Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O deputado estadual Herculano Borges manifestou, durante a primeira sessão ordinária deste mês, solidariedade com os membros e pastor da Comunidade Cristã Aliançados em Campo Grande e criticou a paralisação de um culto, na última segunda-feira (29), por parte da Guarda Municipal da Capital.

Herculano disse que a atitude foi arbitrária e desrespeitou a Lei 5.502/2020, de sua autoria, que reconhece a atividade religiosa como essencial para a população de Mato Grosso do Sul em tempos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas ou catástrofes naturais.

“A Guarda Municipal, de posse de um decreto que não estava mais em vigor, simplesmente acabou com o culto que estava ocorrendo dentro da legalidade. A ação, além de arbitrária, constrangeu as pessoas que estavam ali em busca de fortalecimento espiritual. Quero me solidarizar com o pastor Denilson Fonseca e dizer aos órgãos municipais que sempre vamos nos posicionar em defesa da liberdade religiosa, seja de qualquer manifestação de fé, que é constitucional e foi reconhecida como atividade essencial em todo o Estado”.

Herculano Borges ainda disse que “nossa cobrança é no sentido de que a Prefeitura melhore a comunicação com seus órgãos para que situações como estas não voltem a acontecer em especial nas igrejas, que estão prestando muitos benefícios à sociedade neste período de pandemia".

Comentário

A Fiems, Sebrae, Faems e Banco do Brasil anunciaram, nesta quarta-feira (1), duas linhas de crédito emergenciais para auxiliar, pelo menos, três mil micro e pequenas empresas de Mato Grosso do Sul e, desta forma, minimizar os efeitos da crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Trata-se do BB FCO - Capital de Giro Emergencial Covid-19 e do
Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte).

A primeira linha de crédito vai disponibilizar R$ 204 milhões para micro e pequenas empresas do Estado custearem despesas como o salário dos funcionários e a conta de luz, enquanto a segunda que tem a mesma finalidade, mas prevê liberar R$ 3,7 bilhões para cerca de 180 mil clientes de todo o Brasil, não foi divulgado um valor específico para Mato Grosso do Sul. Os secretários de Estado Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica) e Jaime Verruck (Desenvolvimento Econômico) participaram do anúncio.

O superintendente do Sebrae/MS e diretor da Fiems, Cláudio Mendonça, afirmou que, além da ampla divulgação das linhas de crédito para os empresários, a instituição também vai orientá-los, sem qualquer custo, sobre como solicitar o financiamento junto ao BB. “Mais do que nunca, a grande maioria do nosso trabalho tem sido totalmente gratuito e, neste momento, vamos ajudar a empresa a entender qual a capacidade de pagamento dela, o quanto ela deve pedir, e qual a melhor opção, considerando carência, taxa de juros, entre outros fatores”, explicou.

No caso do BB FCO - Capital de Giro Emergencial Covid-19, a taxa de juros é de 2,5% ao ano, 24 meses para pagamento e carência até dezembro de 2020, com teto de R$ 200 mil por contratante. Já o Pronampe, linha de crédito criada pelo Governo Federal em maio para auxiliar empresários de pequeno porte durante a pandemia do novo coronavírus, a liberação dos recursos terá como prioridade empresas que declararam à Receita Federal faturamento de até R$ 360 mil em 2019. O valor contratado poderá ser dividido em até 36 parcelas e a taxa de juros anual máxima será igual à taxa Selic (atualmente em 3% ao ano), acrescida de 1,25%.

Comentário

A Câmara dos Deputados aprovou, na tarde desta quarta-feira (1), em primeiro turno, o adiamento das eleições municipais de 2020 para os dias 15 e 29 de novembro devido à pandemia de coronavírus. As datas previstas anteriormente eram 4 e 25 de outubro. O texto-base foi aprovado no plenário por 402 votos a 90.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) analisa medidas para assegurar o pleito com garantias à saúde. “A alteração do calendário eleitoral de 2020 é medida necessária no atual contexto da emergência de saúde pública”, disse o deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR), relator da proposta.

Os novos prazos e datas são adequados e prestigiam os princípios democrático e republicano, ao garantir a manutenção das eleições “sem alteração nos períodos dos mandatos”, completou, coincidindo com o pensamento do presidente da Corte eleitoral, ministro Luis Carlos Barroso.

Comentário

Quarta, 01 Julho 2020 18:26

Sucuri é ameaçada no centro da cidade

Vídeo mostra sucuri, medindo cerca de 5m de comprimento, sendo 'ameaçada' por um humano no momento em que passeava pelo gramado, aproveitando o sol da tarde desta quarta-feira (1), no gramado dos fundos do Terminal Rodoviário "Renato Lemes Soares", no centro de Dourados.

CONFIRA O VÍDEO

O animal foi flagrado por populares que registraram lances do humano tentando arrastar a cobra para fora da área do gramado. Mas, percebe-se que a cobra só queria mesmo 'curtir' um pouco do calor natural da tarde, já que estava bem distante da presença dos humanos que poderiam significar qualquer perigo ao réptil. 

Comentário

A Seplan (Secretaria municipal de Planejamento) já começou a suspender os alvarás de funcionamento de empresas que não vêm cumprindo as medidas de enfrentamento ao novo coronavírus, conforme o decreto municipal 2.664, do dia 15 deste mês.

A secretária de Planejamento Adriana Benício explica que a suspensão dos alvarás ocorre a partir de trabalho realizado em conjunto com a Guarda Municipal de Dourados, e será por um período de sete dias. Em caso de reincidência, as empresas infratoras ficarão impedidas de funcionar por período indeterminado.

“É uma medida dura, mas que é necessária diante da situação de pandemia que vivemos e que requer isolamento social para conter o avanço da Covid-19 em nossa cidade. É preciso que todos tenham consciência e cumpram as medidas em favor da contenção da doença”, diz a secretária.

A relação das empresas que tiveram alvarás suspensos por descumprimento das medidas de prevenção à Covid-19 será publicada no Diário Oficial ainda nesta semana, informa a assessoria de comunicação do Município.

Comentário

A vereadora Denize Portolann (PSDB) assinou na manhã desta quarta-feira (1) o Termo de Recondução ao mandato no gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Dourados.

O presidente do Legislativo, vereador Alan Guedes (Progressistas), fez a leitura do termo que reconduz a professora Denize em substituição ao vereador Braz Melo, que teve declarado a perda do mandato, nos termos da decisão proferida pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).

A parlamentar reconduzida já havia prestado juramento em 12 de setembro de 2018, conforme Termo de Posse e Ata da Solenidade, arquivados nos anais da Casa de Leis.(Da assessoria)

Comentário

Com a situação sanitária e de saúde voltando ao normal e o Paraguai entrando na quarta fase da Quarentena Inteligente, apresentando um dos melhores resultados mundiais no controle da pandemia do Covid 19, a UCP (Universidad Central do Paraguai) volta a matricular alunos que pretendem iniciar o curso na melhor faculdade de medicina do país.

Com campus universitários em Pedro Juan Caballero e Ciudad Del Este, a oferta de vagas está sendo feita de forma on line e de maneira simplificada no portal www.medicinaucp.com, onde o candidato preenche todos os dados oficiais corretamente, efetua o pagamento via depósito ou transferência bancária na conta que consta no site, envia foto do RG, Certidão de Nascimento, Histórico Escolar de conclusão de Ensino Médio com seus anexos. Depois de concluído este processo, os dados devem ser enviados no WhatsApp +595 984 103303. Após o envio a universidade entra em contato com o candidato em até 72 horas por chamada ou mensagem no WhatsApp.

A Universidade Central do Paraguai continua com suas aulas normalmente na sua plataforma de Ensino a Distância e foi a pioneira nesta modalidade tendo a atividade em EaD reconhecida pelo Cones (o Conselho Nacional de Ensino Superior paraguaio) através da Resolução 09/2020 que estabelece que a instituição pode implementar e aplicar ferramentas digitais de ensino-aprendizagem em substituição das aulas presenciais, a fim de continuar desenvolvendo o conteúdo das matérias ou disciplinas das carreiras e programas legalmente autorizados, mantendo os processos e o calendário acadêmico das entidades educacionais enquanto durarem as medidas de combate à Covid 19 em todo o território nacional.

A iniciativa da UCP serviu de modelo para as autoridades de ensino superior paraguaias, já que o Cones reconheceu que as medidas tomadas pela universidade, na migração de ensino presencial para a distância, cumpria todas as exigências atendendo às necessidades educacionais para garantir a boa qualidade exigida por lei.

A Central já tinha a plataforma implantada que era usada pelos alunos como uma ferramenta complementar e nos cursos de graduação e pós-graduação e todos os professores, mestres e doutores passaram por treinamento e adaptação para continuar ministrando as aulas por vídeo conferência e por ferramentas digitais. Hoje, com a experiência adquirida com a aplicação do sistema EaD durante os últimos meses, o programa foi aprimorado e com isso houve um ganho de qualidade no material oferecido e um ganho substancial no aproveitamento dos universitários em relação ao material aplicado pelos professores.

Outras informações podem ser obtidas no site da universidade no www.medicinaucp.com. Informações / WhatsApp +55 67 99677 0757 e e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. As vagas são limitadas.

Comentário

A Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres, da Prefeitura de Dourados, está convidando as farmácias para apoiarem a campanha “Sinal Vermelho” contra a violência doméstica. A ação acontece em nível nacional e em Dourados a entidade tem se mobilizado e convidado a sociedade para que participe.

Nesta etapa, conforme a coordenadora Sonia Pimentel, o intuito é realizar uma parceria com as farmácias para atender às mulheres vítimas de violência doméstica. “Queremos que esses estabelecimentos se unam a essa luta na busca de ajudar as mulheres vítimas de agressões pelos parceiros ou ex-parceiros, de forma que não serão prejudicados ou perseguidos por isso”, disse.

O intuito é divulgar ao máximo o “norte” da campanha que é simbolizada pelo “X” na mão. O sinal deve ser feito pelas vítimas como solicitação de apoio contra o agressor. “Essas mulheres podem sinalizar com a mão e as farmácias, aderindo a esse ato, facilitarão por serem muitos pontos na cidade”, comenta.

A definição para o convite aos estabelecimentos ao “Sinal Vermelho” aconteceu após reunião virtual da CPPM de Dourados, na manhã desta terça-feira (30), com a subsecretária estadual de Políticas Públicas para as Mulheres, Luciana Azambuja.

De acordo com Sônia Pimentel, outros desdobramentos da campanha “Sinal Vermelho” devem ocorrer nos próximos dias em Dourados, como iniciativas do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), em parceria com os tribunais, associações e outros órgãos públicos e privados. Em Mato Grosso do Sul, o Tribunal de Justiça é apoiador do ato. (Com assessoria)

Comentário

A Prefeitura de Dourados atende solicitações apresentadas pelo vereador Romualdo Ramim (DEM) e designou frentes de trabalho da Semsur (Secretaria municipal de Serviços Urbanos) na Avenida Indaiá e no Jardim Ouro Verde.

Na avenida, foram realizados os serviços de limpeza da via, com a retirada de terra trazida pelas chuvas, desentupimento das galerias de águas pluviais, além de roçada dos canteiros e da rotatória e ainda tapa buraco. E a frente levada ao Jardim Ouro Verde priorizou o serviço de tapa buraco, mas também o bairro recebeu a limpeza e melhorias na sinalização e na iluminação pública.

"Essas são duas regiões que estamos visitando constantemente e por isso, presenciamos no dia a dia os serviços que mais são necessários. Sabemos que a manutenção dos espaços públicos deve acontecer periodicamente, mas a alta demanda e o déficit dos recursos públicos ainda dificultam a viabilização das melhorias e isso exige que façamos a gestão política necessária para resolvermos os problemas que esses moradores enfrentam", explicou Ramim.

“Na avenida Indaiá o problema é mais grave e sempre retorna com as chuvas, por isso, desde o início do nosso mandato encampamos essa luta. Além de causar quedas, principalmente de motociclistas, o acúmulo de lama e terra na via também entope as caixas de captação de águas pluviais, agravando ainda mais o problema. Para revolver definitivamente o problema, estamos buscando recursos para pavimentar as poucas ruas que cruzam a avenida, pois a falta de pavimentação gera todo o transtorno que afeta toda a região”, continuou o vereador.

Para as próximas semanas, a Prefeitura deve levar as frentes de serviços a outros bairros da cidade, que também constam na lista de reivindicações do vereador.

Sessões da Câmara

Durante a pandemia, seguindo a orientação dos órgãos de saúde, as sessões da Câmara Municipal estão acontecendo virtualmente, no entanto, sempre atento às medidas de segurança, Ramim continua percorrendo os bairros da cidade, fazendo o levantamento dos problemas de infraestrutura e utilizando as prerrogativas de vereador para buscar soluções.

As sessões acontecem todas as segundas-feiras, às 18h30, e podem ser acompanhadas ao vivo no canal da Câmara no YouTube.

Comentário

O vereador Olavo Sul (MDB) está cobrando novamente da Prefeitura de Dourados explicações em relação aos repasses do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul), já que, segundo ele, pouco se tem feito em relação às vias não pavimentadas e estradas rurais dos distritos, aldeias e sitiocas.

“O município recebe esses repasses para fazer a manutenção de estradas rurais e vias, desde o começo do mandato temos cobrado do Poder Executivo um melhor atendimento”, diz.

“Cobramos respostas e sempre são respostas evasivas, em alguns casos nós, vereadores, temos recorrido ao vice-governador Murilo Zauith (DEM) e a Agesul (Agencia Estadual de Gestão e Empreendimentos), que tem nos atendido na medida do possível”, apontou Olavo.

O vereador ainda solicitou informações sobre os serviços que foram executados no período de arrecadações e quais os valores investidos. "Os moradores estão reclamando da falta de investimento nas sitiocas, distritos e estradas rurais, temos encaminhado as solicitações, mas, a maioria das vezes quem tem executado o serviço é a Agesul, então estamos solicitando informações onde está sendo usado o dinheiro", comentou.

"São diversas as reclamações de falta de assistência do poder público. Moradores relatam a falta de iluminação, ruas intransitáveis e que, na sua maioria, a situação fica ainda pior neste período de chuvas, exemplo são as sitiocas que desde o começo do mandato temos cobrado uma atenção à população", completou o vereador.

Olavo finalizou ressaltando suas preocupações. "Estou preocupado, pois desde o começo da administração os moradores enfrentam os mesmos problemas, os distritos e as sitiocas estão pagando os impostos, porém veem um retorno mínimo. Por isso protocolei um requerimento solicitando que informações sobre os impostos dos distritos, sobre IPTU das sitiocas e agora estamos cobrando informações sobre o Fundersul, é um direito dos moradores ter atendimento básico, já que são pagadores de seus impostos". (Com assessoria)

Comentário

Página 5 de 1685
  • coronagov
  • disk corona
  • unigran 150
  • Editais

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis