Timber by EMSIEN-3 LTD
  • cmd recess
Redação Douranews

Redação Douranews

Os candidatos inscritos às eleições para o cargo de conselheiro tutelar em Dourados, ao mandato 2020/2023, deverão fazer as provas escritas no domingo (28) que vem, conforme resolução do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), publicada na edição desta quinta-feira (18) do Diário Oficial do Município.

A prova escrita será aplicada na Faculdade Anhanguera, no horário das 8 horas até o meio-dia e o candidato deverá estar no local com 30 minutos de antecedência. O portão será fechado às 8 horas, impreterivelmente, informa a comissão organizadora, e a prova terá início às 8h15, pontualmente. A Anhanguera fica na rua Manoel Santiago, 1155, no Jardim Itaipu.

Já na edição do dia 17, foi publicada resolução eleitoral com a relação das inscrições deferidas e indeferidas dos candidatos a conselheiro tutelar. Do total de 37 inscrições, 32 foram deferidas e cinco indeferidas por não atenderem aos requisitos estabelecidos em edital.

Eleição

A eleição será no dia 6 de outubro e destina-se à escolha de dez membros titulares e dez suplentes que atuarão nos Conselhos Tutelares Centro (cinco titulares e cinco suplentes) e Leste (mesma quantidade) durante mandato de quatro anos.

Podem votar na escolha dos conselheiros tutelares todos os cidadãos maiores de 16 anos inscritos como eleitores no município de Dourados e que estejam quites com as obrigações eleitorais.

Comentário

A proposta nasceu a partir do momento em que, sem um comunicado oficial, o Governo Federal publicou, no Diário Oficial da União, na semana passada, o corte de R$ 1,2 bilhão em recursos programados no orçamento para suplementar ações do Ministério do Desenvolvimento Regional, retirando apenas de Dourados recursos da ordem de R$ 30 milhões que seriam destinados às obras do Aeroporto Regional Francisco de Matos Pereira.

Participantes do encontro convocado por Alan Guedes, a Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados), a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), o Sindicom (Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados), o Sindicato Rural de Dourados, Clube de Imprensa de Dourados, Udam (União Douradense das Associações de Moradores), além de vereadores e enviados da Prefeitura, decidiram criar o Conselho para encampar, a partir da demanda em torno do aeroporto, as demais questões relevantes ao Município.

Na abertura, o presidente da Câmara convidou o superintendente do Aeroporto em Dourados, Juliano Domingos, para informar o estágio atual do serviço prestado na cidade. “Entre 2014/15 tivemos duas companhias operando e o movimento de passageiros chegou a superar 10 mil pessoas no mês, atualmente temos apenas a Azul Linhas Aéreas com dois voos diários e uma movimentação da ordem de seis mil passageiros/mês, além de aeronaves particulares que se utilizam do nosso terminal; por isso, a importância de dotar o Aeroporto de uma infraestrutura para melhor atender no dia-a-dia”, informou.

Pela Associação Comercial, o presidente Nilson dos Santos lembrou a luta pela implantação do aeroporto de Dourados [o material para a cobertura do primeiro terminal de passageiros implantado na área, ainda na década de 70, foi doado pela então Acid, a Associação Comercial e Industrial de Dourados] e dos esforços realizados junto às autoridades para melhorar a logística de atendimento aos empresários. “Já em 2002 fomos a Brasília, com o atual vice-governador Murilo Zauith (DEM), pleitear junto ao secretário nacional da Receita Federal um Porto Seco para Dourados, e essa luta permanece atual”. O diretor de Assuntos Estratégicos da Aced, Domingos Venturini, defendeu a criação do Conselho para tratar da demanda atual, do aeroporto, “mas também para fazer chegar ao Governo, aos representantes eleitos da bancada federal do Estado no Congresso Nacional e às demais autoridades de Brasília as reivindicações não só de Dourados, mas dessa região, que é abastecida pelo nosso município”.

O assessor especial da Prefeitura, ex-prefeito José Elias Moreira, designado pela prefeita Délia Razuk (PL) para o encontro, falou da necessidade de elaborar bons projetos e “de pensar grande”, seja no encaminhamento agora dessa questão pontual, como nos demais projetos, incluindo a ligação ferroviária e a presença de Dourados na rota bioceânica, para levar a produção regional aos principais mercados mundiais. O secretário municipal de Serviços Urbanos, Fabiano Costa, acompanhou José Elias na Câmara.

Também reforçaram a proposta do Conselho os vereadores Alberto Alves dos Santos -Bebeto (PL), Marcelo Mourão (PRP), Mauricio Lemes (PSB), Junior Rodrigues e Jânio Miguel (ambos do PL). Os vereadores Romualdo Ramim (PDT), Lia Nogueira (PL), Olavo Sul (Patriotas) e Juarez de Oliveira (MDB) também participaram da reunião.

Documento

Fechando o encontro, o vereador Alan Guedes anunciou que um documento, com o resultado desses encaminhamentos, será entregue já nessa segunda-feira (22), ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em agenda onde o presidente da Câmara irá se reunir em Campo Grande, juntamente com o governador do estado, Reinaldo Azambuja (PSDB) e o prefeito da capital, Marquinhos Trad (PSD).

“É importante aproveitar essa sintonia do ministro junto ao presidente Jair Bolsonaro, vamos fazer chegar ao chefe da Casa Civil, ministro Onix Lorenzoni, essa preocupação de Dourados, da mesma forma que iremos acionar a bancada do Estado em Brasília, nossos representantes na Assembleia Legislativa, o governador Reinaldo Azambuja e o nosso vice-governador e secretário estadual de Infraestrutura, Murilo Zauith, além de reforçar ao secretário nacional da Anac (Agência de Aviação Civil do Governo), Raul Glauzmann, a confiança de que a fala dele, de que os recursos não serão desviados da obra do aeroporto, como disse em evento nesta quinta-feira (18) em Campo Grande, será materializada com a garantia dessas emendas de bancada para atender nossa prioridade”, enfatizou o presidente da Casa de Leis douradense.

Comentário

A audiência pública proposta pelo vereador Elias Ishy (PT) para tratar do PLC (Projeto de Lei Complementar) 018/2019 foi suspensa após reunião realizada na Reserva na noite desta quinta-feira (18) durante encontro indicado pela Comissão de Assuntos Indígenas da Câmara de Dourados, presidida pelo vereador Olavo Sul (Patriota).

O evento seria realizado na segunda-feira (22) na Casa de Leis, e abordaria a alteração do dispositivo da Lei 310/2016, que instituiu o PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração) dos servidores da Administração Geral e que prevê a extinção de 430 cargos, como de ‘auxiliar de manutenção indígena’. O PLC foi encaminhado pela Prefeitura para a pauta da última sessão do semestre, antes do recesso parlamentar, mas não entrou na ordem do dia.

A intenção da administração, segundo explicação da Procuradoria, era a de trabalhar com a terceirização dos serviços gerais. Segundo Ishy, no entanto, é necessário ampliar o debate, principalmente, ouvindo a comunidade. As falas na Reserva foram críticas, como quanto à precarização do trabalho e falta de servidores municipais.

A reunião contou com a presença de lideranças indígenas, do presidente da Comissão, das vereadoras Daniela Hall (PSD) e Lia Nogueira (PR), bem como da assessoria do mandato do vereador Ishy. Como encaminhamento, foi criada uma comissão da comunidade para participar da próxima pré-pauta, além de solicitação de um técnico da Prefeitura para falar sobre o projeto a todos.

Se as conversas não avançarem, foi tirado o indicativo de realizar a audiência no decorrer da semana, informou o vereador, via assessoria.

Comentário

A brasileira Nathalie Moellhausen conquistou nesta quinta-feira (18), em Budapeste, a medalha de ouro no Campeonato Mundial de Esgrima. O resultado é inédito para a esgrima brasileira, publica a Agência Brasil de notícias.

Ao comemorar a vitória de Nathalie, o presidente da Confederação Brasileira de Esgrima, Ricardo Machado, classificou de "espetacular" o feito da atleta. "Espetacular, Nathalie! Nos encheu de orgulho! A esgrima brasileira está em festa e, agora, somos todos campeões mundiais!", disse Ricardo Machado.

Italiana naturalizada brasileira, Nathalie tem 33 anos e derrotou na final individual de espada a chinesa Sheng Lin. Antes de competir pelo Brasil, Nathalie defendia a Itália. Nos Jogos Pan-Americanos de 2015, ela conquistou a medalha de bronze e, nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016, chegou às quartas de final, terminando entre as oito melhores da competição. Foi escolhida a melhor esgrimista do ano no Prêmio Brasil Olímpico de 2018.

Comentário

O brasileiro, Agnaldo Correa Lesme, de 48 anos, dono de uma fazenda no Paraguai, foi executado a tiros na manhã desta quinta-feira (18) quando transitava em uma caminhonete da marca Toyota Hilux próximo a Linha Internacional, entre as cidades de Capitan Bado no Paraguai e a brasileira Coronel Sapucaia, em Mato Grosso do Sul e atacado por dois homens que estavam em uma motocicleta.

O pistoleiro que estava na garupa da moto disparou várias vezes contra Agnaldo que foi atingido por tiros de pistola 9mm e morreu na hora. Agentes da Policia Nacional do Paraguai de Capitan Bado que visualizaram a ação saíram em perseguição aos pistoleiros que acabarm abordados e presos e identificados como paraguaio Wenceslau Oviedo Acosta, de 29 anos e o brasileiro Rubens Torales Huerta.

Com a dupla foi apreendida a arma usada no crime para matar o pecuarista e uma moto Kenton com placa do Paraguai. Os dois foram levados para a sede da Polícia Nacional do Paraguai. Depois de várias execuções e crimes na fronteira, essa foi uma das raras ocasiões em que envolvidos foram presos.

Comentário

Já está praticamente tudo pronto para a abertura da 17ª edição do Campeonato Interdistrital de Futebol de Campo, que este ano será disputado por nove equipes, divididas em três chaves. A informação é do diretor de Esportes da Funed (Fundação de Esportes de Dourados), Jânio Amaro.

Organizada e realizada pela Funed, a competição mobiliza desportistas de todas as localidades rurais de Dourados e depois de alguns anos sem ser realizada, foi resgatada pela atual administração, como forma de levar lazer e entretenimento às comunidades.

Jânio Amaro diz que a abertura oficial do 17º Interdistrital será no dia 4 de agosto, às 8 horas, no estádio Ataíde Pimenta dos Reis, no Panambi, distrito do campeão da edição 2018.

Por meio de sorteio, realizado no inicio do mês, ficou definido que a Chave A será formada pelas equipes dos Veteranos Panambi, Nacional de Vila Vargas e Colonial de Indápolis. Na Chave B estarão a AAVF (Associação Atlética Vila Formosa), AAVV (Associação Atlética Vila Vargas) e Clube Atlético Panambi. Já na Chave C estarão as equipes do Santo Antônio da Picadinha, Cooperativa e o Esporte Clube São Pedro.

As oito melhores equipes em pontuação ao longo da competição entrarão na fase do mata-mata. Os confrontos serão entre a 1ª colocada e a 8ª, a 2ª e 7ª, a 3ª e 6ª e a 4ª enfrentando a 5ª colocada.

Novidades

Mantendo a tradição, a cerimônia de abertura será às 8 horas, com a apresentação das nove equipes e em seguida a primeira partida. Além dos clubes dos distritos que participaram nas cinco edições anteriores, a novidade para este ano será o retorno da equipe de Picadinha.

Outra novidade este ano é que, ao contrário das edições anteriores, as partidas serão realizadas no período da manhã, exceto as decisões de terceiro e primeiro lugares, que serão à tarde.

De acordo com Antônio Carlos Barbosa, o Kaká, coordenador geral da equipe de esportes da Funed, todos os jogadores que estavam relacionados no ano passado, automaticamente estarão aptos a participar neste ano. Já os novos atletas deverão apresentar comprovante de votação das eleições de 2018, nas seções e zonas eleitorais dos distritos que representam.

Outra novidade desta edição é que a final será em jogo único, no estádio da equipe que realizou a melhor campanha durante a competição. A preliminar será a disputa pelo terceiro lugar. Como premiação, haverá troféus e medalhas para os três primeiros colocados e troféu para o melhor goleiro, artilheiro e equipe mais disciplinada.

Comentário

Tucanos de Mato Grosso do Sul dão a largarda para as eleições de 2020 nesta sexta-feira (19) em Campo Grande com o Encontro de Presidentes dos Diretórios Municipais do PSDB, das 9 às 17 horas na sede do diretório regional, coordenado pelo Instituto Teotônio Vilela.

O governador Reinaldo Azambuja, um dos palestrantes, vai apresentar às 11 horas o painel "PSDB MS e o jeito tucano de governar". Além de deputados, prefeitos e vereadores, o evento contará com a presença do presidente nacional do Instituto, Pedro Cunha Lima, e o consultor em marketing político eleitoral Fabrício Moser.

O deputado federal Beto Pereira, secretário nacional do PSDB e presidente do Instituto Teotônio Vilela em MS, diz que o advogado Ary Raghiant Neto vai falar, como convidado, das novas regras eleitorais, como o fim das coligações proporcionais na próxima eleição. O presidente estadual da sigla, Sérgio de Paula, afirma: "Vamos discutir o resgate ideológico do partido, aonde queremos chegar", como repercute o jornalista Marco Eusebio no blog Entrelinhas da Notícia.

Comentário

O vereador Carlito do Gás (Patriota) espera que seja votado ainda este ano o Projeto de Lei 085/2017, de autoria dele que “dispõe sobre a instalação de banheiros, assentos e bebedouros em casas lotéricas localizadas no município de Dourados”. Parecer da Procuradoria Jurídica da Câmara já opinou pela legalidade do projeto, mesmo caminho seguido pela Comissão de Justiça, Legislação e Redação durante reunião de membros realizada no dia 26 de junho.

De acordo com a assessoria do parlamentar, as duas instancias reforçaram os argumentos usados por Carlito na justificativa do projeto e reiteraram o fato da proposta não estar pretendendo legislar sobre moeda, política de câmbio ou outros itens sob atribuição da Caixa Econômica Federal. Nos argumentos, decisão do Supremo Tribunal Federal afirmando ser possível aos municípios “impor obrigações por meio de Lei Municipal para proporcionar conforto aos usuários das Casas Lotéricas”.

A medida proposta por Carlito regulamenta no âmbito do município a Lei Estadual 4.101 de 25 de outubro de 2011 e já virou lei também em outros municípios. Suscinto, o projeto tem oito artigos que impõem obrigações e sanções ao descumprimento das medidas elencadas. Essas sanções seguem as previstas no CDC (Código de Defesa do Consumidor). As casas lotéricas ficam obrigadas a disponibilizarem aos seus usuários banheiros femininos e masculinos, inclusive adaptados às pessoas com deficiência, assentos e bebedouros de água contendo copos descartáveis.

“A vida moderna exige aos cidadãos o contínuo comparecimento aos bancos, casas lotéricas, instituições de crédito ou locais de pagamentos de contas.A enorme aglomeração de pessoas e, em muitos casos a demora no atendimento, exigem o oferecimento de instalações adequadas ao público”, ponderou Carlito, que tem sido um constante defensor dos diretor dos consumidores. Recentemente, apresentou outro projeto, polémico, mas bem fundamentado legalmente e já aprovado em outros municípios: o que obriga a empresas de ônibus evitar humilhações às crianças que tem gratuidade e que hoje tem que passar embaixo de catracas ou serem “puladas” pelos pais ou acompanhantes.

“Sei que são projetos polêmicos mas precisamos garantir, como legisladores, a dignidade dos cidadãos. As filas enormes mostram que esse grande número de pessoas, muitas vezes mães com crianças de colo ou idosas, precisam ser ter tratamento digno, a exemplo de outros usuários de serviços públicos, por concessão ou permissão”, disse referindo-se à Câmara.

Comentário

Dados divulgados pela Sejusp (Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública) indicam que, em média, 178,1 toneladas de drogas foram retiradas de circulação durante os primeiros seis meses de 2019. O número mais expressivo de apreensões é o de maconha, totalizando 174,5 toneladas, o que significa um aumento de 21% em relação ao resultado de 2018. O balanço apresentado aponta que, em média, 966 quilos desta droga são apreendidos diariamente.

As ações que resultaram na apreensão dos entorpecentes envolveram, principalmente as equipes Denar (a Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), do 14º Batalhão da Polícia Militar Rodoviária, do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e da Defron (Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira), esses dois últimos baseados em Dourados e com atendimento na faixa de fronteira.

De acordo com o comandante da Polícia Rodoviária Estadual, tenente-coronel Wagner Ferrari, as apreensões feitas pela unidade cresceram 22%, ou seja, foram tiradas de circulação mais de 37 toneladas de drogas somente neste semestre. “A PMR tem investido fortemente na presença policial, inteligência, análise criminal e utilizando de toda tecnologia disponível no enfrentamento ao crime, consciente de que ao barrarmos drogas em Mato Grosso do Sul o ciclo criminoso que atinge todo o país é cortado”, enfatizou o tenente-coronel.

Entre janeiro e junho deste ano, em ações diárias de repressão ao tráfico de drogas em Campo Grande, a Denar apreendeu 624,5 quilos de maconha e 95,4 de cocaína. Além disso, foram registrados 224 boletins de ocorrência, 54 pessoas foram detidas por posse de drogas, 565 inquéritos instaurados e foram lavrados 178 TCOs (termos circunstanciados de ocorrência), para apurar o tráfico de drogas na Capital.

Conforme o delegado titular da Delegacia Especializada, a unidade tem atuado em três frentes [repressão ao narcotráfico, a prevenção ao uso de drogas, com palestras em escolas públicas e privadas e também na destruição de drogas], trazendo um caráter pedagógico aos trabalhos desenvolvidos. “É uma forma de demonstrarmos à sociedade tudo o que produzimos em termos de combate ao crime desde o começo, com a prisão, passando pela condenação e chegando a ação fim de combate ao narcotráfico que é a destruição daquilo que foi apreendido”, explica Ferrari.

Diretamente ligado à Sejusp, o DOF realiza o policiamento de recobrimento ao longo da faixa de fronteira e, somente nos primeiros meses de 2019, tirou de circulação 55 toneladas de drogas. O comandante do departamento, tenente-coronel Marcos Paulo, destaca que esse resultado se deve as estratégias adotadas pela direção DOF, entre elas está a otimização dos meios que permite a realização de uma análise mais aprofundada em relação ao mapa de criminalidade e às ações integradas das áreas de inteligência das polícias do Estado.

“Os números mostram que o nosso planejamento está produzindo efeitos positivos para a segurança pública. Para se ter uma ideia, em todo o ano de 2018 apreendemos 66 toneladas, e somente no primeiro semestre já quase chegamos ao mesmo resultado. Sem contar as apreensões de 77.225 mil pacotes de cigarros, 410 veículos e outros 69 recuperados de roubo ou furto, além de 180 pessoas presas e 39 foragidos da Justiça capturados”, enumerou o comandante do DOF.

Desde 2014, Mato Grosso do Sul divide com a União o papel de combater o narcotráfico no Estado, que é considerado um “corredor do tráfico” em razão dos 1.517 quilômetros de fronteira com o Paraguai e Bolívia. De lá para cá, as forças policiais estaduais já apreenderam 1.462.407,33 toneladas de drogas, principalmente maconha e cocaína, que tinham como destinos os grandes centros nacionais e internacionais, conforme os números apurados pela Sejusp.

Comentário

Mais de 11 mil famílias solicitaram desligamento voluntário do Bolsa Família em 2019, segundo o Ministério da Cidadania. Geralmente, o cancelamento do benefício é pedido quando o beneficiário consegue um emprego formal. O programa atende cidadãos em situação de pobreza e de extrema pobreza e inclui famílias com renda por pessoa entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais, desde que tenham crianças ou adolescentes de até 17 anos, divulga a Agência Brasil de notícias.

Segundo a pasta, se a família que solicitou o desligamento voluntário precisar novamente do benefício, o processo é simples. Se o pedido foi há menos de 36 meses, basta procurar o setor responsável pelo Bolsa Família na sua cidade, levar a documentação e solicitar a reversão do cancelamento.

Famílias consideradas abaixo da linha da pobreza, com renda per capta de até R$ 178 por mês, tem retorno garantido ao programa. Para solicitar a reinclusão, o beneficiário deve procurar o setor responsável pelo Bolsa Família do município onde reside, com CPF ou título de eleitor e documento de identificação do responsável familiar. Além disso, é preciso apresentar a documentação de todos os integrantes da família, para atualizar o cadastro.

Comentário

Página 1 de 1373

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus