Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Os deputados estaduais de Mato Grosso do Sul vão analisar 11 matérias na sessão ordinária desta terça-feira (5), durante a Ordem do Dia. Em segunda discussão, dois projetos de lei. O Projeto de Lei 85/2019, de autoria do deputado Marçal Filho (PSDB), que dispõe sobre a suspensão da posse ou restrição do porte de arma aos indivíduos que praticarem violência doméstica e familiar contra a mulher, no Estado, que obteve pareceres favoráveis por unanimidade da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e Combate à Violência Doméstica, da Comissão de Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração e da Comissão de Finanças e Orçamento.

A segunda proposta é de autoria do Poder Executivo. Trata-se do Projeto de Lei 210/2019, que altera, acrescenta e revoga dispositivos da Lei 3.808, de 18 de dezembro de 2009, que dispõe sobre os requisitos para o concurso público para o ingresso nos Cursos de Formação das Carreiras de Oficiais e Praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso do Sul. A proposta obteve pareceres favoráveis por unanimidade da Comissão de Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração, e da Comissão de Finanças e Orçamento.

Em primeira discussão estão previstas duas matérias elaboradas no Poder Legislativo. O Projeto de Lei 268/2019, de autoria do deputado Renato Câmara (MDB), que altera dispositivos da Lei 5.228, de 16 de julho de 2018, que designa o Ipê-Amarelo como a árvore símbolo do Estado e o Projeto de Lei 223/2019, de autoria do deputado Herculano Borges (Solidariedade), que estabelece normas para a construção de quadras poliesportivas em escolas estaduais e demais espaços esportivos e de lazer, no Estado e dá outras providências. Os dois projetos receberam pareceres favoráveis da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

Em Redação Final deve ser analisado o Projeto de Resolução 118/2019, de autoria da Mesa Diretora (2019-2021), que institui o Diploma de Honra ao Mérito Legislativo, a ser concedido aos membros da Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso do Sul, em comemoração aos "40 anos do Parlamento Sul-Mato-Grossense".

Por fim, seis projetos de resolução devem ser apreciados em discussão única. De autoria do deputado estadual Paulo Corrêa (PSDB), presidente da Casa de Leis, e do deputado estadual Evander Vendramini (PP), o Projeto de Resolução 123/2019, que concede título de Cidadão Sul-mato-grossense. Já os Projetos de Resolução 120/2019,125/2019, 126/2019, 129/2019 e 130/2019 concedem a Comenda do Mérito Legislativo, e são de autoria dos deputados Renato Câmara, Antônio Vaz (Republicanos), Cabo Almi (PT), Felipe Orro (PSDB) e Lidio Lopes (PATRI), respectivamente. Todas estas propostas foram consideradas constitucionais pela CCJR.

Comentário

O incêndio que atinge, há 10 dias, os municípios de Miranda e Corumbá, em Mato Grosso do Sul, alastrou-se por uma área de cerca de 130 mil hectares. Segundo o governo do estado, há 2.228 focos de incêndio na região, dos quais 2.088 ficam na área do Pantanal. O fogo se espalhou por dois importantes pontos para o Pantanal: o Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro, considerado berço dos peixes do bioma, e uma parte da Serra do Amolar, que também abriga diversas espécies animais e vegetais.

De acordo com a assessoria de imprensa do governo estadual, as chamas também alcançaram o distrito de Forte Coimbra, erigido pelos portugueses no município de Corumbá, no século 18. Verifica-se ainda um possível foco de incêndio no Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, que fica a aproximadamente 800 quilômetros de Corumbá.

Uma das primeiras ações articuladas pelas autoridades é o envio de três helicópteros e três aviões aos locais tomados pelo fogo. Para lidar com as queimadas, o governo montou uma sala de situação, para integrar o trabalho do Inpe (o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), da Defesa Civil e da PMA (Polícia Militar Ambiental), e ainda do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e do ICMBio (o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade).

Ao todo, foram mobilizados 120 profissionais para combater o fogo, incluindo equipes do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), do Ibama. Nesta segunda-feira (4) chegaram à base estruturada para as equipes, em uma fazenda situada em Miranda, oito integrantes do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal. Ao lado de mais 27 que desembarcarão amanhã (5) no local, eles vão auxiliar nas atividades de combate aos incêndios. O sargento André Marti, do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, disse que os agentes encontraram diversos animais carbonizados. Para Marti, os danos são "gigantescos". "É impactante, porque a região é um santuário de animais, tanto de silvestres quanto de gado", fisse.

A região atingida pelo incêndio encontra-se em um dos mais importantes biomas do mundo, o Pantanal Mato-Grossense. No Pantanal, já foram identificadas quase 2 mil espécies de plantas, muitas delas com potencial medicinal. No bioma, também vivem muitas espécies que já estão ameaçadas em outras regiões do Brasil. O município de Miranda fica a cerca de 130 quilômetros de Bonito, cidade que ganhou fama por suas belezas naturais.

Comentário

As chamadas faixas elevadas assemelham-se às lombadas, porém, são mais largas e possuem altura igual à da calçada, proporcionando assim, uma travessia mais segura ao pedestre. Além disso, devido a faixa elevada ficar na mesma altura da calçada, também se torna acessível a passagem das pessoas com mobilidade reduzida. Pensando nisso, o vereador Olavo Sul (Patriota) requereu à Prefeitura a instalação “urgente” de faixas elevadas em frente das escolas do Município.

“As faixas melhoram as condições de acessibilidade e segurança dos pedestres nas vias públicas, amplia a visibilidade da travessia dos pedestres e reduz a velocidade dos automóveis, com a retirada das lombadas eletrônicas em frente das escolas temos recebido diversos pedidos dos funcionários e dos pais que estão preocupados com o risco de acidentes”, disse Olavo Sul.

Conforme o parlamentar, este pedido para a administração municipal é no sentido de construir faixas de segurança padronizadas, obedecendo a legislação federal que já existe. “Embora ainda não esteja sendo executado pela Agetran (Agência de Trânsito de Dourados), tenho cobrado constantemente essa melhoria para a população tanto da cidade como dos distritos do nosso município, por uma questão de segurança no trânsito”, finalizou Olavo Sul. (Da assessoria)

Comentário

Eleito com o discurso de renovação e para moralizar a política brasileira, o deputado federal Loester Trutis (PSL) já utilizou R$ 184 mil da Câmara dos Deputados para pagar advogado que o defende na Justiça do Trabalho. A denúncia é do jornal O Estado de São Paulo, que cita outros parlamentares do PSL, conforme repercute o blog O Jacaré. De acordo com o jornal paulista, deputados da sigla usaram R$ 768,1 mil da cota parlamentar para contratar advogados.

Conforme o Portal da Câmara, dos R$ 299,6 mil usados por 'Tio Trutis' neste ano, R$ 184.065 (61%) foram destinados para o escritório Agnelli & Andrade Advogados, onde atuam Fábio Coutinho de Andrade e Jozacar Durães de Agnelli. De acordo com o jornal, eles atuam na defesa de Trutis na 5ª Vara do Trabalho de Campo Grande.

Empresário do ramo de alimentação, o deputado foi processado por quatro ex-funcionários. Trutis confirmou que foi defendido por um dos advogados, mas as ações culminaram em acordo em 2017. Para o fato do escritório ainda aparecer como seu defensor na Justiça do Trabalho, ele explicou que ainda está pagando parcela do acordo e o documento precisa ser anexado pelo advogado para comprovar a quitação. “A única movimentação é essa, não teve nova audiência nem novas ações”, garantiu o pesselista. “É um assunto velho”, minimizou, sobre a denúncia feita pelo jornal paulista.

Com dois advogados no gabinete, Trutis contratou o escritório de advocacia para prestar consultoria e auxiliá-lo nas ações no Congresso Nacional. De maio até o mês passado, conforme o Portal da Transparência, o deputado do PSL emitiu oito notas fiscais, que somaram R$ 184.065. “Sou presidente em duas frentes, com mais de 300 deputados. Teria direito a servidores, mas abri mão para terceirizar. Sai mais barato do que contratar. Estou até sugerindo para outros deputados fazerem o mesmo”, justificou-se o parlamentar.

“Enquanto o serviço público for mais caro e ineficiente que o da iniciativa privada esse país ainda será atrasado”, afirmou em postagem na rede social em setembro deste ano. “Por isso eu teria direito a contratar 3 CNE07(cargo de natureza especial) com salários médios de R$ 17.000 mensais de cada, ou seja, R$ 604.000 anual. Esses assessores especiais teriam direito a Vale alimentação, Auxílio Saúde e passagens aéreas de até R$ 7.000 cada. Um custo total de quase 1 milhão de reais/ano. Abri mão de todos e decidi terceirizar, uma empresa privada cobrará em média 30 mil por mês apenas nos meses utilizadas. Economia de mais de R$ 700.000 por ano. Eu fico 4 anos! Ou seja, economia de 2.8 MILHÕES”, calculou Trutis, para enfatizar a importância da sua estratégia para os cofres públicos, descreveu o blog.

Confira os gastos dos oito deputados federais de MS só neste ano:

Deputados Gastos (R$)
Vander Loubet (PT) 361.533,86
Beto Pereira (PSDB) 344.568,97
Dagoberto (PDT) 336.515,47
Loester Trutis (PSL) 299.657,84
Fábio Trad (PSD) 231.724,41
Bia Cavassa (PSDB) 206.031,65
Rose Modesto (PSDB) 192.910,35
Dr. Luiz Ovando (PSL) 112.464,42

Neste ano, o gasto dos oito deputados federais de Mato Grosso do Sul já supera R$ 2 milhões. O campeão em gastos continua sendo o petista Vander Loubet, réu na Operação Lava Jato. Segundo a Câmara, ele usou R$ 361,5 mil da cota parlamentar neste ano. Já o estreante Beto Pereira (PSDB) ficou com o título de vice-campeão em gastos, com R$ 344,6 mil. O terceiro colocado é Dagoberto Nogueira, presidente regional do PDT, com R$ 336,5 mil. Trutis ficou em quarto lugar, com R$ 299,6 mil. O deputado Fábio Trad (PSD) ficou em 5º, com a utilização de R$ 231,7 mil. O mais econômico para o contribuinte é o deputado federal Dr. Luiz Ovando (PSL), com R$ 112,4 mil.

Comentário

Os juízes da 3ª. Câmara Cível do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) acataram recurso, dando improvimento à ação de primeiro grau que colocavam em dúvida o direito de participação da conselheira Maria de Fátima Medeiros Barbosa, reeleita com 315 votos ao Conselho Tutelar de Dourados nas eleições realizadas dia 6 de outubro, uma vez constatada que todas as certidões apresentadas pela candidata a habilitavam a participar desse processo.

Despacho do desembargador Amaury da Silva Kuklinski, Relator da Apelação Cível nº 0801379-10.2012.8.12.0002, em recurso apresentado pela candidata Izabel Cristina Belo Ratier (investigada por utilização irregular do veículo de propriedade do Conselho Tutelar de Dourados), mesma suspeita formulada em relação a Fátima Medeiros, acabou beneficiando a candidata diante “da improcedência da ação no que tange a tal ato praticado por Izabel, em virtude do provimento do recurso desta requerida/apelante, [e que] deve também ser aproveitado à requerida que não interpôs recurso”, decidiu o Relator.

A conduta da apelante, mesmo se fosse considerada ilegal, considerou o desembargador, “não poderia ser caracterizada como ato de improbidade administrativa, haja vista que assim agiu com a consciência de legitimidade de seu comportamento (...), de tal forma que restaram ausentes o dolo e a má fé”, descreveu o Relator em decisão de sexta-feira (1) passada.

Comentário

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que já classificou como repugnante a declaração do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre a possível volta do AI-5, agora criticou o posicionamento do ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) da Presidência da República, general Augusto Heleno, que respondeu Eduardo dizendo que "tem de estudar como vai fazer" isso. Maia lamentou o fato de o general ter se transformado em "um auxiliar do radicalismo" de Olavo de Carvalho e disse que Heleno pode ser convocado pela Câmara para prestar esclarecimentos sobre o "novo AI-5".

"A fala foi grave. Além disso, ainda fez críticas ao Parlamento, como se o Parlamento fosse um problema para o Brasil. Uma cabeça ideológica. Infelizmente, o ministro Heleno virou um auxiliar do radicalismo do Olavo [de Carvalho]", afirmou Maia, ao ser questionado sobre o assunto durante agenda oficial em Pernambuco. Ele ainda lamentou os posicionamentos adotados por Heleno nos últimos tempos e disse que era "uma pena que um general da qualidade dele tenha caminhado nessa linha".

Maia lembrou, contudo, que há um pedido de convocação para que o ministro vá à Câmara prestar esclarecimentos sobre a fala em que endossou a possibilidade da volta da ditadura militar no Brasil, como sugeriu Eduardo Bolsonaro. O pedido foi protocolado pelo deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) e será avaliado pelo plenário da Câmara. Maia evitou, porém, fazer novas críticas ao filho do presidente Jair Bolsonaro. Ele disse que já havia comentado o caso através de nota divulgada horas após a declaração de Eduardo ter vindo à tona.

O presidente da Câmara afirmou naquela ocasião que "a apologia reiterada a instrumentos da ditadura é passível de punição pelas ferramentas que detêm as instituições democráticas brasileiras" e nesta segunda-feira (4) reafirmou que, se a oposição de fato pedir a cassação do mandato de Eduardo, o pedido será encaminhado imediatamente ao Conselho de Ética da Câmara.

Comentário

O Clube Indaiá realiza nesta terça-feira (5) o Festival de Judô 2019 que vai reunir mais de 200 atletas dos 4 aos 14 anos. O evento é realizado anualmente pelo Departamento de Esportes do Clube e é um dos maiores da modalidade na região. Além dos atletas do Clube Indaiá, participarão do Festival representantes do Clube Sakurá, Colégio Ceart e das Escolas Municipais Bernardina Correa de Almeida, Professora Avani Cargnelutti Fehlauer e Prefeito Luiz Antônio Alvares Gonçalves.

De acordo com Gerson Frantz, presidente do Clube, “mais uma vez o Indaiá vai se tornar o centro regional do esporte, ao receber atletas infanto-juvenis do Judô de diversas instituições públicas e privadas da nossa cidade, fomentando a prática do esporte e contribuindo com o fortalecimento da modalidade”. Ele falou do empenho da diretoria e dos membros do Departamento de Esportes para realizar e promover eventos esportivos, “pois entendemos que são fundamentais no processo de desenvolvimento das crianças e dos adolescentes e na garantia da saúde física e mental”.

O Festival de Judô 2019 do Clube Indaiá vai iniciar às 18 horas no Ginásio Poliesportivo ‘Jairo de Quadros’.

Escolinha de Judô

O Departamento de Esportes do Indaiá oferece escolinhas esportivas de diversas modalidades, entre elas a de Judô, que proporcionam aos associados a prática do esporte e da atividade física para todas as idades. Nas terças e quintas-feiras, das 17h30 às 19 horas, as aulas são para sócios de 8 a 11 anos e das 19 às 21 horas oferece treinamento. Já nas quartas e sextas-feiras, das 17h30 às 19 horas, as aulas são para sócios entre 4 e 6 anos e das 19 às 21, também oferece treinamento. As aulas atendem o público masculino e feminino e para participar basta comparecer com o traje específico. Mais informações podem ser obtidas no Departamento de Esportes ou pelo telefone 3426 4777.

Comentário

Já faz algum tempo que o “Novembro Azul” deixou de ser dedicado apenas à prevenção do câncer de próstata para abordar uma consciência coletiva sobre a saúde integral do homem. A preocupação não é só com tumores, mas sim com todas as condições que podem afetar o bem estar deles. Isso é o que recomenda a PNAISH (a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem) elaborada pelo Ministério da Saúde. O motivo, segundo o ministério, é que, entre eles, indicadores de que o homem vive em média sete anos a menos que as mulheres e de que a cada três mortes de adultos, duas são de homens.

No Mato Grosso do Sul, dados da Secretaria estadual de Saúde, revelam que em 2018 o câncer de próstata foi relacionado a 255 mortes de homens. No topo da estatística, doenças ligadas ao aparelho circulatório, como hipertensão, AVC e insuficiência cardíaca, mataram 2.795 homens. Já as causas externas, como acidentes de trânsito, homicídios e suicídios, resultaram em 1.625 mortes masculinas.

“O homem precisa aprender a se cuidar”, afirma, categoricamente, a gerente de Saúde do Homem da Secrsetaria, Maria Jesus Nasser Viana. Por isso, o Estado trabalha todos os eixos da Política Nacional para homens de 20 a 59 anos: prevenção de violência e acidentes; saúde sexual e reprodutiva; paternidade e cuidado; e doenças prevalentes na população masculina.

As atividades, acompanhamentos e discussões sobre a saúde masculina acontecem durante todo o ano. E, claro, ganham força em novembro, mês dedicado ao tema. Nesta terça-feira (4), por exemplo, será realizado na governadoria o “Seminário Estadual Novembro Azul”, que tem como tema “Homens como protagonistas do cuidado de sua saúde em todas as fases da vida”.

Palestras, rodas de conversa, exibição de vídeos e outras atividades também são realizadas durante o mês em empresas e instituições públicas em todo o Estado, conforme solicitações. Ações já estão programadas para os próximos dias na PGE (Procuradoria-Geral do Estado) e na Escola do Senai, com mais de 100 participantes. “Vamos com nutricionista, médico e equipe para debater todos os eixos da saúde dos homens, incluindo acidentes, violência e suicídio”, comenta Maria Jesus.

Comentário

O momento mais aguardado após a realização da prova é a divulgação do gabarito com os resultados do Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio, que o MEC realizou neste domingo, na primeira etapa, neste domingo (3), em todo o País. Os cadernos com o gabarito preliminar estão sendo divulgados, de acordo com a cor específica da prova realizada. Para acessar o documento o candidato precisa entrar na página oficial do Enem.

Confira aqui

Depois de conferido o gabarito, cada estudante pode ter uma visão aproximada de quantas questões acertou em cada prova. Mas, somente após a divulgação do resultado oficial o candidato saberá quais foram as notas finais que obteve. Geralmente o gabarito do Enem do primeiro dia acontece entre dois e quatro dias da realização da última prova. O resultado fica à disposição de todos no site oficial do processo seletivo e também os principais meios de comunicação do país anunciam a divulgação das notas.

Comentário

Uma atividade diferente proposta para os acadêmicos do 2º semestre do curso de Engenharia Civil da Unigran teve, no lugar de lápis e borracha, a calculadora e o giz. Os alunos “assumem o papel” de professor. A aula é parte do conteúdo programático da disciplina de cálculo diferencial e integral II, ministrada pelo professor Wilson Passos. A sala com aproximadamente 40 alunos foi dividida em quatro grupos. Na lousa, equações. Em dez minutos os futuros engenheiros civis resolveram os exercícios propostos e apresentaram os resultados para os colegas.

“A ideia da atividade é além de proporcionar a interação entre os alunos através da resolução das equações em grupo, também buscar essa troca de papeis. Durante uma aula, eles se viram no meu lugar e na busca pelo resultado final aprimoram conhecimentos”, afirma o professor. Sem fugir do clichê, a recíproca é bem verdadeira. O acadêmico Felipe Lopes, de 19 anos, foi um dos participantes da aula. Em menos de dez minutos ele e o grupo terminaram a atividade e expuseram para a classe.

“Além de colaborar para o nosso aprendizado, atividades como esta também proporcionam a interação em grupo e a gente acaba dividindo ideias, respostas para sempre chegar a um denominador comum. A aula invertida com certeza facilita e muito na hora de aprender, porque quando a gente explica e vai em busca de um resultado junto com os colegas, aprendemos duas vezes”, salienta Lopes.

Ainda segundo o professor Wilson Passos, como a resolução das equações é muito extensa e exige cautela na hora de resolver, a tecnologia é utilizada como alternativa para quando existir alguma dúvida, logo ser sanada. “Hoje temos vários tipos de auxílio para resolver os cálculos que geralmente são extensos. O uso da calculadora é um deles, mas também temos disponíveis aplicativos para celulares onde o usuário escaneia a equação e depois de um tempo o passo a passo da conta aparece na tela. É bem bacana e útil na hora de tirar alguma dúvida”, exalta.

Comentário

Página 9 de 1488

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus