Timber by EMSIEN-3 LTD
  • Dnews Whats
  • dengue gov
Redação Douranews

Redação Douranews

O MPMS (Ministério Público Estadual) ofereceu denúncia contra o prefeito de Corumbá, Marcelo Aguilar Iunes (PSDB), em ação civil de improbidade administrativa com pedido de tutela antecipada de urgência por prática de nepotismo. Além do prefeito Marcelo Iunes, a denúncia também implica Marcelle Andrade Teixeira, Eduardo Aguilar Iunes (irmão de Marcelo), Eduardo Alencar Batista e o município de Corumbá.

A ação, que recebeu o valor de R$ 2,6 milhões, conforme repercute o site Midiamax, pede a suspensão de todos os efeitos de nomeação dos servidores, condenação de Iunes por improbidade administrativa, com ressarcimento integral do dano, perda de função pública, perda de direitos políticos por até 5 anos e pagamento de multa civil de até 100 vezes o valor da remuneração percebida pelo agente, dentre outros.

Conforme a denúncia do MPMS, assinada pelo promotor de Justiça Luciano Bordignon Conte, Marcelo Iunes praticou atos de improbidade administrativa (nepotismo) após nomear parentes consanguíneos e por afinidade a cargos da administração pública do município de Corumbá. No caso de Marcelle Teixeira, que é casada com José Batista Aguillar Iunes, irmão de Marcelo, ela foi nomeada na Gerência de Proteção Social Básica da Secretaria de Assistência Social da cidade.

Outro arrolado, Eduardo Alencar Batista, nomeado para cargo de assessor-executivo III na Secretaria municipal de Educação, é cunhado de Amanda Cristiane Balacieri Iunes (primeira-dama de Corumbá), o que revela grau de parentesco colateral em 3º grau.

O MPMS também caracterizou como nepotismo a nomeação do irmão do prefeito, Eduardo Aguilar Iunes à Junta Administrativa da Associação Beneficente de Corumbá, que gerencia a Santa Casa do município. No caso de Eduardo, apesar de se tratar de servidor efetivo, ele foi beneficiado com nomeação em função comissionada.

A denúncia cita investigação na qual correu recomendação de autoria do Parquet para que Marcelo Iunes exonerasse Jefferson Teles Moreira, casado com uma irmã de Iunes e nomeado a cargo de assessor-executivo III – a mesma recomendação pontuava para que Iunes se abstivesse de nomear parentes para cargos em comissão na Prefeitura de Corumbá. A exoneração de Jefferson ocorreu, porém, segundo o MPMS, Iunes seguiu com nomeações que privilegiaram parentes com cargo e função comissionados na Prefeitura.

Comentário

Segunda, 09 Novembro 2020 10:30

Indígena é o óbito 114 da Covid-19

Uma mulher indígena, moradora de Dourados, que deu entrada em hospital público no dia 17 do mês passado, e teve que ser transferida para a UTI uma semana depois, após diagnosticada com a Covid-19, é a mais nova vítima fatal da doença.

De acordo com o registro do mais recente boletim epidemiológico da Prefeitura, divulgado nesta terça-feira (9), a mulher tinha comorbidades e morreu por volta de 21 horas da noite deste domingo (8). Novos 15 casos de contaminação pela doença foram registrados nas últimas 24 horas.  

O Município chegou a 114 óbitos dos 8.809 casos confirmados do novo coronavírus, 408 deles entre os indígenas. Do total de casos, entretanto, há apenas 19 internações e 247 pessoas em tratamento domiciliar.

Comentário

A Softweek – Semana Acadêmica de Engenharia de Software da Unigran, realizada no auditório virtual da Instituição, contou com diversas palestras e minicursos com temas variados, mas todos voltados para o uso de tecnologias atuais para o desenvolvimento de softwares. Foram abordadas as tendências de mercado, de forma a contribuir para a formação dos acadêmicos da área de Tecnologia da Informação.

A Softweek ofereceu aos participantes uma oportunidade de adquirir novos conhecimentos com pesquisadores e profissionais renomados e, mesmo em período de pandemia, foi tão bem-sucedido quanto às edições anteriores. Marcos Alves Mariano, coordenador do curso, comentou com empolgação sobre os resultados. “O evento superou nossas expectativas. Tivemos uma excelente participação dos nossos acadêmicos. Apesar da necessidade de mudança do formato do evento, sendo totalmente remoto devido à pandemia, posso afirmar que o evento foi um sucesso e cumpriu com o seu objetivo, proporcionando conhecimentos específicos da área de TI para a formação acadêmica dos nossos alunos”, disse.

Programação

A Semana Acadêmica contou com a palestra ‘Não é só desenvolvimento! Descobrindo a Engenharia de Software’, ministrada pelo Dr. Awdren de Lima Fontão, de Campo Grande-MS. “Parti do conceito da Engenharia de Software, passei por algumas disciplinas que a compõem, que a ajudam a ser sistemática e codificável, para que os participantes entendessem a abrangência do que é ‘engenheirar’. Queria mostrar que não é só desenvolver software, é desenvolver uma das diversas ações em torno da engenharia. Também trouxe a discussão sobre a carreira, o que é esperado e exigido desses profissionais. O objetivo foi realmente abrir a visão dos acadêmicos sobre essa área que é complexa, e que a gente precisa valorizar mais no sentido de dedicação nas disciplinas, no pensamento sobre ela. Como profissionais, temos que construir uma comunidade mais sólida, não que ainda não seja, mas que continuemos nos avanços da solidez, tanto da indústria, quanto da comunidade científica”, disse o engenheiro.

As demais palestras foram ‘O Futuro é agora! Como devo SER no novo mundo construído pela TI?’, com o palestrante Dr. Otávio Noura Teixeira; e ‘O segredo de sucesso das Startups’, comandada pelo Luis Renato dos Santos. Já os minicursos foram: Programação Básica em Python, ministrado pelo Dr. Olibario José Machado Neto; Como criar um APP, ofertado por Filipe Névola; Introdução ao Node.js, com Guilherme Fontes Amorim de Araújo; e Play Framework – Framework Web de Alta Velocidade para Java e Scala, comandado por André Martins do Nascimento. Todas as palestras estão disponíveis no YouTube e podem ser assistidas através dos links: youtu.be/LJc4uE1H4YA; youtu.be/gxyew_3URSA e youtu.be/W-SmQD1MT_E.

 

Comentário

O empresário Nilson dos Santos, presidente da Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados), considerou relevante a adesão do deputado Barbosinha, candidato a prefeito pelo DEM, “após grata visita na nossa Sala de Visitas, quando assumiu compromisso com a Aced, a Faems (a federação das entidades comerciais do Estado) e o Sebrae, de aderir ao projeto ‘Prefeito Empreendedor’, disposto a adotar iniciativas que venham a fortalecer o estreitamento da gestão nesse sentido”.

Nilson promoveu encontros, junto aos demais diretores da Associação Comercial, com todos os candidatos, em oportunidades para distribuir exemplares da cartilha do Sebrae que estimula iniciativas dos próximos gestores municipais, no sentido de fortalecer a atividade empresarial e “retomar, no caso de Dourados, a autoestima do nosso empresariado e dos consumidores”, como definiu, ao participar, na sexta-feira (6) passada, do anúncio de início da obra de recapeamento das principais ruas do quadrilátero central da cidade, pelo governador em exercício Murilo Zauith (DEM).

“Estamos, também, muito entusiasmados e animados com o andamento da intervenção a ser feita na rotatória da rua Hayel Bon Faker, sem alterar o projeto original, para manter o gargalo do fluxo de veículos no sentido centro-bairro e ainda pelo atendimento à sugestão que fizemos ao diretor-presidente da Agesul (Agência de Gestão de Empreendimentos), Luis Roberto Martins de Araújo, de estreitar a praça em 2,5 metros de cada lado, abrindo faixa exclusiva pela rua Pedro Rigotti (à direita no sentido bairro-centro) para conduzir o tráfego em mão única até à rua Aquidauana, sem necessidade de passar pelo centro da cidade para chegar ao Terminal Rodoviário”.

Ao receber essa proposta, Barbosinha elogiou a preocupação dos dirigentes da Associação Comercial com o ordenamento da cidade. “Isso faz parte de um compromisso que já assumi com Dourados de estabelecer uma política de mobilidade urbana e de tráfego com base em estudos técnicos. Não podemos mais tratar um município desse porte na base do ‘achômetro’ e a contribuição da Aced vem ao encontro desse propósito, de construir uma cidade com planejamento, ordem e eficiência”, retribuiu o candidato a prefeito. (Com assessoria)

Comentário

Segunda, 09 Novembro 2020 07:07

Douranews pergunta, o candidato responde

9 de novembro
Educação pós-pandemia. O senhor tem uma proposta para o ‘ano perdido’ de 2020, pretende reabrir as salas de aula já em fevereiro?

Perguntas não respondidas em tempo são publicadas como 'resposta não enviada'

Alan Guedes (Progressistas)
(resposta não enviada)

Barbosinha (DEM)
Eu penso que nós já temos que analisar a possibilidade de reabrir as escolas. Logicamente que com um plano de contingência, mas temos que pensar que a vida gradativamente tem que voltar à normalidade. Aulas é fundamental. Não dá pra fazer de contas que se está ensinando e que o aluno está aprendendo. O ano que vem vai ser um ano de bastante dificuldade porque o déficit de aprendizado deste ano vai se refletir duramente no ano que vem. Então, nós teremos que ter um programa de reforço escolar, investimento em tecnologia e de apoio e assessoramento aos alunos e também aos professores para que a gente possa recuperar esse tempo perdido. O uso da tecnologia é criar um programa pedagógico para que esses alunos com déficit de aprendizado possam evoluir. Vamos buscar reestruturar a Secretaria de Educação e buscar parcerias com instituições como o instituto Ayrton Senna, Fundação Leman e buscar experiências de municípios que saíram de um Ideb muito baixo para ser referência nacional, como Sobral (no Ceará). Não precisamos inventar a roda, vamos buscar experiências que já deram certo, o que esses municípios fizeram que nós não podemos fazer? Porque o maior programa social que uma administração pode oferecer é o da educação de qualidade, que coloque todos no mesmo padrão. Se conseguirmos fazer isso, estaremos promovendo em Dourados o maior programa social já realizado na cidade.

Jeferson Bezerra (PMN)
(resposta não enviada)

João Carlos (PT)
(resposta não enviada)

Mauro Thronicke (PSL)
(resposta não enviada)

Racib Harb (Republicanos)
(resposta não enviada)

Wilson Matos (PTB)
(resposta não enviada)

Comentário

Segunda, 09 Novembro 2020 07:07

Douranews pergunta, o candidato responde

9 de novembro
Educação pós-pandemia. O senhor tem uma proposta para o ‘ano perdido’ de 2020, pretende reabrir as salas de aula já em fevereiro?

Perguntas não respondidas em tempo são publicadas como 'resposta não enviada'

Alan Guedes (Progressistas)
(resposta não enviada)

Barbosinha (DEM)
Eu penso que nós já temos que analisar a possibilidade de reabrir as escolas. Logicamente que com um plano de contingência, mas temos que pensar que a vida gradativamente tem que voltar à normalidade. Aulas é fundamental. Não dá pra fazer de contas que se está ensinando e que o aluno está aprendendo. O ano que vem vai ser um ano de bastante dificuldade porque o déficit de aprendizado deste ano vai se refletir duramente no ano que vem. Então, nós teremos que ter um programa de reforço escolar, investimento em tecnologia e de apoio e assessoramento aos alunos e também aos professores para que a gente possa recuperar esse tempo perdido. O uso da tecnologia é criar um programa pedagógico para que esses alunos com déficit de aprendizado possam evoluir. Vamos buscar reestruturar a Secretaria de Educação e buscar parcerias com instituições como o instituto Ayrton Senna, Fundação Leman e buscar experiências de municípios que saíram de um Ideb muito baixo para ser referência nacional, como Sobral (no Ceará). Não precisamos inventar a roda, vamos buscar experiências que já deram certo, o que esses municípios fizeram que nós não podemos fazer? Porque o maior programa social que uma administração pode oferecer é o da educação de qualidade, que coloque todos no mesmo padrão. Se conseguirmos fazer isso, estaremos promovendo em Dourados o maior programa social já realizado na cidade.

Jeferson Bezerra (PMN)
(resposta não enviada)

João Carlos (PT)
(resposta não enviada)

Mauro Thronicke (PSL)
(resposta não enviada)

Racib Harb (Republicanos)
(resposta não enviada)

Wilson Matos (PTB)
(resposta não enviada)

Comentário

Com 8.794 casos confirmados, a Covid-19 já atinge 113 registros de óbitos em Dourados, conforme demonstra o mais recente boletim epidemiológico da Secretaria municipal de Saúde, divulgado na manhã deste domingo (8) pela assessoria da Prefeitura.

Os casos mais recentes de morte são de dois homens, ambos com comorbidades. O primeiro testou resultado positivo no dia 1 e apresentou piora do quadro evoluindo a óbito por volta de 18 horas de sexta-feira, um pouco depois do caso de outro paciente que testou positivo na quinta-feira e também morreu no dia 6, por volta de 13h20.

O Município também teve 8.438 casos recuperados e 233 pessoas estão em tratamento domiciliar. Há 21 pacientes internados para o tratamento do novo coronavírus, sete em leitos de enfermaria e outros 14 em UTI, ocupando 72% das vagas hospitalares oferecidas na cidade. Sete novas pessoas testaram positivo para a Covid no boletim deste domingo, contra 70 deste sábado.

Comentário

A cantora Vanusa morreu na manhã deste domingo (8) em uma casa de repouso em Santos, no litoral de São Paulo. Um enfermeiro do local onde a artista morava há dois anos, percebeu que ela estava sem batimentos cardíacos, por volta das 5h30. Uma equipe da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) foi acionada e constatou que a causa da morte foi uma insuficiência respiratória.

Segundo funcionários da casa de repouso, Vanusa recebeu a visita de Amanda, a filha mais velha, neste sábado (7). Ela cantou, brincou, riu e se alimentou bem. A artista fazia fisioterapia e outros tratamentos na residência para idosos. Aretha Marcos, também filha de Vanusa, publicou homenagens à mãe nas redes sociais. Em uma delas, ela relembrou que, neste domingo, o pai, Antônio Marcos, completaria 75 anos.

Em setembro e outubro, Vanusa esteve internada no Complexo Hospitalar dos Estivadores, em Santos, por causa de um quadro grave de pneumonia. "O amor é impossível. Hoje, aniversário do meu pai, Antônio Marcos ele veio buscar minha mãe para viverem juntos na eternidade. A vida é arte!".

Cenário musical

Após a morte da cantora, Mauro Ferreira, jornalista e crítico de música, fez uma retrospectiva da carreira da cantora. Segundo ele, Vanusa teve importância especialmente na década de 70. Ele também falou sobre a importância da cantora na cena musical brasileira e sua veia feminista.

"Vanusa foi uma pioneira, ela foi empoderada. Ela sempre defendeu isso quando o mundo era mais machista, poucas mulheres tinham voz ativa na música brasileira como compositoras, sobretudo", disse Ferreira.

Comentário

Domingo, 08 Novembro 2020 08:33

Douranews pergunta, o candidato responde

8 de novembro
Pessoas na fila da casa própria há mais de 15 anos.
O senhor sabe qual é o déficit habitacional e como resolver isso?

Perguntas não respondidas em tempo são publicadas como 'resposta não enviada'

Alan Guedes (Progressistas)
(resposta não enviada)

Barbosinha (DEM)
Acho que nem a Prefeitura sabe direito. Relata que tem mais de 30 mil pessoas, eu acho que temos que fazer um novo recadastramento, um levantamento sócio-financeiro pra gente conhecer essas categorias. Tem pessoas na linha de pobreza, temos os que tem renda, podemos criar o lote urbanizado, agora com o programa Minha Casa Verde e Amarela (do Governo Federal). Precisamos conhecer essas pessoas e identificar a situação de cada uma delas. É incabível imaginar que tem gente 15 anos esperando na fila da casa própria. Eu só posso dimensionar isso conhecendo a realidade. Não podemos ficar no achismo. Uma administração técnica que conhece a realidade próxima, vamos construir vários programas em sintonia com o governos do estado e o federal, tendo um secretário que tenha trânsito em Brasilia, em Campo Grande e que saiba estruturar bons projetos.

Jeferson Bezerra (PMN)
(resposta não enviada)

João Carlos (PT)
(resposta não enviada)

Mauro Thronicke (PSL)
(resposta não enviada)

Racib Harb (Republicanos)
(resposta não enviada)

Wilson Matos (PTB)
(resposta não enviada)

Comentário

O democrata Joe Biden foi eleito o novo presidente dos Estados Unidos, derrotando o republicano atual presidente Donald Trump, que tentava a reeleição. A vitória foi confirmada neste sábado (7), após Biden garantir 273 dos 270 delegados necessários para assumir a Casa Branca.

Mesmo sem o término da apuração total de votos, o democrata já é o candidato mais votado da história dos Estados Unidos, tendo recebido cerca de 74,9 milhões de votos até a tarde deste sábado (7), segundo contagem feita pela Associated Press, número que já supera o recorde anterior, de 69,5 milhões de votos recebidos por Barack Obama em 2008.

Aos 78 anos, que completará no próximo dia 20, Biden será o presidente mais velho a assumir a presidência dos Estados Unidos, enquanto a companheira de chapa Kamala Harris será a primeira mulher a se tornar vice-presidente dos EUA. A contagem de votos ainda não foi finalizada e pode ser contestada por ações judiciais.

Quem é Joe Biden?

Nascido em 20 de novembro de 1942 em Scranton, na Pensilvânia, Joseph Robinette "Joe" Biden Jr. é advogado e político há 47 anos. Em 1953, se mudou junto com a família para Delaware, estado pelo qual anos mais tarde se elegeu para seis mandatos consecutivos no Senado, entre 1973 e 2009.

Após advogar por alguns anos, Biden se candidatou para o Senado pela primeira vez em 1972, após nenhum outro democrata expressar interesse em desafiar o republicano que ocupava o cargo havia dois mandatos e, aos 29 anos, se tornou o segundo mais jovem a ser eleito para o Senado até então.

No Senado, foi presidente do Comitê de Relações Exteriores, entre 2007 e 2009, e do Comitê do Judiciário, entre 1987 e 1995 e 2001 e 2003.

A trajetória do presidente eleito dos EUA também é marcada por tragédias. Em 1972, pouco após ser eleito para o primeiro mandato como senador, sua esposa e a filha, de 1 ano, morreram em um acidente automobilístico. Em 30 de maio de 2015, outra tragédia familiar: o filho mais velho de Biden, Beau, morreu aos 46 anos, após dois anos de tratamento contra um câncer no cérebro.

Em 1977 ele se casou novamente com a professora Jill Tracy Jacobs, sua esposa até hoje.

Corrida pela presidência

Joe Biden concorreu à nomeação pelo Democratas para as eleições presidenciais em dois pleitos, de 1987 e 2008, ambos sem sucesso. Na primeira ocasião, a campanha não foi para frente devido a acusações de plágio no texto de um discurso usado por ele em um debate, o que também trouxe à tona outra acusação de plágio ocorrida em um trabalho quando estava na faculdade de Direito. Diante da polêmica que se formou e acusações, ele abandonou a candidatura três meses após anunciá-la.

Já em 2008, desistiu novamente após ficar muito atrás nas prévias, mas posteriormente foi escolhido como candidato a vice-presidente na chapa de Barack Obama, que venceu as eleições. Como vice-presidente, foi contra o aumento das forças dos Estados Unidos no Afeganistão e desaconselhou o ataque a Osama bin Laden.
Outras responsabilidades de Biden como vice-presidente incluíram pressionar o Congresso a apoiar as negociações nucleares com o Irã, construir apoio internacional para os acordos climáticos de Paris, representar os interesses americanos na China e encorajar reformas democráticas na Ucrânia.

Após encerrar o segundo mandato como vice de Obama, Biden se tornou docente na Universidade da Pensilvânia. Durante o período em que ficou afastado das funções políticas, manteve um discurso crítico em relação ao presidente Trump.

Biden foi eleito por um forte sentimento de aversão a Trump entre parte da sociedade americana. O ex-vice de Barack Obama se apresentou como a solução para curar o país da crise de saúde, provocada pela pandemia de coronavírus, e também da extrema polarização social que divide os americanos.

Comentário

Página 10 de 1780

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis