Timber by EMSIEN-3 LTD
Segunda, 20 Maio 2019 19:54

Idenor faz autodefesa e chora ao lembrar dificuldades enfrentadas Destaque

Escrito por
Idenor Machado foi veemente e ainda desafiou os vereadores a provarem que ele cometeu ilegalidades Idenor Machado foi veemente e ainda desafiou os vereadores a provarem que ele cometeu ilegalidades Reprodução/YouTube

O vereador Idenor Machado (PSDB), afastado das funções por medida judicial, voltou a ocupar a tribuna da Câmara, agora na condição de investigado da operação ‘Cifra Negra’ e apontado como culpado no relatório concluído pela Comissão Processante instalada na Câmara depois que ele foi preso juntamente com os outros dois afastados, Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM), e chorou logo de início, ao saudar familiares e amigos que ocupam a maior parte das galerias, no plenário.

Antes, ao lado do advogado Felipe Azuma, ele ouviu a leitura das peças preparadas pela defesa que patrocinam a causa defendida por ele. A Câmara “não pode ceder a uma máxima que se criou de que, depois que o cidadão virou político, passa a ser sempre o errado”, protestou a defesa, ao pedir que o relatório seja julgado improcedente.

Ao fim, desafiou os demais membros a provarem que ele tirou “um centavo” da Câmara ou que deu algum dinheiro pra mulher [Laís, presente com os filhos, no plenário] guardar para depois viajarem. A fala dele foi várias vezes interrompida por manifestações de apoio. Um único vereador, o líder da prefeita Délia Razuk (PR) na Câmara, Bebeto, do mesmo partido dela, fez veemente defesa de Idenor. “Minha decisão é consciente, nunca vi aqui nada que desabonasse a conduta do vereador Idenor”, discursou Bebeto.

Última modificação em Terça, 21 Maio 2019 14:00
  • al sustentavel 2
  • kikao professor

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus