Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Ao entregar 28 motoniveladoras para 43 municípios de Mato Grosso do Sul nesta segunda-feira (22), o governador Reinaldo Azambuja anunciou a aquisição de outros 1.196 maquinários e implementos agrícolas em benefício de pequenos produtores, assentados, comunidades indígenas e quilombolas. Ele disse que os equipamentos serão comprados com recursos próprios do Governo do Estado e de emendas da Bancada Federal.

"Todas as 79 cidades do Estado receberão máquinas e equipamentos - e apoio para a agricultura familiar na recuperação de estradas vicinais, que melhoram a trafegabilidade e o escoamento da produção. Essa é mais uma grande parceria que construímos", anunciou o governador.

Reinaldo Azambuja destacou a cooperação dos deputados federais e senadores no aparelhamento do setor produtivo. Ele lembrou que o trabalho em conjunto tem gerado frutos para Mato Grosso do Sul. "Governar é construir parcerias e ações. Tomamos atitudes necessárias ao longo dos anos e hoje temos capacidade de fazer esses investimentos beneficiando a população", emendou o gestor.

Motoniveladoras

Com investimento aproximado de R$ 14 milhões, as motoniveladoras entregues hoje foram adquiridas com recursos estaduais e do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), empenhados pelos deputados federais licenciados Geraldo Resende e Tereza Cristina; pelo deputado federal Luiz Ovando; e pelo senador Nelson Trad Filho.

Recém nomeado secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel acompanhou as entregas, falou do perfil municipalista do Governo do Estado e destacou a harmonia do Executivo com os demais poderes e as prefeituras. "A boa política gera frutos para a sociedade. Hoje, essas entregas de motoniveladoras são exemplos do trabalho que temos feito em parceria", avaliou.

Disponibilizadas para conservação e manutenção de estradas vicinais, as motoniveladoras são demandas recorrentes dos municípios sul-mato-grossenses. Com a rica produção que sai das propriedades rurais, a correta manutenção das estradas vicinais garante mais qualidade no transporte, menos desperdício, melhor manejo e mais renda para os produtores.

Os maquinários ainda auxiliam no trânsito da área rural, explicou o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). "Essa entrega é simbólica neste momento de chuvas que estamos passando. Certeza que cada um dos prefeitos aqui tem ideia de estrada que devem ser arrumadas", pontuou.

Distribuição

13 motoniveladoras irão para os municípios de Amambai, Batayporã, Caarapó, Chapadão do Sul, Coronel Sapucaia, Iguatemi, Itaporã, Jardim, Japorã, Maracaju, Naviraí, Rio Brilhante e Três Lagoas (compradas com emenda do então deputado federal Geraldo Resende);
5 motoniveladoras para a Agesul (adquiridas com emenda do senador Nelson Trad Filho);
5 motoniveladoras para a Agesul (obtidas recursos próprios do Governo do Estado);
1 motoniveladora atenderá o Cidema - composto pelas cidades de Anastácio, Antônio João, Aquidauana, Bela Vista, Bonito, Bodoquena, Camapuã, Caracol, Guia Lopes da Laguna, Nioaque, Maracaju, Miranda, Rio Negro, Rochedo, Ponta Porã, Porto Murtinho e Sidrolândia (emenda do senador Nelson Trad Filho);
1 motoniveladora será entregue para o Cointa - formado pelos municípios de Alcinópolis, Bandeirantes, Camapuã, Costa Rica, Coxim, Figueirão, Paraíso das Águas, Pedro Gomes, Rio Negro, Rio Verde, São Gabriel do Oeste e Sonora (adquirida com emenda do senador Nelson Trad Filho);
1 motoniveladora seguirá para Nioaque (obtida com emenda do senador Nelson Trad Filho);
1 motoniveladora vai para São Gabriel do Oeste (comprada com emenda do deputado federal Luiz Ovando);
1 motoniverladora será destinada para Ivinhema (adquirida com emenda da então deputada federal Tereza Cristina).

Também estiveram presentes nas entregas os secretários estaduais Geraldo Resende (Saúde), Sérgio de Paula (Gestão Política) e Sérgio Murilo (Governo e Gestão Estratégica); os deputados federais Bia Cavassa, Luiz Ovando, Rose Modesto e Vander Loubet; o presidente da Assembleia Legislativa de MS, deputado Paulo Corrêa, acompanhado os deputados estaduais Barbosinha, que falou em nome da ministra Tereza Cristina (da Agricultura e Pecuária) e o Coronel Davi, Gerson Claro, João Henrique Catan, Lídio Lopes, Mara Caseiro, Marcio Fernandes, Renato Câmara e Rinaldo Modesto; e o diretor-presidente da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), André Nogueira Borges; além de prefeitos e vices das cidades beneficiadas.

Comentário

Dois homens e uma mulher, todos residentes de Dourados, e com comorbidades, são as novas vítimas do coronavírus na escalada da doença no Município e elevam a taxa de óbitos para 248 mortos desde o início da pandemia. De acordo com o mais recente boletim epidemiológico, já são 20.049 casos confirmados com o diagnóstico da Covid-19.

Internado em hospital particular no dia 10, onde realizou teste para Covid com resultado positivo, um dos homens foi transferido para hospital público no dia 11 e evoluiu ao óbito ocorrido neste domingo (21), informa o boletim. O outro homem foi hospitalizado na sexta (19) e já morreu também no domingo, da mesma forma que a mulher, internada na quinta-feira (18) e que também morreu neste domingo.

Além desses três casos, Dourados ainda confirmou o óbito de um homem, residente de Itaporã, hospitalizado na rede particular de saúde no primeiro dia do mês, com teste para Covid já confirmado anteriormente e que só teve piora no quadro clínico até o óbito neste domingo.

Dos mais de 20.000 casos notificados para a doença, 18.919 pessoas já se recuperaram e outras 844 estão em tratamento domiciliar e há 62 casos de internação, sendo 24 em leitos de enfermaria e 38 que lotam os espaços de UTI oferecidos para o acompanhamento da Covid-19.

Comentário

Para que servem os grandes tanques que geralmente ficam ao lado das rodovias ou nas principais ruas de uma grande cidade? O engenheiro da Sanesul, Fernando Macruz, explica que os chamados TAUs (Tanques de Alimentação Unidirecional) servem para proteger a rede pressurizada onde há grandes vazões. O TAU é um dispositivo capaz de absorver o golpe de aríete gerado pela oscilação brusca do bombeamento d’água.

“Quando há uma rede muito extensa e com grandes vazões, geralmente operando com elevada pressão de serviço, há a necessidade de prever a instalação dos sistemas de proteção. Em Dourados, por exemplo, temos 8 TAUs instalados entre a elevatória de água bruta e a estação de tratamento de água que protegem a rede de 500 milímetros”, ilustra o engenheiro.

Quando uma estação elevatória apresenta falha, seja mecânica ou pela falta de energia elétrica no sistema de abastecimento, é gerado uma onda mecânica na tubulação que pode atingir pressões além da capacidade de resistência das tubulação. “Isso é extremamente perigoso para a segurança da rede e os TAUs trabalham como um tanque de segurança para amortecer essa pressão na rede, evitando a propagação das ondas”, explica o engenheiro de projetos da Sanesul.

Em Dourados a Sanesul está instalando mais duas unidades na nova rede de 600 milímetros, que conta com a extensão de 11 km, ganha esse reforço de proteção e garante água para toda a cidade. Para instalar o equipamento nas duas novas unidades, a Sanesul investiu RS 2,6 milhões, com recursos próprios. (Com assessoria)

Comentário

O vereador Rogério Yuri (PSDB) esteve recentemente com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e agradeceu o repasse de R$ 9,2 milhões feito pelo Estado à Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados). O vereador douradense e o chefe do Executivo estadual estiveram juntos em Maracaju, durante lançamento de obras do ginásio de esportes daquele município.

Yuri também reconheceu as obras que estão sendo realizadas em Dourados, em especial, a recuperação da malha asfáltica das ruas onde os ônibus transitam e nas principais vias do centro. Na ocasião, o vereador fez solicitações e indicações ao governador e para a deputada Mara Caseira (PSDB), que abrangem não apenas o município, mas também os distritos de Itahum e Picadinha.

Eduardo Riedel, secretário de Governo e Gestão Estratégica, disse ao vereador que nos próximos dias serão iniciadas as obras de implantação do asfalto que liga Maracaju a Dourados, no trevo da placa do Abadio.

Acompanharam o vereador Yuri, o presidente municipal do partido, o ex-deputado estadual Valdemir Machado e o ex-vereador Walter Hora. (Da assessoria)

Comentário

A Secretaria municipal de Saúde só dispõe de 120 doses da vacina contra a Covid-19 para aplicação no público alvo da faixa de 80 anos ou mais, conforme cronograma definido no PNI (Plano Nacional de Imunização) do Ministério da Saúde. “O estoque é suficiente para realizar a vacinação entre hoje (22) e amanhã (23)”, informou o Município, via assessoria de comunicação.

Depois disso, a Prefeitura fica na dependência do Ministério e da Secretaria de Saúde. “Nós recebemos as doses e realizamos a aplicação nos grupos priorizados. Relativo à produção, somente o Ministério da Saúde consegue fazer essa previsão”, respondeu a Secretaria do Município ao DOURANEWS.

De acordo ainda com a Prefeitura de Dourados, ainda não há previsão, no Plano Nacional de Imunização, quanto à vacinação dos demais grupos. “As doses recebidas até o momento foram para imunizar os profissionais da saúde que atuam na linha de frente, os idosos que tem mais de 80 anos e a comunidade indígena. O avanço no cronograma da vacinação depende da chegada de novas doses, o que somente o Ministério da Saúde pode prever”, informa.

 

Comentário

A Agehab (Agência de Habitação Popular) da Prefeitura de Dourados iniciou na sexta-feira (19) uma ação social nos residenciais Harrison de Figueiredo III e no Dioclécio Artuzi III com a visita de assistentes sociais e de profissionais que entregaram um kit de prevenção à Covid-19, além de fornecer informações sobre a realização de projetos que serão desenvolvidos na região.

Segundo o diretor da pasta, Diego Zanoni Fontes, a atividade faz parte do PTS (Projeto de Trabalho Social), que tem duração de doze meses e conta com a participação do governo federal. “Após a entrega do empreendimento, existe um trabalho de acompanhamento local para que os moradores consigam se organizar socialmente, se desenvolver e dessa forma melhorar sua qualidade de vida”, explicou Fontes.

O objetivo é promover o fortalecimento da comunidade e a participação dos beneficiários no processo de sustentabilidade do residencial. Dentre as ações propostas, estão cursos de liderança de preparação para o mercado de trabalho, de geração de renda, atividades para crianças e adolescentes, como dia de brinquedos e aulas de teatro, gincanas e contação de histórias, além de palestras de educação ambiental e oficinas.

Adriana Souza dos Santos Ribeiro é confeiteira e mora no Harrison de Figueiredo III. Mãe de uma bebê de cinco meses, ela agradeceu a entrega dos kits e ressaltou a importância do programa. “Com o nascimento da minha filha e a pandemia muita coisa mudou, hoje trabalho em casa e com certeza esses cursos que querem trazer farão diferença pra minha família. Tudo que for para desenvolver, para o crescimento do nosso bairro, eu acho ótimo”, declarou.

Segundo a assistente social e responsável técnica, Vanessa Oliveira Queiroz, o cronograma será executado durante o ano de 2021, seguindo as normas sanitárias de controle da pandemia. “Vamos adaptar conforme a realidade. O que queremos é fortalecer a convivência em comunidade, abordar o respeito entre os vizinhos, ajudar no planejamento dessas famílias, ofertando ferramentas para independência financeira, informando sobre direitos e políticas públicas”, explicou.

Vanessa lembrou ainda que uma das metas do PTS é a estruturação da Associação de Moradores, para que eles tenham voz nas demandas da comunidade. “O programa quer viabilizar o exercício da participação através de trabalho educativo e informativo, gestão comunitária, conservação e manutenção dos imóveis, bem como a permanência dos moradores no local”, detalhou.

Depois que a moradia é entregue, a Agehab acompanha o empreendimento por cinco anos. Nesse período as famílias recebem auxílio para se fortalecer como comunidade e como cidadãos. “Nosso objetivo é fornecer meios de crescimento para que eles não precisem mais da ajuda da prefeitura e possam se desenvolver de forma independente”, finalizou o diretor. (Da assessoria)

Comentário

Em reunião extraordinária, realizada no dia 10 deste mês, o Conselho Curador da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados) aprovou pauta de reivindicações encaminhada ao novo diretor-presidente da entidade, Milton Batista Pedreira Junior, onde, entre outras demandas, pede a definição de um plano de trabalho que contenha, além da proposta de restruturação e regularização do quadro de pessoal da FUNSAUD, principalmente comissionados; a apuração do volume real de débitos e uma proposta para um Plano de Contingenciamento e redução de custos da entidade.

De acordo com o presidente do Conselho, Everaldo Leite Dias, um novo encontro dos membros está previsto para esta terça-feira (23), desta vez com a participação do prefeito Alan Guedes e do presidente da Fundação. Nessa reunião é esperado o anúncio da sugestão para que uma auditoria externa seja contratada para investigar a realidade das contas do órgão, entre outras iniciativas para conter a sangria financeira que já se aproxima de R$ 100 milhões, conforme denunciou na sexta-feira (19) passada o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, ao participar do ato de repasse de um ‘socorro emergencial’ à Funsaud em Dourados.

Novos conselheiros passam a fazer parte do colégio de deliberações da Fundação de Saúde, com a posse do secretário-adjunto municipal de Saúde, Edvan Marcelo Morais Marques e do Procurador-Geral do Município, Paulo César Nunes da Silva, nomeados por decreto do prefeito Alan Guedes e do farmacêutico-bioquímico Racib Panage Harb, ex-candidato a prefeito nas eleições de novembro do ano passado, indicado pelo presidente do Conselho Curador para a vaga de conselheiro suplente, substituindo o suplente Wando Capistana.

Levantamento

Trecho da Auditoria Interna, realizada pela Secretaria de Saúde nos anos de 2017 e 2018 para apurar suspeitas de irregularidades na Fundação, já concluiu que a entidade não vinha obedecendo às regras de contabilidade pública e nem estava integrada ao orçamento municipal. “Tal fato desencadeou uma série de irregularidades no manejo dos recursos públicos repassados via Contrato de Gestão, a Funsaud operou seu orçamento sem qualquer planejamento, limitando-se, desordenadamente, a atender aquelas despesas que surgiam de necessidades inopinadas e imediatas em razão de suas incumbências enquanto mantenedora de equipamentos assistenciais de saúde pública”, apurou-se à época.

De acordo com a Auditoria, a Fundação assumiu uma série de obrigações com despesas que não foram previamente fixadas e contrabalanceadas em razão de suas receitas, “agindo, do ponto de vista fiscal, de forma desequilibrada e imprevisível, prejudicando a ordenação de serviços essenciais que devem ser prestados prioritariamente pelo Estado à população. Tal fato contribuiu de forma determinante para o aumento de sua dívida consolidada”.

O assunto vem preocupando a nova Câmara de Vereadores, que tem 13 novos eleitos entre os 19 membros com assento na casa, e, inclusive, um médico, Diogo Castilho, eleito presidente da Comissão de Saúde que, juntamente com a vereadora Lia Nogueira (PP) e o vereador Marcelo Mourão (Podemos) está entre os que já pediram explicações acerca da dívida da Funsaud, que desde 2014 administra o Hospital da Vida e a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no município. O primeiro-secretário da Mesa Diretora, Juscelino Cabral (DEM), a vereadora Daniela Hall (PSD) e Fábio Luís (Republicanos) também pediram transparência nas contas da Fundação, diante das divergências entre os números apresentado na gestão passada e confrontados pela atual administração.

Comentário

A Sanesul informa à população de Dourados que, em razão de um conserto emergencial na rede de abastecimento, poderá ocorrer intermitência ou falta de água neste domingo (21) nos seguintes bairros: Vila Tonani, Vila Progresso, Vila Real, Jardim América, Vila Aparecida, Vila Delfus e imediações.

O sistema de abastecimento de água deverá ser normalizado a partir das 18 horas, conforme o comunicado. “Estamos fazendo todo o possível para minimizar o tempo deste serviço, mas é importante que a população colabore, e evite o desperdício de água”, disse o gerente do Escritório da empresa na cidade, Madson Valente.

A Sanesul agradece a compreensão de todos e, em caso de dúvidas, disponibiliza o canal de contato pelo SAC (o Serviço de Atendimento ao Consumidor) 24 horas, gratuitamente, pelo telefone: 0800 067 6010.

Comentário

Com o aumento do volume de ações preventivas, a Guarda Municipal já recuperou, somente nos primeiros 50 dias deste ano, 37 pessoas foragidas da Justiça, todas encaminhadas para as delegacia da Polícia Civil em Dourados. Esse é o resultado da abordagem a elementos em atitudes suspeitas em pontos de concentração e nos logradouros próximos, como consequência das ações para preservação dos patrimônios públicos.

Neste sábado (20) no bairro Canaã I, quando uma equipe realizava patrulhamento preventivo na Escola Municipal Sócrates Camara, abordou nas proximidades um jovem de 25 anos em atitudes suspeitas. Durante as checagens no sistema policial SIGO, os GMs descobriram que ele tinha um Mandado de Prisão em Aberto, expedido pela 1ª Vara Criminal de Dourados, por crimes contra Sistema Nacional de Armas.

Na sexta-feira (19), outro jovem, de 28 anos, também foi preso com Mandado de Prisão em aberto, expedido pela 2ª Vara Cível, Criminal e de Execuções Penais da Comarca de Conceição das Alagoas-MG. A equipe da Romo/Motos realizava rondas no Ceim (Centro de Educação Infantil municipal “professora Dejanira Queiroz’ quando abordou o rapaz empurrando uma motocicleta. Ao realizarem os procedimentos foi verificada a ordem de prisão, também sendo preso e entregue na Delegacia de Polícia Civil.

Mais de 260 em 2020

Em 2020 a Guarda Municipal prendeu, durante as ações e atendimentos de prevenção, 267 foragidos da justiça, ações que colaboraram para a redução da criminalidade em Dourados.

Comentário

Dourados conta com quatro frentes de obras do Governo do Estado que já somam mais de R$ 350 milhões em infraestrutura. O projetos em andamento contemplam diferentes setores, como saúde, segurança, saneamento básico, além das rodovias e vias urbanas. Na soma dos aportes em todas as áreas, já foi direcionado mais de R$ 1 bilhão a Dourados nestes seis anos e dois meses da gestão do governador Reinaldo Azambuja, mostrando dedicação e preocupação com a região, que é um importante polo econômico de Mato Grosso do Sul.

Ao longo deste período várias obras foram concluídas com sucesso no município, entre elas os prédios da Delegacia de Atendimento a Mulher (DEAM) e Centro de Educação Profissional, além do investimento efetivo na pavimentação de vias públicas, em diferentes bairros e da área central da cidade.

Outra preocupação do governo foi melhorar acessos e trechos de rodovias em torno da cidade, para melhorar o tráfego local e ajudar no escoamento da produção. “Essas obras foram pedidas pelas lideranças da cidade dentro do programa Governo Presente, com a intenção de investir e levar desenvolvimento ao município”, descreveu o governador Reinaldo Azambuja.

Rodovias

Junto com os investimentos permanentes em diferentes setores, o governo estadual segue com obras em andamento no município, como a pavimentação de 7,1 km da rodovia MS-162, que vai dar acesso ao Aeroporto Municipal. A obra foi lançada em outubro do ano passado pelo governador, com investimento de R$ 12,7 milhões e previsão de entrega em junho deste ano. No local as máquinas seguem em pleno vapor e a intenção é dobrar a equipe para adiantar os trabalhos.

“Tivemos muitas dificuldades em função das chuvas intensas em janeiro, por isso até o momento concluímos 1 km de pavimentação deste trecho, mas nossa intenção é aumentar a equipe de 60 para 140 pessoas”, explicou o gerente de obras, Thiago Gonçalves. Ele ressaltou que o acesso ainda vai interligar a região em via para Ponta Porã, contribuindo com o escoamento do setor agrícola local. “Será um ganho importante aos produtores e também a população com o novo acesso”, ressaltou ele.

Outra obra que gera expectativa é a modernização de um trecho de 7,3 km da rodovia MS-156, que liga o Trevo do DOF ao Distrito Industrial da cidade, com custo de R$ 25,2 milhões. Mais uma forma de interligar pontos importantes da economia de Dourados. Os comerciantes e motoristas que passam pela via descreveram as vantagens destes investimentos.

“Vai nos ajudar bastante para deixar o trânsito fluir melhor, pois na época de safra o movimento fica muito intenso. Agora estes novos investimentos vão favorecer o nosso trabalho”, afirmou o motorista agropecuário Gabriel Felipe, de 26 anos. Mesma percepção do motorista de carreta, Claudinei de Araújo, de 57 amps, que usa a rodovia para levar suas cargas. “Vai dar mais alívio neste trânsito, que fica muito cheio no final da tarde”, observa.
João Bandeira, de 44 anos, que trabalha como mecânico nas margens da rodovia, também espera um trânsito mais seguro para quem trafega pelo local. “Já presenciei vários acidentes por aqui e estes investimentos do governo vão melhorar a rodovia e o acesso local. Vai ser bom para todo mundo”, descreveu.

Vias públicas

Além de novos acessos rodoviários, o governo também tem uma série de obras para melhorar as vias públicas da cidade, com recapeamento, drenagem e modernização de ruas tanto na área central, como nos bairros. Entre elas está a revitalização do quadrilátero central, em quase 60 vias transversais. Os custos são superiores a R$ 23 milhões.

Em um dos pontos entre as avenidas Weimar Gonçalves e Marcelina Pires, os comerciantes esperam que as melhorias alavanquem os negócios. “Vai aumentar a lateral e assim o trânsito vai fluir melhor, o que ajuda na rotatividade dos clientes e melhorias para o comércio”, disse o empresário João Botelho, que tem uma loja na esquina da via pública.

A obra no quadrilátero central lançada em novembro do ano passado foi dividida em quatro setores, e inclui melhorias como a restauração funcional do pavimento, drenagem de águas pluviais, sinalização viária, calçamento e acessibilidade das vias. Entre as ruas contempladas estão a Aquidauana, Hilda Bergo Duarte, Ponta Porã, Barão do Rio Branco, Brasil, Joaquim Teixeira Alves, Firmino Vieira de Matos, Floriano Peixoto e as avenidas Weimar Gonçalves Torres e Marcelino Pires. A previsão da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) é que todas as vias estejam revitalizadas em um prazo de 45 meses.

Obras em andamento

Outros setores seguem com obras em andamento na cidade, entre eles a área da saúde, que tem como expectativa a construção do Hospital Regional de Dourados. A unidade já está com 27,5% da obra concluída, tendo a previsão de estar pronta para população em novembro deste ano. O investimento é superior a R$ 38,4 milhões.
A segurança pública também dispõe de projeto arrojado, que é a construção da nova sede do DOF, o Departamento de Operações de Fronteira (DOF), que trata de um investimento de R$ 5,1 milhões com recursos próprios do Estado. A obra lançada em setembro já tem 16,51% dos seus trabalhos concluídos, com previsão de ser entregue em agosto de 2022.

Os investimentos seguem em áreas importantes, como saneamento básico. Continuam em andamento obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário da cidade, que somadas ultrapassam R$ 60 milhões, assim como pavimentação e drenagem do acesso a região norte e ponte de concreto sobre o Córrego Laranja Doce, que faz divisa da cidade com Douradina, no valor de R$ 2,2 milhões.

“É gratificante para nosso governo realizar obras que atendem diretamente o cidadão sul-mato-grossense, levando infraestrutura e encurtando distâncias entre os polos de produção, atraindo novos investidores e contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do Estado”, descreveu o governador.

Comentário

Página 3 de 1834
  • Douranews Anúncio
  • unimed fevereiro

// EDITAIS

EDITAL DE CONVOCAÇÃO - UNIMED DOURADOS

  EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E DO PROCESSO ELEITORAL Nos termos Estatut&aacu...

Edital Assembleia Geral Extraordinária

SINEPE/MS – BASE SINTRAE/SULEDITAL DE CONVOCAÇÃOASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA A Presidente ...

Edital de Licenciamento Ambiental

EDITALRR PARTICIPAÇOES SOCIETÁRIAS EIRELI, torna Público que recebeu do Instituto de Meio Ambiente de Dourado...

Edital de Licenciamento Ambiental

EDITAL PARA REQUERIMENTO DE AUTORIZAÇÃO AMBIENTAL - AA EDITAL MERCADOMOVEIS LTDA, torna Público que requere...

Edital de Licenciamento Ambiental

EDITALRR PARTICIPAÇOES SOCIETÁRIAS EIRELI, torna Público que recebeu do Instituto de Meio Ambiente de Dourado...

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis