Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Nove mil famílias do Vale de Renda vão receber o acréscimo de 60 reais no benefício para ajudar na complementação alimentar e nutricional dos alunos da Rede Estadual de Ensino. Conforme decreto 14.980, assinado pelo governador Reinaldo Azambuja, a resolução garante atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade, além de promover a inclusão social.

Atualmente, famílias com crianças matriculadas nas escolas da Rede Estadual que recebem 180 reais mensalmente para ajudar na compra da cesta básica vão receber 240 reais nos próximos três meses. Com a suspensão das aulas, as crianças que tinham na merenda escolar uma refeição diária garantida, podem sofrer alguma perda alimentar e nutricional durante este período.

“É fundamental que tenhamos este olhar social. Sabemos que muitas vezes a criança tem na merenda a sua principal fonte de alimento diário. Não tem como deixar desassistidas e foi por isso que tomamos a decisão do implemento no valor do Vale Renda”, disse o governador Reinaldo Azambuja.

A medida é temporária e tem validade por 90 dias, já disponível no saque referente ao mês de março que é pago em abril. Conforme o decreto, os recursos para a cobertura do subsídio extra estão previstos no Orçamento do Estado de 2020, da Sedhast, a Secretaria estadual de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho e vinculadas.

No primeiro mês a adição acontecerá por meio de folha suplementar. No dia 22 de abril, os beneficiários recebem a parcela no valor de 180 reais e até o dia 30 de abril os 60 reais do acréscimo. Nos demais meses, o complemento será pago junto com a parcela. O acréscimo está de acordo com as medidas temporárias que o Governo do Estado vem adotando para a prevenção do contágio da Covid-19 no território sul-mato-grossense.

Comentário

Segunda, 30 Março 2020 18:09

Comércio vai continuar fechado em Dourados

Ao contrário de informações divulgadas fora do contexto, a Prefeitura de Dourados garantiu que o comércio vai permanecer fechado enquanto persistirem os riscos da pandemia, conforme declarado pela OMS (Organização Municipal de Saúde). A confirmação é do assessor especial da prefeita Délia Razuk, o advogado Alexandre Mantovani, assegurando que essa decisão visa manter o protocolo nacional e mundial.

“As decisões são lastreadas por uma equipe multidisciplinar, onde a PGM (Procuradoria Geral do Município) e o Comitê de Crise do Covid-19 tem analisado mecanismos e dificuldades que surgem de forma permanente, e nesse momento ainda não é apropriado flexibilizar o sistema de funcionamento do comércio”, disse Mantovani durante a Coletiva de Imprensa transmitida pela live da Prefeitura no Facebook.

Mantovani disse que estudos continuam sendo feitos, todos querem realmente a volta do funcionamento normal do comércio, “todavia, por ora, não existe nenhum decreto que antecipe essa decisão”. Dourados tem dois casos confirmados do novo coronavírus, além de uma paciente de Batayporã, que foi hospitalizada no Município no final de semana e que estaria em vias de receber alta depois do tratamento recebido.

Fiscalização

De acordo com o assessor especial, também, os setores de fiscalização da Prefeitura estão atentos ao descumprimento de decreto da prefeita Délia Razuk que veda o funcionamento do comércio por conta do coronavírus. "Não existe brecha para funcionamento em meia porta, é fechado ou aberto nos casos específicos, como restaurantes por exemplo que, fechados, estão atendendo pelo sistema delivery, mas a vigilância continua". O toque de recolher também está mantido, das 22 horas até cinco da manhã do dia seguintwe. 

Comentário

O comércio de Ponta Porã voltou a funcionar nesta segunda-feira (30), mas deverá continuar seguindo as disposições de controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, conforme orientações do prefeito Helio Peluffo Filho.

Agentes da Guarda Comunitária de Fronteira e Trânsito estão agindo nos. estabelecimentos comercias, orientando as pessoas com o objetivo de que se mantenha o distanciamento de segurança entre elas, evitando-se assim, um possível contato das mesmas com um possível vetor de contaminação do Covid-19.

“Não devemos nos esquecer que, segundo os especialistas em saúde e infectologistas, a curva de infecção máxima de incubação da pandemia deverá atingir a sua curvatura entre os meses de abril e maio, não podemos baixar a guarda agora, e todo cuidado é pouco”, disse, apesar da determinação para o funcionamento do comércio na cidade, o secretário municipal de Segurança Pública, Marcelino Nunes de Oliveira.

Comentário

Novo boletim do coronavírus divulgado na tarde desta segunda-feira (30) mostra que em Mato Grosso do Sul o número de casos confirmados do Covid-19 já atinge 44 casos, oito a mais que no dia anterior. A informação é da Secretaria estadual de Saúde que monitora outros 51 casos suspeitos. Os dados do boletim epidemiológico foram apresentados em Coletiva de Imprensa online com autoridades do Governo do Estado.

Dos oito novos casos, sete são de Campo Grande e um de Batayporã, são quatro mulheres e quatro homens e a faixa etária vai de 22 a 71 anos. Dois pacientes estão internados e os demais em isolamento domiciliar. Os casos tiveram contato com suspeitos, ou em viagem a São Paulo e Rio de Janeiro. Nenhum óbito foi registrado e 20 pacientes finalizaram a quarentena e estão sem sintomas.

Desde o dia 25 de janeiro, foram registradas 524 notificações de casos suspeitos do coronavírus em Mato Grosso do Sul, sendo que 429 casos foram desconsiderados para Covid-19. Destes, onze foram excluídos por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde. 418 foram descartados após os exames apresentarem resultado negativo.

Os 51 casos suspeitos em investigação tiveram as amostras encaminhadas para o Lacen/MS, onde será feito o exame para nove tipos de vírus respiratórios, incluindo influenza e Coronavírus. O Lacen/MS realiza os exames para Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Os resultados ficam prontos entre 24 a 72 horas, após o recebimento das amostras.

Comentário

O partido Cidadania, que substitui o PPS no País, protocolou nesta segunda-feira (30), junto ao Procurador Geral da República, Antonio Aras, ‘notícia crime’ xontra o presidente da República, Jair Bolsonaro, por estimular aglomeração de pessoas, “contrariando todos os protocolos das autoridades sanitárias de seu próprio governo e da Organização Mundial de Saúde – que recomendam o isolamento social para conter a propagação do coronavírus”. Segundo a denúncia, no final de semana ele caminhou por diversas regiões de Brasília, mantendo contato com várias pessoas e pregando a necessidade de quebrar a quarentena para “salvar a economia”.

No documento, o presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, diz que a situação torna-se ainda mais preocupante “diante do diagnóstico positivo de coronavírus de diversas pessoas que compuseram a comitiva presidencial” em recente viagem de Bolsonaro aos Estados Unidos da América, onde manteve agenda bilateral com o presidente Donald Trump. O presidente brasileiro chegou a realizar exames laboratoriais para saber se também não havia sido contaminado pelo vírus, “mas não houve qualquer divulgação do resultado do teste e a única notícia que se tem a respeito é a palavra dele que nega ter contraído a COVID-19”, diz a representação.

Roberto Freire pede a PGR a abertura de procedimento investigatório, a fim de que, sendo confirmados os fatos e a capitulação jurídica, que seja promovida a competente ação penal, na forma do Art. 86 da Constituição da República, contra Jair Bolsonaro.

Comentário

A Secretaria estadual de Saúde confirmou o recebimento, do Ministério da Saúde, sexta-feira (27) passada, de um novo carregamento com 100 mil doses da vacina contra a Influenza, somando 240 mil doses recebidas desde o início da campanha nacional de vacinação, aberta dia 23, e garantiu que começou a distribuir, nesta segunda-feira (30), para todos os municípios.

A Campanha de Vacinação contra a Influenza será realizada até 22 de maio, sendo que o dia 9 de maio será o dia “D” da mobilização. A estimativa é vacinar 90% das 902 mil pessoas que fazem parte do público alvo.

Na manhã desta segunda-feira, a Secretaria de Saúde de Dourados informou que aguardava o recebimento de novas doses para retomar a vacinação nas unidades básicas de saúde e no posto volante, no sistema drive thru, instalado no estádio Douradão.

Comentário

A Prefeitura de Dourados vai começar a pagar os salários do mês de março dos servidores públicos municipais em três etapas, a partir desta quarta-feira (1), informou o secretário de Fazenda, Carlos Dobes. A medida, a exemplo do que adotou o Estado, é justificada para evitar aglomerações nas agências bancárias tendo em vista a pandemia global do Coronavírus.

Dobes adiantou que o pagamento de todos os servidores será concluído integralmente na segunda-feira (6), antes mesmo do quinto dia útil como preconiza a legislação. Conforme a decisão da Secretaria de Fazenda, vão receber nesta quarta-feira cerca de 3.142 servidores, até o limite salarial de R$ 2.250 líquidos. Este montante de servidores totaliza R$ 4.961.836,12.

O segundo grupo a receber é formado por 3.116 servidores que ganham até R$ 4.500 líquidos, totalizando recursos na ordem de R$ 9,300 milhões. Já na segunda-feira serão contemplados 1.096 servidores que ganham acima de R$ 4.500 líquidos, totalizando R$ 8 milhões da folha de pagamento.

O secretário de Fazenda afirmou que os 7.354 servidores não precisam fazer aglomerações nas agências bancárias, devendo utilizar os caixas eletrônicos e até mesmo o serviço de “internet banking” para fazer as operações. Carlos Dobes afirmou que nestas três datas o dinheiro já estará liberado a partir do meio-dia.

Comentário

Plácido Domingo foi hospitalizado em um hospital em Acapulco, no México, com complicações relacionadas ao coronavirus. O cantor de 79 anos foi diagnosticado com a doença na última semana.

O representante do tenor espanhol informou à CNN que “ele está indo bem e respondendo ao tratamento”.

Plácido Domingo anunciou em seu Facebook que foi diagnosticado com coronavírus e publicou um comunicado em suas redes sociais, no domingo (22).

"Sinto que é meu dever moral anunciar que testei positivo para o COVID19, o vírus Corona. Minha família e eu estamos todos em auto-isolamento pelo tempo que for considerado clinicamente necessário", disse ele.

Comentário

Começa nesta terça-feira (31) o cronograma de pagamento de salários dos servidores públicos estaduais de Mato Grosso do Sul. Os vencimentos serão disponibilizados para saque, entre os dias 31 de março a 2 de abril, conforme a faixa salarial do servidor.

Nesta terça vão receber os servidores com salários de até R$ 2 mil; na quarta-feira (1) os que ganham até R$ 4 mil; e na quinta-feira (2) poderão sacar seus vencimentos colaboradores que ganham acima de R$ 4 mil.

O formato foi adotado pelo Governo como medida de segurança para evitar a aglomeração de pessoas nos bancos e comércios, de modo a reduzir a propagação do Covid-19 nos 79 municípios do Estado.

Antecipar em alguns dias o pagamento de 77,9 mil servidores – 47.021 ativos e 30.973 inativos e pensionistas – que soma R$ 482,1 milhões foi uma maneira encontrada pelo Governo do Estado para aquecer a economia, conforme explica o secretário de governo e gestão estratégica, Eduardo Riedel.

“Apesar de todo esse momento difícil que estamos vivendo em relação ao comércio e em relação aos serviços, é importante que o servidor tenha esse recurso. Nós vamos aos poucos voltando a normalidade, e é interessante mantermos em dia os pagamentos e fazer dessa forma para evitar aglomerações”, pontua.

Comentário

A vereadora Daniela Hall (PSD) está intervindo para que idosos de Dourados recebam a vacina H1N1 em casa para evitar os riscos de contaminação ao Coronavírus. A vereadora ressalta que além de ser uma recomendação do Ministério Público Estadual, ela também vem recebendo apelos da população. Daniela entende que se faz necessário o trabalho, mas para que ele seja de fato colocado em prática, o município também precisa garantir que profissionais da saúde tenham os equipamentos de proteção individual, que hoje é um outro desafio a ser vencido, principalmente por agentes comunitários de saúde.

De acordo com a vereadora, a vacinação em casa é necessária, já que os idosos não precisariam mais ir às unidades públicas de saúde para serem vacinados. A proposta é dar a eles maior comodidade, dignidade e segurança, uma vez que se encontram no grupo de risco do Coronavírus e estão mais suscetíveis a contrair o COVID-19, de acordo com informações amplamente divulgadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

“Precisamos enfatizar que estamos ingressando em um período de temperaturas mais amenas e, muitas vezes, esses idosos precisam enfrentar chuva e frio no deslocamento até a unidade pública de saúde para serem vacinados, o que pode agravar ainda mais o estado de saúde desses cidadãos”, destaca a vereadora citando a Lei 10.741/2003 (Estatuto do Idoso), que garante ao idoso a proteção integral, por lei ou por outros meios, e todas as oportunidades e facilidades, para preservação da saúde física e mental desse grupo.

Comentário

Página 7 de 1608
  • alemsmais

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus