Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

As inscrições para dois concursos para professores da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul terminam nesta sexta-feira (14) com duas vagas oferecidas para a área de biologia com salários que chegam a R$ 8.6 mil mensais.

Em Coxim, o cargo é para professor na área de Ensino de Ciências. Para concorrer, é necessário ter licenciatura em Biologia e pós-graduação em qualquer área do conhecimento. Para esta vaga, o prazo de inscrição é até às 13h de hoje.

Já para o campus de Ivinhema, os candidatos que podem concorrer são aqueles formados em biologia com pós-graduação específica em ensino de ciências, educação científica e matemática ou educação para a ciência. As inscrições vão até às 23h59 de hoje.

O regime de trabalho é de 20 ou 40 horas semanais e os salários vão de R$ 1191,63 a R$ 8.698,87, para os dois cargos. A ficha de inscrição pode ser preenchida pelo site, mas deve ser entregue pessoalmente no campus, que fica na Avenida Brasil, número 679, em Ivinhema, e na Rua General Mendes de Moraes, número 370, em Coxim.

Comentário

O Grupo Literário Arandu que reúne um grupo de escritores de Dourados, conseguiu, depois de ser acionado através das redes sociais, mobilizar empresários e arquitetos e viabilizar os recursos financeiros para adquirir o material escolar para uma criança venezuelana que atualmente reside no Município.

A informação foi presada pelo escritor e professor Carlos Magno Mieres Amarilha, presidente do Grupo Arandu que depois de receber o pedido coordenou o processo de angariar possíveis doadores. Em menos de 24 horas, conseguiu arrecadar o dinheiro para comprar mochila e todo o material escolar para o estudante da terceira série do Ensino Fundamental, Santiago Guzman, de apenas oito anos de idade.

O Grupo Arandu foi fundado em 1997 e durante este período edita de forma ininterrupta o Revista Arandu, uma publicação de cunho cientifico e cultural que divulga a produção cientifica da Cidade Universitária. Além disso, o Grupo Arandu mantém uma plataforma na internet que oferece cursos de formação para os professores do ensino básico.

Os recursos financeiros para a aquisição dos materiais escolares foram doados pelo empresário Romem Barleta, diretor da Embresul Embreagens, pelo arquiteto Arodir Garcia, que também atua no comércio com a Mercearia Pague Menos; e pela arquiteta Adriana Benício, atualmente secretária municipal de Planejamento da Prefeitura de Dourados.

santiago1

Santiago recebeu os materiais escolares em sua residência localizada no bairro Terra Roxa. Ele estava acompanhado dos pais Karelys Guzman e Alfredo Correa. Santiago estuda na Escola Municipal Neil Fioravante (CAIC) e tem mais dois irmãos: Sofia de cinco anos e Andrea de um ano.

Alfredo Correa que trabalha como operário numa indústria da Seara em Dourados agradeceu o empenho do Grupo Literário Arandu pela realização da campanha e as doações feitas por Arodir, Adriana e Romem. “Agora tenho certeza que meu filho terá condições de estudante como todas as crianças, com mochila e material escolar de boa qualidade”, finalizou o venezuelano.

Comentário

A infecção provocada pelo novo coronavírus detectado na China passa a ter o nome oficial de Covid-19. A decisão foi anunciada em Genebra, pela OMS (Organização Mundial da Saúde), no início de um encontro de especialistas internacionais. O nome é um acrônimo do termo “doença por corona vírus” em inglês – CoronaVirus Deceased 2019.

Na abertura do encontro, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, anunciou que dentro de um ano e meio poderá estar disponível uma vacina para tratar a doença. Segundo ele, o novo vírus é “mais poderoso do que qualquer ataque terrorista” e defendeu a necessidade de utilizar “todas as armas disponíveis” para combatê-lo.

Francisco George, especialista em saúde pública e antigo diretor-geral de Saúde, disse que este é o tempo da Ciência e enfatizou a importância da troca de informação entre cientistas, investigadores e peritos em saúde pública.

Segundo um comunicado da OMS, os especialistas vão se basear na pesquisa dos tipos de coronavírus que provocaram a Síndrome Respiratória Aguda (Sars) e Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers) para identificar lacunas e prioridades de investigação.

O objetivo é que haja coordenação na investigação para que se descubra a fonte exata do surto, que começou na cidade chinesa de Wuhan, bem como acelerar o desenvolvimento de uma vacina e de medicamentos específicos. (*Com informações do site CatracaLivre.com.br)

Comentário

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.233 da Mega-Sena no sorteio realizado nesta quarta-feira (12) em São Paulo. O prêmio acumulou com estimativa de pagar R$ 120 milhões no sábado (15), de acordo com a Caixa Econômica Federal.

Veja as dezenas sorteadas: 04 - 06 - 32 - 35 - 41 - 45.

A quina teve 89 acertadores; cada um receberá R$ 75.344,43 e a quadra vai pagar R$ 1.181,63 a cada uma das 8.107 apostas vencedoras.

Comentário

Ao lamentar e repudiar o atentado contra o jornalista Léo Veras (Lourenço Veras), ocorrido na noite desta quarta-feira (12) em Pedro Juan Caballero, a diretoria do Sinjorgran (Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Região da Grande Dourados) ressalta que o que considerou como “golpe brutal” atingiu também todos os profissionais da comunicação que atuam na fronteira do Brasil com o Paraguai.

“Escancara mais uma vez a insegurança vivida por quem pratica o jornalismo na região”, diz a nota divulgada no final da noite passada pelo Sinjorgran. “Nada justifica a violência contra jornalistas e é de suma importância que esse crime seja solucionado o mais rápido possível pelas autoridades paraguaias, já que a impunidade é mais uma forma de ferir o exercício livre da comunicação”.

O Sindicato lembra, na nota, que há exatos 8 anos, em Ponta Porã, cidade brasileira que faz divisa com Pedro Juan Caballero, o jornalista Paulo Rocaro foi assassinado, no dia 13 de fevereiro de 2012. Segundo a investigação feita pela polícia brasileira na época, ele teria sido vítima de um crime político.

Comentário

O jornalista Léo Veras, do site Porã News, que atua na região de fronteira, foi assassinado na noite desta quarta-feira (13) em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Veras estava em casa quando foi abordado por dois homens encapuzadas fortemente armados, que atiraram sem oferecer qualquer chance de defesa para o jornalista.

De acordo com a Polícia Nacional do Paraguai, Léo foi atingido por cerca de 12 tiros de pistola 9 milímetros. Um dos disparos acertou a cabeça dele. O jornalista chegou a ser socorrido e encaminhado para um hospital particular da cidade paraguaia, mas não resistiu.

Em recente entrevista de TV, Leo Veras falou sobre morte

Segundo a ocorrência, Léo estava jantando com a família no quintal de sua casa. Por volta das 21 horas, dois pistoleiros encapuzados chegaram em uma caminhonete branca, entraram pelo portão que estava aberto e invadiram o local. Eles efetuaram vários disparos contra o profissional, que tentou correr, mas caiu ao ser atingido pelos tiros. Ele era nascido do lado paraguaio da fronteira, mas sempre atuou na divisa com Ponta Porã.

Recentemente, Veras foi entrevistado pelo programa da Rede Record, Domingo Espetacular, quando falou da criminalidade na fronteira. Conforme o site Hoy, do Paraguai, o jornalista já havia sido ameaçado de morte outras vezes. O Ministério Público do Paraguai designou, na madrugada desta quinta-feira (13), uma equipe de promotores para acompanhar o caso. A Promotoria suspeita que os criminosos tenham fugido para o Brasil.

Comentário

A Câmara de Dourados decidiu, durante Sessão Especial de Julgamento realizada na tarde desta quarta-feira (12), pelo arquivamento da denúncia também contra o vereador Cirilo Ramão (MDB) por quebra de decoro parlamentar. A denúncia apresentada no ano passado foi levada a plenário e, por 10 votos a 8, o pedido de cassação foi rejeitado. Pela manhã, por 12 votos a 6, outro vereador, Pedro Pepa (DEM), já havia sido inocentado.

Em 2019, o Ministério Público fez recomendação para que a sessão que julgou o parlamentar, na época afastado por conta das investigações decorrentes da Operação Cifra Negra, fosse anulada e remarcada para análise dos relatórios da comissão processante. A recomendação foi acatada pela Câmara através de Ato da Mesa Diretora e, ao final da discussão judicial, a decisão da Mesa foi mantida. Como não houve recurso por parte do vereador denunciado, a decisão transitou em julgado e a sessão foi remarcada.

Foram realizadas duas votações, a primeira relativa à infração do Inciso I do Artigo 7º do Decreto–Lei 201/1967, que fala sobre utilizar-se do mandato para prática de atos de corrupção ou de improbidade administrativa, e a segunda em relação à infração do Inciso III do Artigo 7º do mesmo Decreto–Lei, por proceder de modo incompatível com a dignidade da Câmara ou faltar com o decoro no exercício da conduta pública.

A maioria dos parlamentares decidiu pela improcedência e arquivamento, com os 10 votos contrários à denúncia, dos vereadores Bebeto (PL), Braz Melo (PSC), Carlito do Gás (Patriota), Cido Medeiros (DEM), Jânio Miguel (PL), Juarez de Oliveira (MDB), Junior Rodrigues (PL), Maurício Lemes (PSB), Pedro Pepa (DEM) e Idenor Machado (PSDB), e oito favoráveis, dos vereadores Alan Guedes (DEM), Daniela Hall (PSD), Elias Ishy (PT), Olavo Sul (Patriota), Madson Valente (DEM), Romualdo Ramim (PDT), Sergio Nogueira (PSDB) e Silas Zanata (Cidadania). Por ser investigado, Cirilo não votou.

Durante a sessão, o 1º secretário, vereador Sergio Nogueira (PSDB), e a 2ª secretária da Casa de Leis, Daniel Hall (PSD), leram a denúncia e o parecer da Comissão, composta pelos vereadores Alberto Alves dos Santos (PL) – presidente, Rodrigo Junior de Moraes Rodrigues (PL) – relator e Alcírio Zanata (Cidadania) – membro. O advogado Fernando Baraúna, patrono do denunciado, utilizou a tribuna para fazer a defesa.

Comentário

Na sessão desta quarta-feira (12), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), o deputado Barbosinha (DEM) apresentou discurso de despedida da liderança do governo estadual na Casa de Leis, enquanto que o novo líder, Gerson Claro (PP), discursou sobre a responsabilidade e as expectativas para esta nova atribuição. Os parlamentares falaram sobre a necessidade de debate, respeito e lealdade no exercício do papel de “ponte” entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo.

“A minha mensagem hoje é de agradecimento. Agradeço aos servidores da Assembleia Legislativa, e aos meus pares. O líder do governo traz à Casa de Leis pautas nem sempre populares, jogamos uma semente em terreno árido. Nem sempre as propostas são entendidas imediatamente, e combatemos o bom combate, com respeito e lealdade”, afirmou Barbosinha. Ele frisou que o papel da oposição é fundamental e que foi realizado um bom trabalho em conjunto, com discussões, por vezes, acaloradas, mas sempre prezando pelo respeito.

Deputado de oposição, Pedro Kemp (PT) concordou com o parlamentar. “Parabenizo e agradeço, porque todas as vezes que o procurei, recebi respostas”, afirmou Kemp ao dizer que Barbosinha trouxe presteza e rapidez à comunicação com o governo estadual. Cabo Almi (PT) também parabenizou Barbosinha pela atuação, afirmando que se trata de uma pessoa “inteligente e equilibrada” que fez um bom trabalho.

O deputado Professor Rinaldo (PSDB), em aparte, parabenizou Barbosinha e afirmou que ele conseguiu conciliar a liderança do governo com um mandato atuante. Rinaldo foi líder do governo antes de Barbosinha e atualmente é líder do PSDB na Casa.

Novo líder

Novo líder do governo, Gerson Claro também usou a tribuna para falar sobre a liderança e afirmou estar honrado com o convite do governador Reinaldo Azambuja. “Tenho muita honra em receber o convite do governador Reinaldo Azambuja e o objetivo é dar continuidade aos trabalhos buscando o diálogo”, afirmou.

Gerson disse, ainda, que pretende atuar como ferramenta da democracia na Casa de Leis. “Sabemos que as divergências ideológicas e os bons combates caracterizam o regime democrático em nosso País. Trabalhar com essas diferentes personalidades, que buscam o melhor para a população de Mato Grosso do Sul, cada um a seu modo, e trazendo para esse bojo as propostas e projetos do Governo do Estado, é o nosso grande desafio”.

Comentário

O Censo Agropecuário do Ibge demonstrou que 61% das propriedades rurais economicamente ativas no Mato Grosso do Sul, ou seja, 43.223 propriedades rurais, pertencem a agricultura familiar. O Estado conta com um total de 71.164 mil propriedades entre grandes e pequenos produtores.

Diante da relevância da agricultura familiar para o cenário agropecuário estadual, a Embrapa de Dourados vai realizar, de 7 a 9 de abril, em parceria com o Governo de Mato Grosso do Sul, através da Semagro e Agraer, a 4ª edição da Tecnofam – Tecnologias e Conhecimento para a Agricultura Familiar.

O secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar do Estado, Jaime Verruck, destaca que essa parceria com a Embrapa Agropecuária Oeste, em favor da realização da Tecnofam, já acontece há alguns anos. “O que é o Showtec para a soja e o milho, é a Tecnofam, para os agricultores familiares. Esse evento possibilita acesso à tecnologia, ao crédito e ao conhecimento, em favor de aumento de produtividade e aumento de renda do agricultor familiar”, definiu ele.

O Chefe Adjunto de Transferência de Tecnologia da Unidade, Auro Akio Otsubo, participou de reunião em Campo Grande, na última sexta-feira (31) do mês passado com a equipe do Governo do Estado para conversar sobre a organização do evento e definir as estratégias finais que vão garantir o sucesso do mesmo.

Otsubo explica que “a Tecnofam oportuniza aos participantes o contato com soluções tecnológicas, com enfoque na sustentabilidade da produção agropecuária, possibilitando aumento da eficiência produtiva, gerencial e financeira de sua propriedade”.

Expositores

Ainda estão disponíveis alguns estandes para empresas privadas, que oferecem produtos, serviços, tecnologias e/ou sistemas voltados para a agricultura familiar. Os interessados podem entrar em contato, enviando e-mail para: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Comentário

As obras de drenagem, pavimentação asfáltica, sinalização viária e calçamento de parte das ruas do bairro Laranja Doce, na região nordeste de Dourados, deverão ter início nos próximos dias. A informação foi confirmada pela secretária de Obras da Prefeitura de Dourados, Marise Bianchi Maciel, após reunião de trabalho com a prefeita Délia Razuk.

Segundo ela, a ordem de serviço já foi assinada e a empreiteira Planacon será a responsável pela execução da obra, que terá um custo de R$ 539.355,85, com recursos do Ministério das Cidades e contrapartida do município. Nesta etapa as obras atingirão as ruas Paissandu, entre as ruas Dourado e Lambari, e também na rua Dourado, entre as ruas Natal e Paissandu.

Conforme o memorial descritivo da obra, serão 74,57 metros de drenagem; 4.081,33 metros quadrados de pavimentação; 968 metros lineares de meio-fio; 59 metros quadrados de sinalização viária horizontal e 13 placas de sinalização vertical; além de 1.739,58 metros quadrados de calçadas.

Marise Bianchi afirmou que o início das obras depende da estiagem. Segundo ela, a pavimentação e as demais obras vão melhorar o tráfego de pessoas e veículos nas ruas atendidas, além de garantir melhores condições de vida à população do entorno, principalmente aos usuários e pessoas que precisam do acesso para a Unei (Unidade Educacional de Internação), localizada no bairro.

Comentário

Página 8 de 1571

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus