Imprimir esta página
Terça, 10 Dezembro 2019 17:45

Vereadores apoiam luta do Sinjorgran pelo registro profissional da categoria Destaque

Escrito por
Presidente do Sindicato dos Jornalistas da Grande Dourados, Karine Segatto, discursa na sessão da Câmara Presidente do Sindicato dos Jornalistas da Grande Dourados, Karine Segatto, discursa na sessão da Câmara Assessoria/CMD

A Câmara de Dourados recebeu, durante a sessão ordinária desta segunda-feira (9), membros da diretoria do Sinjorgran (Sindicato dos Jornalistas Profissionais na Região da Grande Dourados), oportunidade em que a presidente da entidade, jornalista Karine Segatto, que usou a tribuna para falar sobre os efeitos da Medida Provisória 905/2019, que revoga artigos da CLT (a Consolidação das Leis Trabalhistas) e de leis específicas que determinavam a obrigatoriedade de registro profissional para carreiras que não são regidas por conselhos de classe, como jornalista, publicitário e radialista, além de outras oito categorias.

A presidente do sindicato leu, durante o período na tribuna livre, o manifesto redigido pelo Sinjorgran. Ela apontou que, ao extinguir o registro para jornalista e as outras profissões, a MP “acabou com a garantia do mínimo necessário para a atuação profissional adequada”.

“É preciso defender os jornalistas e o jornalismo”, ressaltou Karine. A MP 905/2019 foi publicada no dia 12 de novembro de 2019, pelo presidente Jair Bolsonaro. A ação de conscientização e luta contra a medida em Dourados, tem parceria do sindicato, acadêmicos e do curso de Publicidade e Propaganda da Unigran e Clube de Imprensa.

O vereador Alan Guedes (DEM), presidente da Casa de Leis, também usou a tribuna para reafirmar o apoio da Câmara de Dourados à luta do Sinjorgran. “Sem jornalismo, não há democracia. Nosso reconhecimento é pela luta dos jornalistas, publicitários, radialistas, em verem a sua profissão relegada ao fracasso, mediante a medida provisória arbitrária e que me causa constrangimento”, pontuou.

O parlamentar ainda apontou que irá submeter uma minuta de moção coletiva e encaminhá-la à Bancada Federal de Mato Grosso do Sul, à mesa diretoria do Senado da República, à mesa diretora da Câmara dos Deputados, à Assembleia Legislativa de MS e ao Sinjorgran. “Esta ação é para juntos lutarmos contra esta medida antidemocrática, inaceitável para o momento e para a maturidade que a democracia brasileira vive”, finalizou o presidente da Câmara de Dourados.

Por fim, os vereadores ainda entregaram Diploma de Jubileu de Pérola ao Sinjorgran, pelos 30 anos de sua fundação, marcando também o Dia Nacional de Luta em Defesa do Registro Profissional.

Ordem do Dia

Em 2ª discussão e votação, foi aprovado Projeto de Lei do Poder Executivo, que dispõe sobre a LOA (Lei Orçamentária Anual), exercício financeiro 2020, com emendas indicativas e modificativas anexas. Ainda foi aprovado o Projeto de Lei, também do Poder Executivo, que instituiu a Base cartográfica do Município.

De autoria do vereador Mauricio Lemes (PSB), foram aprovados os projetos que denominam como “Rua Enoque Vieira Cavalcante”, “Rua Alberto Campos Perdomo” e “Rua Izidoria Fernandes Ferreira” as ruas GV 14 A, GV 14 C, GV 01, localizadas no Residencial Greenville, e como “Rua Claudinei de Luca” a Rua Projetada 01, no Bairro Vila Rubi.

Do vereador Madson Valente (DEM), foi aprovado o Projeto de Lei que denomina como “Rua Daniel Alves da Silva” a Rua A, localizada no Residencial Martineiz Alves da Silva, no distrito de Vila Vargas. Ainda foi aprovado o Projeto de Lei, de autoria do vereador Braz Melo (PSC), que denomina como “Unidade Básica de Saúde Vereador Joel Pizzini” o Posto de Saúde localizado na Vila Rosa.

De Olavo Sul (Patriota), foi aprovado o Projeto de Lei que dispõe sobre a criação do Dia Municipal de Combate à Corrupção e promoção ao estímulo à transparência pública no município, que será comemorado anualmente no dia 9 de dezembro.

O Projeto de Lei do vereador Silas Zanata (Cidadania), que denomina como “Unidade Básica de Saúde Maria das Dores da Silva” o Posto de Saúde localizado no distrito de Panambi, foi aprovado por unanimidade.

Do vereador Cirilo Ramão (MDB), foi aprovado o projeto que denomina como “Rua João Marques Luiz (João Passarinho)” a Rua Marginal P5, localizada no fundo dos Bairros Porto Seguro e Jardim das Palmeiras.

Em 1ª discussão e votação, foi aprovado o Projeto de Lei Complementar, de autoria do Poder Executivo, que cria o anexo na Lei Complementar 329 de 18 de abril de 2.017, que dispõe sobre a estruturação organizacional da Prefeitura de Dourados.

Do vereador Alan Guedes (DEM), foi aprovado o Projeto de Lei que altera o artigo 1º da Lei 2.084/1996, que dispõe sobre denominação de ruas. Projeto de Lei de autoria do vereador Sergio Nogueira (PSDB), que declara de Utilidade Pública Municipal a Associação Educacional Ceminha, foi aprovado por unanimidade dos presentes.

Do vereador Mauricio Lemes, foram aprovados os projetos que denominam como “Rua Carolina Cimatti” a marginal localizada aos fundos dos residenciais Ecoville I, Jardim das Palmeiras e Porto Seguro, como “Maria Remédio Hidalgo Souza (Dona Preta)” a praça localizada no Jardim dos Cristais II, e como “Rua Florinda Giolando Lopes” e “Rua Odete Batista de Matos”, as ruas Projetada 21 CV e 10 CV, respectivamente, localizadas na Sitioca Campina Verde.

Ainda foram aprovados, do vereador Braz Melo (PSC), projetos que denominam como “Vereador Américo Monteiro Salgado” o Posto de Saúde no Parque dos Bem-Te-Vis e como “Dr. Luiz Antonio Alves” o Posto de Saúde do Parque das Nações II.

Dos vereadores Junior Rodrigues (PL) e Braz Melo, foi votado e aprovado o Projeto de Lei que denomina como “Vereador Áureo Garcia Ribeiro” o prédio do PAM (Pronto Atendimento Médico), em Dourados.

Os Projetos de Lei de autoria do vereador Silas Zanata (Cidadania), que denomina como “Unidade de Saúde Anair Dutra Calheiros” o Posto de Saúde localizado no distrito de Vila São Pedro, e como “Unidade Básica de Saúde Arino Pereira de Matos” o Posto de Saúde localizado na Vila Macaúba, no distrito de Guassú, em Dourados, também foram aprovados.

Dos vereadores Braz Melo e Silas Zanata, foi aprovado o Projeto de Lei que denomina como “Unidade Básica de Saúde Vereador Frederico Bernardo ‘Fritz’ Holtermann” a Unidade de Saúde localizada no distrito de Indápolis, em Dourados.

Os projetos de lei, do vereador Alan Guedes, que inclui no Calendário Oficial de Eventos do Município a Peixada Dourados News, a ser realizada anualmente no 3º sábado do mês de setembro, e a Festa da Criança do Lar Santa Rita, a ser realizada anualmente na 1ª quinzena do mês de outubro, também foram aprovados, além de Projeto de Lei do vereador Sergio Nogueira, que institui a Semana Municipal do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional, e Projeto de Lei do vereador Madson Valente, que institui a Semana Municipal de Conscientização sobre o TDAH (o Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade).

Em única discussão e votação, foram aprovados decretos legislativos que concedem diploma de Jubileu Prata Dourada à Igreja Assembleia de Deus – Ministério do Belém, pelos 42 anos de fundação, de autoria do vereador Bebeto; Diploma de Jubileu de Zinco à Escola Municipal Prefeito Luiz Antonio Alvares Gonçalves, alusivo aos 10 anos de sua criação, de Alan Guedes; e Diploma de Jubileu de Papoula ao Crefito-13 (Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional), alusivo aos 8 anos de sua fundação, de autoria dos vereadores Sergio Nogueira e Alan Guedes. (Com assessoria)

Redação Douranews

Mais recentes de Redação Douranews