Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O Programa Centelha, iniciativa apresentada no Município pela Fundect-MS (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado do Mato Grosso do Sul), em evento realizado com apoio da Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) e do Sebrae/MS, pode ser a oportunidade para que empreendedores consigam colocar ideias inovadoras em prática.

Através do Programa Centelha, a Fundação vinculada à Semagro (Secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), junto com a Finep (Financiadora de Inovação e Pesquisa), trazem para o Estado o total de R$ 1,6 milhão. Será lançado um edital, em que todos poderão inscrever startups ou ideias inovadoras. Avaliadores vão selecionar 28 iniciativas que receberão R$ 60 mil cada em financiamento para desenvolver projetos.

“É um recurso muito importante para startups que estão em estágio embrionário tirarem suas ideias do papel”, afirma João Renato Arceno do Canto, diretor de Startup da Aced. Ele contou sua experiência com inovação no evento realizado na noite de terça-feira (18), no auditório da Associação.

Representantes da Aced ainda se reuniram com a diretoria-científica da Fundect-MS, Edna Scremin Dias. Eles colocaram a Associação à disposição para mobilizar empresários douradenses a apresentarem suas ideias inovadoras ao Programa Centelha.

Edna se surpreendeu com as ações planejadas pela Associação, voltadas à inovação. Ela acredita que a Aced pode ser uma aliada do Centelha, que tem como objetivo fazer com que as startups se consolidem como empresas e seus produtos sejam colocados para o Estado e para o país.

“A ideia é desenvolver a visão empreendedora dos jovens, dos empresários, dos acadêmicos para que eles vejam que podem fazer um trabalho de mudar mesmo os problemas que a sociedade tem, que a empresa tem, gerando novos produtos e colocando no mercado à disposição para todos”, afirma a diretora-científica. O Programa é realizado em 21 estados brasileiros.

Comentário

Morreu nesta quarta-feira (19), em Dourados, o advogado José Alberto Vasconcellos. Escritor, membro da ADL (Academia Douradense de Letras), ele foi vereador no Município, na década de 80, pelo antigo PMDB e já tinha publicado quatro obras literárias. O mais recente estava em vias de lançamento.

A Seccional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) emitiu nota de pesar, solidarizando-se com a filha do profissional, a advogada Catharina Ignez Vasconcellos. Vasconcellos era colunista do Douranews e de vários outros veículos de comunicação no Estado.

Reveja série de artigos dele no Douranews

Ele chegou em Dourados na década de 60, atuou na advocacia para vários grupos, e os bancos do Brasil e Bradesco, foi presidente da Associação Atlética Banco do Brasil. Foi Advogado-Geral do Município na gestão do então prefeito Braz Melo.

O funeral de Vasco, como era conhecido pelos amigos, acontece na Loja Maçônica Justiça, Liberdade e Disciplina, na rua Quintino Bocaiúva, 1135, onde às 13 horas haverá uma homenagem da Academia Douradense de Letras. O sepultamento será às 16 horas no cemitério Parque Dourados.

Comentário

Com a morte de um comerciante, de 67 anos, executado no início da tarde desta quarta-feira (19) dentro de uma oficina em Ponta Porã, região de fronteira com o Paraguai.com dezenas de tiros de pistola, já são 32 assassinatos na região de fronteira com o Paraguai, a maioria em Ponta Porã e Pedro Juan Caballero, neste ano, dois a mais do que todo o ano de 2018, quando forma executadas 30 pessoas.

De acordo com a Polícia, o comerciante, que é dono de um posto de combustíveis em Pedro Juan Caballero, onde foi registrado um sequestro na terça-feira (18), foi atingido por tiros de pistola; 23 capsulas foram encontradas no local. As investigações apontam que três homens chegaram em uma caminhonete, dois desceram e efetuaram os disparos. A vítima estava sentada aguardando o conserto do carro.

Levantamento divulgado pelo portal G1 em Mato Grosso do Sul mostra que em 2019 foram registrados 32 assassinatos na região de fronteira com o Paraguai, a maioria em Ponta Porã e Pedro Juan Caballero, 2 a mais que em 2018, quando foram executadas 30 pessoas. O mês de junho chama atenção, por ser o mais violento do ano com 15 execuções , até nesta quarta-feira.

A divisão de homicídios da Polícia Nacional diz que 90% das mortes estão relacionadas com o tráfico de drogas. A avaliação é parecida com a da Polícia Civil, que vê uma intensificação das facções que agem na região. "Cada vez mais se observa uma luta por poder e espaço, os grupos que brigam pelo controle do tráfico aumentaram na região e estão mais diversificados", disse Clemir Vieira Junior, delegado regional Polícia Civil de Ponta Porã.

Estatísticas

O Brasil registra uma queda de 23% nas mortes violentas nos primeiros quatro meses deste ano em comparação com o mesmo período de 2018. É o que mostra o índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.
Somente em abril, houve 3.636 assassinatos, contra 4.541 no mesmo mês do ano passado. Já no 1º quadrimestre, foram 14.374 mortes violentas — 4.300 a menos que o registrado nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril de 2018.

Os dados apontam que:
• houve 4.314 mortes a menos no 1º quadrimestre de 2019
• todos os estados do país apresentaram redução de assassinatos no período
• em abril, apenas quatro estados tiveram um número maior de mortes em relação ao mesmo mês de 2018: Amapá, Paraná, Piauí e Tocantins
• três estados tiveram quedas superiores a 30% em quatro meses: Ceará, Sergipe e Rio Grande do Norte
• em números absolutos, o estado com a maior redução foi o Ceará, com 845 vítimas a menos no período.

Comentário

Um apostador de Osasco (SP) acertou as seis dezenas do sorteio 2161 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta-feira (19) e ganhou, sozinho, o prêmio acumulado de R$ 124.209.628,25.

Os números sorteados foram: 08 - 09 - 10 - 24 - 42 - 44.

A Quina teve 255 apostas ganhadoras: cada um vai levar a quantia de R$ 22.718,64. Outros 15.769 apostadores acertaram a Quadra, cujo prêmio é de R$ 524,83.

Comentário

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) divulgou na tarde desta quarta-feira (19) as datas e os horários dos jogos das quartas de final da Copa do Brasil, com base no fuso horário de Brasília. A competição voltará três dias depois do encerramento da Copa América.

Três das quatro partidas serão disputadas na quarta-feira, dia 10 de julho, e o clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro, na quinta (11). Os jogos de volta, porém, estão todos marcados para 17 de julho. As semifinais serão nos dias 7 e 14 de agosto e as finais nos dias 4 e 11 de setembro.

Veja os jogos de ida:
10 de julho

19h15: Grêmio x Bahia - Arena do Grêmio
21h30: Athletico-PR x Flamengo - Arena da Baixada
21h30: Palmeiras x Internacional - Arena do Palmeiras

11 de julho
20h00 Cruzeiro x Atlético-MG - Mineirão

E os jogos de volta:
17 de julho

19h15: Bahia x Grêmio - Fonte Nova
19h15: Atlético-MG x Cruzeiro - Independência
21h30: Flamengo x Athletico-PR - Maracanã
21h30: Internacional x Palmeiras - Beira-Rio

Comentário

O ministro da Justiça, Sergio Moro , afirmou nesta quarta-feira (19), na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, que são "completamente normais" as conversas vazadas com o procurador Deltan Dallagnol, e negou que tenha agido em conluio com procuradores para condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Confira aqui a Audiência Pública

Ele disse, também, que não tem apego pelo cargo e que, se comprovadas irregularidades da parte dele frente à Operação Lava-Jato, pedirá demissão. O ex-juiz federal defendeu que o site "The Intercept Brasil" entregue às autoridades a íntegra do conteúdo que embasou as reportagens publicadas até agora, para que a íntegra das informações venha à tona.

“Não tenho apelo pelo cargo em si. O site que mostre tudo, todas as conversas, e se houver irregularidade, eu saio do cargo”, disse Moro ao responder o senador Jaques Wagner (PT-BA). Para Moro, as mensagens mostradas até agora são "completamente normais", embora ele tenha afirmado que não pode reconhecer a autenticidade do material revelado pelo site.

Comentário

O governador Reinaldo Azambuja revelou nesta quarta-feira (19) o apoio do cantor Zezé Di Camargo, da dupla com Luciano, ao decreto da Cota Zero em Mato Grosso do Sul. A normativa proíbe a captura e o transporte de peixes nativos nos rios a partir de 2020, com redução de 50% da quantidade já neste ano.

Ao entregar embarcações e equipamentos para a Polícia Militar Ambiental ampliar a fiscalização nas bacias hidrográficas do Estado, o governador afirmou que o cantor sertanejo se colocou à disposição do governo para estrelar campanhas de conscientização sobre a preservação dos estoques pesqueiros e a pesca esportiva.

“Ele (Zezé Di Camargo) quer fazer um trabalho com artistas locais que defendem esse ideal para divulgarmos a importância da preservação ambiental”, anunciou Reinaldo Azambuja. Um primeiro encontro para tratar do assunto já foi realizado em São Paulo entre o governador, o cantor e o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

Segundo Reinaldo Azambuja, a campanha pró Cota Zero de Mato Grosso do Sul vai unir “um grande conjunto de pessoas que defendem a preservação ambiental como legado para o futuro”. Para ele, a medida contribui com o fomento do turismo sustentável, além de promover a reposição do estoque pesqueiro dos rios sul-mato-grossenses.

Desde que foi formatada por meio de decreto em fevereiro, a Cota Zero vem recebendo apoio de diversos segmentos da sociedade civil. As associações de pesca esportiva do Pantanal (Apep) e de Três Lagoas (Apetl) já declararam apoio à medida. O canal Fish TV News, especializado em pesca esportiva na América Latina, também.

Tendência mundial para preservação de peixes de água doce, a cota zero para algumas modalidades de pesca já é realidade em diversos estados brasileiros. Entre eles Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Tocantins. Outros modelos de proibição da pesca também são adotados em países como Argentina, Chile e Estados Unidos, além de nações da Europa.

Comentário

O vereador Olavo Sul (Patriota) apresentou indicações ao Executivo na sessão ordinária da Câmara de Dourados, realizada nesta segunda-feira (17), como resultado de solicitações da comunidade em geral que recorrem ao parlamentar com intuito de requerer melhorias para o município.

Entre as indicações, Olavo solicitou redutor de velocidade na Avenida Guaicurus, no cruzamento com a rua Dionizio Melgarejo, do Parque Alvorada, a reforma do posto de saúde de Ithaum, bem como a contratação de agentes patrimoniais para o local. Além, também, da instalação de redutor de velocidade na MS 270, no distrito de Itahum, e de estudos para construção de áreas de lazer nas comunidades do Campina Verde, Campo Belo e Campo Dourado.

O vereador ainda apresentou dois requerimentos, onde solicita informações da Funsaud (Fundação de Saúde de Dourados), sobre como e onde estão sendo empenhados os recursos recebidos pela Fundação de forma detalhada. Olavo ainda solicitou ao Poder Executivo informações sobre as várias obras paralisadas no município. (Com assessoria)

Comentário

O Imam (Instituto Municipal de Meio Ambiente) vai promover, dias 27 e 28, das 9 às 16 horas, a “Ação Ambiental Lixo-E Zero”, na Praça Antônio João. A ação é uma coleta municipal de lixo eletrônico promovida no município pela primeira vez e que visa, além da oportunidade de descarte, também a conscientização da população acerca destes resíduos.

Na oportunidade, a população poderá descartar materiais inservíveis considerados eletro-eletrônicos, exceto tubos de imagem que estejam separados dos televisores, toner de impressora e lâmpadas fluorescentes.

“A grosso modo, os materiais que poderão ser recolhidos serão todos aqueles que precisam de energia elétrica para funcionar. Será uma ação para sanar uma demanda existente que sempre gera questionamentos quando o assunto é coleta de lixo”, disse o diretor do Imam, Fabiano Costa.

Todo tipo de equipamento de alta tecnologia como computadores, câmeras e celulares poluem o ambiente com substâncias que carregam na estrutura, mas aparelhos considerados ‘comuns’, como rádios, televisores, aparelhos de som, aparelhos elétricos, lâmpadas eletrônicas e muitos outros, também contém inúmeros elementos altamente poluentes. “É preciso iniciar uma consciência sobre esta questão e estamos promovendo isso, também buscando que a logística reversa, promovida pelas empresas que vendem os produtos, aconteça como preconiza a Lei 12.305”, disse Fabiano.

A iniciativa surgiu depois de vários mutirões da ação contra a dengue, denominada ‘Sábado Sem Mosquito’. “Depois da ação que está sendo feita na cidade, notamos o grande descarte deste tipo de lixo sem o cuidado devido”, disse a educadora ambiental Deisy Claro Duarte.

O Departamento de Educação Ambiental do Imam entrou em contato com a empresa Recic.Le, da Capital, que topou participar da ação. A Recic.Le é especializada em reciclagem de eletro-eletrônicos. O evento terá a presença da Secretarias municipal de Saúde, através do CCZ, e da Secretaria de Serviços Urbanos, com o apoio dos cursos de engenharia ambiental da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) e gestão ambiental da UFGD e do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul). O Rotary Clube, grupos de escoteiros do Mar e Laranja Doce, e das empresas Financial Construtora, de Dourados, e Recic.Le, de Campo Grande, também são parceiros da ação.

Comentário

O comerciante Jair Varlei Schwantes, de 39 anos, atribuiu ao fato de estar “cego de raiva” a principal motivação que levou à briga que resultou na morte da mulher, Andréia Pereira dos Santos, de 37 anos, ocorrida no meio da noite desta terça-feira (18) em Aral Moreira.

Autuado em flagrante na manhã desta quarta-feira (19) pelo delegado Mikaill Alessandro Gouvea Faria, Jair alegou que estava “cheio” de ser ofendido pela mulher, se disse arrependido do ato, mas os indícios são de assassinato premeditado, já que horas antes de praticar o feminicídio ele comprou no Paraguai a arma do crime, um revólver calibre 38, com o qual desferiu os quatro tiros para matar Andréia.

Conforme relata reportagem do jornalista Helio de Freitas ao Campo Grande News, Jair disse no depoimento que conheceu Andréia quando os dois eram casados e passaram a ter um caso. Ela teria ficado grávida dele e os dois se separaram dos companheiros para morarem juntos, mas o casamento não deu certo e ele voltou com a primeira mulher. Andréia também voltou com o marido, que assumiu a filha de Jair.

Ainda segundo a versão do assassino confesso, há pelo menos três anos Andréia se separou do marido, o procurou e os dois voltaram a morar juntos. Na época o casal tinha uma pizzaria em Ponta Porã, mas devido a fofocas dos vizinhos, segundo ele, o casal se mudou para Aral Moreira, onde montou outra pizzaria.

Jair alega que nos últimos tempos as brigas se tornaram constantes, com supostas ofensas por parte da mulher, inclusive na frente de clientes da pizzaria. Afirmou que Andréia o chamava de “vagabundo” e “ordinário” e ameaçava deixá-lo. Também acusou a mulher de pegar dinheiro do caixa da pizzaria para gastos fora de casa.

Jair Varlei contou, ainda, a que passou o dia tomando jurubeba e que, mesmo assim, foi a Ponta Porã comprar mantimentos para a pizzaria e aproveitou para ir à loja Peralta, em Pedro Juan Caballero, onde comprou revólver por R$ 2.800. Na volta pra casa, após mais uma discussão com Andréia, Jair disse que já estava com a arma na cintura e, diante de nova ofensa, disse que sacou a arma e apontou para a mulher que ainda tentou correr para dentro da casa onde morava com ele, mas foi atingida por quatro tiros e morreu no local.

Comentário

Página 4 de 1342
  • PMRV

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus