Timber by EMSIEN-3 LTD
  • CORONA3
  • Dnews Whats
  • 10 anos
  • 10 anos1
Redação Douranews

Redação Douranews

A Prefeitura Municipal de Dourados, por meio do O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) está concentrando as ações da Campanha de Vacinação Antirrábica, nesta semana, de forma itinerante, na região do Terra Roxa, compreendendo ainda os bairros Jardim Colibri, Canaã III, Parque Nova Dourados, Izidro Pedroso e imediações.

Na zona rural, a vacinação também acontece de forma itinerante na região do Anel Viário do Trevo da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) até o Trevo de Laguna Carapã.

Pontos fixos

No sábado (26), haverá pontos fixos de vacinação em três locais atendidos durante a semana, para maior cobertura:
• Escola Estadual Professor Alício Araújo (Terra Roxa), das 7h30 às 16 horas
• Escola Municipal Neil Fioravante - CAIC (Parque Nova Dourados), também das 7h30 às 16 horas, e
• Escola Municipal Prefeito Álvaro Brandão (João Paulo II), das 8 horas às 10h30.

O CCZ atende pelo telefone 3411-7753

Comentário

O jornalista Jeferson José Bezerra, que protocolou nesta quarta-feira (23), junto ao TRE-MS, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul, o pedido de inscrição da candidatura a prefeito de Dourados, após ter o nome aprovado em convenção realizada no dia 16 passado pelo PMN, partido do qual é o presidente municipal e o farmacêutico Racib Harb, do Republicanos, que ingressou com pedido no dia 17, após a convenção realizada dia 10, ainda aguardam deferimento da documentação. Até agora, eles foram os únicos dos sete nomes que se anunciam como pré-candidatos a pleitear condição oficial para a disputa.

O pedido de inscrição e de deferimento para o registro de candidaturas deve ser feito acompanhado das certidões exigidas pela Justiça Eleitoral, para verificação das condições de idoneidade moral e conferência em relação a eventuais pendências cíveis ou criminais em tramitação junto à Justiça Estadual e Federal, para fins de impedimento de disputa eleitoral. Nos dois casos, há obstáculos a serem transpostos para a homologação, embora ambos tenham obtido o ‘Nada Consta” do Tribunal de Justiça do Estado para fins eleitorais, conforme certidões anexadas no pedido formalizado junto ao TRE.

No caso do candidato Jeferson, constam pendências relacionadas aos processos que tratam de crimes de injúria, difamação, calúnia e contra a ordem tributária, expedidos pelas Comarcas de Dourados, Jardim, Nova Alvorada do Sul e de Campo Grande, parte deles já baixados e um julgado, o que lhe valeu o “Nada Consta”, na condição de parte, distribuída pelo Tribunal de Justiça do Estado para pleitear o registro.

CONFIRA AQUI

Racib

O primeiro candidato a protocolar o pedido de registro, também ainda não deferido pela Justiça Eleitoral, tinha, igualmente, conforme consta da documentação anexada, dois casos de antecedentes criminais configurados em ações movidas, uma pelo Ministério Público Estadual e outra, pelo Conselho Regional de Farmácia, organismo ao qual é associado como bioquímico, ambos já baixados, o que também lhe rendeu a condição de “Nada Consta” para fins eleitorais, expedida pelo Tribunal de Justiça do Estado.

CONFIRA AQUI

O prazo final para homologação, ou não, dos pedidos de candidaturas, vence no sábado (26), conforme a Justiça Eleitoral.

Comentário

O Governo do Estado forma nesta quarta-feira (23), 206 novos sargentos da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul. Respeitando as normas de biossegurança, a solenidade de formatura acontece às 15 horas, no Comando-Geral da Polícia Militar, em Campo Grande, com a presença do secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira.

Os formandos, que foram promovidos pelo Governo do Estado e concluíram com aproveitamento o CFS (Curso de Formação de Sargentos) neste ano, pertencem à unidades da Polícia Militar dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Dos novos sargentos, 204 pertencem ao quadro de combatentes e outros dois sargentos ao quadro de músicos da PM.

O Curso de Formação de Sargentos da Polícia Militar aconteceu de 2 de março a 18 de setembro de 2020, totalizando 966 horas/aulas de uma carga horária abrangente para bem formar os policiais que agora exercerão a função de sargentos em todas as cidades do Estado.

Semi-presencial

Por conta da pandemia de coronavírus, o curso foi ministrado na modalidade semi-presencial, com algumas disciplinas no formato EAD (Ensino à Distância), que foram dadas pela plataforma Cisco Webex da Sejusp e outra parte mista, sendo algumas aulas teóricas on-line e as práticas de forma presencial, como as aulas de tiro, armamento e munição, técnicas de policiamento ostensivo, policiamento de choque, policiamento de operações especiais e o policiamento ostensivo geral.

O Curso de Formação de Sargentos da Polícia Militar abrangeu também diversas outras disciplinas imprescindíveis à atividade policial, como direito penal, direito constitucional administrativo, direitos humanos, legislação policial militar, procedimentos administrativos, uso diferenciado da força, polícia comunitária, psicologia e saúde mental.

O Curso de Formação de Sargentos iniciou com 211 policiais, mas cinco deles ficaram com pendência de carga horária, por apresentarem atestados médicos por doença ou por alguma lesão e não participaram da parte prática. Esses policiais continuam em formação, com atividades diferenciadas e também vão se formar ainda este ano, totalizando 211 novos sargentos da PM.

Comentário

Foi oficializada no DOU (Diário Oficial da União) desta quarta-feira (23) a recondução de O professor Marcelo Augusto Santos Turine foi reconduzido ao cargo de reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), conforme decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro com data de 22 de setembro de 2020, publicado na edição desta quarta-feira (23) no Diário Oficial da União.

Turine se mantém como reitor da universidade até 24, mesmo depois que a chapa que encabeçou à reeleição, juntamente com a professora Camila Ítavo no cargo de vice-reitora, embora a mais votada com 42,44% dos votos, não tenha garantido o cargo, porque o critério de escolha é por lista tríplice. Ele concorreu com Lincoln Oliveira e José Antônio Menoni (chapa 3) e Elizabeth Maria Azevedo e Lucilene Machado Garcia (chapa 1), e foi o escolhido.

Comentário

Um rapaz, com 28 anos de idade, foi preso na madrugada desta quarta-feira (23), em operação da Guarda Municipal de Dourados. Ele é apontado como autor do furto a várias residências em bairros da cidade.

Os GMs realizavam rondas preventivas próximo da escola Januário Pereira de Araújo, na região do Jardim Itália, quando observaram um homem forçando um portão para abrir, usando uma chave de fenda. Ao tentar realizar a abordagem, o rapaz correu, sendo capturado escondido atrás de um muro num terreno baldio. Com ele foram encontrados, duas chaves de fenda e uma faca de serra.

Os guardas perceberam que as características do homem eram semelhantes às descritas de autor de furto ocorrido no Jardim Água Boa. Ao ser questionado o rapaz confessou vários furtos, ocorridos também no Jardim Colibri, Jardim Itália e o furto realizado no período da tarde no Jardim Água Boa. Relatou que estourou a cerca elétrica e entrou na residência, usando a chave de fenda para abrir a porta, furtando várias joias, de onde levou R$ 200 em dinheiro, uma caixa de som JBL e uma garrafa de vinho.

Diante das informações foi preso e encaminhado a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos legais.

Comentário

Uma edícula no fundo de uma igreja evangélica localizada no Jardim Novo Horizonte, em Dourados, era utilizada como entreposto para o armazenamento de drogas que vinham do Paraguai para o Mato Grosso do Sul. Durante a ação do SIG (Setor de Investigações Gerais), realizada nesta terça-feira (22) foram localizados 980 quilos de maconha no ‘depósito’.

O delegado responsável pela SIG, Rodolfo Daltro, que acompanhou a apreensão do entorpecente disse que havia droga armazenada até dentro da geladeira. A maior parte da maconha estava armazenada em fardos de 40 quilos.

No momento em que os agentes da Polícia Civil estavam no imóvel, dois homens que não perceberam a atuação policial chegaram ao local em um automóvel Ford Fiesta, cor preta. Após abordagem, eles conseguiram fugir e entraram em um matagal nas proximidades.

Apesar de não ser presa, a dupla foi identificada, tratando-se de pessoas residentes em Dourados. Segundo a polícia, há indícios de outras estarem envolvidas no armazenamento da droga do tipo maconha e skunk (uma maconha potencializada).

“Chamou a atenção do SIG o fato de o imóvel onde era armazenada a droga estar localizado em uma área totalmente habitada e, sobretudo, por estar situado aos fundos de uma igreja, o que, segundo imaginaram os traficantes, chamaria menos a atenção das forças de segurança”, disse o delegado.

Investigações do SIG revelam que, ao longo deste ano, houve uma migração de traficantes de Ponta Porã para Dourados, uma vez que nos últimos meses diversos entrepostos de armazenamento da droga foram identificados e fechados na cidade.

Alguns dos tabletes de maconha apreendidos no depósito que funcionava no fundo da igreja evangélica estavam embalados com papeis que continham desenhos do Popeye e Incrível Hulk, personagens americanos de histórias em quadrinhos.

Comentário

O juiz José Domingues Filho homologou nesta segunda-feira (21) o acordo firmado entre o Município de Dourados e o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) que trata do retorno das atividades presenciais de educação e ensino na rede privada que opera na cidade.

A Ação Civil Pública (autos nº 0900052-57.2020.8.12.0002) foi ajuizada pelo MPMS, ainda em agosto deste ano, e objetivava a proteção dos alunos e profissionais atuantes no ramo da educação diante de um cenário alarmante de contaminação pelo novo coronavírus.

Com a homologação do acordo que extingue o processo com resolução de mérito, o Município de Dourados fica obrigado a adotar as medidas restritivas necessárias contra a disseminação do novo coronavírus de modo a possibilitar, com a devida segurança, o regresso das atividades de educação e ensino presenciais, hoje suspensas.

Em atuação resolutiva e lançando mão de método conciliador, o MPMS, por meio da 10ª, 16ª e 17ª Promotorias de Justiça, ajustou que caberá à gestão municipal a tomada de ações e decisões que estabeleçam regras e permitam o regresso das aulas presenciais e congêneres, sendo que o cumprimento do acordo será devidamente fiscalizado pelo órgão ministerial. Eventual descumprimento das cláusulas acordadas pelo Município acarretará a incidência de multa, conforme a sentença judicial.

O acordo

Conforme convencionado, o Município de Dourados está obrigado, a partir da assinatura do acordo, sob pena de multa diária de R$ 10 mil, a estabelecer, no prazo de 10 dias, o órgão sanitário responsável pelo recebimento, aprovação e fiscalização dos Planos de Contenção de Riscos (Biossegurança) que deverão ser protocolados pelos estabelecimentos de ensino privado.

Em igual prazo e sanção, a gestora municipal deverá decretar o período de recebimento desses planos para análise e aprovação pelo órgão responsável, também em 10 dias.

Ainda há previsão de que o Município exija, para aprovação dos planos de biossegurança, que os estabelecimentos de ensino disponibilizem produtos e materiais necessários à higienização frequente dos alunos, professores, servidores e demais pessoas que vierem a frequentar o ambiente escolar, sem prejuízo das condutas e procedimentos de prevenção.

Cabe à municipalidade, ainda, a fiscalização, in loco, dos planos de biossegurança apresentados pelos estabelecimentos privados de ensino, aplicando as medidas administrativas cabíveis. Já a autorização, por decreto, para a retomada das atividades presenciais nas escolas se dará em momento epidemiológico oportuno, com lastro em elementos idôneos que recomendem ou autorizem e garantam a segurança para tanto.

Comentário

Autoridades paraguaias anunciaram no começo da tarde desta terça-feira (22) que a fronteira com o Brasil será reaberta, a partir de sábado (26), para a circulação de pessoas entre as cidades fronteiriças com o Mato Grosso do Sul. A medida é resultado do manifesto que reuniu cerca de 3.000 pessoas nesta manhã na linha internacional, conforme repercute o site Ponta Porã News.

Inicialmente, apenas a Ponte da Amizade entre Ciudad del Este e Foz do Iguaçu (PR), fechada desde março, quando começaram os efeitos diretos da pandemia da Covid-19 no Brasil, tinha a abertura autorizada. Ao saber da medida, políticos e empresários dos departamentos de Amambay e Canindeyú que fazem fronteira com o Mato Grosso do Sul, se movimentaram a pressionaram o governo central que resolveu permitir a volta da circulação de pessoas entre os dois países.

A Direção Geral de Migração informou, entretanto, que a abertura total terá um período experimental de três semanas e se não for verificado um aumento considerável nos casos de Covid 19, a ordem será ampliada. A expectativa dos comerciantes paraguaios é aproveitar inicialmente o Dia das Crianças no Brasil e depois as vendas do final de ano. Ainda esta semana serão tratadas as formas de controle sanitário entre Brasil e Paraguai.

Entre as medidas anunciadas, deverá ser reforçada a orientação para que a circulação de turistas só seja permitida entre às cinco horas da manhã e as 14 do mesmo dia, proibida a essas pessoas ingressarem para outros departamentos se não os de Amambay, Alto Paraná e Canindeyú.

O governo brasileiro ainda não fez nenhum comunicado sobre a abertura da fronteira com o Paraguai. No final do mês passado a portaria que restringe a entrada no país de estrangeiros de qualquer nacionalidade por via terrestre ou transporte aquaviário já havia sido prorrogada, desta vez até o próximo sábado, e a dúvida agora é se não haverá algum tipo de pressão para mais uma prorrogação das medidas de contenção, especialmente considerando que os países europeus decidiram reforçar os cuidados com a biossegurança diante da nova escalada de aumento de casos da doença.

Comentário

O Ministério da Saúde aprovou, nesta terça-feira (22), o retorno do público aos estádios de futebol, em resposta a um plano elaborado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), porém, impôs limite de 30% das capacidades das arenas. A liberação valerá para as séries A e B.

O retorno dos torcedores aos estádios, entretanto, vai depender da vontade do gestor local, que levará em consideração a variação da curva epidemiológica, a taxa de ocupação de leitos clínicos e leitos de UTI e a capacidade de resposta da rede de atenção à saúde local e regional.

De acordo com o Ministério da Saúde, "a abertura deverá ocorrer mediante protocolos que devem ser estabelecidos com o objetivo principal de zelar pela saúde física e mental, assim como o bem-estar de todos".

O governo federal enfatizou ainda que as medidas de segurança serão acertadas entre os times de futebol e a administração local, com a participação dos órgãos de segurança pública, saúde e outros necessários para implementação e fiscalização.

Comentário

O presidente Jair Bolsonaro fez nesta terça-feira (22) o tradicional discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), reservado ao governante brasileiro. Em virtude da pandemia do novo coronavírus, o encontro é realizado online - inovação que acontece por medidas de segurança, e inédito no âmbito da organização mundial.

Apesar do caráter virtual, a sede da ONU em Nova York recebeu um representante de cada país. Cerca de 200 pessoas estão fisicamente presentes, o que equivale a 10% da capacidade de ocupação da estrutura.

Assim como em 2019, quando discursou pela primeira vez na ONU, Bolsonaro voltou a falar sobre a Amazônia e as políticas ambientais do governo. Ele disse que não é possível a propagação de fogo dentro das florestas brasileiras e advertiu para focos de incêndios que acontecem sempre nos mesmos lugares.

"Nossa floresta é úmida e não permite a propagação do fogo em seu interior. Os incêndios acontecem praticamente nos mesmos lugares, no entorno leste da floresta, onde o caboclo e o índio queimam os seus roçados em busca de sobrevivência, em áreas já desmatadas".

O presidente também disse que focos criminosos são combatidos com "rigor e determinação" e que a política do governo é de "tolerância zero” com o crime ambiental. "Somos vítimas de uma das mais brutais campanhas de desinformação sobre a Amazônia e Pantanal", afirma Bolsonaro. Segundo o presidente, o país é líder na conservação de florestas tropicais.

Comentário

Página 3 de 1744

ENTREVISTA

  • unigran 150
  • Editais

O Tempo Agora

  • unigran novo
  • live full house

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis