Inteligente. Disputamos com Nova Andradina e, pelo nosso interesse, conseguimos segurar este empreendimento para Naviraí. Somente na construção das instalações prediais para atender este centro de distribuição faremos investimentos superiores a R$ 2 milhões”, antecipou Fábio Chagas.

Ao apresentar detalhes do projeto, o empresário naviraiense destacou que serão gerados até 100 empregos, envolvendo funcionários diretos e indiretos. “Mas, precisamos de apoio da Prefeitura, na resolução de problemas de infraestruruta urbana e de regularização fundiária”, reivindicou Fabinho. A prefeita Rhaiza Matos já agendou reunião para a próxima segunda-feira (18), para visitação da área e, ao mesmo tempo, encaminhar providências de responsabilidade do Poder Público municipal nesse sentido.

Os gerentes Eugênio Guedes (Desenvolvimento Econômico) e Fernando Ortega (Geral Executivo), participaram da audiência com o empresário e vereadores, e receberam determinação da prefeita Rhaiza Matos para articularem o apoio necessário ao futuro empreendimento. (Com assessoria)

Comentário

O vereador Fabio Luis (Republicanos) defendeu nesta semana ações de recuperação do estádio ‘Douradão’, abandonado na gestão anterior e que ele considera um marco para retomar o prestígio do esporte na maior cidade do interior do Estado. “A reforma do ‘Douradão’ é importante não só para o futebol, mas para a classe esportiva de forma geral. Dourados hoje precisa de uma política esportiva voltada para os demais usos do espaço, a exemplo da pista de atletismo que também precisa ser recuperada. O entorno do estádio também é usado por um grande número de pessoas diariamente para caminhada. Precisamos tirar a ociosidade do ‘Douradão’”, observa.

Na semana passada, Fabio Luis esteve no estádio Fred Saldivar, na companhia do prefeito Alan Guedes (Progressistas) e do vereador Jânio Miguel (PTB). Na oportunidade, servidores da Funed (Fundação do Esporte de Dourados) apresentaram a situação crítica da praça esportiva ao novo chefe do executivo e aos parlamentares. No encontro foram apontadas as prioridades para que o estádio volte a funcionar.

Fechado desde 2019, o ‘Douradão’ tem como maior gargalo a estrutura elétrica. Construído na década de 80, o espaço comporta cerca de 30 mil torcedores, porém há anos deixou de receber o público com ‘casa cheia’ devido a ausência de segurança. No Campeonato Estadual de Futebol daquele ano, os times da ‘casa’ tiveram que “mandar’ jogos da tabela da competição a partir do estádio Chavinha, em Itaporã. (Com assessoria)

Comentário

Em comunicado distribuído no meio da tarde desta sexta-feira (15), o padre Marcos, da comunidade católica da igreja São Carlos, informa que o padre Vilmo Nolasco de Souza, falecido nesta quinta-feira (14), não teve diagnosticado como Covid a causa da morte.

“Muitas pessoas estão preocupadas, outras sem saber e outras com ideia equivocada ao acompanharem o funeral, vendo o caixão aberto, e até mesmo a Santa Missa Exequial, com a presença de familiares e do clero”, explicou ele.

O padre não morreu de Covid, apesar de ter sido foi internado há um mês com o diagnóstico positivo da doença. A infecção passou, diz p comunicado, mas deixou sequelas fortíssimas no pulmão e outras partes do organismo, das quais ele não resistiu. O funeral, ainda assim, seguiu o protocolo de duas horas, e as exéquias públicas se deram após declaração médica nesse sentido.

Comentário

Página 5 de 1809
  • Douranews Anúncio
  • Editais

O Tempo Agora

  • fetems abigail

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis