Timber by EMSIEN-3 LTD
  • cmd outubro rosa
Redação Douranews

Redação Douranews

Mesmo com pavimentação prevista dentro dos R$ 52 milhões em recursos destinados para mobilidade urbana em 2014, a rua dos Caiuás ainda não possui pavimentação em Dourados e, como não houve tempo hábil para a obra, o vereador Madson Valente (DEM) tem cobrado a realização do serviço.

O vereador encaminhou requerimento solicitando esclarecimentos das razões de tamanha morosidade, pois entende que as obras estão há três anos atrasadas. "Sabemos que a gestão passada deixou muitos obras com recursos garantidos para que esta gestão viesse executar, entretanto sempre somos cobrados pela população por estas obras que não desenrolam, por isso estou cobrando", disse.

Madson considera estratégico que se dê celeridade na execução destas obras, pois a gestão passada priorizou as principais ruas e bairros de Dourados. Ele ainda apontou que a via dá acesso ao anel viário, o que contribuirá para melhor mobilidade urbana, sendo uma via alternativa essencial para a cidade, segundo o vereador. (Da assessoria)

Comentário

O vereador Braz Melo (PSC) propôs Projeto de Lei que prevê a ampliação de estacionamento para veículos que transportam pessoas idosas, e são isentas de pagar o preço estipulado na “Zona Azul”, conforme apresentação de cartão autorizativo.

De acordo com o projeto, as pessoas acima de 60 anos podem utilizar quaisquer vagas, por até 30 minutos, quando não encontrarem espaços de estacionamento destinados aos idosos.

"Percebemos que, muitas vezes, as vagas destinadas aos idosos são ocupadas por outros veículos e isso prejudica o idoso que tem sua vaga assegurada por lei. Diante disso, propus um projeto que dá ao idoso o direito de estacionar por até 30 minutos em quaisquer outras vagas, facilitando assim a vida das pessoas com idade acima de 60 anos", comentou o vereador Braz Melo. (Da assessoria)

Comentário

A Comissão Julgadora do 22º Concurso de Fotografia da Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) escolheu as 12 fotografias que vão estampar o Calendário Aced 2020. Entre essas, estão as que garantiram aos participantes os prêmios do concurso deste ano.

Foram selecionadas para o Calendário as imagens com os títulos ‘Alinhados na Fartura’, ‘A Primavera Chegou’, ‘As Cores do Campo’, ‘Bem-vinda, Primavera!’, ‘Dourados em Aquarela’, ‘Folia de Reis’, ‘Haras’, ‘O Centro Após a Chuva’, ‘O Lago dos Cisnes’, ‘O Meu Lugar’, ‘Orla Dourada’ e ‘Tuiuiú’.

Cinco dessas serão premiadas, informou a Aced, detalhando que somente no dia da premiação é que os nomes dos fotógrafos selecionados e vencedores serão divulgados, dia 4 de dezembro (quarta-feira), durante a Noite de Premiações no auditório da Aced.

As fotografias selecionadas podem ser conferidas aqui

Na cerimônia, serão entregues aos melhores os prêmios nas categorias Câmera Fotográfica [1º lugar, R$ 2 mil, 2º R$ 1.500 e 3º R$ 1 mil], e Smartphone e Drone (R$ 1 mil para cada) que tem premiações únicas.

Ao todo, 38 fotógrafos apresentaram 95 fotografias para concorrerem. Pela primeira vez, as inscrições e o julgamento aconteceram com o uso de recursos digitais. A escolha das imagens foi realizada online pela Comissão, com finalização da seletiva presencial no dia 8, em reunião na Aced.

“Os jurados se sentiram mais à vontade e tiveram mais tempo para avaliar cada fotografia. O resultado nos surpreendeu e já estamos pensando em mais novidades para o próximo ano”, afirma Amarildo Ricci, vice-presidente da Aced e coordenador do Concurso.

Integraram a Comissão Julgadora: Lana Guedes, da Unigran; Lívia Maria Calado, da Anhanguera; Andiara Pacco Coquemala, da Semc (Secretaria municipal de Ciltura); Rejane Sináila Delvalle Morinigo, da Semdes (Secretaria municipal de Desenvolvimento); Angela Watte Schwingel, da UFGD; Tatiani Lazzarini Marçal, da Câmara Municipal de Dourados; Patrícia Cristina Statella Martins; da Uems; Karine Segatto, do Sinjorgran; Eneias Pereira Santos, do Comtur (Conselho municipal de Turismo), e ainda Olicio Pelosi, do Júri Técnico-Fotógrafo e Lídio Guerra da Diretoria Departamental da Aced.

 

Comentário

A Caixa Econômica Federal confirmou aumento no preço dos jogos de loterias a partir de 11 de novembro. A informação foi dada ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, conforme reproduz o Correio Braziliense.

De acordo com a publicação, as alíquotas do reajuste das apostas ainda não foram divulgadas, porque a autorização para reajustar o preço das loterias é uma demanda da Caixa desde que o economista Pedro Guimarães assumiu a instituição, em janeiro deste ano.

"Quando tivemos reunião, em julho, com o presidente da República, (Jair Bolsonaro), tínhamos seis pautas. Já realizamos cinco delas e hoje acabamos de realizar a sexta, que é a autorização para o reajuste”, afirmou Guimarães em vídeo gravado na semana passada, e circula nesta segunda-feira (14) na internet.

Comentário

A Câmara de Dourados recebeu, na manhã desta segunda-feira (14), da prefeita Délia Razuk (PTB), o projeto de lei com a proposta do Orçamento municipal para o exercício financeiro de 2020. O valor estimado é de R$ 1.110 bilhão, que representa um aumento da ordem de 9% em relação às projeções feitas para este ano. O documento será agora analisado e apreciado pela Casa de Leis, que tem até o dia 15 de dezembro para aprovação.

“O prospecto foi elaborado pela equipe técnica da administração municipal em cima de análises técnicas após detalhado estudo da receita e despesa do município nos anos anteriores. Temos uma projeção de desenvolvimento”, afirmou a prefeita, observando que a expectativa é da execução de todo o orçamento previsto para o próximo exercício financeiro.

“Dourados está crescendo, é uma referência, temos mais de 200 mil habitantes. Todo orçamento elaborado pela equipe foi muito bem estudado e esperamos a aprovação dos vereadores. Os poderes têm que trabalhar em conjunto”, ressaltou.

O presidente da Câmara, vereador Alan Guedes (DEM), agradeceu a visita da prefeita e enfatizou o compromisso que Dourados tem enquanto “principal cidade do interior”. “Dourados está em pleno desenvolvimento, com grande potencial econômico, é uma cidade polo e precisamos nos consolidar como tal. Com todo respeito às demais cidade do interior, o protagonismo regional é nosso. Precisamos assumir a obra do aeroporto, potencializar o nosso terminal de cargas e a aprovação de um orçamento passa por isso”, mencionou.

Alan Guedes informou que a proposta orçamentária será encaminhada para análise das comissões permanentes e, posteriormente, haverá uma audiência pública para, então, ser levada à votação em plenário. “O intuito é terminar todo o procedimento e que a publicação seja feita até o recesso de fim de ano, previsto para começar em 20 de dezembro”, destacou.

Participaram da reunião com a prefeita os vereadores Sergio Nogueira (PSDB), Braz Melo (PSC), Olavo Sul (Patriota), Maurício Lemes (PSB), Bebeto (PL), Idenor Machado (PSDB) e Junior Rodrigues (PL), e ainda, o secretário municipal de Fazenda, Carlos Dobes Vieira.

Comentário

A secretaria municipal de Saúde, Berenice Machado de Souza, disse nesta segunda-feira (14) que a Prefeitura de Dourados não tem como bancar o Hospital da Vida atendendo pacientes de mais de trinta municípios e até do Paraguai. “Os repasses de recursos do Governo do Estado são feitos sempre atrasados”, disse ela.

“Em setembro recebemos o dinheiro de julho e os repasses de agosto e setembro não existe previsão de acontecer”, disse a secretária ao reclamar que a Secretaria de Saúde do Estado mesmo com os repasses em atraso afirma que “tudo está em dia, o que não é verdade”, comenta Berenice, ao sugerir o fim do sistema de contratualização para gestão plena que impõe o macroatendimento regional.

A Prefeitura de Dourados, segundo Berenice, “não tem estrutura para cuidar dos pacientes dos municípios da região e não dá para ficar sempre pedindo esmolas para o Governo do Estado”. Com a devolução da “gestão plena”, a Secretaria de Saúde de Dourados, conforme Berenice, passaria a cuidar das unidades de saúde, a chamada atenção básica, por meios da UPA e do Hospital da Vida.

Caso não haja uma solução para a crise, Berenice afirma que uma das saídas seria a Prefeitura de Dourados devolver a “gestão plena” da Saúde repassando a responsabilidade para o Governo do Estado. A secretária explicou que com a Gestão Plena o município faz a gestão de todo o recurso proveniente do Ministério da Saúde para atender toda a Grande Dourados, coisa que não acontece na atualidade, diante do déficit orçamentário do setor.

Comentário

O STF (Supremo Tribunal Federal) marcou o julgamento sobre a validade da prisão após condenação em segunda instância para esta quinta-feira (17), divulga o portal G1. Desde 2016, o Supremo entende que a prisão após segunda instância é possível. Embora já tenha sido julgado quatro vezes em plenário, o tema ainda precisa ser analisado de forma ampla, com o chamado efeito "erga omnes", quando vale para todos os casos e tem cumprimento obrigatório.

Três ações devem ser julgadas pelo STF: da Ordem dos Advogados do Brasil e dos partidos PCdoB e Patriota. O objetivo das ações é que o Supremo derrube o entendimento. O pedido principal é para que se possa recorrer até não haver mais possibilidade de recurso. O julgamento deve definir o posicionamento final da Corte sobre o tema.

O argumento central das ações é o de que artigo 283 do Código de Processo Penal estabelece que as prisões só podem ser executadas após o trânsito em julgado, ou seja, quando não couber mais recursos no processo.

Alegam também que o artigo 5º da Constituição define que "ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória".

Aqueles que entendem que a prisão após a segunda instância é inconstitucional afirmam que nas instâncias seguintes (terceira e quarta) não se julgam provas, mas apenas questões processuais.

Comentário

O Residencial Guaçu, que será entregue em breve pela Prefeitura de Dourados, recebeu sinalização de trânsito. A equipe de sinalização e pintura esteve no local fazendo a pintura de faixas e de “Pare”, assim como colocando placas de sinalização vertical.

“Atendemos um pedido da prefeita Délia Razuk, que solicitou o término dos trabalhos rapidamente, para que se faça a entrega das unidades habitacionais aos contemplados”, disse o diretor-presidente da Agetran, Carlos Fábio Selhorst dos Santos.

Comentário

A prefeita Délia Razuk autorizou na manha desta segunda-feira (14) a cedência de um prédio da Prefeitura localizado no BNH 4° Plano para a implantação da unidade do Hospital do Amor, o novo nome do Hospital do Câncer de Barretos.

A cessão do prédio não terá ônus para o hospital que deverá começar a funcionar em três meses. A prefeita vai comunicar oficialmente a decisão à diretoria da associação de apoiadores do Hospital do Amor de Dourados que fez o pedido do prédio em meados de agosto deste ano.

Délia afirmou que o prédio deverá agora passar por reformas e adequações para estar pronto até dezembro. “Já podemos vislumbrar nossa cidade contando, muito em breve, com a unidade do hospital do câncer para a prevenção e diagnóstico da doença”, disse a prefeita.

A partir dessa decisão, a Procuradoria Geral do Município fará os tramites legais para a garantir a cessão do prédio do Hospital do Amor e definitivamente concretizar o sonho da comunidade.

Comentário

Pelo menos 180 órgãos de todo o país estão com inscrições abertas para preencher quase 20.500 vagas em concursos públicos nesta semana. Há oportunidades para todos os níveis de escolaridade e apenas nesta segunda-feira (14), dez concursos abriram inscrições novas.

Uma das opções, por exemplo, é oferecida pelo Ibge (o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) que tem mais de 2.600 vagas para profissionais de nível médio e superior de escolaridade. A remuneração chega a R$ 3.100, e as inscrições vão até nesta terça-feira (15).

As 1.343 vagas para coordenador de área estão distribuídas por todos os estados, em diversos municípios, incluindo Dourados, que oferece duas vagas (uma para pessoa portadora de deficiência), com vencimentos da ordem de R$ 3.100. Há ainda 1.315 vagas para agente, distribuídas entre as 27 capitais (Campo Grande tem 27), com salários de R$ 1.700.

CONFIRA O EDITAL COMPLETO

Com remuneração que chega a R$ 30.400, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro seleciona para 50 vagas, profissionais de nível superior de escolaridade. As inscrições terminam no dia 25.

CONFIRA A LISTA DE OPORTUNIDADES

Comentário

Página 7 de 1461
  • kikao professor

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus