Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Pelo menos 700 pessoas participaram da 7ª edição da Agrotec – Jornada Integrada dos cursos de Agronomia e Tecnologia em Produção Agrícola da Unigran. Durante três dias de imersão no mundo da agricultura e do agronegócio, os participantes debateram em torno do tema escolhido para este ano, ‘Agricultura 4.0: a nova realidade’, que abordou várias vertentes da agricultura da região voltadas, inclusive, para a sustentabilidade e o meio ambiente.

A apresentação de abertura ficou sob o comando do engenheiro agrônomo e pesquisador da Embrapa, Renato Roscoe, PhD em Ciências Ambientais pela Universidade e Centro de Pesquisas de Wageningen, na Holanda. Com experiência na área de manejo e conservação e fertilidade do solo, ele falou com o público formado por acadêmicos e profissionais da área, sobre ‘Manejo e Fertilidade do Solo na Agricultura 4.0’.

A Agricultura 4.0 é a integração das tecnologias digitais que estão conectadas através de softwares, equipamentos e sistemas. Em consequência existem então melhores condições de monitoramento no controle da produção agrícola e na gestão, com redução de custos, logo, menos desperdício.

“A abordagem com os acadêmicos basicamente seguiu três princípios: a transformação digital, o aumento da conectividade e da mobilidade e essas três situações alinhadas afetam a sociedade como um todo. Nosso meio está todo passando por uma revolução de conhecimentos digitais, além do aumento também da nossa capacidade de captura, armazenamento e processamento de dados. Todas essas informações nos possibilita fazer cálculos precisos e inclusive trabalhar com imagens das lavouras, o que antes nossos computadores não tinham capacidade para fazer e com o avanço rápido da tecnologia cada vez mais nossos computadores vão ficando mais eficientes”, salienta Roscoe.

Outro fator dominante que o avanço tecnológico proporciona de benfeitorias para agricultores e profissionais do campo, é o acesso fácil que a internet pode promover com a conectividade em rede. “Hoje o mundo está conectado e todas as informações acabam circulando com mais facilidade e essa conectividade para o homem do campo, a troca de dados e conhecimentos, acaba gerando melhor desempenho em vários setores e isso tudo é importante repassar aos futuros profissionais da área”, finalizou o palestrante.

Para o professor Mateus Secretti, coordenador do curso de Agronomia da Unigran, a Jornada tem exatamente a função de trazer a realidade do campo para dentro da universidade. “Nós conseguimos trazer um pouco do que é a vivência do campo, do agronegócio, para os estudantes da área de ciências agrárias e isso é importante, ver inclusive o comprometimento dos acadêmicos com as novidades do mercado. Ainda mais neste que é um momento totalmente voltado para consumo e produção sustentável”, diz Secretti.

Comentário

Depois de confirmar a suspensão do serviço de transporte escolar de universitários indígenas, alegando dificuldades em manter o contrato com a empresa que fazia o trajeto, e de ver o prefeito de Itaporã, Marcos Pacco, assumir o compromisso que era de Dourados, o Município informou, via ofício, que a Prefeitura de Dourados vai disponibilizar ônibus para o transporte dos universitários indígenas a partir do dia 14 de outubro.

Na manhã desta sexta-feira (4), durante reunião com o secretário de Educação, Upiran Gonçalves, a Prefeitura distribuiu material de imprensa anunciando que na próxima semana um ônibus da Prefeitura receberá reparos e um novo para-brisa e começara atender os estudantes depois da “semana do saco cheio”, que deve durar até o dia 21 em Dourados.

Em oficio endereçado aos representantes do Movimento dos Acadêmicos Indígenas, assinado pelos secretários de Educação Upiran Gonçalves; de Governo Celso Antônio Schuch e pelo Procurador Geral do Município, Sérgio Henrique Martins de Araújo, ficou estabelecida a solução para o caso, segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura.

O documento diz que “a Administração Municipal é sensível à causa dos universitários indígenas e está tomando providencias práticas e imediatas para a solução definitiva e contínua do transporte público escolar, para fins de atendê-los”.

Comentário

O deputado Barbosinha apresentou, na sessão desta quarta-feira (2) indicação ao governador Reinaldo Azambuja e ao vice-governador e secretário estadual de Infraestrutura, Murilo Zauith, com cópia ao diretor-presidente da Agesul (Agência Estadual de Empreendimentos), Luiz Roberto Martins de Araújo, solicitando a destinação de recursos financeiros para a execução das obras de duplicação da Rua Coronel Ponciano, partindo do Cemitério Municipal Santo Antônio de Pádua até o Distrito Industrial de Dourados.

O parlamentar atendeu pedido encaminhado pelos vereadores Bebeto (PL), Madson Valente (DEM) e da ex-vereadora Lia Nogueira, além de inúmeras solicitações que foram apresentadas ao gabinete do parlamentar, e por meio de encontros e reuniões com a comunidade, onde essa preocupação fica cada vez mais urgente e necessária.

“Afinal, são vidas que estão se perdendo semanalmente nesse trecho, e ao longo da BR-163, entre os Trevos do DOF e da Bandeira, por falta de providências, que exigem um esforço conjunto do Governo com a Prefeitura da minha cidade e a mobilização da bancada federal de Mato Grosso do Sul em Brasília para a execução de obras que melhorem o tráfego urbano de Dourados”, cobrou Barbosinha.

Apenas nesse segundo mandato, desde o começo do ano, o deputado Barbosinha já encaminhou indicações, reforçando solicitações de vereadores de Dourados e lideranças comunitárias, visando aperfeiçoar a infraestrutura urbana no Município, através da pavimentação asfáltica nas ruas dos bairros Parque Residencial Pelicano, Jardim das Primaveras, Parque dos Jequitibás, a recuperação asfáltica das vias de tráfego dos veículos coletivos, duplicação da rodovia MS-376 entre os municípios de Dourados e Fátima do Sul, partindo da BR-163, obras de drenagem e pavimentação asfáltica, interligando o travessão da Figueira em Macaúba, para ligar a MS-470 com a MS-276.

Barbosinha também já reiterou pedidos pela duplicação da BR-463 entre o Trevo da Bandeira até a rotatória do trevo de acesso a Laguna Carapã e a duplicação, iluminação, sinalização semafórica e sinaleira na faixa de pedestre no trecho de 500 metros da rodovia MS-156, logo após a rotatória da BR-163 (a rotatória do DOF), intervindo diretamente junto aos diretores da concessionária CCR MSVia, que administra o trecho, os quais também já foram convocados para a Audiência Pública que pretende aprofundar esse debate, e que acontecerá ainda neste mês de outubro, na Assembleia Legislativa.

“Trata-se, na verdade, quando propusemos essa audiência pública, juntamente com o presidente da Assembleia, deputado Paulo Correa, não mais de abordar simplesmente uma problemática que já se arrasta há anos, mas de transformar esse momento em um ponto final, um basta da nossa paciência em relação ao descaso e à omissão com que entes ajustados para propor soluções tratam a concessão pública, apenas postergando a tomada de decisões. Queremos resultados e isso passa pela gestão eficiente da coisa pública”, acentuou Barbosinha.

Comentário

O vice-governador Murilo Zauith (DEM) recebe na manhã desta sexta-feira (4), no escritório da Agesul em Dourados, comissão de moradores da região dos conjuntos Dicolécio Artuzi, Harrison de Figueiredo e Guaicurus para discutir quais providências poderão ser adotadas no sentido de garantir mais segurança no trecho da rodovia MS 156, alvo de protestos desde o começo da semana.

Conforme repercute o Campo Grande News, a presidente da Associação de Moradores do residencial Dioclécio Artuzi, Lizandra Roberta Montezelle Borges, disse que os representantes da comunidade vão cobrar ações emergenciais depois que, durante protesto esta semana, surgiram novos casos de omissão por parte das autoridades. O bloqueio da rodovia, que já durava três dias, foi interrompido por conta dessas negociações com Murilo e o presidente da Agesul.

O trecho da rodovia MS 156, envolvendo ainda um trecho de cerca de 500 metros que liga os trevos do DOF e da Bandeira pela rodovia BR 163, é marcado por acidentes com mortes, principalmente de pedestres que tentam atravessar a pista. Um morador de 64 anos foi atropelado e morreu na noite de domingo (29) ao tentar cruzar a rodovia em frente ao Jardim Guaicurus, lembra a publicação.

A edição de quarta-feira (2) do Diário Oficial do Estado trouxe a publicação de edital de licitação para a contratação do serviço de elaboração de projeto executivo de engenharia para melhoramento e adequação da capacidade de tráfego, segurança e drenagem da MS 156, no trecho entre a BR 163 e o Núcleo Industrial, alvo de vários pedidos, inclusive indicação apresentada a Murilo pelo deputado estadual Barbosinha, líder do Governo na Assembleia.

Comentário

Durante sessão ordinária da Câmara de Dourados, o vereador Toninho Cruz (PSB) solicitou à prefeita Délia Razuk e das Secretarias de Saúde e de Governo a aquisição de filtros deionizadores de água (purificadores) de uso em autoclaves, para esterilizar diversos materiais clínicos utilizados em postos de saúde do município, bem como no Hospital da Vida.

Segundo Toninho Cruz, hospitais e unidades de saúde, em sua maioria, utilizam autoclaves como medidas gerais de esterilização para materiais clínicos, placas e tubos de cultura, antes de serem descartados no lixo hospitalar ou mesmo quando encaminhados para incineração.

A autoclavagem é um tratamento térmico e consiste em manter o material contaminado a uma temperatura elevada, através do contato com vapor de água, destruindo assim agentes patológicos. Para o uso da autoclave, tem-se que utilizar uma água “destilada”, água essa que passa por um processo de purificação através do filtro deionizador. “Em nossa Rede Pública de Saúde o uso da autoclave é de extrema importância para prevenir riscos de contaminação, através da eficaz esterilização dos referidos equipamentos. Esse processo consome vários galões todo mês, o que acaba onerando muito a administração”, destacou o vereador.

Toninho pede ao Poder Executivo que estude a viabilidade de adquirir filtro deionizador para que assim possam realizar esse processo de purificação da água nos próprios laboratórios e hospitais, medida essa que certamente irá trazer economia para a atual administração. “Com essa medida, pretende contribuir com a atual Administração, levando alternativas eficazes para um serviço de qualidade e bom empenho do dinheiro público”, finalizou. (Da assessoria)

Comentário

Com pouco mais de seis mil habitantes (conforme dados do Ibge em 2019) e importantes investimentos do Governo do Estado, Caracol enxerga um horizonte com indicadores de primeiro mundo. O município está próximo de ter 100% de coleta e tratamento de esgotamento sanitário e pode ter todas suas ruas asfaltadas até o final do mandato do governador Reinaldo Azambuja.

Nesta quinta-feira (3), durante a terceira etapa do Governo Presente, realizada em Aquidauana, o prefeito Manoel Viais falou sobre o futuro de Caracol e pediu mais recursos estaduais para infraestrutura. “Temos três principais demandas. A primeira é pavimentação asfáltica para completar a malha em 90%. Mas o governador adiantou que vai tentar até 100%”, afirmou o prefeito.

“Esse foi um feito que ele (Reinaldo Azambuja) conseguiu lá em Maracaju quando foi prefeito. Por isso eu acredito que vamos conseguir em Caracol”, completou Manoel. As outras demandas apresentadas ao governador foram para o distrito de Alto Caracol: união das escolas estadual e municipal em um prédio para redução de custos e um centro esportivo para lazer e esporte.

Com a economia totalmente baseada na pecuária, ainda segundo o prefeito, Caracol vai praticamente zerar o desemprego. Isso porque a partir de maio de 2020 a cidade terá em funcionamento um frigorífico com capacidade de abate de 250 cabeças de boi e geração de 200 empregos. “Isso graças ao Estado, a Semagro e a Agraer”, contou o prefeito

Gabinete itinerante

Desde o mês passado Reinaldo Azambuja percorre o interior do Estado com o projeto Governo Presente. Já passaram por atendimento 27 municípios das regiões do Bolsão e Norte. Nesta etapa, que abrange cidades do Pantanal, Serra da Bodoquena e Sudoeste, 16 cidades passarão por audiências. O objetivo é colher demandas locais para traçar investimentos futuros em Mato Grosso do Sul.

“O mais importante no Governo Presente é falar com as lideranças locais, prefeitos e prefeitas, vereadores, sindicatos, organização sindical local. Você, com certeza, vai errar menos porque vai direcionar os recursos nas prioridades de cada um dos municípios”, explicou o governador.

Na reunião com representantes de Caracol também estiveram presentes o vice-prefeito Humberto Pagliosa, o Neco, e os vereadores Julio Cesar e Adair de Arruda. Além deles, os deputados Beto Pereira (federal), Paulo Corrêa (presidente da ALMS), os deputados estaduais Felipe Orro e Herculano Borges e, pelo Governo do Estado, participaram das tratativas os secretários Sérgio de Paula (Articulação Política), Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica), Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Maria Cecilia (Educação) e Geraldo Resende (Saúde). Os secretários-adjuntos Flávio Cesar (Governo e Gestão Estratégica), Ary Carlos Barbosa (Justiça e Segurança Pública) e Luis Roberto (Infraestrutura) também participam dos debates. Além deles estão os diretores-presidentes da Sanesul, Agehab e MSGás, Walter Carneiro Junior, Maria do Carmo Avesani Lopez e Rudel Trindade, respectivamente.

Investimentos

Nos últimos quatro anos e oito meses foram investidos pelo Governo do Estado cerca de R$ 12 milhões em Caracol. Só de repasses para a saúde, por meio de convênios para custeio de serviços como Farmácia Básica, Saúde da Família, Rede de Atenção Psicossocial e Vigilância Sanitária, foram mais de R$ 3 milhões. Na área de saneamento básico, a cidade recebeu obras da Sanesul que somam R$ 720 mil nos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Na infraestrutura, com R$ 5 milhões, entre as principais obras estão a construção da ponte de concreto sobre o Rio Caracol; a pavimentação asfáltica com drenagem na Rua João Loureiro; e a reforma da ponte de madeira com drenagem em estrada vicinal na região da Fazenda Itapó.

Caracol ainda foi contemplada com 95 moradias – que representam R$ 2 milhões de recursos estaduais, federais e municipais.

Comentário

O Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (4) publica o Aviso de Licitação referente à concessão dos serviços públicos de recuperação, operação, manutenção, conservação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade da Rodovia MS 306. O edital de concorrência e seus anexos encontram-se disponíveis aos interessados no site www.centraldecompras.ms.gov.br.

A concessão da Rodovia MS 306 representará a primeira concessão rodoviária de Mato Grosso do Sul, acelerando os investimentos nessa importante rota de escoamento da produção e garantindo melhores condições de trafegabilidade e segurança aos seus usuários.

Para o governador Reinaldo Azambuja, a MS 306 é importante para o agronegócio, por estar localizada em polo de integração comercial entre MS, MT, SP, GO e MG, sendo rota de escoamento de produção de açúcar, álcool, algodão, soja e milho. “É evidente a necessidade de realização de grandes melhorias nas condições de sua trafegabilidade, em razão do tráfego intenso de veículos comerciais, bem como da necessidade de garantir a segurança dos usuários, diante dos elevados índices de acidentes”, ponderou.

Segundo o secretário estadual de Governo, Eduardo Riedel, a modelagem da concessão apresentada ao mercado garante os investimentos integrais previstos para a rodovia, no valor de R$ 1,7 bilhão, no prazo de 30 anos, sem que haja riscos de não cumprimento do contrato, como ocorre hoje em algumas rodovias federais, dentre elas a BR 163.

“O governo tomou muito cuidado em apresentar um projeto bem estruturado para oferecer um bom serviço ao usuário e à sociedade”, destacou.

Concorrência

Todos os documentos e informações referentes ao projeto ficaram disponíveis para consulta pública no período de 1 a 31 de agosto e o projeto foi oficialmente apresentado à população e interessados em audiência pública realizada no dia 16 de agosto, em Campo Grande. A sessão pública da concorrência ocorrerá dia 5 de dezembro, às 10 horas.

Comentário

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, sem vetos, a lei que limita os gastos para as campanhas de prefeitos e vereadores. O texto, aprovado no Senado na quarta-feira (2), foi sancionado nesta quinta (3) e publicado no “Diário Oficial da União” desta sexta-feira (4), informa o portal G1.

As mudanças na legislação eleitoral precisam ser feitas um ano antes do pleito, ou seja, a nova lei foi sancionada na data-limite para valer na votação do ano que vem, que ocorrerá daqui um ano, no dia 4 de outubro de 2020. Caso não seja alterada nos próximos anos, a lei também valerá para os pleitos seguintes.

Na sexta-feira (27) passada, Bolsonaro havia sancionado outro texto aprovado pelo Congresso que também trata de eleições. A matéria tratava sobre o fundo eleitoral e partidos políticos, e teve trechos vetados pelo presidente. Os vetos ainda precisam ser analisados pelo Congresso.

A lei sancionada nesta quinta não discrimina os valores do limite de gastos nominalmente, mas estabelece que o teto para a campanha dos cargos de prefeito e vereador será equivalente ao de 2016 corrigido pela inflação, medida pelo IPCA, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo.

Em 2016, o limite de gastos se baseava no total de eleitores dos municípios. Para prefeitos, o teto variou de R$ 108 mil a R$ 45 milhões. Para vereador, a variação do limite foi entre R$ 10,8 mil a R$ 26 milhões.

De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), São Paulo foi a cidade com o maior limite de despesas para campanha de prefeito: R$ 45,4 milhões. Na lista das 10 maiores cidades do país, o menor gasto previsto era para o Recife, de R$ 6,6 milhões.

Comentário

A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Distrito Federal, vai analisar duas representações protocoladas contra o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. Os autores são o governador Ibaneis Rocha (MDB) e o senador Renan Calheiros (MDB-AL) que pedem a suspensão e a posterior cassação da carteira de advogado do ex-chefe do Ministério Público Federal na Ordem.

Se as representações forem consideradas procedentes, Janot, que abriu recentemente um escritório voltado principalmente a consultoria de compliance, ficará impedido de advogar. O caso será analisado pelo Tribunal de Ética da OAB-DF.

Ex-presidente da entidade no DF e ex-conselheiro federal da OAB, Ibaneis aponta desvio de conduta de Janot pela revelação de que ele entrou armado na antessala do STF (Supremo Tribunal Federal) com o propósito de matar o ministro Gilmar Mendes e, em seguida, se suicidar.

Em entrevistas à Veja e ao Estado de S. Paulo, Janot disse que chegou a engatilhar a arma, mas desistiu antes de dispará-la. O episódio também é descrito, sem a citação do nome de Gilmar, no livro Nada Menos que Tudo, uma autobiografia escrita a partir de depoimentos concedidos por Janot aos jornalistas Jailton de Carvalho e Guilherme Evelin.

Por causa dessas declarações, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, determinou uma busca e apreensão na casa e no escritório de Janot. Ele também está impedido de se aproximar de ministros e de entrar no STF. Na representação, o governador do DF sustenta que, se Janot não pode advogar no STF, também não teria condições de atuar em outras varas e instâncias da Justiça.

Comentário

Em comemoração ao Outubro Rosa, a Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para a Mulher vai realizar neste sábado (5), das 8 horas até ao meio-dia, uma ação social que envolverá a comunidade do bairro Parque das Nações II.

Conforme informações da advogada Sonia Maria Pimentel, coordenadora de Políticas para as Mulheres, o evento acontecerá na Chácara Imaculada localizada na rua Andrelina Vilela dos Reis e conta com o apoio da Associação de Mulheres e Inclusão familiar, presidida por Rosemar Rosa Vieira.

A ação social será aberta com uma palestra proferida pela médica oncologista Júnia Thirzah Gehrke que falará sobre a prevenção do câncer de mama. Serão oferecidos também serviços de aferição de pressão arterial, teste de glicemia, avaliações odontológicas e oftalmológicas, e informações jurídicas.

Uma equipe do CCZ (o Centro de Controle de Zoonoses) estará presente no evento vacinando cães e gatos contra a raiva e prestando orientações sobre a dengue. Durante toda a manhã haverá apresentações musicais e culturais e ao meio-dia será servida uma galinhada aos participantes.

Comentário

Página 10 de 1455
  • al sustentavel 2

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus