Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

A prefeita Délia Razuk continua negando, mas a equipe que a cerca trabalha animada com a possibilidade de um novo mandato a partir das eleições do ano que vem. Tanto que uma festa, mobilizando assessores e ocupantes de cargos de confiança, foi organizada para este sábado (14), quando o ex-senador Delcidio do Amaral, presidente estadual do PTB, veio a Dourados para confirmar a filiação da prefeita ao partido.

Entre os mais animados, o deputado Neno Razuk, que chegou a presidir a legenda no Estado até que o dirigente nacional Roberto Jefferson resolvesse transferir o comando regional para um nome com o quilate de Delcidio, tem se esforçado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul para defender o mandato da mãe.

Deputado de primeiro mandato, e sem o traquejo que demonstrou já na estreia o pai, Roberto Razuk, que também foi eleito pelo PTB na década de 80, Neno ainda tem a sorte de contar com a experiência do assessor Archimedes Lemes Soares para enfrentar a metralhadora giratória, disparada principalmente pelo tucano Marçal Filho que repercute da tribuna da Casa todos os recadinhos que recebe de populares pela sua rádio 94FM contra a atual administração.

A última pesquisa do instituto Ranking, realizada entre os dias 2 e 3 deste mês, quando foram ouvidas 500 pessoas na área urbana de Dourados e em alguns distritos, mostrou que a prefeita é a mais rejeitada (com 20,75%) entre os nomes que se colocam como eventuais candidatos à disputa da Prefeitura nas eleições do ano que vem, seguida bem de perto pelo ex-adversário dela nas eleições de 2016, o atual secretário de Saúde do Estado, Geraldo Resende (PSDB), com 15,50%. O menos rejeitado é o ainda desconhecido da maioria dos eleitores, o empresário Rodolfo Nogueira, com 2,25%

Comentário

O ex-prefeito de Campo Grande e ex-senador Juvêncio César da Fonseca, morreu na madrugada deste sábado (14), aos 84 anos de idade. Ele estava internado, há dois meses, no Proncor da Capital, depois de diagnosticado no passado com uma osteomelite (infecção no osso causada por bactérias ou fungos) que sempre provocava complicações da saúde, conforme confirmou a esposa Suely Brandão.

O funeral do ex-prefeito e ex-senador acontece no cemitério Parque das Primaveras onde ocorrerá o sepultamento às 15 horas, publica o site Campo Grande News.

Juvêncio César da Fonseca era formado em Direito pela Faculdade Cândido Mendes, no Rio de Janeiro e chegou a atuar como defensor público. Foi secretário estadual de Educação no início do governo Marcelo Miranda em 1980 e em 1983 elegeu-se vereador, permanecendo na função em 1985, quando candidatou-se à prefeitura de Campo Grande, sendo eleito para o primeiro mandato, de 1986-1988.

Ele ainda comandaria a cidade mais uma vez, de 1993 a 1996 e em 2000 foi eleito senador, cargo que ocupou até 2007. Um dos suplentes de Juvêncio foi o pecuarista douradense Celso Dal Lago. Na gestão do ex-governador André Puccinelli (MDB), o ex-senador ainda atuou como assessor especial na governadoria.

Comentário

Pra encerrar a primavera e anunciar a chegada do verão, uma nova frente fria deve vir ao Mato Grosso do Sul nesta segunda-feira (16) trazendo chuva e derrubando as temperaturas que podem chegar até 18°C, estima o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

A nova frente fria deve atingir o Estado a partir do oeste e sudoeste provocando aumento de instabilidades, pancadas de chuva e trovoadas de intensidade moderada, ocasionalmente fortes, segundo o instituto. As regiões sul e sudeste também terão pancadas de chuva e trovoadas por vezes forte.

Mas, o fim de semana ainda promete muito calor, com chuva. Neste sábado (14), o tempo continua instável com temperatura de até 38°C. O céu será parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas especialmente à tarde, quando pode chover forte.

Comentário

Os pequenos negócios de Mato Grosso do Sul poderão contar em 2020 com mais de R$ 2 bilhões em recursos do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste). O valor foi aprovado pelo Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste. Em MS, são R$ 1,710 bilhão em recursos pelo Banco do Brasil, R$ 201,2 milhões que poderão ser financiados pelo Sicredi – ação que depende de mudança de legislação federal para vigorar – e R$ 100,6 milhões via Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul.

A vantagem do fi­nanciamento é a baixa taxa de juros das operações, que variam de acordo com o porte de cada cliente. Outro benefício são os prazos e carências diferenciadas. “O FCO contribui para o desenvolvimento econômico, é uma oportunidade para o setor empresarial, principalmente para os pequenos negócios, válida para quem está pensando em investir”, orienta o diretor de operações do Sebrae/MS, Tito Estanqueiro.

Pode solicitar o recurso qualquer empreendimento formalizado que tenha atividade produtiva no estado. No caso dos pequenos negócios, é preciso pertencer a algum porte de empresa, o que varia segundo o faturamento anual. Para Microempreendedor Individual, o rendimento é de até R$ 81 mil; Microempresa até R$ 360 mil e Empresa de Pequeno Porte acima de R$ 360 mil e até R$ 4,8 milhões.

Somente no FCO Empresarial, as linhas de financiamento incluem os setores de Desenvolvimento Industrial; Infraestrutura Econômica; Turismo Regional; Desenvolvimento dos Setores Comercial e de Serviços; e Ciência, Tecnologia e Inovação.

2019

Neste ano, também foram disponibilizados R$ 2 bilhões no FCO. Os recursos foram totalmente aplicados em novos negócios das áreas Rural e Empresarial. Somente no FCO Empresarial, a maior parte das contratações foram feitas pelas Micro e Pequenas Empresas, o equivalente a 75%, informa o Sebrae.

Os interessados em obter os recursos devem ir até às agências bancárias com a documentação em mãos, para verificar a viabilidade e enquadramento do projeto. No caso de financiamento menor a R$ 1 milhão, é possível apresentar apenas uma proposta simplificada. Mais informações no site.da Semagro, a Secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, que intermedia essas linhas de crédito em Mato Grosso do Sul.

Comentário

Representantes da Secretaria de Saúde, encarregados do processo de intervenção que foi prorrogado por mais cinco meses na tentativa de corrigir os rumos de gestão da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados), entregaram na manhã desta sexta-feira (13) o relatório de prestação de contas sobre a intervenção feita até agora, aos membros da Comissão de Saúde da Câmara.

Além dos representantes da Prefeitura, através da secretária de Saúde, Berenice de Oliveira Machado e do diretor-técnico e da Fundação, Rodrigo Aparecido Bezerra da Silva, o presidente da Comissão Permanente de Higiene e Saúde, vereador Elias Ishy (PT) e membros do Ministério Público Estadual, da Defensoria Pública e da Comissão de Saúde da OAB (Ordem de Advogados do Brasil) participaram da reunião.

Durante a prestação, foi apresentado pelo diretor técnico da Funsaud os dados apurados até agora, como despesas e licitações feitas após a intervenção, durante o período de seis meses. Porém, para o presidente da Comissão de Saúde da Casa de Leis, a apresentação não foi satisfatória. “Nós esperávamos que, depois de seis meses de intervenção, eles apresentassem os principais problemas que foram encontrados e quais as soluções que se apontam”, comentou o vereador Elias Ishy.

“O que nos interessa, o que interessa para a população, são quais medidas foram tomadas. Esperávamos medidas práticas e nos foi apresentado apenas um relatório contábil. Ficou muito solta esta prestação de contas”, avaliou o vereador.

A secretária de Saúde, Berenice de Oliveira Machado, apontou que tratativas estão sendo realizadas entre a prefeita de Dourados, Delia Razuk (PTB), e a Procuradoria do Município, sobre a intervenção. Os vereadores Alan Guedes (DEM), Olavo Sul (Patriota), Bebeto (PL) e Braz Melo (PSC) também participaram do encontro de prestação de contas.

Comentário

A Câmara de Dourados entregou nesta sexta-feira (13), 140 camisetas serigrafadas para padronização da vestimenta dos colaboradores envolvidos na revisão de eleitorado do município, após parceria firmada em celebração ao Termo de Cooperação com o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de MS). A união entre as instituições visa a prestação de serviços de interesse público em apoio ao funcionamento da Justiça, principalmente no que se refere à fomentação da biometria.

No ato de entrega, Rosimeire Colhado, coordenadora da Central de Atendimento de Biometria e chefe do Cartório Eleitoral, recebeu as camisetas, em nome do presidente do Tribunal em exercício, desembargador Divoncir Schreiner Maran, das mãos do presidente do Poder Legislativo municipal, vereador Alan Guedes (DEM). A solenidade contou ainda com a presença de representantes do Tribunal, e dos vereadores Elias Ishy (PT), Braz Melo (PSC) e Olavo Sul (Patriota).

“É o resultado do trabalho coletivo. Sabemos da importância do recadastramento eleitoral, pois não podemos correr o risco de diminuir o número de eleitores, porque quanto mais pessoas votarem, mais se legitima o processo eleitoral. Colaborar com essa campanha vai fazer com que as pessoas sejam atingidas e atendidas. Temos uma gratidão pela procura da Câmara nesta parceria”, afirma Alan Guedes.

Os trabalhos ganharam intensidade para atender 110 mil eleitores que não tinham biometria no 2° maior colégio eleitoral do Estado. Segundo Rosimeire Colhado, faltam ainda cerca de 40 mil eleitores para fazer o cadastro biométrico. Ela agradeceu a Câmara de Dourados, e citou que “a biometria é do município, é uma força tarefa que o Tribunal está disponibilizando com as parcerias da Prefeitura, Exército Brasileiro e Câmara. É interesse de toda a população, dos vereadores, do TRE que o pessoal atualize seus dados cadastrais. Para o eleitor é uma segurança no dia da eleição o fato dele ser reconhecido pela digital”, garante a coordenadora.

O prazo para atualização encerra no dia 27 de março. O cadastro pode ser feito por meio de agendamento no link https://apps.tre-ms.jus.br/AgendaBiometria/publico/index.jsp, ou pessoalmente no Cartório Eleitoral de Dourados, que fica na rua Montese, 435 – Jardim Londrina, das 7h30 às 13h30. Os trabalhos entrarão em recesso de fim de ano do dia 20 de dezembro a 2 de janeiro.

Comentário

Geladeira limpa, cama nova, televisão funcionando. Roupas lavadas na gaveta e lençóis com cheiro de amaciante. Elídia de Oliveira, de 72 anos, mal reconhece a própria casa, após a limpeza que terminou com a retirada de 10 caminhões de lixo, em Ribeirão Preto (SP).

Acumuladora, a idosa passou cerca de 10 anos guardando roupas velhas, móveis quebrados, materiais recicláveis, entulho e lixo doméstico dentro do imóvel. A situação estava crítica e o caso foi denunciado ao Comitê de Atenção às Pessoas em Situação de Acumulação.

“Não tenho por que não estar feliz. Olha tudo isso que fizeram para mim! Agora, tem que conservar, senão, de que adiantou fazer tudo isso? É daqui para melhor, não pode parar”, afirma e a moradora.

Elídia diz que comprou o imóvel, no Jardim Marchesi, na década de 1960. O local ficou alugado por muitos anos, enquanto ela vivia com a mãe na casa de um irmão, em um bairro vizinho. No início dos anos 2000, ela e o filho adotivo, de 22 anos, voltaram a morar na residência.

Desde então, a compulsão por recolher e guardar lixo dentro de casa foi se agravando, principalmente após a morte do marido. A idosa conta que perdeu o controle e já não encontrava mais solução para o problema, apesar dos alertas do filho.

A coordenadora do Comitê explica que entre os 10 caminhões de objetos recolhidos da casa, dois foram cheios com recicláveis. A venda desses materiais possibilitou arrecadar dinheiro para comprar alimentos à idosa, que até então só recebia o BPC (Benefício de Prestação Continuada) do Governo.

Comentário

Aprovada por unanimidade na Comissão de Constituição, Justiça e Redação, a emenda supressiva apresentada pelo deputado Barbosinha (DEM) ao PLC (Projeto de Lei Complementar) 017/2019 do Poder Executivo, preserva o direito de aposentadoria para policiais civis de Mato Grosso do Sul. O trecho que o parlamentar propôs que fosse retirado proibia a transferência para a reserva quando, no caso de policial militar, estivesse respondendo a inquérito ou processo.

O projeto que prevê acréscimos e alterações na Lei Orgânica da Policia Civil do Estado de Mato Grosso do Sul foi aprovado pelos deputados na sessão desta quinta-feira (12), com emendas.

O deputado Barbosinha propôs retirada do trecho, contido no parágrafo único do artigo 174 da Lei, que previa a cassação da aposentadoria ou da disponibilidade de policiais civis inativos que, na atividade, tivessem cometido falta punível com a demissão.

Outro projeto que teve a contribuição do deputado Barbosinha, foi o do Poder Executivo que altera o Estatuto dos Policiais Militares de Mato Grosso do Sul. “Neste sentido, sob minha relatoria, apresentei parecer incorporando emenda supressiva do deputado Coronel David, em que impedia policiais militares que estivessem respondendo a inquérito ou processo e também cumprindo pena de qualquer natureza, de irem para a reserva remunerada”.

Esta última proposta tratava sobre alterações no Estatuto dos Policiais Militares de Mato Grosso do Sul. “Com certeza, uma conquista para nossos policiais já que a aposentadoria é um direito destes profissionais, conquistado por sua contribuição. Não pode perder esta condição, em função de um processo aberto”, finalizou o deputado Barbosinha.

Os projetos, agora aprovados, seguem para a sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Comentário

A equipe de fiscalização do Procon de Dourados, visando contribuir com as pessoas que pretendem deixar a cidade no final de ano, época em que tradicionalmente se costuma visitar familiares e amigos em outras regiões, realizou pesquisa de preços de passagens dos ônibus que fazem o itinerário partindo de Dourados para diferentes pontos do País.

De acordo com os valores obtidos na pesquisa realizada na quarta-feira (11), indicando a saída do Terminal Rodoviário ‘Renato Lemes Soares’, de Dourados, com destino a Campo Grande, no Estado e ainda para Maringá, Londrina e Curitiba, no Paraná e para Presidente Prudente e a capital de São Paulo, a planilha a seguir mostra as variações:

EMPRESA

TIPO DOS ÔNIBUS

DESTINO

VALOR R$

EXPRESSO QUEIROZ

Preço único para qualquer tipo de ônibus

CAMPO GRANDE - MS

68,48

EXECUTIVO

MARINGÁ – PR

145,00

CONVENCIONAL

MARINGÁ – PR

125,00

EXPRESSO MARINGÁ

EXECUTIVO

CURITIBA – PR

266,00

EXECUTIVO

LONDRINA – PR

175,00

CONVENCIONAL

LONDRINA – PR

151,00

LEITO

SÃO PAULO – SP

418,99

EXECUTIVO

SÃO PAULO – SP

369,00

VIAÇÃO MOTTA

LEITO

PRESIDENTE PRUDENTE – SP

164,45

EXECUTIVO

PRESIDENTE PRUDENTE – SP

151,62

CONVENCIONAL

PRESIDENTE PRUDENTE - SP

149,87

                                                                                                                                                         *Valores colhidos in loco.

 

Comentário

Durante a Sessão Solene de entrega de honrarias realizada dia 4 passado pela Câmara, o vereador Romualdo Ramim (PDT) homenageou cidadãos pelos relevantes serviços prestados no município. Foram outorgados os títulos de Cidadão Douradense a José Geraldo Pinheiro, de Cidadão Benemérito ao empresário Nicacio Pereira Cantero e o Diploma de Jubileu de Alexandrita à empresa Ducal Materiais de Construção.

"Sinto-me honrado por estar vereador e ter a oportunidade de congratular e agradecer cidadãos que orgulham nossa cidade, por contribuir com o desenvolvimento do município, seja enquanto profissional ou empreendedor, gerando emprego e renda. Considerando a impossibilidade de homenagear todos que eu gostaria, os três homenageados representam vários outros cidadãos que também merecem", explicou Ramim.

Recebeu o título de Cidadão Douradense José Geraldo Pinheiro, engenheiro civil que chegou em Dourados no ano de 1985. No mesmo ano formou-se em perícia criminal pela Academia Estadual de Segurança Pública de Mato Grosso do Sul. Foi aprovado no primeiro concurso da Polícia Civil do recém-criado Estado de Mato Grosso do Sul e, junto com mais três colegas, iniciou as atividades técnicas em Dourados e região, onde então os processos judiciais passaram a apresentar laudos periciais, dando mais base técnica para o julgamento.

José Geraldo foi perito criminal da Coordenadoria Geral de Perícias de Sejusp (Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública) em MS de 1985 a 2012, em áreas diversas relacionadas a locais de crime e de acidentes de trabalho. Ainda, foi perito judicial nomeado no Juizado Cível e assistente técnico de advogados em perícias extrajudiciais em diversos processos, nas áreas Perícias Documentos, cópias e Grafotécnicas e Perícias sobre Acidentes de Tráfego, na região de Dourados. Também tem atuação como Engenheiro Civil em processos de execução de construção civil e também em perícias relacionadas ao setor.

O título de Cidadão Benemérito foi concedido ao empresário Nicacio Pereira Cantero. Natural de Glória de Dourados, Nicacio chegou em Dourados no ano de 1991 para trabalhar como funcionário da Transportadora Faccenda. Hoje é empresário no ramo de transportes de carga, marketing e entretenimento.

A última homenagem do vereador foi outorgada à empresa Ducal Materiais de Construção, que recebeu o Diploma de Jubileu de Alexandrita pelos 26 anos de atuação. O empreendimento iniciou as atividades em 22 de março de 1993 e tem como proprietário Edson Dutra de Souza.

Atualmente a empresa possui 55 colaboradores e contribui grandemente com o desenvolvimento econômico da cidade de Dourados.

Comentário

Página 1 de 1517

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus