Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O registro feito por internauta que entrou em contato com o Douranews, via WhatsApp, mostra que do confronto entre índios e produtores rurais, durante o processo de desocupação da fazenda Yvu, na região de Caarapó, ficou a evidência de rastro de destruição dos pertences dos agricultores.

Por onde as pessoas passavam, era possível ver carros e máquinas agrícolas incendiadas, além de áreas de plantação queimadas. Três policiais, pelo menos, foram feitos reféns dos invasores, que se utilizaram das próprias algemas dos agentes para imobilizá-los enquanto eram agredidos com golpes de facão, inclusive.

O comandante da viatura de resgate do Corpo de Bombeiros, por exemplo, soldado Elton Oliveira dos Santos, acompanhado dos soldados Lucimar Maciel Piveta e Johnny Pereira Grubert, disse que foi preciso uma ‘articulação’ para negociar com índios, que formavam barreiras de bloqueio à passagem de veículos pelo interior da fazenda, afim de conseguir retirar os policiais feitos prisioneiros na área de conflito.

Quando conseguiram chegar até os policiais, sempre explicando aos índios que estavam ali para socorrer os feridos da própria comunidade deles, que eram atingidos pelos disparos, os bombeiros viabilizaram uma espécie de ‘camuflagem’, sob os equipamentos da viatura, para acobertar os agentes e retirá-los da área. O soldado Grubert foi um dos que ficou ‘de escudo’ para impedir que os índios vissem que eles levavam policiais.

“Os índios não podiam ver que se tratava dos policiais", relatou ele, ao acrescentar que o clima só voltou à normalidade com a chegada da Polícia Federal. “Foi um alívio pra todos nós”, contou. A Polícia agora conta com o reforço da Força Nacional e de equipes especiais, vindas de Brasília nesta sexta-feira (17), para garantir a segurança na desocupação das terras invadidas.

carro copy copy

carro veio

mato copy

Comentário

A Sejusp (Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública) iniciou nesta sexta-feira (17), através do Instituto de Identificação Gonçalo Pereira, as impressões das carteiras de identidade. O documento começa a ser entregue nos Postos de Identificação de Campo Grande já a partir desta segunda-feira (20), segundo informa a Sejusp.

De acordo com Rubens Cyles Pereira, diretor do Instituto de Identificação, durante os dois meses em que o serviço ficou suspenso, em função da mudança da empresa que imprime os RG’s, em torno de 20 mil carteiras de identidade ficaram represadas nas máquinas, sendo que todas serão impressas até o final da semana que vem.

“Nós estamos imprimindo conforme as datas de confecção dos documentos, sendo que aqueles que fizeram o documento há mais tempo, vão receber primeiro, ou seja, a partir de segunda-feira”, explica Cyles que lembra que o documento começa a chegar nos municípios do interior dentro de no máximo uma semana.

Durante o período em que a impressão do RG ficou suspensa, a confecção do documento continuou a ser feita normalmente em todos os Postos de Identificação de Mato Grosso do Sul, através do atendimento agendado eletronicamente através do site da Sejusp, ou ainda presencial, naqueles municípios onde ainda não há agendamento eletrônico.

Em Mato Grosso do Sul são expedidos mensalmente em torno de 12 mil novos RG´s, sendo que o prazo para entrega do documento é de no máximo 7 dias em Campo Grande e 15 para as cidades do interior. A expectativa do diretor do Instituto de Identificação é que o prazo de espera pela carteira de identidade seja normalizado a partir do mês de julho. “Com a impressão de todos os documentos em atraso, queremos normalizar a expedição no máximo até a segunda quinzena de julho”, garante.

Agendamento

Para tirar o RG basta fazer o agendamento eletrônico através da internet, onde é possível escolher o posto mais próximo ou o local que tiver a data desejada, preencher o formulário e confirmar o agendamento. Na página, o cidadão será informado em relação aos documentos necessários para obtenção da nova identidade ou da segunda emissão. A primeira via é gratuita, já para a segunda emissão ou segunda via, o custo é de 4 UFERMS, o que equivale a R$ 94,52.

Comentário

Escolhido para substituir interinamente Tite, novo comandante da Seleção Brasileira, o treinador Fábio Carille já teve a oportunidade de dirigir o Corinthians em duas ocasiões, a terceira nesta quinta-feira (16), diante do Fluminense; e jamais venceu.

A experiência ocorreu logo após a demissão de Adilson Batista, que não resistiu a uma derrota por 4 a 3 para o Atlético-GO, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro de 2010.

Em um emblemático 13 de outubro - dia em que o Corinthians conquistou o Campeonato Paulista de 1977 -, Carille fez a estreia como técnico da equipe em uma partida contra o Vasco, em São Januário. Perdeu por 2 a 0, com gols de Zé Roberto e Éder Luís.

Após a partida, o membro da comissão técnica corintiana recebeu uma prova de que ainda era desprestigiado. O então presidente Andrés Sanchez se surpreendeu com uma pergunta sobre a possibilidade de Fábio Carille ser efetivado como treinador. "Carille? Quem é Carille?", perguntou o dirigente.

Um pouco mais conhecido depois daquele episódio, Carille ainda teve a chance de liderar o Corinthians da beira do campo em 17 de outubro, contra o Guarani, no Brinco de Ouro da Princesa. Ronaldo teve dois gols anulados por impedimento naquele dia, e o 0 a 0 não saiu do placar.

Trabalhando ao lado de Tite a partir de então, Carille ainda conseguiu ser útil à Seleção Brasileira antes do colega. Ele atuou como espião de Mano Menezes, que o levara ao Corinthians, durante a Copa América de 2011, conforme reproduz reportagem do Terra.

Comentário

O vereador Madson Valente (DEM) participou, nesta sexta-feira (17), na praça Antônio João, da mobilização promovida pelas entidade do setor em defesa da Assistência Social enquanto política pública garantida pelo Suas (o Sistema Único de Assistência Social).

A preocupação das entidades diz respeito ao projeto, encaminhado pelo Governo Federal, de unificação do MDA (o atual Ministério do Desenvolvimento Agrário) com o MDS (Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome), de acordo com a proposta do presidente interino Michel Temer (PMDB) de redução de gastos.

“Essa proposta vai promover sérios impactos na política social dos municípios brasileiros, porque são previstos cortes orçamentários e os cidadãos com alta vulnerabilidade social ficarão ainda mais expostos às mazelas sociais”, observou Madson, ao usar da palavra em apoio aos manifestantes.

De acordo com o vereador democrata, o cidadão necessita de uma política social permanente, e esse é um direito que deve ser assegurado pela União. “Esperamos que mobilizações desse nível ajudem a sensibilizar o Governo federal, para que seja revista essa proposta que significa um retrocesso”, afirmou Madson Valente.

Comentário

Para garantir cada vez mais eficiência e qualidade na prestação de serviços da Sanesul, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) entregou, juntamente com o diretor-presidente da empresa, Luiz Rocha, a obra de reforma e ampliação do Complexo Maria Cecília Barbosa, além de veículos e maquinários que vão atender as operações nos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário nas 68 cidades onde a Sanesul atua. O valor total do investimento, com recursos próprios da Sanesul, foi de R$ 4.659.449,46.

A cerimônia contou com a participação dos secretários de Infraestrutura, Marcelo Miglioli e da Casa Civil, Sérgio de Paula, dos diretores da Sanesul André Soukef (Administração e Finanças), Luiz Carlos da Silva Jorge (Engenharia e Meio Ambiente) e Leonardo Barbirato Júnior (Comercial e de Operações), do senador Pedro Chaves, dos deputados estaduais Junior Mochi, Rinaldo Modesto e Beto Pereira, do prefeito de Fátima do Sul, Júnior Vasconcelos, e do vereador de Campo Grande Eduardo Cury, além dos dez gerentes regionais, supervisores de unidades e funcionários da Sanesul.

O governador Reinaldo Azambuja destacou o compromisso do Governo do Estado de fortalecer a Sanesul, estruturando a empresa, qualificando os funcionários e assim melhorar cada vez mais a eficiência na prestação de serviços. "A revitalização do Complexo demonstra a importância que a Sanesul dá ao criar melhores condições de trabalho. Além disso não é pouco economizar mais de R$ 4 milhões e fazer investimentos neste período de crise, buscando a melhoria de resultados. Só temos a agradecer a Sanesul, por meio de seus funcionários, pelo trabalho, dedicação e empenho, vamos continuar juntos nesse ritmo, com planejamento para poder cumprir com o nosso trabalho, que é a boa prestação de serviços para a população", afirmou o governador.

O diretor-presidente da Sanesul explicou que os equipamentos melhorarão a qualidade dos serviços, tendo em vista que a reposição asfáltica será feita no momento em que o serviço da Sanesul for finalizado. "Quando assumimos a Sanesul, encontramos alguns desafios que precisavam ser solucionados, como por exemplo a reposição asfáltica após os reparos feitos nas redes de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Pela visão de respeito aos nossos clientes, com a população dos 68 municípios onde atuamos, optamos por dotar todas as nossas unidades de equipamentos necessários para que se fizesse a reposição asfáltica assim que se finalizasse o serviço, para diminuir o impacto das intervenções nas ruas", explicou.

"Também entregamos equipamentos na parte operacional, um compressor importante para a recuperação dos poços, gerando uma economia para a Sanesul, equipamentos para a parte de esgotamento sanitário. A Sanesul como empresa pública valoriza nossos servidores, e assim entregamos também uma ambulância para os servidores do Sindágua (Sindicato dos trabalhadores das empresas de água). Além disso, procuramos sempre trabalhar apoiado nas Diretrizes do Governo, nos pilares de transparência, eficiência e agilidade, contando com o apoio dos nossos funcionários. Temos que ter a percepção que a Sanesul e os funcionários são um só e um passo muito pequeno que se dá além da obrigação, que é a boa vontade, faz uma grande diferença do serviço que se presta. Eu agradeço e conto sempre com a dedicação de todos os funcionários para que possamos sempre levar os nossos serviços com mais qualidade para a população", completou Luiz Rocha.

Comentário

O prefeito Murilo Zauith (PSB) anunciou, oficialmente, nesta sexta-feira (17), em Coletiva de Imprensa, o trajeto pelo qual será feito o Revezamento da Tocha Olímpica em Dourados, única Cidade Celebração do interior do Mato Grosso do Sul. “Foi uma escolha realmente do comitê organizador. Nós fomos surpreendidos quando nos procuraram e disseram que estavam escolhendo Dourados, depois que já tinham vindo aqui três vezes. Então, isso é motivo de muito orgulho para nós”, afirmou.

O prefeito detalhou como será o trajeto em Dourados. Ele também destacou todas as ações que a Prefeitura vem fazendo para garantir os requisitos de organização e segurança que o comitê nacional exige, de forma que o douradense possa aproveitar da melhor forma esse momento. “O melhor de tudo isso é que estamos reunidos pra falar de coisa boa”, relatou.

O trajeto da Tocha Olímpica em Dourados vai começar pela rodovia MS156, na altura da rotatória que dá acesso à Reserva Indígena, com início previsto para às 16 horas do próximo domingo (26) e reinicia no perímetro urbano na avenida Presidente Vargas, em frente ao Parque dos Ipês.

A tocha passa pelas ruas Ponta Porã, Albino Torraca, Olinda Pires de Almeida, João Cândido Câmara, avenida Weimar Gonçalves Torres, rua General Osório, rua Cuiabá, avenida Hayel Bon Faker, ruas Mozart Calheiros, Alberto Leopoldo de La Cruz, Dorcelina Mattos Freiras, Coronel Ponciano, Marcelino Pires, Toshinobu Katayama, João Vicente Ferreira, Hayel Bon Faker novamente e avenida Joaquim Teixeira Alves, chegando à praça Antônio João.

A previsão para acendimento da pira é às 19 horas na praça, onde, além dessa cerimônia, haverá ainda apresentação de artistas locais dos grupos Trajeto 2 e Grupo Trancão. Depois disso, a tocha segue para pernoite em um hotel da cidade, para retomar o revezamento na manhã seguinte, segunda-feira (27), com destino a São Paulo, via Presidente Prudente.

Todas as ruas pelas quais a tocha vai passar serão interditadas no dia 26. Haverá restrição de parada e estacionamento de veículos nas ruas do trajeto e transversais a partir das 7 horas. Também fica proibida circulação de pessoas nessas áreas a partir das 14 horas, conforme exigência do comitê nacional. As medidas estão descritas em portaria publicada pela Prefeitura no Diário Oficial desta sexta-feira, de acordo com as regras.

Um mapa detalhado com a rota da tocha e um vídeo que mostra por onde o símbolo das olimpíadas vai passar, produzido pela assessoria de comunicação do Município, podem ser vistos através da Fan Page da Prefeitura de Dourados na rede social Facebook: fb.com/prefeituradedourados.

Comentário

O show em Dourados do Esquadrão de Demonstração Aérea da FAB (Força Aérea Brasileira), mais conhecido como ‘Esquadrilha da Fumaça’, será neste sábado (18), pontualmente às 15 horas, conforme anunciam os organizadores do evento, sobre o aeroporto Francisco de Matos Pereira. Pelo roteiro, as pessoas deverão ficar posicionadas na frente dos hangares do aeroporto, em espaço confortável e seguro para visualizar as acrobacias.

A promoção do evento é do Aeroclube e da Prefeitura de Dourados. Segundo o presidente do aeroclube, Juliano Soares Lopes, a proposta apresentada ao prefeito Murilo Zauith (PSB) é de promover um dia de lazer e alegria para as famílias de Dourados. A Esquadrilha da Fumaça realiza uma das melhores apresentações de show aéreo do mundo.

As atividades no aeroporto já acontecem desde esta sexta-feira (17) quando chegaram a Dourados as aeronaves [o major Costa, precursor do grupo, à frente] A-29 Super Tucanos que compoem a Esquadrilha. O aeroclube abriu espaço para ambulantes comercializarem alimentação e para uma empresa fornecer as bebidas. Para os aficcionados, haverá uma tenda com a venda de souvenires da Esquadrilha da Fumaça, incluindo bonés, camisetas e chaveiros.

Com duração prevista de 40 minutos e pelo menos 20 sequências de manobras em equipe e 50 individuais, envolvendo pelo menos 20 militares, entre pilotos, mecânicos e equipe de apoi, o show será feito com o novo avião fabricado pela Embraer, o A 29, que substituiu o T27 Tucano, e tem o dobro da potência, favorecendo novas manobras. Nesta sexta, o prefeito Murilo Zauith (PSB) e dirigentes do Aeroclube recepcionaram os pilotos na chegada a Dourados.

Comentário

Acadêmicos e engenheiros participaram, nesta semana, do Encontro Microrregional da 8ª edição do Congresso Estadual de Profissionais, realizado pelo Crea (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul), em parceria com a Unigran. A discussão desta edição abordou “Defesa e fortalecimento da Engenharia e da Agronomia junto à sociedade”, “Tecnologia e inovação” e “Carreiras e prerrogativas da Engenharia e Agronomia”.

O evento, realizado de três em três anos, acontece em municípios do interior e reúne profissionais do Sistema Confea/Crea para debaterem temas pertinentes à atuação profissional. Bruno Andrade Tomazini, coordenador do Congresso Estadual de Profissionais, afirma que os encontros são importantes para discutir problemáticas e soluções, além de apresentar propostas de mudanças para melhorar o Sistema e as condições de trabalho com o perfil da inovação.

“O Congresso serve para ouvir os profissionais, por isso que fazemos estas reuniões no interior, para discutir estes temas e tentar inovar e melhorar o Sistema. Com isso, atender o profissional, para que o Conselho desempenhe sua função principal que é de fiscalização e, defender a sociedade, exigir que obras e serviços tenham um profissional regulamentado”, ressalta Bruno Tomazini.

Para o coordenador do curso de Agronomia Noturno da Unigran, Mateus Secretti, o Congresso foi importante para valorizar o profissional e os acadêmicos. “Este tipo de evento traz a importância do profissional na nossa região, mostra para os nossos alunos o fortalecimento do profissional na sociedade”, considera.

Comentário

O governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), decretou estado de calamidade pública no estado, em razão da grave situação financeira. O decreto foi publicado nesta sexta-feira (17), em uma edição extra do Diário Oficial.

O decreto foi acordado em um jantar entre Dornelles e o presidente interino, Michel Temer (PMDB), na noite de quinta-feira (16), no Palácio Jaburu. Ele serve, entre outras medidas, como justificativa legal para a União repassar o presente de R$ 3 bilhões ao Rio de Janeiro.

No texto, Dornelles afirma que a crise impede o cumprimento das obrigações assumidas para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos no estado, autorizando as "autoridades competentes a adotar medidas excepcionais necessárias à racionalização de todos os serviços públicos essenciais".

O decreto também estabelece que cada autoridade competente editará atos normativos necessários à regulamentação do estado de calamidade pública.

O presidente da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani (PMDB), que também estava no jantar com Dornelles e Temer, não quis comentar o decreto, conforme publicou o jornal OGlobo.

Comentário

Resultado do trabalho do Governo do Estado, através dos profissionais da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), e do comprometimento dos produtores, o resultado geral da campanha contra a febre aftosa deve novamente garantir a Mato grosso do Sul colocação entre os três Estados com melhor eficiência vacinal no País. O Brasil tem hoje o maior rebanho comercial do planeta, com quase 214 milhões de cabeças, e lidera o ranking das exportações globais de carne bovina.

Isso por que, dos 16,6 milhões de animais na região do planalto, 16,5 milhões de animais tiveram a vacinação registrada, ou seja, 99,5%, superando os 99,44% obtidos no mesmo período no ano anterior. Na região da fronteira, dos 575.292 animais, 573.669 foram vacinados e registrados, totalizando 99,72%, percentual que também é superior aos 97,66% do mesmo período do ano anterior, e na região do Pantanal, onde já terminou o prazo para vacinação, mas não o prazo para registro – que vai até dia 1º de julho – a Iagro contabiliza 75,30%, e dada a positividade da parcial já pode prever a possibilidade real de alcançar ou superar o percentual do mesmo período do ano anterior, que chegou aos 98,30%.

Durante as ações em todo Estado, principalmente no Pantanal, a Iagro faz um alerta ao produtor sobre a obrigatoriedade do registro, que no caso do não cumprimento pode gerar multa de uma UFERMS por animal não cadastrado (que hoje equivale a R$ 23,63) e permanentemente disponibiliza o disque-aftosa (0800 679120) para esclarecer dúvidas e oferecer orientações.

Comentário

Página 1659 de 1686
  • disk corona
  • unigran 150
  • Editais

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis