Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

A Secretaria estadual de Saúde anunciou, no final da tarde desta quarta-feira (24), o registro de mais dois óbitos por coronavírus em Mato Grosso do Sul. Agora o Estado contabiliza 58 vítimas da doença.

A 57ª vítima era uma mulher, de 55 anos, residente em Naviraí que apresentou início dos sintomas em 13 de junho e foi transferida para Dourados na segunda-feira (22). Ela morreu nesta terça (23) com o diagnóstico positivo para coronavírus expedido nesta quarta. A paciente sofria de doença pulmonar obstrutiva cronica (DPOC), insuficiência cardíaca congestiva (ICC) e diabetes.

A 58ª vítima era uma mulher de 32 anos, residente em Dourados. Ela apresentou início dos sintomas no dia 7, realizou coleta pelo Drive-Thru de Dourados no dia 15 e recebeu o resultado positivo no sábado (20) passado. Estava em isolamento domiciliar até dar entrada na UPA nesta quarta-feira já em parada cardiorrespiratória, que levou ao óbito.

Com esses novos números, Dourados chegou a 14 óbitos (incluindo o do caminhoneiro que morreu e Tocantins) e lidera o ranking de mortes pela Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Em seguida, com 8 óbitos, vem Campo Grande; Três Lagoas registrou 5 mortes; Corumbá, 6; Itaporã, 3; Batayporã, Paranaíba, Vicentina, Brasilândia, Ponta Porã, Rio Brilhante e Guia Lopes da Laguna, 2 em cada e ainda, Iguatemi, Sidrolândia, Douradina, Deodápolis, Anastácio, Itaquirai, Glória de Dourados e agora Naviraí, com um registro de óbito em cada uma dessas cidades.

Comentário

A edição do Diário Oficial do Município, publicada no início da tarde na página oficial da Prefeitura de Dourados na internet, traz a publicação do decreto 2.689, fixando os novos horários de funcionamento dos setores do comércio, relacionados ao segmento alimentício e de mercearia, pelos próximos oito dias.

Com o decreto, a prefeita Délia Razuk (PTB) atende sugestão feita pelo setor produtivo, por meio das entidades representativas do comércio, visando ampliar a forma de contenção dos índices de crescimento exponencial no número de pessoas infectadas com o coronavírus na cidade e região, considerando a condição de polo regional.

Veja Carta de Recomendações apresentada pelo comércio

Ao explicar a medida, o assessor especial da prefeita, Alexandre Mantovani, disse que a Prefeitura de Dourados tem relutado em adotar medidas que consideraria mais drásticas, porquanto os municípios da região mantém políticas de expediente normal e muitas pessoas procuram o centro comercial de Dourados para resolver questões diárias.

Confira a íntegra do Decreto

DECRETO Nº 2.689, DE 24 DE JUNHO DE 2020.

“Estabelece medidas restritivas às atividades de comércio em decorrência da situação epidêmica do COVID-19.”

A PREFEITA MUNICIPAL DE DOURADOS, Estado de Mato Grosso do Sul, no uso das atribuições que lhe são conferidas no inciso II do artigo 66 da Lei Orgânica do Município.

Considerando o baixo índice de isolamento social em nosso Município, aquém do recomendado pela OMS; Considerando a necessidade de conciliar a diminuição da circulação de pessoas e as atividades econômicas;

Considerando a necessidade de administrar a ocupação dos leitos de enfermaria e UTI destinados ao COVID-19;

D E C R E T A:

Art. 1º. Fica estabelecido o horário de funcionamentos para os setores abaixo relacionados:

I. comércio: de segunda a sexta-feira das 12h às 18:15h e aos sábados das 9h às 15h15;

II. shopping center: de segunda a sábado, lojas das 11h às 19h e praça de alimentação das 11h às 20h, vedada abertura aos domingos;

III. mercados e atacados: de segunda a sábado das 7:30h as 20h e aos domingos das 8h às 12h;

IV. bares e restaurantes: de segunda a domingo das 11h às 20h.

§ 1º. Fica mantida a obrigatoriedade de implementação das medidas de proteção anteriormente estabelecidas.

§ 2º. Fica mantida a aplicação das penalidades anteriormente previstas, em caso de desatendimento das regras para funcionamento.

Art. 2º. Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir de 25 de junho de 2020 e vigência até dia 02 de julho de 2020, quando serão reavaliadas as condições deste decreto juntamente com o Decreto nº 2.664, de 15 de junho de 2.020, em relação a situação epidêmica.

Dourados (MS), 24 de junho de 2020.

Délia Godoy Razuk - Prefeita Municipal

Sérgio Henrique Pereira Martins de Araújo - Procurador Geral do Municípi

Comentário

A prefeita Délia Razuk (PTB) decretou novas medidas de contenção com o objetivo de tentar prevenir a propagação do coronavírus em Dourados. Ela atende sugestão feita pelo setor produtivo e determina que o horário de funcionamento do comércio, a partir desta quinta-feira (25) e até o dia 5 de julho, será do meio-dia até às 18h15.

Veja Carta de Recomendações apresentada pelo setor

Ao explicar a medida, o assessor especial da prefeita, Alexandre Mantovani, disse que a Prefeitura de Dourados tem relutado em adotar medidas que consideraria mais drásticas, porquanto os municípios da região mantém políticas de expediente normal e muitas pessoas procuram o centro comercial de Dourados para resolver questões diárias.

O comércio terá esse horário, de seis horas de expediente diário, de segunda a sexta-feira e aos sábados será permitido o funcionamento das 9 horas até ao meio-dia e quinze.

Supermercados (de atacado e varejo), vão funcionar das 7h30 às 20 horas e aos domingos, das 8 às 20 horas.

Bares, restaurantes, lanchonetes e similares vão funcionar, de segunda-feira a domingo, das 11 da manhã às 20 horas. Fica mantido, ainda o toque de recolher, das 20 horas às cinco da manhã do dia seguinte e a partir desse horário pode funcionar o serviço de delivery nessa modalidade de atendimento, especialmente do setor de alimentação.

Comentário

Dourados chegou a 2.150 pacientes contaminados pela Covid-19, segundo os dados divulgados pelo mais recente boletim epidemiológico da Secretaria estadual de Saúde e pelo Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus. Só nas últimas 24 horas foram diagnosticados 186 casos, novo recorde para o Município.

Reportagem da edição online do jornal DiárioMS desta quarta-feira (24) anuncia que esse número atual, de 2.150 infectados, representa um aumento de mais de 20 vezes desde o dia 23 de maio. O Estado chegou a 50 óbitos pela doença, sendo que desse total 36 óbitos ocorreram neste mês contra 11 durante todo o mês de maio.

CONFIRA O BOLETIM ATUALIZADO

Dourados segue firme com a marca de epicentro da doença no Estado, acumulando 34% dos casos confirmados em Mato Grosso do Sul. A capital Campo Grande, com população aproximadamente quatro vezes maior, aponta, em média, 23% do total do Estado.

O Governo do Estado atende todos os municípios no combate ao coronavírus, garantiu na 99ª. Live realizada ao vivo nesta manhã, desde que começou a pandemia, o secretário Geraldo Resende. “Estamos prontos para atender todos os 79 municípios, no que nos pedem. Pedem exames rápidos, nós encaminhamos os exames rápidos, a coleta é responsabilidade única dos municípios, essa luta vai ser vitoriosa”, aposta o secretário.

Mato Grosso do Sul teve 417 novos casos nas últimas 24 horas e tem confirmados até agora 6.201 casos no Estado. Em Dourados, onde a situação é mais preocupante, ainda há 1.207 casos aguardando resultados de exames coletados para a Covid-19.

Comentário

A coordenadora do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Dourados, Rosana Alexandre, informou, nesta quarta-feira (24), ao Douranews, que os ACEs (Agentes de Combate às Endemias) que venham a apresentar algum tipo de sintoma, ou resultados positivos para a Covid-19, “são afastados imediatamente das suas funções de trabalho”.

Ela confirmou que cada ACE visita, em média, 25 imóveis por dia, na prevenção e controle de vetores ou zoonoses, mas que todos são orientados a procurar atendimento médico, “e procurar a realização de exames” diante de qualquer suspeita.

ccz agendamento

Aviso de horário e telefone para agendamento em casos de suspeitas da contaminação

“Nenhum funcionário é mantido doente nas atividades de trabalho nesta unidade de saúde, são afastados imediatamente e orientados a procurar o CMA (Centro de Atendimento Exclusivo de Servidores da Saúde)”, garantiu Rosana, diante da notícia de que servidor, assintomático, teria propagado a doença inconscientemente entre colegas de trabalho.

Segundo ela, os protocolos definidos pelo Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde do Município são aplicados integralmente com as equipes do CCZ, assim como os demais servidores que atuam em contato com o público em Dourados.

Comentário

O CRM/MS (Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul) emitiu nota em que manifesta “bastante preocupação” com a forma que considera hostil como parte das pessoas tem tratado profissionais de saúde de Dourados, atingidos pela infecção do coronavírus no exercício profissional, o que tem gerado mal-estar entre os servidores do setor de saúde.

Em meio a grave crise relacionada à Covid-19 médicos e profissionais da saúde não têm poupado energia para atender de forma eficiente e salvar vidas, contribuindo assim para a amenização da pandemia em Mato Grosso do Sul e em todo país. No entanto, parte da população tem retribuído estes esforços de maneira bastante hostil. “Em Dourados, médicos que foram contaminados pelo vírus são destratados e discriminados, sendo ofendidos pessoalmente e em redes sociais”, diz a nota.

No final de semana, havia a confirmação de que, pelo menos, cinco médicos continuavam fora da atividade, dois internados em UTI, e os demais sob acompanhamento em isolamento domiciliar.

“Esta postura por parte das pessoas tem gerado um grande mal-estar entre os profissionais, fazendo com que alguns até repensem em prosseguir com suas atividades em hospitais e postos de saúde. É inadmissível que ocorra este tipo de comportamento. Ninguém deve passar por tamanho constrangimento principalmente no momento em que estamos vivendo”, diz o Conselho.

“Temos recebido relatos de médicos que estão bastante preocupados com sua integridade física e mental e já cogitam se afastarem de suas atividades por receio de represálias”, declarou o presidente do CRM/MS, Maurício Jafar.

Ele acrescenta ainda que, “além da preocupação do alto risco de contaminação em desenvolver as atividades médicas, quando somos afetados ainda temos este agravante de hostilização por parte da sociedade, ou seja, qual o estímulo dos médicos e dos profissionais da saúde em saírem de suas casas para serem linha de frente no combate à pandemia?”.

O presidente do Conselho Regional diz que se esta situação continuar “certamente em breve não haverá um único profissional disposto a atuar”. Ele anunciou que, para evitar que casos assim ocorram, o CRM/MS solicitará aos profissionais médicos que receberam as injúrias que entrem em contato com a entidade relatando as ocorrências, para que o Conselho possa tomar as providências cabíveis.

Comentário

Uma criança indígena, de 11 anos, morreu no começo da noite desta terça-feira (23) após cair de uma árvore na aldeia Bororó em Dourados.

De acordo com o site LigadonaNotícia, o garoto tentava recolher um papagaio, ave de estimação da casa, que se encontrava no topo de uma árvore, a uma altura aproximada de 6 metros do chão.

A família presenciava as manobras do menino e viu quando ele caiu após desequilibrar-se do alto da árvore. Equipe do Corpo de Bombeiros chegou a ser acionada, mas quando chegou ao local a criança já estava morta. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Comentário

A UFGD inscreve até sexta-feira (26) para interessados em atuar como bolsista ou voluntário no Programa de Residência Pedagógica. As vagas são destinadas a estudantes dos cursos de Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Educação Física, Geografia, História, Licenciatura em Computação, Licenciatura em Educação do Campo (LEDUC), Licenciatura Intercultural Indígena (Teko Arandu), Matemática e Química.

No valor de R$ 400 e com duração de 18 meses, as bolsas são financiadas pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e restritas a estudantes da UFGD. As inscrições devem ser realizadas pela Internet, por meio do envio dos documentos exigidos no Edital de Abertura Prograd nº 09 de 15 de junho de 2020, para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A Residência Pedagógica é uma política para professores e tem por objetivo induzir o aperfeiçoamento da formação prática nos cursos de licenciatura, promovendo a imersão do licenciando na escola de educação básica, a partir da segunda metade do curso.

Comentário

A Embrapa Agropecuária Oeste, de Dourados, vai realizar nesta quinta-(25), às 11 horas (pelo horário de Brasília), live com o tema “A importância do clima no seu dia a dia: o exemplo de Mato Grosso do Sul”. O evento ao vivo terá a presença dos pesquisadores Carlos Ricardo Fietz, Danilton Luiz Flumignan e Éder Comunello, que falarão sobre temas interdisciplinares e, como moderador, o pesquisador Milton Parron Padovan.

O pesquisador Fietz vai apresentar uma visão panorâmica do clima da região sul de Mato Grosso do Sul, com informações sobre eventos extremos, como temperaturas máxima e mínima, umidade do ar, velocidade do vento, além de falar sobre o comportamento da temperatura e chuva, ocorrência de geadas e veranicos, entre outros, na região.

Outra região do estado retratada será a leste, conhecida como Bolsão. A partir dos estudos de clima feitos pela Embrapa Agropecuária Oeste, mostrou-se que os produtores rurais da região, predominantemente pecuário, podem explorar o setor agrícola, bastando para isso conhecer e usar bem o clima propício para a agricultura e transpor as condições desfavoráveis, como mostram as pesquisas do Centro de Pesquisa da Embrapa. Esse será o assunto de Danilton Luiz Flumignan, pesquisador da Unidade da Embrapa de Dourados.

O uso dos dados para zoneamento climáticos, em especial o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC), será o assunto do pesquisador Éder Comunello. Entre eles, ele mostrará como a quantidade de estações meteorológicas com séries longas, com no mínimo 15 anos, dados de plantas, para estimar a necessidade de água das culturas, além da capacidade do solo armazenar a água, resultam nas recomendações do ZARC, com os períodos mais favoráveis de plantio.

Compactação do solo

No dia seguinte (26), às 10 horas (de Brasília), os pesquisadores Henrique Debiasi, da Embrapa Soja e Júlio Cesar Salton, da Agropecuária Oeste, abordarão a compactação do solo para as regiões de transição, do climasubtropical da região de MS. O objetivo é discutir a qualidade física do solo que se manifesta por várias formas, entre as quais a compactação. Para tanto o diagnóstico é fundamental para entender o que causa esse problema, e a evolução ao longo do tempo devido ao uso de uma sequência de práticas inadequadas. Com o diagnóstico correto, com o método de Diagnóstico Rápido da Estrutura do Solo (DRES) pode-se corrigir os problemas e retornar o solo à sua melhor condição.

Comentário

Produtores rurais e funcionários do governo da Argentina estão monitorando a entrada de uma nuvem de gafanhotos no país. Os insetos vieram do Paraguai e, por lá, destruíram lavouras de milho. Agora, a praga avança na parte do território argentino que faz fronteira com o Brasil e com o Uruguai.

Segundo projeção do país vizinho, os insetos podem chegar ao oeste do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, oferecendo riscos às lavouras desses estados. O engenheiro agrônomo da Emater de Uruguaiana (RS), Daniel da Costa Soares, disse ao G1 que a situação é nova tanto para produtores quanto para profissionais da área.

"Ainda não temos muita certeza do que vai acontecer, se eles vão entrar aqui ou não, mas já estamos conversando com produtores sobre o assunto", diz.

Na Argentina, de acordo com o que disse o agrônomo Héctor Medina à agência Reuters, em aproximadamente um quilômetro quadrado podem ter até 40 milhões de insetos, que consomem em um dia pastagens equivalentes ao que 2 mil vacas ou 350 mil pessoas comeriam.

Comentário

Página 12 de 1685
  • coronagov
  • disk corona
  • unigran 150
  • Editais

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis