Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Ação emergencial de desinfecção, determinada pela prefeita Rhaiza Matos, resultou em amplo serviço de pulverização de uma solução à base de Quaternário de Amônio de 5ª geração e Biguanida Polimérica, “ideal para áreas críticas, semicríticas e não críticas”, como explicou a Diretora Executiva Hospitalar do HMN (Hospital Municipal de Naviraí), Silvia Ingrid de Oliveira Rocha para o trabalho de higienização realizado em toda a área do Paço Municipal da cidade.

LEIA MAIS SOBRE...

A ação, realizada na tarde desta quinta-feira (21) foi necessária após a confirmação de que de vários servidores testaram positivo para a Covid-19. Antes, no período da manhã, a prefeita Rhaiza tomou outra medida decisiva na prevenção à doença, assinando decreto para o fechamento do Paço Municipal até o dia 30.

Comentário

A Secretaria municipal de Saúde começou nesta quinta-feira (21) a vacinação dos profissionais que atuam na linha de frente contra a doença provocada pelo novo coronavírus, a Covid-19, na UPA da cidade onde serão vacinadas 288 pessoas, entre médicos, dentistas, enfermeiros e outros profissionais que atuam no mesmo local. A previsão é que a imunização seja concluída ainda nesta sexta-feira (22), de acordo com a assessoria de comunicação do Município.

Um dos que recebeu a dose da vacina nesta quinta foi o enfermeiro Antônio Henrique Matos, que apesar de estar diretamente trabalhando com pessoas infectadas, não contraiu o vírus. “Essa vacina é uma esperança para nós, porque já estamos com quase um ano de pandemia. Estar vacinado é uma segurança a mais para todos nós profissionais de saúde”, disse.

Segundo o cronograma da Secretaria, ainda nesta quinta, profissionais do Hospital da Vida e do PAM (Pronto Atendimento Médico) também começaram a ser vacinados.

INDÍGENAS

No primeiro lote de vacinas que chegou a Dourados, a maior parte das quase 30 mil doses é destinada para a comunidade indígena, que tem prioridade na vacinação conforme o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Aproximadamente 2.200 doses da vacina já estavam disponíveis para que a Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena) providenciasse a vacinação, a partir também desta quinta-feira. Pelo cronograma, 11.600 índios devem ser imunizados com as primeiras doses que chegaram no município, segundo a assessoria da Prefeitura.

Comentário

A Universidade Federal da Grande Dourados vai realizar na manhã desta sexta-feira (22), por meio da Prograd, a Pró-reitoria de Ensino de Graduação, o ato de formatura de novos 39 médicos e médicas em uma cerimônia remota que será transmitida ao vivo pelo canal da instituição na plataforma YouTube.

Desde maio do ano passado realizando cerimônias de formatura a distância, a Universidade busca seguir as orientações das autoridades públicas de saúde, garantindo o isolamento social e evitando aglomerações para conter a disseminação comunitária da Covid-19, mas sem deixar de conceder o diploma de graduação aos estudantes.

Com previsão de início para as 9 horas, essa será a primeira solenidade de colação de grau da UFGD em 2021. O evento, que será presidido pela reitora pro tempore Mirlene Damázio, será realizado no formato de videoconferência – entre a mesa diretiva e os formandos – por meio da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Comentário

O vice-governador de Mato Grosso do Sul, Murilo Zauith (DEM), é mais um a compor as estatísticas de contaminação pela Covid-19 no Estado. O diagnóstico positivo saiu nesta quinta-feira (21), mas Murilo permanece assintomático, segundo revelou.

Essa situação não vai impedi-lo de substituir as férias do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) que começam na segunda-feira (25) e vão até o dia 3 de fevereiro. Murilo disse que vai substituir Azambuja em regime ‘home office’, respeitando o período de quarentena indicado como medida de biossegurança pelas autoridades sanitárias.

Comentário

A CFT (Comissão de Farmácia e Terapêutica) do HU (Hospital Universitário) da UFGD iniciou nesta quinta-feira (21) a coleta medicamentos vencidos ou em desuso para descarte adequado. Até dia 29, colaboradores do hospital podem utilizar a caixa de coleta localizada na entrada dos funcionários para depositar qualquer tipo de medicamento vencido ou fora de uso.

De acordo com o presidente da CFT, Cleber Massato Toda, o foco da ação é a conscientização dos colaboradores do HU e da UFGD quanto ao descarte adequado desse tipo de produto. "É importante ressaltar que o descarte inapropriado de medicamentos pode ocasionar, por exemplo, o uso inadvertido de remédios por outras pessoas, resultando em graves reações adversas e intoxicações. Além disso, pode ocorrer também agressão ao meio ambiente com a contaminação da água, do solo e dos animais", pontua.

A caixa para coleta estará disponível na entrada de colaboradores. A ação de conscientização é desenvolvida pelo menos duas vezes ao ano pela CFT, em alusão às datas comemorativas voltadas aos profissionais de Farmácia, como é o caso do dia 20 de janeiro, em que se celebra o Dia Nacional do Farmacêutico.

Na campanha anterior, foram coletados 98 tipos de medicamento perfazendo um total de 689 unidades nas diversas formas farmacêuticas (comprimidos, gotas, cápsulas, solução oral, suspensão etc). O medicamento mais descartado foi antialérgico, seguido do anti-hipertensivo. Todo o material coletado é encaminhado ao setor responsável pelo gerenciamento de resíduos do hospital, para a destinação adequada.

A próxima ação está prevista para o mês de agosto, e será realizada em parceria com Conselho Regional de Farmácia, atendendo a toda a comunidade. "Estaremos fazendo na forma de Drive Thru, ou seja, as pessoas irão de carro a um determinado local e entregarão os medicamentos vencidos", explica Cleber.

Fora das épocas de campanha, os medicamentos vencidos ou em desuso podem ser descartados corretamente em estabelecimentos como farmácias e drogarias. Em Mato Grosso do Sul, a Lei Estadual 5180, de 12 de abril de 2018, torna compulsória a coleta de medicamentos vencidos em todas as farmácias e drogarias, prevendo que esses estabelecimentos mantenham recipientes para coleta ou descarte de medicamentos, cosméticos e insumos farmacêuticos deteriorados, ou com prazo de validade expirado, à disposição dos clientes.

Comentário

O Despertar para o Trabalho é um programa criado e realizado pela Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) há duas décadas, com o objetivo de oferecer palestras mensais voltadas à capacitação de trabalhadores das empresas associadas.

As palestras, sempre com temas motivacionais onde empresários e gestores de equipe estão convidados a participar, agora, de forma on-line, busca fomentar o desempenho em vendas, crescimento e amadurecimento em suas funções, saúde referente ao bem-estar físico e mental, além de marketing pessoal entre outros.

Como forma de incentivar a participação no programa, a Aced oferece o prêmio assiduidade aos participantes. Para concorrer, é preciso validar sua participação seguindo todas as regras do regulamento, como assistir, curtir, comentar e compartilhar cada palestra em modo público no Facebook.

No ano passado, seis participantes foram contemplados com certificados e R$ 500 cada um. Neste ano, a premiação será diferente; os três prêmios serão um notebook, um smartphone e um tablet.

Para Adriane Assunção, da Dalvesco Educacional, que foi premiada no final de 2020, o Despertar trouxe dois prêmios para a vida dela. “O Despertar para o Trabalho é um programa enriquecedor. Além do crescimento profissional e pessoal que você adquire acompanhando as palestras, você pode ainda, receber uma recompensa no final do ano pela sua assiduidade. Este apoio da Aced é fundamental para garantir qualificação e motivação entre os colaboradores de uma empresa”, disse.

Retomada

O programa será retomado, neste ano, a partir do dia 10 de fevereiro, com uma palestra ao vivo, com três grandes nomes do novo mercado e com um currículo extenso sobre liderança em gestão. O evento que começa às 7 horas, traz o tema “Performance Máxima em Vendas Online”.

Wagner Oliveira, CEO da Woli Tecnologia e Gestão; Matheus Bueno Torres, Professor e Head na Performance Máxima e Válter Gomes, Diretor e Professor na Faculdade de Gestão Woli – FGW, estarão ao vivo em um bate-papo com os participantes.

Outras informações

podem ser obtidas pelo telefone (67) 3416-8653 ou WhatsApp (67) 9 8402-6658. Acompanhe a Aced no Facebook (fb.com/aced.dourados), Instagram (@aceddourados) ou acesse o portal (www.aceddourados.com.br). Inscreva-se para receber as novidades enviando um e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Comentário

Os municípios sul-mato-grossenses receberam do Governo do Estado mais de R$ 3,3 bilhões em repasses no ano de 2020. Mesmo com a pandemia do coronavírus, houve incremento de receita num percentual de 10% se comparado com o valor no mesmo período - janeiro a dezembro - de 2019, quando chegaram aos cofres municipais o total de R$ 2.991.535.171,39, conforme dados no Portal da Transparência.

O secretário de Fazenda, Felipe Mattos, pondera que os repasses são uma importante fonte na composição orçamentária dos municípios, considerando que a maioria das 5.570 cidades brasileiras dependem dos repasses estaduais e federais para realizar investimentos. “É um recurso de extrema importância, utilizado pelos prefeitos de acordo com as demandas, e visas suprir melhorias para a população nas áreas prioritárias de políticas públicas como Educação, Saúde, Segurança Pública, entre outros”.

Entre os tributos passíveis de serem repartidos com os municípios estão o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), IPVA (Sobre Propriedade de Veículos Automotores), o Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul) e a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico)
.

Dourados recebeu mais de R$ 41 milhões do IPVA


O repasse mais vultoso é referente ao ICMS, maior fonte de arrecadação própria do Estado, que somou R$ 2,5 bilhões em 2020, contra R$ 2,3 bilhões em 2019. Constitucionalmente, os municípios têm direito a 25% de toda a arrecadação de ICMS feita pelo Estado. Esse percentual é dividido com base em critérios definidos por lei. O bolo destinado aos municípios obedece a seguinte ordem: 75% é rateado com base no Índice de Valor Adicionado, 3% da receita própria, 5% do ICMS Ecológico, 5% baseado no número de eleitores, 5% tendo como base o território e 7% é repartido igualmente a todos os municípios.

Em seguida aparece o IPVA, a segunda fonte de arrecadação do Governo do Estado, com R$ 400 milhões em 2020, ou seja, um acréscimo de 10,5% em relação a 2019, quando fechou em R$ 358 milhões. Esse valor corresponde a 50% do total arrecadado, os quais são revertidos para o município em que o veículo está registrado. De acordo com dados extraídos do Portal, os municípios com maior número de veículos são Campo Grande (que arrecadou R$ 162.820.493,63), Dourados (que ficou com R$ 41.193.172,52) e Três Lagoas (R$ 22.990.162,40).

As demais transferências são relativas ao Fundersul Agropecuária (R$ 145.853.562,77), Fundersul Combustíveis (R$ 89.273.674,42); Fundo de Investimento Social-FIS (R$ 33 milhões); FIS Saúde (R$ 135 milhões); Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI exportação (R$ 25.002.005,17) e Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico incidente sobre importação e comercialização de combustíveis, a Cide (R$ 4.474.238,53).

Comentário

O Comitê de Fiscalização da Covid-19 vai intensificar as ações em Dourados. O objetivo é garantir o cumprimento do Decreto 26, de 17 de janeiro de 2021, que tornou mais rigorosa as regras para controle e prevenção à doença.

Com apoio da Vigilância Sanitária e do núcleo de fiscalização de posturas municipais, a Guarda Municipal fará uma força tarefa semanal, focada na fiscalização do comércio, de aglomerações e descumprimento de medidas sanitárias.

Segundo a comandante da Guarda Municipal, Graziele Cespedes de Souza Nascimento, primeiro será feita a orientação e advertência ao estabelecimento ou pessoa física. Se houver recorrência, é feita a interdição com assinatura do termo de compromisso. O passo seguinte, caso o local não cumpra as medidas, é a suspensão do alvará, podendo ainda ser multado em até 90 Uferms que equivale a R$ 3.278,70.

“Continuamos com o trabalho de esclarecer a população e garantir o cumprimento do decreto”, afirmou a comandante. Ela ainda lembrou que o objetivo não é punir e sim garantir que as normas sejam seguidas em benefício da saúde coletiva. (Da assessoria)

Comentário

A secretária municipal de Educação, Ana Paula Benites Fernandes, anunciou nesta quinta-feira (21), via assessoria de comunicação da Prefeitura, o início das aulas para o dia 8 de fevereiro nas escolas e Ceims da Reme (Rede Municipal de Ensino), mesmo com a pandemia mundial da Covid-19 que só nesta semana matou nove pessoas na cidade.

Embora até o encerramento do primeiro período de inscrição para matrículas na Rede, pouco mais de 7.000 alunos [3.528 com pedidos de vagas para um dos Centros de Educação Infantil e 3.665 para as escolas do município] tenham se manifestado, a secretária disse que já está sendo elaborado “um planejamento de biossegurança para reabertura de escolas”.

Considerando os elevados números da Covid-19 no Município, a Secretaria de Educação disse que normas e diretrizes serão adotadas para proteger alunos e profissionais na volta às aulas. Dourados já contabiliza 17.255 casos confirmados da doença, com 206 óbitos e 71 pessoas internadas; desse total, 41 ocupando leitos de UTI.

A segunda etapa de matrículas começa no dia 25 e vai até o dia 29 deste mês. As inscrições podem ser feitas no site da Prefeitura (ecidade.dourados.ms.gov.br/matriculadigital). Quem tiver dúvidas deve entrar em contato com a Central de Matrículas através do telefone 98468-8029.

São critérios para seleção das vagas:

I. Para os Centros de Educação Infantil Municipal:
a) crianças em situação de abandono, de risco social e/ou que são assistidas por portadores de doenças crônicas;
b) crianças de família de menor renda per capta;
c) filhos de pai e mãe que trabalham, ou que exerça atividade laboral que impeça de ficar com a criança, em qualquer uma dessas situações mediante comprovação por meio de documento próprio ou expedido pelo CRAS/Assistência Social;
d) filho de doador de sangue, comprovadamente.
II. Para as Escolas Municipais:
a) crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica e ou familiar;
b) filho de doador de sangue, comprovadamente;
c) aluno que tenha irmão estudando na unidade escolar;
d) aluno de menor idade.

Comentário

O Simted (Sindicato municipal dos trabalhadores em Educação) de Dourados voltou a pedir, nesta quinta-feira (21), uma reunião com o prefeito de Dourados, Alan Guedes, para tratar do pagamento dos salários dos trabalhadores do setor, uma vez que parte da categoria continua sem receber a remuneração referente ao mês de dezembro e também as férias.

De acordo com informativo divulgado na página do Simted na internet, até agora o prefeito não respondeu ao ofício encaminhado pelo sindicato no dia 18, onde a entidade pretende tratar também com a administração sobre a utilização dos recursos do Fundeb de dezembro e janeiro para pagamento dos trabalhadores da educação que ainda não receberam.

Nesta semana, o Comacs (Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais do Magistério) divulgou nota em que relata a existência de repasses, conforme demonstrativo da plataforma digital do Banco do Brasil, da ordem de R$ 20.478.730,46 referentes ao Fundeb, resultado da soma de R$ 12.764.681,51 de dezembro/2020 e mais R$ 7.714.048,95 de janeiro deste ano, atualizado até segunda-feira (18) passada.

Comentário

Página 1 de 1809
  • Douranews Anúncio
  • fetems abigail

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis