Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Uma criança, de apenas cinco anos de idade, que tinha asma, obesidade e autismo, está entre os quatro novos óbitos registrados no boletim epidemiológico desta quarta-feira (28) da Secretaria estadual de Saúde que aponta para um total de 1.570 mortes pelo coronavírus em Mato Grosso do Sul. Os outros três casos ocorreram em Ladário, Miranda e Paranhos.

O Estado tem 81.033 casos confirmados, dos quais 75.701 estão sem sintomas e já estão recuperados, 3.458 estão em isolamento domiciliar, e há, ainda, 304 pacientes internados. Entre os municípios com maior número de novas confirmações, Campo Grande aparece com 182 casos, Dourados subiu para 85, Corumbá tem 36 e Três Lagoas, 27 novos casos.

Acompanhe os boletins

Mesmo com mais uma queda na média móvel de óbitos, o secretário de saúde Geraldo Resende reforçou a necessidade de as pessoas procurarem pelo exame, e de os municípios concluírem os casos sem encerramento. Resende voltou a alertar para as pessoas evitarem aglomerações no movimento de visita aos cemitérios no feriado de terça-feira (2) que vem.

Comentário

Quarta, 28 Outubro 2020 07:51

Douranews pergunta, o candidato responde

28 de outubro
O que os servidores públicos podem esperar dessa gestão em temas ligados ao PCCR, novos concursos, reforma administrativa e demissão incentivada?

Alan Guedes (Progressistas)
(resposta não enviada)

Barbosinha (DEM)
Quando celebramos o ??? ?? ???????? ?ú?????, entendo que a melhor maneira de comemorarmos esta data é falando sobre melhores condições de trabalho para eles. No meu Plano de Governo, teremos especial atenção com os servidores públicos e suas necessidades, pois uma boa gestão só se faz com esses profissionais ???????????, ??????????? e ?????????????. Adotar políticas de capacitação, qualificação, treinamento e educação continuada, promover políticas que melhorem as condições de saúde, bem-estar e segurança do trabalho para todos e revisar e analisar o plano de carreira de todos os setores, garantindo conquistas e direitos fundamentais, vai consolidar a construção da ???????? ??? ? ????? ????

Jeferson Bezerra (PMN)
Quero acima de tudo valorizar o servidpor público e se essa valorização passar por revisões no PCCR vamos faze-las. Temos que cumprir as leis... Sou um legalista e respeito a maioria.

João Carlos (PT)
Antes de qualquer coisa, destacamos que os defensores do Governo Bolsonaro apoiam abertamente o fim do serviço público e que os seus representantes nos Estados e Municípios têm agido no sentido de retirar direitos dos Servidores e diminuir o papel dos serviços públicos. Recentemente o governo do Estado e a sua bancada estadual aprovaram a diminuição dos salários dos professores e temos acompanhado os movimentos da gestão municipal querendo mudar o PCCR dos servidores com o claro objetivo de precarizar os serviços públicos, retirando recursos de políticas públicas que são fundamentais para o desenvolvimento da nossa cidade. Para o PT, o serviço público é instrumento fundamental para o enfrentamento das desigualdades sociais. Trabalharemos no sentido de abrir concursos públicos para suprir as necessidades da gestão, preservando os direitos conquistados e mantendo diálogo direto com os servidores para buscar o fortalecimento do serviço público. Não somos favoráveis a nenhuma reforma administrativa que tenha como objetivo, explícito ou implícito, de atacar direitos e precarizar os serviços públicos, bem como, medidas de demissões incentivadas, que ao fim e ao cabo, prejudicam os segmentos da sociedade mais fragilizados e que dependem da presença do poder público.

Mauro Thronicke (PSL)
(resposta não enviada)

Racib Harb (Republicanos)
(resposta não enviada)

Wilson Matos (PTB)
(resposta não enviada)

Comentário

O Sindicato Rural de Dourados, que recentemente se tornou polo da Faculdade CNA (da Confederação Nacional da Agricultura), abriu segunda-feira (26) as inscrições para quatro cursos de graduação à distância: Gestão do Agronegócio, Gestão Ambiental, Gestão de Recursos Humanos e Gestão de Processos Gerenciais. No total, são sete polos da Faculdade em Mato Grosso do Sul.

São três as formas dos candidatos aptos a ingressarem nessa opções oferecidas: quem já possui um curso superior participará da seleção por meio de análise documental; para os demais, é possível ingressar por meio do boletim de desempenho do Enem (o Exame Nacional de Ensino Médio), com nota igual ou superior a 250 pontos em um dos exames a partir de 2017; ou ainda pelo vestibular on-line por meio de prova de Redação.

Com duração média de 2 a 3 anos, os cursos têm mensalidades acessíveis e o respaldo de uma instituição de ensino já consolidada no país, voltada exclusivamente para o agronegócio, que é a Faculdade CNA, vinculada a três organizações: CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), que representa e defende os interesses dos produtores rurais do Brasil; ao Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), responsável pela formação profissional rural, promoção social e assistência técnica; e o Instituto CNA, que desenvolve estudos e pesquisas sociais, voltadas ao agronegócio.

Todas as formações são reconhecidas pelo MEC (Ministério da Educação) e possuem Conceito 4, em uma escala de 1 a 5, segundo avaliação do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), que demonstra um ensino de excelência.

Os cursos de graduação, pós-graduação e extensão têm mensalidade fixa no valor de R$ 179 e as inscrições podem ser feitas no site: www.faculdade.cnabrasil.org.br. O polo de Dourados está localizado na sede do Sindicato Rural, na Alameda Valério Fabiano, número 100 no Jardim Alhambra. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3424-6686 ou no e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Comentário

A atleta paralímpica da Unigran, Bethânia Ferreira Gomes, mais uma vez é motivo de orgulho para o esporte douradense e sul-mato-grossense. Neste fim de semana, ela participou como atleta convidada do Jogos Universitários de Pernambuco - JUPs 2020, realizado pela Federação Acadêmica Pernambucana de Esportes (FAPE). O evento aconteceu com a devida autorização governamental para realização de competições amadoras.

Competindo nas modalidades de arremesso de peso, dardo e disco, a atleta é um exemplo de superação, pois ingressou no esporte após perder mais de 90% da visão. Depois de meses de uma depressão profunda, começou a correr com a ajuda da treinadora Sandra Arosi, que estimulou a buscar na prática esportiva um eficaz antidoto para os problemas que vinha enfrentando. O resultado logo de início foi tão positivo que ela em 2016 resolveu criar o Clube Monte Sião, que hoje atende pessoas com diversos tipos de deficiências, que assim como Bethânia, encontram no esporte um novo sentido na vida.

“Estou muito feliz por ter sido convidada para participar do JUPs 2020 em Pernambuco. É a primeira vez que competi no evento e gerou boas expectativas, pois é a primeira pós-pandemia. Apesar das dificuldades trazidas pela Covid-19, não paramos nossos treinos e me preparei para dar o meu melhor e representar nossa cidade e nosso estado. Agradeço a Unigran por todo o apoio que tem dado, incentivando o esporte paralímpico em nossa cidade”, disse a atleta.

Bethânia foi atleta revelação, bateu a marca do recorde do Comitê Paralímpico Brasileiro na Prova de Disco, sendo a única atleta paralímpica, as outras competidoras eram da Seleção Olímpica Brasileira.

Esta foi a 68ª edição dos JUPs. Ao todo, participaram da competição cerca de 30 Instituições de Ensino Superior de todo o Brasil, somando, aproximadamente, 700 atletas e treinadores. As equipes e os competidores que participaram dos Jogos representando a bandeira pernambucana foram classificados a partir dos Jogos Universitários de Pernambuco 2019. Destas modalidades disputadas no Recife durante os JUPs, cinco garantiram aos seus competidores vaga para os respectivos campeonatos mundiais, com exceção apenas do Futebol 7.

Comentário

A Energisa informou nesta terça-feira (27) que quadruplicou o número de equipes em campo, em Dourados, para normalizar o fornecimento de energia, devido à complexidade dos reparos, no menor tempo de esforço possível.

O temporal que atingiu o município e parte da região sul do Estado na segunda-feira (26), acompanhado por fortes rajadas de vento e raios, produziu mais de 80% das interrupções no fornecimento de energia. Os ventos fortes provocaram queda de árvores e galhos em contato com a rede elétrica, provocando inclusive, o rompimento de cabos.

De acordo com a concessionária dos serviços, pelo menos, 65 bairros ficaram sem energia, impactando mais de 22 mil clientes em Dourados. As equipem atuam, de forma ininterrupta, obedecendo protocolos rígidos de segurança para normalizar o fornecimento.

Comentário

Plano de Arborização de Dourados já está pronto e será apresentado para ser executado pelo próximo prefeito

A Prefeitura de Dourados prometeu apresentar à sociedade, nos próximos dias, o relatório final do Plano Diretor de Arborização Urbana (PDAU) que estava sendo desenvolvido desde o ano passado. O plano deverá ser executado pelo próximo prefeito e será uma baliza para disciplinar todo o processo de arborização da segunda maior cidade do Estado.

O Plano Diretor foi desenvolvido sob a responsabilidade da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao ensino e à Cultura (FAPEC) instituição ligada a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), a partir de estudos solicitados pelo Imam (Instituto de Meio Ambiente), por recomendação da prefeita Délia Razuk e passou por todas as fases, com a realização das audiências públicas recomendadas por lei.

Trata-se de uma ação inédita na maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul e que deverá ser marco ecológico do município. Com a iniciativa, a Prefeitura busca pôr fim a problemas crônicos enfrentados no município, como a ausência de informações sobre número de árvores e espécies, por exemplo.

“A ausência de informações científicas e técnicas sobre como proceder com a arborização em Dourados vem trazendo problemas para a população e para a administração” lembra o arquiteto Fabiano Costa, secretário municipal de Serviços Urbanos que encaminhou e acompanhou todas as fases de elaboração do Plano, enquanto diretor-presidente do Imam, pasta que acumulou por um tempo com a de Serviços Urbanos.

O Plano de Arborização Urbana vai ajudar a alinhar atividades que amenizem situações de plantio de espécies inadequadas, de poda irregular e de depredação de espécies nativas, que refletirão em uma arborização mais viçosa, mais densa, e na diminuição de transtorno com quedas de árvores, principalmente.

O diagnóstico atual revela que a arborização viária na área urbana de Dourados, estimada com base na vetorização unitária dos indivíduos existentes na área de abrangência do Plano Diretor de Arborização Urbana, é de 94 mil árvores, resultando em 55 árvores por quilômetro de via. A altura média das árvores nestas vias é de 5,28 metros. Nas vias públicas de Dourados foram identificadas 150 espécies de árvores.

Os dados levantados indicam uma boa situação da arborização urbana de Dourados, com grande parte das árvores caracterizadas como de qualidade satisfatória. Todavia, algumas ações de manejo são necessárias. Entre elas, as podas de condução e as de levantamento de copa são as recomendações mais indicadas, seguidas da remoção com replantio.

Fabiano Costa afirmou que o PDAU é um importante instrumento para auxiliar a Prefeitura para cuidar das árvores e evitar problemas como as quedas de árvores ocorridas nesta segunda-feira (26) por causa do temporal que teve ventos de quase 100 km por hora.

“O Plano Diretor de Arborização também servirá para que os candidatos a prefeito conheçam a real situação das árvores da zona urbana de Dourados e para que o eleito possa implantá-lo sem que haja negação do conhecimento do trabalho elaborado ao longo de dois anos por profissionais experientes com a participação de todos os segmentos da sociedade”, finalizou Costa.

Comentário

Candidato a prefeito de Dourados pelo PMN, o jornalista Jeferson Bezerra defendeu uma maior interlocução com a Prefeitura de Itaporã pelo fortalecimento econômico das cidades ao entorno. "Creio que é urgente haver certo entendimento entre os dois gestores pela nova configuração da economia local, o que irá consolidar de fato a instalação do frigorífico destinado ao abate de peru, a proposta pode gerar quase 2 mil empregos. Vejo que o administrador é o principal indutor de parcerias, e mesmo sediado no Município vizinho, este empreendimento sempre gerou direta ou indiretamente divisas aos douradenses, portanto o Governo Estadual e Assembleia Legislativa também precisam se empenhar nessa causa", classificou.

"Temos plenas condições de viabilizar este projeto de longo e médio prazo, essa nova unidade terá capacidade para abater quase 40 mil perus, associada à construção de 100 módulos de aviários, aquecendo ao mesmo tempo a agroindústria regional nas pequenas propriedades rurais, seja em Dourados ou Itaporã, estas poderão ser as fornecedoras de matéria prima. Para isso precisamos da interação dos dois Municípios, Estado e iniciativa privada, apresentando condições para este salto econômico importante, isso de forma regionalizada", disse Jeferson.

Bezerra diz que a proposta é desafiadora, tanto que viabilizará a ação através da sintonia com os gestores e parlamentares estaduais, pois apesar da crise financeira global, as autoridades políticas precisam conceder incentivos fiscais trocando impostos por emprego. "A vinda dessa multinacional no abate de perus pode reaquecer a economia não somente de Itaporã, mas também em toda a região da Grande Dourados. É de suma importância a geração dos novos postos de trabalho, mas isso depende da atuação forte dos gestores incentivando a consolidação desse projeto”, finalizou. (Da assessoria)

Comentário

Duas semanas depois das celebrações do feriadão da Divisão do Estado, o Município volta a registrar o crescimento dos casos positivos para o novo coronavírus. O mais recente boletim epidemiológico, divulgado na manhã desta terça-feira (27) pela Prefeitura de Dourados, aponta 78 novos casos da doença na cidade.

Esse número contrasta com os 18 casos registrados nesta segunda (26), os 38 do domingo (25), os 41 testes positivos de sábado (24) e os 17 casos da sexta-feira (23), por exemplo, reforçando a preocupação já demonstrada pela Secretaria estadual de Saúde no sentido de prevalecerem as medidas biossegurança para contenção da doença.

Dourados chegou a 8310 casos confirmados, e tem 7720 pessoas já recuperadas da doença. 475 pessoas que testaram positivos para a Covid-19 estão em isolamento. São 107 os registros de óbitos na cidade desde que começou a propagação do corona.

Comentário

Terça, 27 Outubro 2020 07:39

Douranews pergunta, o candidato responde

27 de outubro
No calendário nacional nesta data consta o nascimento do ex-presidente Lula, hoje completando 75 anos.

Na sua opinião, a prisão dele foi um golpe para favorecer o atual presidente Bolsonaro?

Alan Guedes (Progressistas)
(resposta não enviada)

Barbosinha (DEM)

Não é admissível mais cogitarmos golpe, diante do fortalecimento e da ampliação do caráter democrático das instituições brasileiras. Não podemos deixar de reconhecer os méritos do presidente Lula enquanto construtor desse processo, junto com outras forças representativas da Nação, para o fim da ditadura militar e é preciso ficar bem claro que o presidente Jair Messias Bolsonaro venceu nas urnas, com ampla maioria de votos. Por si só, isso já descaracteriza qualquer cogitação de golpe.

Jeferson Bezerra (PMN)

Não acredito em golpe dessa magnitude e ainda mais nas circunstâncias em que as coisas aconteceram. A corrupção grassava solta e ainda existe em muitos setores. Pode ser até que o presidente Lula pagou por erro de assessores, mas no final da análise a responsabilidade pela escolha dos assessores era dele. E conivência pra mim é tão grave quanto o crime.

João Carlos (PT)

A direita brasileira após ser derrotada em quatro eleições nacionais consecutivas (2002, 2006, 2010 e 2014), resolveu romper o já restrito processo democrático do país, desferindo um gravíssimo golpe em 20016, contra a ex-presidenta Dilma, o PT e a democracia. Como não fazia nenhum sentido, retirar a presidenta Dilma e dois anos após ver o PT reassumindo a Presidência da República, resolveram, portanto, colocar em marcha a 2ªetapa do golpe: forjaram um crime ao ex-presidente Lula, o condenaram, mesmo sem crime mesmo sem nenhuma prova e comprovação, prenderam e interditaram a sua candidatura, o deixando incomunicável com o povão. Importante destacar que até o momento da cassação de seus direitos políticos ele liderava todas as pesquisas de intenções de votos, com ótimas possibilidades de vencer já no primeiro turno. Deste ponto de vista, é um fato inegável: Bolsonaro foi ultra beneficiado com a retirada do ex presidente Lula da disputa. Não por acaso, ele premiou o lavajatista, ex juiz Sérgio Moro com um “super” Ministério da Justiça e da Segurança no seu governo.

Mauro Thronicke (PSL)
(resposta não enviada)

Racib Harb (Republicanos)
(resposta não enviada)

Wilson Matos (PTB)
(resposta não enviada)

Perguntas foram encaminhadas previamente a todos os candidatos/assessorias e não respondidas em tempo são publicadas como 'resposta não enviada'

Comentário

A Secretaria estadual de Saúde divulgou nota técnica estabelecendo medidas de biossegurança para o funcionamento de cemitérios durante a celebração do Dia de Finados, no começo da semana que vem. Além das recomendações de biossegurança já conhecidas, como distanciamento social e uso de máscaras, a Secretaria que familiares visitem seus entes queridos no final de semana, que antecede ao feriado oficial.

Como medida de segurança e para evitar aglomerações, a Secretaria de Saúde recomenda a abertura dos cemitérios já no sábado (31) e no domingo (1º de novembro), como forma de evitar aglomerações exclusiva na segunda-feira (2), nesses locais. A nota técnica também estabelece o limite de 50% de ocupação da capacidade do cemitério para visitação.

A nota recomenda ainda a criação de mecanismos de controle de acesso e saída do público de forma que não haja aglomerações no início e no término da visitação ao cemitério. Se possível designar um colaborador utilizando máscara para orientações de fluxo, durante os horários de visitação mais intensa. Recomenda-se ainda, que o visitante fique no espaço por um curto período de tempo.

Está previsto a comercialização de produtos no entorno do cemitério, mas que deverá respeitar as normas de posturas locais e demais regras de biossegurança emanadas do poder público.

Cemitérios

Os cemitérios deverão realizar o controle de fluxo de pessoas para adentrar ao local, podendo ser criadas barreiras físicas na entrada, quando necessário, ou outro mecanismo de controle de fluxo de pessoas, respeitando o distanciamento social de 1,5 metros entre os indivíduos, com demarcações no piso para delimitação do espaço físico, especialmente quando houver formação de filas.

Os locais ainda deverão realizar o controle de pessoas em diferentes pontos dentro dos cemitérios, de modo a evitar aglomerações em pontos de maior concentração de visitantes, disponibilizando funcionários para tal finalidade, caso necessário.

Pontos de descontaminação deverão ser instalados nos locais contendo álcool em gel tanto na entrada quanto em pontos estratégicos. A higienização dos locais de uso comum deverá ser intensificada, sendo que a desinfecção deverá ser feita com produtos à base de cloro, como o hipoclorito de sódio, álcool líquido a 70% ou outro produto desinfetante, desde que regularizado perante a Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Caso haja equipamentos de uso coletivo, como bebedouros, recomenda-se que se mantenha dispositivo de papel toalha próximo para que seja evitado contato direto com a superfície. Após o uso, descartar o papel toalha em coletor de resíduos com acionamento sem contato manual e proceder à higienização das mãos. No caso de uso de bebedouros de pressão, os locais deverão observar os seguintes critérios: lacrar as torneiras a jato que permitem a ingestão de água diretamente dos bebedouros, de forma que se evite o contato da boca do usuário com o equipamento; garantir que o usuário não beba água diretamente do bebedouro, para evitar contato da boca com a haste (torneira); caso não seja possível lacrar ou remover as torneiras, o local deverá substituído por equipamentos que possibilite a retirada de águas apenas com copos descartáveis ou recipientes individuais; a utilização de utensílios permanentes (canecas, copos e etc.) deverão ser higienizados rigorosamente; e todos os bebedouros deverão ser frequentemente higienizados.

Sanitários também deverão ter a higienização redobrada. Os locais deverão intensificar: a higienização do ambiente; funcionários deverão usar luvas de borracha, avental impermeável, calça cumprida, máscara e sapato fechado, com a realização da limpeza e desinfecção das luvas utilizadas, reforçando o correto uso das mesmas, não tocando maçanetas, corrimão, entre outros com a luvas; cartazes deverão ser fixadas sobre a utilização dos vasos sanitários orientando que a descarga seja acionada com a tampa do vaso fechada; instalação de dispensadores com álcool em gel 70% ou outro produto, devidamente aprovado pela Anvisa, para higienização de assentos sanitários; recomenda-se que o assento sanitário seja higienizado a cada uso. Recomenda-se manter os ambientes bem ventilados com janelas e portas abertas, evitando o toque nas maçanetas e fechaduras.

Ao usuário

Fica proibido o compartilhamento de objetos e utensílios de uso pessoal e o consumo de bebidas e alimentos no interior do cemitério. Evitar o contato físico com outras pessoas, mantendo-se a uma distância mínima de 1,5 metro entre os indivíduos. Higienização das mãos com frequência (recomenda-se a utilização de álcool 70%, preferencialmente em gel, especialmente após contato físico com superfícies em locais públicos).

Fica obrigatório o uso de máscaras durante o período de permanência no local, sendo preferencialmente de tecido de dupla camada ou TNT (tecido não tecido) confeccionadas conforme a nota técnica nº 3/2020-CGCAP/DESF/SAPS/MS, sendo que devem ser seguidas as boas práticas de uso remoção e descarte, assim como higienização adequada das m]aos antes e após a remoção, bem como que o uso de máscaras deve ser sempre faciais não profissionais publicado pela Anvisa, em 03/04/2020.

Recomenda-se que pessoas do grupo de risco evitem a ida aos cemitérios e celebrações religiosas. Pessoas que apresentem sintomas como febre, tosse e outros devem evitar a ida aos cemitérios e celebrações religiosas.

Sobre a Covid-19

A nota ainda recomenda que os locais façam a disponibilização de avisos contendo informações acerca da Covid-19 e das medidas de prevenção, por meio de cartazes ou painéis explicativos, que devem estar visíveis e distribuídos em pontos estratégicos. E que oriente os colaboradores e os visitantes a adotarem a etiqueta e a higiene respiratória: cobrir completamente a boca e o nariz com um lenço de papel ou usar o antebraço para cobrir a tosse ou espirro; evitar o contato físico com superfície em locais públicos; evitar tocar a boca e nariz com as mãos, esfregar os olhos e etc.

Comentário

Página 1 de 1763

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis