Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Os vereadores da Câmara de Dourados recepcionaram, no final da manhã desta segunda-feira (15), o vice-governador Murilo Zauith (DEM), acompanhado da prefeita Délia Razuk (PR) e assessores, para encaminhar demandas prioritárias ao Município, em especial a situação emergencial criada por conta do rompimento da tubulação do córrego Laranja Doce que já provoca a interdição de parte da Avenida Presidente Vargas, na saída para Itaporã, há mais de duas semanas.

“A Câmara está preocupada com essa situação em particular”, disse Alan Guedes, referindo-se ao problema criado com a avenida Presidente Vargas, e por isso “reivindicamos essa ação conjunta, capaz de viabilizar não só a recuperação da via, uma das mais importantes do Município, como as demais de entrada e saída da cidade”.

No caso da avenida que foi interditada, o presidente da Câmara disse que criou-se um problema maior, porque impacta diretamente empresários, transportadoras e as pessoas que precisam se deslocar para Campo Grande e outras regiões do País.

O vice-governador, que também responde pela Secretaria estadual de Infraestrutura, disse que o Governo está empenhado na recuperação de todas as vias que representam portas de entrada e saída da cidade. Ele prometeu relatar ao governador Reinaldo Azambuja os resultados do encontro com a prefeita e vereadores e disse que a Agesul, como órgão técnico de execução de obras, está pronta para cumprir as determinações que receber.

A prefeita Délia Razuk informou que os técnicos da Prefeitura avaliaram a situação e consideram que “há um problema sério, que felizmente foi detectado a tempo de evitar uma eventual tragédia”, com o desbarrancamento de parte da pista. “Já fizemos o mapeamento da bacia do córrego Laranja Doce, será necessário implantar ali um bueiro celular, em duas linhas paralelas, para posterior recomposição asfáltica”, estimou a secretária municipal de Obras, Marise Bianchi Maciel, presente ao encontro junto com o engenheiro Jorge Torraca.

Durante o encontro na Câmara, os vereadores entregaram ao vice-governador e secretário de Estado um documento assinado por todos os membros do Poder Legislativo em que pedem “apoio logístico, de engenharia e financeiro, com o objetivo de se restabelecer, com a maior brevidade possível, o fluxo de veículos e pessoas nessa importante via”.

O vereador Bebeto (PR), líder do governo, intermediou a construção da agenda. Ainda participaram da reunião os vereadores Junior Rodrigues (PR), Maurício Lemes (PSB), Olavo Sul (Patriota), Lia Nogueira (PR), Jânio Miguel (PR), Elias Ishy (PT), Sergio Nogueira (PSDB), Juarez de Oliveira (MDB), Ramim (PDT) e Cido Medeiros (DEM).

Comentário

A Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Dourados apresentou projeto de resolução que buscar alterar dispositivos contidos no artigo 230 do RI (Regimento Interno) da Casa, no sentido de modificar o caráter automático, até então dado no tratamento da decretação de pontos facultativos, por exemplo, em relação à postura do Poder Executivo nesse sentido.

A redação atual do artigo 230, de que “não haverá expediente no Legislativo nos dias de ponto facultativo decretado no Município” foi contestada pelo presidente da Câmara, vereador Alan Guedes (DEM) em reunião com o vice-presidente e o 1º secretário da Mesa Diretora, respectivamente, vereadores Elias Ishy (PT) e Sergio Nogueira (PSDB).

“O Poder Legislativo deve exercer a autonomia como poder independente, embora harmônico, de forma que o entendimento do Executivo nem sempre será o mesmo nosso. Isso é respeito à autonomia dos poderes”, defendeu o presidente da Casa, Alan Guedes.

Já o vereador Sergio Nogueira citou, como exemplo, o fato de que as decisões do Executivo, até então, que vinham sendo seguidas, de forma automática, pelo Legislativo, nem sempre são seguidas pelo Judiciário. “Os três poderes não precisam, necessariamente, deliberar em conjunto sobre ponto facultativo”, considerou.

Comentário

A prefeita Délia Razuk amanheceu a segunda-feira (15) acompanhada do vice-governador Murilo Zauith e assessores, buscando apoios na Câmara de Vereadores para conseguir recuperar o trecho danificado com o rompimento da tubulação do córrego Laranja Doce que já provoca a interdição de parte da avenida Presidente Vargas, na saída para Itaporã, há mais de duas semanas

Délia pediu a Murilo o aval do Governo do Estado para conseguir executar os serviços, em princípio avaliados em torno de R$ 500 mil, mas que, de acordo com a secretária de Obras do Município, Marise Bianchi Maciel, pode chegar a R$ 700 mil, em razão das intervenções necessárias para devolver o trecho em condições de trafegabilidade.

O vice-governador, que também responde pela Secretaria estadual de Infraestrutura, disse que a prioridade da pasta, para Dourados, é de readequar todas as vias que representam portas de entrada e saída da cidade. Murilo disse que, nesse contexto, a Presidente Vargas também vai passar por obras de modernização, a exemplo da Hayel Bon Faker (na saída para o Paraná) e da Marcelino Pires (saída para São Paulo), entre outros pontos.

O presidente da Câmara, vereador Alan Guedes (DEM), que intermediou o encontro com demais colegas presentes na Casa durante a visita, considerou essa situação emergencial. “Existem empresários, o setor de transporte e escoamento, que estão sendo impactados diretamente, é preciso agilizar o serviço para que a avenida Presidente Vargas retome o funcionamento normal”. Vereadores entregaram documento oficial com essa solicitação ao Governo do Estado.

Comentário

O vereador Madson Valente (DEM) encaminhou sugestão à Secretaria de Saúde de Dourados para que analisem a proposta de incluir a utilização de motocicletas para serviços de pulverização no combate ao Aedes aegypti, formato utilizado por diversas prefeituras do Brasil e do exterior.

Conforme Madson, o sistema destas motocicletas já está aprimorado e obedece aos padrões da OMS (Organização Mundial de Saúde), aprovados pelo INPI (Instituto Nacional de Produção Industrial).

As vantagens da utilização das motos são para alcançar com maior eficácia os becos, terrenos baldios e ruas estreitas, além de serem menos poluentes, possuirem baixo custo de manutenção e utilizarem pouco combustível.

"Acredito que estou apresentando uma alternativa perfeitamente viável, que possui eficácia, que é de baixo custo, ecologicamente menos agressiva, portanto espero que a Secretaria estude esta possibilidade", explicou Madson.

Comentário

Josenildo da Silva, de 43 anos, foi assassinado no início da madrugada desta segunda-feira (15), com quatro tiro nas costas em Dourados. A vítima estava com uma bicicleta da cor roxa, uma garrafa de pinga e uma sacola com várias latinhas no momento em que foi encontrada morta.

Segundo informações da polícia, Josenildo seguia de bicicleta pela avenida Potreirito, e, próximo do Canaã ll, foi baleado com quatro tiros nas costas. É provável, segundo a perícia, que o homem tenha tentado correr, mas acabou caindo na calçada. Populares que ouviram os disparos encontraram a vítima caída e acionaram a Guarda Municipal.

Comentário

Uma das metas do vereador Mauricio Lemes (PSB) na questão da inclusão digital deve ser executada pela Prefeitura de Dourados nos próximos dias. O projeto Cidade Digital desenvolvido em 2011 já está em processo final de licitação e consiste em sinal de internet gratuito (Wi-Fi) em pelo menos cinco praças públicas, incluindo a implantação de aproximadamente 80 km de rede de fibra ótica, interligando instituições públicas, Unidades Básicas de Saúde e Ceims (Centros de Educação Infantil) no Município.

O projeto Cidade Digital contou com o incentivo do vereador Mauricio, já nos primeiros meses do primeiro mandato, no ano de 2012. “Ainda na minha campanha eleitoral de 2012 lutei pela internet grátis em nossa cidade e que daqui uns dias será realidade”, ressalta o vereador.

Maurício destaca que depois de implantado, o projeto trará diversos benefícios, como a redução das desigualdades, promovendo a geração de emprego e renda, a capacitação para o uso da tecnologia, além de ampliar os serviços da administração, facilitando aos cidadãos o uso dos serviços públicos. “Parabéns ao Executivo pela iniciativa e toda a equipe de Tecnologia de Informação da Prefeitura de Dourados que sempre lutou por esta solução”, comemorou. (Com assessoria)

Comentário

A Polícia Civil iniciou na manhã desta segunda-feira (15) uma operação para combater uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios. São 75 mandados de prisão e 72 de busca e apreensão. A operação envolve 300 policiais e está sendo realizada no Tocantins, Goiás e Piauí. A ação foi chamada de operação Intramuros.

As investigações começaram após agentes prisionais encontrarem celulares dentro da Casa de Prisão Provisória de Paraíso do Tocantins, na região central do estado. Os mandados foram expedidos pela Justiça da cidade.

No Tocantins, os policiais cumprem mandados em 14 cidades com apoio de cães farejadores e do helicóptero da Secretaria de Segurança Pública. Cerca de 50 mandados foram cumpridos apenas nas primeiras horas do dia, informa o G1.

No Piauí há uma ordem de prisão em Marcolândia e em Goiás são quatro mandados sendo cumpridos em Aparecida de Goiânia. De todos os alvos, pelo menos, 30 estão dentro do sistema prisional. Eles são apontados como chefes da facção e comandam o tráfico de dentro da cadeia. Por isso, os investigadores cumprem mandados de buscas dentro dos quatro maiores presídios do Tocantins.

Além de tráfico de drogas, os alvos são suspeitos de roubos e assassinatos. As investigações duraram seis meses e nesse tempo a polícia descobriu que os criminosos que matavam integrantes de facções rivais ganhavam pontos e eram promovidos na hierarquia da organização criminosa. Durante as investigações foram confirmados pelo menos três assassinatos, de acordo com a publicação.

Comentário

As especialistas em direito previdenciário Priscila Arraes Reino, coordenadora adjunta do IBDP (o Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário) para o Mato Grosso do Sul e Carolina Centeno de Souza, membro do IBDP, se encontram com plateias de Dourados nesta terça-feira (16) na 4ª Conferência Nacional de Formação da CUT (Central Única dos Trabalhadores) e do painel de debates da Aduems (o Sindicato dos Docentes) da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul.

Dirigentes sindicais, lideranças de movimentos sociais e base dos sindicatos da região de Dourados estarão reunidos no Simted, um dos organizadores da conferência. Priscila e Carolina falam sobre “A reforma da Previdência e os desafios para a formação sindical e para o movimento sindical”, das 14h30 às 15h45, seguida de debate. Já na quarta-feira (17), será a vez da população, estudantes e professores da UEMS se unirem em um grande encontro para discutir o futuro da aposentadoria dos brasileiros. Priscila Arraes Reino, que também é especialista em direito do trabalho e Carolina Centeno de Souza, também especializada em direito sindical, realizam o painel “Reforma da Previdência: o que muda na aposentadoria dos trabalhadores da iniciativa pública e privada”.

A economista e supervisora técnica do Escritório Regional do Dieese (Departamento Intersindical de Estudos Socio-econômicos) em Mato Grosso do Sul, Andreia Ferreira participa do evento, que acontece no auditório bloco A da UEMS.

Comentário

O Águia Negra venceu o Aquidauanense de virada e fora de casa por 2 a 1, na primeira partida da final do Campeonato Sul-mato-grossense de Futebol versão 2019. Agora pode até perder a próxima partida, no jogo de domingo (21) que vem, quando vai jogar em casa, no estádio Ninho da Águia, em Rio Brilhante, por um gol de diferença que ainda conquista o título. Já o Azulão da Princesa vai precisar vencer o adversário por dois gols de diferença para ser campeão.

O placar começou a ser construído ainda no primeiro tempo, quando Rodrigo Jesus subiu alto na cobrança de escanteio e abriu o placar no estádio Noroeste para o Aquidauanense, aos 34 minutos, sem chances para o goleiro Filipe, do Águia. Foi o quinto gol dele na competição.

Cleiton entrou na partida para empatar a decisão. Recebeu lançamento na ponta esquerda, dominou a bola e chutou cruzado para vencer o goleiro Diego, aos 6 minutos do segundo tempo. Foi o terceiro gol dele no Estadual. Aos 17 minutos finais, o meia Agnaldo foi recuar bola para a defesa e acabou dando um passe para o centroavante do adversário. Kareca, no meio da zaga do Aquidauanense, sozinho, sem marcação, invadiu a grande área e chutou no canto, vencendo o goleiro Diego e decretando a vantagem rio-brilhantense.

Comentário

Pelo menos 13 órgãos abrem nesta segunda-feira (15) as inscrições para 990 vagas em concursos públicos. Há oportunidades para todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 14.380,89 na prefeitura de Nova Mutum (MT), que oferece 26 vagas.

Confira oportunidades

Em Mato Grosso do Sul, a Prefeitura de São Gabriel do Oeste oferece cinco vagas com salários de R$ 4.100. Em Minas, o concurso da prefeitura de Belo Horizonte tem 500 vagas para o nível médio com salários que chegam a R$ 1.850.

Em Tapejara, no interior do Rio Grande do Sul, concurso com 29 vagas, para candidatos com nível fundamental, médio e superior, oferece salários de até R$ 12.600 na Prefeitura e o MP (Ministério Público) de São Paulo paga até R$ 24.800 para 80 vagas

Comentário

Página 6 de 1281

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus