Timber by EMSIEN-3 LTD
  • CORONA3
  • Dnews Whats
  • 10 anos
  • 10 anos1
Quarta, 15 Julho 2020 14:06

Investigados em operação do Gaeco são afastados das funções na Prefeitura Destaque

Escrito por
Secretário Carlos Dobes, com a prefeita Délia Razuk; ele é o segundo a deixar a pasta da Fazenda Secretário Carlos Dobes, com a prefeita Délia Razuk; ele é o segundo a deixar a pasta da Fazenda Divulgação/Assessoria

O Procurador Geral do Município, Sergio Henrique Pereira Martins de Araújo e o secretário municipal de Fazenda, Carlos Dobes Vieira, foram afastados das funções que exercem em cargos de confiança da prefeita Délia Razuk, por um prazo de 90 dias. A medida atende decisão judicial proferida nos autos do Processo nº 0900042.13.2020.8.12.0002, da 2ª. Vara Civel de Dourados.

Os dois são apontados como os principais alvos da operação ‘Contágio’, desenvolvida na manhã desta quarta-feira (15) pelas equipes do Gaeco, grupo de combate ao crime organizado, do MPE (Ministério Público Estadual), e que cumpriu mandados de busca e apreensão nas casas de Dobes e Sérgio Henrique, além da ex-secretária de Saúde, Berenice de Oliveira Machado de Souza, igualmente afastada pelo mesmo período, como parte integrante dos autos da investigação.

O Decreto 183, assinado pela prefeita Délia Razuk (PTB), também afastou por 90 dias as servidoras Nara Katiane Gomes Matoso, Camila Barboza de Lima e Patrícia Damares da Silva. Para o lugar de Sérgio Henrique na PGM foi designada a Procuradora Geral Adjunta Tayla Campos Weschenfelder e a pasta da Fazenda continuava sem titular até o meio da tarde desta quarta. Dobes é servidor de carreira do Município e já ocupava o lugar do ex-secretário João Fava, que chegou a ser preso em operação anterior do Gaeco, também sob suspeitas de desvios em licitações. 

Em nota oficial, p MPE disse que a operação “Contágio” cumpre 14 mandados de busca e apreensão, além de 12 mandados com a fixação de medidas cautelares criminais em desfavor dos investigados (servidores públicos e particulares), e determina o afastamento dos cargos públicos e proibição de contratar com a Administração Pública, todas decorrentes da decisão proferida pelo juízo da 2ª Vara Criminal da comarca de Dourados.

A Operação "Contágio", segundo a nota, tem o objetivo de “desmantelar organização criminosa que estaria atuando em diversas fraudes em dispensas de licitação para aquisição de produtos e equipamentos no enfrentamento à Covid-19, no Município de Dourados”.

ENTREVISTA

  • unigran 150
  • Editais

O Tempo Agora

  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis