Timber by EMSIEN-3 LTD
  • ms dengue
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

Um carro pegou fogo no trajeto da rodovia BR 163, próximo ao Trevo da Bandeira em Dourados e causou congestionamento de veículos no final da madrugada deste domingo (10), conforme registrou o servidor público federal Franz Mendes, colaborador do DOURANEWS que passava pelo local bem cedo.

O veículo incendiado estava parado na pista de rolamento e os que vinham atrás foram formando fila, temendo o risco de explosão na ultrapassagem. Equipes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e da concessionária do trecho rodoviário atenderam no local. As causas do incêndio serão investigadas.

Atentados

Dois casos de atentados registrados na virada do sábado (9) para este domingo (10) no interior do Estado deixaram várias pessoas feridas e dois mortos, após tiroteio e ameaças com facas.

Em um dos casos, grupo invadiu uma casa, armado com revólver e faca, matou um dos moradores identificado apenas como Valtencir e baleou duas crianças, uma no pé e a outra no braço. O crime aconteceu na madrugada deste sábado no bairro Dom Bosco, em Corumbá.

Na outra ocorrência, um jovem morreu e outro ficou gravemente ferido, na noite deste sábado, em São Gabriel do Oeste. Há suspeita de que uma terceira pessoa também tenha sido atingida por uma bala perdida. Alex Rodrigues de Souza, de 23 anos e Eder Silva Gouveia, de 19, estavam em frente a uma conveniência no bairro Fênix, quando foram alvejados por um homem que passou atirando pelo local, por volta das 20h30.

Conforme a Polícia Militar de Corumbá, a equipe foi acionada para atender ocorrência de disparos de arma de fogo e quando chegou ao local encontrou duas crianças feridas, uma baleada no pé e a outra no braço. Valtencir estava morto dentro da casa toda revirada, indicando que houve luta entre a vítima e os autores. Os suspeitos, segundo testemunhas, moram na região.

Já no atentado ocorrido em São Gabriel, de acordo a Polícia Civil, os dois rapazes haviam saído há pouco tempo da prisão. Policiais civis e militares estão empenhados na busca pelo atirador.

Comentário

Estão abertas as inscrições para o curso técnico de Nível Médio em Fruticultura, realizado pelo Senar (o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) em parceria com o Sindicato Rural de Dourados. O curso é gratuito e possui uma carga horária total de 1.350 horas, distribuídas em quatro módulos para o desenvolvimento da habilitação técnica profissional.

As inscrições para o Processo Seletivo podem ser feitas até às 23h59 do dia 27 de janeiro de 2021 (horário de Brasília) NESTE ENDEREÇO.

Com as aulas previstas para iniciar no dia 5 de abril, as atividades do curso são semipresenciais, com os conteúdos à distância disponibilizados na Internet, no material impresso e nas videoaulas, além daqueles executados nos encontros presenciais, no polo localizado no Sindicato Rural.

Os encontros presenciais são obrigatórios e representam 30% da carga horária total do curso. Contemplam aulas teóricas, atividades práticas e avaliações. As datas dos encontros estarão descritas no calendário de atividades a ser informado no primeiro encontro presencial do curso.

A matrícula é obrigatoriamente presencial e devido ao protocolo de segurança para a Covid-19 é exigido o uso de máscara e o distanciamento de, no mínimo, 1,5m. Os candidatos aprovados deverão realizar as matrículas no período de 13 a 22 de março, na secretaria do polo de apoio presencial.

Comentário

A vereadora Lia Nogueira (PP) anunciou nesta sexta-feira (8) que vai apresentar nos próximos dias requerimento sugerindo a criação de uma frente parlamentar na Câmara de Dourados para acompanhar de perto o planejamento que será adotado pela administração municipal para o pagamento da folha salarial de dezembro dos mais de 8.000 servidores públicos municipais. Nesta semana, a vereadora participou da reunião em que o prefeito Alan Guedes (PP), junto ao novo corpo de secretários, relatou a crise financeira enfrentada pela nova gestão municipal.

Conforme Lia Nogueira, após ouvir da nova gestão que não há em caixa recursos suficientes para quitar a folha salarial de dezembro, que gira em torno de R$ 32 milhões, ela considera necessário a intervenção do Legislativo na busca de solução viável no mais curto espaço de tempo. "Sabemos das dificuldades encontradas pela nova administração, da situação de quase falência da Prefeitura de Dourados, mas não podemos admitir que a corda arrebente para o lado do mais fraco e o servidor municipal arque com mais esse ônus. Quem trabalhou necessita e merece receber os seus vencimentos. É uma questão de direito de garantia da dignidade", destacou Lia.

A vereadora do PP informou que, durante a reunião no auditório do CAM (Centro Administrativo Municipal), questionou o prefeito sobre os repasses do Fundeb (Fundo da Educação Básica), destinados ao pagamento dos profissionais da Educação. Segundo ela, o prefeito alegou que no caixa do Fundeb só há o montante de R$ 1,8 milhão, e ainda assim a administração anterior fez o empenho da folha de dezembro. Essa informação, segundo Lia Nogueira, foi rebatida pelo ex-secretário municipal de Fazenda, Carlos Augusto Pimentel, em declarações feitas nas redes sociais.

"Percebi uma espécie de queda de braço. A administração anterior garante que deixou dinheiro em caixa. Já a atual alega só ter disponível o montante de R$ 10 milhões, sendo que a maior parte deste recurso é proveniente da devolução do duodécimo por parte da Câmara. E no meio deste impasse, estão aproximadamente oito mil servidores que precisam receber seus salários para poder honrar com os seus compromissos", frisou.

Segundo Lia Nogueira, o Legislativo municipal não pode deixar de cumprir com sua missão e dever de fiscalizar os recursos públicos. "A pergunta que não quer se calar é se esse recurso consta ou não no caixa do município. Alguém está faltando com a verdade? A população tem nos questionado e por isso, acredito ser oportuno o momento para a criação de uma frente parlamentar para atuar na busca dessas respostas e ao mesmo tempo, acompanhar de perto as negociações do Executivo para a devida quitação da folha de dezembro do funcionalismo público municipal", ressaltou.

A vereadora disse ainda que já conversou com alguns colegas de Câmara sobre a possibilidade desta Frente e que alguns deles já se mostraram favoráveis à criação do grupo de trabalho. (Com assessoria)

Comentário

O elenco do Juventude AG para a disputa da temporada 2021, incluindo a Liga Nacional de Futsal ganhou mais dois nomes. O clube douradense confirmou a contratação do ala direito Pimpolho e do ala esquerdo Samuka que se juntam ao pivô Simi, o goleiro Thiago Soares e o ala Kris, já contratados.

Luiz Henrique Neves, nome de batismo de Pimpolho, é amazonense e tem 25 anos. Apesar da idade, tem larga experiência no futsal, defendendo a Seleção Brasileira Sub-20. Foi campeão da Liga de Futsal e da Libertadores jogando ao lado do craque Falcão pelo Brasil Kirin entre 2014 e 2015. Depois jogou pelo Magnus Futsal antes de defender clubes da Espanha, República Tcheca e seu último time, na temporada passada, foi o AEK Lanarca, do Chipre.

Samuka, 25 anos, é o primeiro atleta sul-mato-grossense do elenco. Nascido em Campo Grande, o jogador já defendeu o Juventude AG na Copa Morena de 2019. Antes jogou pelo ABC, Goiás-GO, UCDB e na temporada passada pelo Grupo Santos/LRV.

Outros

Outros atletas serão anunciados nos próximos dias e a apresentação do elenco, antes marcada para início de fevereiro, pode ser antecipada, já que a Taça Brasil, que acontece em Tubarão e o Juventude AG tem vaga garantida, será disputada no próximo mês. O assunto ainda está sendo discutido entre a diretoria e a Comissão Técnica.

O Juventude AG será o primeiro clube sul-mato-grossense a disputar a Liga Nacional de Futsal, a principal competição do país, enfrentando adversários tradicionais, como o Corinthians, Joinville-SC, Minas Tênis Clube-MG, São José Futsal-SP, Brasília-DF, Cascavel Futsal-PR e o atual campeão, Magnus Futsal. (Com assessoria)

Comentário

A 1ª lista de designação dos estudantes pré-matriculados na REE (Rede Estadual de Ensino), entre os dias 30 de novembro de 2020 e 6 de janeiro deste ano, será publicada neste domingo (10) no portal da Central de Matrículas da Rede. Os interessados que não concluíram o preenchimento dos dados dentro do prazo terão uma nova oportunidade entre os dias 11 e 15 de janeiro, na segunda etapa da pré-matrícula.

Para os estudantes já designados para as unidades escolares apontadas como 1ª, 2ª ou 3ª opções, o período de 11 a 15 de janeiro servirá para a efetivação da matrícula, seguindo as orientações da Central de Matrículas. Como parte do cronograma, a 1ª relação dos estudantes designados marca o fim desta primeira etapa

Na segunda-feira (11) tem início a segunda etapa da pré-matrícula, voltada para aqueles que não tenham concluído o preenchimento dos dados na plataforma da Matrícula Digital ou que tenham perdido os prazos da primeira etapa. Para realizar a pré-matrícula, os interessados devem acessar o site www.matriculadigital.ms.gov.br e seguir os passos apresentados. No painel, devem ser fornecidas informações como telefone, endereço completo, dados para identificação e unidades escolares apontadas como opções para ingresso.

Comentário

Duas mulheres, residentes em Dourados, ambas com comorbidades, são as novas vítimas fatais registradas no mais recente boletim epidemiológico para o novo coronavírus, divulgado na manhã deste sábado (9) pela Prefeitura.

Em um dos casos, a paciente internou em hospital particular nesta sexta (8), testou positivo para Covid, apresentou piora no quadro e morreu no mesmo dia. A outra internou em Campo Grande no dia 27 de dezembro e morreu no dia 30 passado, embora só venha a constar no boletim dez dias depois.

Dourados tem novos 207 casos com testagem positiva nas últimas 24 horas, e 426 casos de pacientes recuperados da Covid-19, do total de 488 exames realizados, segundo o boletim da Prefeitura.

De fora

Há ainda o caso de um homem, residente em Rio Brilhante, com comorbidades, que internou em hospital particular no dia 23 de dezembro, testou positivo para Covid e evoluiu a óbito na UTI de hospital de Dourados nesta sexta-feira.

Comentário

Depois de 7 anos e meio cativando clientes como empregado comissionado no Salão Chaparral, um dos maios tradicionais do centro de Dourados, Luis viu na pandemia do novo coronavírus a oportunidade de alçar voo solo. Quando o proprietário do local, Irineu Cavalcante, anunciou aos filhos e colaboradores que estaria ‘saindo de cena’, Luis não pensou duas vezes: “A hora é agora!”. E nasceu a Efésios Barbearia, quase no final da rua Fernando Ferrari com a Filomeno João Pires, já na divisa do Parque das Nações com a Linha do Potreirito, do outro lado da cidade.

Mas, essa história tem começo e meio empolgante... o fim ainda está longeeee! “Tudo começou há 9 anos, meu cunhado cabeleireiro, e eu sempre quando ia cortar meu cabelo com ele gostava de reparar o corte, detalhe por detalhe, aí senti que queria isto pra mim e logo percebi que tinha uma vocação pro ramo”, começa o cabeleireiro.

VOCÊ TEM UMA HISTÓRIA DE DESAFIO VENCIDO? MANDE PRA CÁ: 9 9913-8196

Pra chegar ao Salão Chaparral, uma passagem pelo salão Brasil, na W17, região do Água Boa, até que o irmão do cunhado, Allan Cavalcante, figura emblemática da família do Seo Irineu, o convidou. “Eles foram os meus mentores por bons sete anos e meio”, conta.

Já a hipótese de abrir o próprio negócio sempre foi um sonho de consumo. “A pandemia foi um start para o projeto”. Quando as autoridades do Município decidiram pelo fechamento do comércio por quase 20 dias, “me virei como pude, fui nas casas, fiz por onde entrar receitas”. Foi aí que Luis percebeu que, mesmo com o salão fechado, conseguia manter o vínculo com os clientes.

Será que vai dar certo?

“Não vou mentir, de início fiquei muito apreensivo não imaginava que clientes meus iriam em uma localização que pra mim foi um desafio, então deu um pouquinho de medo, mas depois de 7 meses aumentei em 60% a clientela e conquisto clientes novos todos os dias no novo local”, relata o ousado empreendedor solo, já de olho em novos pontos e em busca de novos colaboradores para ampliar o negócio.

SABE DE ALGUÉM QUE ENCAROU UM DESAFIO E VENCEU? MANDE PRA CÁ: 9 9913-8196

O difícil foi a mudança. Quando um amigo disse ‘cara, você tá louco de sair do Chaparral, lá [no novo endereço] você não vai fazer nem o do aluguel’, Luis chegou a pensar em desistir, até que outra pessoa fez o contraponto: ‘50% de chance de dar certo você já tem, a outra metade é de dar errado; arrisca, você não tem um muleque pra dar leite, a hora de arriscar é agora’...

A Efésios Barbearia, o embrião da perseverança, nasceu “com um passo de cada vez, com Deus e Jesus Cristo no centro de tudo, e olha que estou amando essa brincadeira”, conclui Luis Augusto Fortunato Gatto.

O segredo

“Se um médico chegar e tiver um carpinteiro na frente, ele vai esperar, e vice-versa. Mais que clientes, eu busco cativar amigos, formar uma família”.

Comentário

Decreto de número 14, com data de 7 de janeiro, publicado na edição do Diário Oficial do Município desta sexta-feira (8), traz as primeiras resoluções do prefeito Alan Guedes (PP), após o anúncio feito durante Coletiva de Imprensa do dia anterior, com o diagnóstico da situação crítica herdada da administração que se encerrou no dia 31 do mês passado. Entre as medidas agora configuradas em decreto, ficam proibidas contratações de pessoal até o final deste ano de 2021, por exemplo.

O decreto dispõe ainda sobre a realização de levantamentos, diagnóstico e elaboração de relatórios da situação financeira e administrativa da Prefeitura, estabelece contenção de despesas, e institui a Comissão Técnica de Análise e Conferência, uma espécie de ‘auditoria branca’, conforme deixou antever o prefeito na Coletiva de Imprensa, diante da fragilidade de informações obtidas pela Equipe de Transição com os antecessores.

Conforme dispositivo desse decreto, fica proibida, até o dia 31 de dezembro de 2021, “a concessão, a qualquer título, de vantagem, aumento, reajuste ou adequação, exceto quando derivado de sentença judicial transitada em julgado ou de determinação legal anterior à calamidade pública; criar cargo, emprego ou função que implique aumento de despesa; alterar estrutura de carreira que implique aumento de despesa; admitir ou contratar pessoal, a qualquer título, ressalvadas as reposições de cargos de chefia, de direção e de assessoramento que não acarretem aumento de despesa, as reposições decorrentes de vacâncias de cargos efetivos ou vitalícios; realizar concurso público, exceto reposições decorrentes de vacâncias de cargos efetivos; criar ou majorar auxílios, vantagens, bônus, abonos, verbas de representação ou benefícios de qualquer natureza, inclusive os de cunho indenizatório, exceto quando derivado de sentença judicial transitada em julgado ou de determinação legal anterior à calamidade; criar despesa obrigatória de caráter continuado; adotar medida que implique reajuste de despesa obrigatória acima da variação da inflação medida pelo IPCA, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo.

Também “ficam suspensas as contratações de pessoal, por tempo determinado, à exceção daquelas imprescindíveis na área da saúde, educação e para atendimento de situações emergenciais, nos termos do inciso IX do artigo 37 da Constituição Federal e de acordo com a legislação municipal”.

CONFIRA A ÍNTEGRA DO DECRETO

Alan Guedes considera a necessidade de realização de levantamento sobre a situação em que se encontram as finanças municipais, as obrigações a pagar, a conferência dos bens que compõem o patrimônio público, a análise acurada da folha de pagamento, de forma a elaborar relatórios a serem encaminhados ao TCE (Tribunal de Contas do Estado), e a imperiosa necessidade de compatibilizar e manter equilíbrio financeiro entre a receita e a despesa da Administração Pública municipal, visando resguardar-se dos efeitos da Lei 101/00, que estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal.

O decreto 14 também confirma o anúncio da necessidade de contenção das despesas com custeio da máquina administrativa, em pelo menos 25% em todos os órgãos da Administração Municipal Direta e Indireta e Fundacional, através da redução de despesas de consumo e de contratos administrativos, exceto folha de pagamento que terá tratamento próprio e a suspensão, por 90 dias, sem prejuízo da execução, dos pagamentos em todos os contratos, convênios, termos de colaboração e fomento que visem repasse de recursos financeiros do município.

Para a conferência do quadro herdado pela atual gestão, o prefeito instituiu Comissão Técnica de Análise e Conferência, formada pelos secretários de Fazenda, Governo e Gestão Estratégica, Administração e o Chefe da Controladoria Geral do Município, para verificar e conferir as disponibilidades financeiras; providenciar a conferência do inventário de bens e direitos; levantar compromissos financeiros para 2021 e exercícios seguintes; analisar os contratos, convênios e termos de colaboração e fomento e emitir parecer sobre a conveniência financeira e legalidade dos contratos; e ainda examinar e conferir as demais informações prestadas pela administração anterior para encaminhamento ao Tribunal de Contas. A equipe deverá apresentar o resultado final desse trabalho até o dia 1 de fevereiro.

Comentário

A diretoria do Simted (Sindicato dos trabalhadores em Educação de Dourados) encaminhou, na manhã desta sexta-feira (8), ofício ao prefeito Alan Guedes (PP) cobrando uma resposta sobre a previsão real de data possível para o pagamento dos salários dos trabalhadores e trabalhadoras em educação referente ao mês de dezembro.

Em pronunciamento nesta quinta-feira (7), a atual administração anunciou que não havia possibilidade de pagamento de todos os servidores e servidoras municipais no quinto dia útil, fato esse já consumado. Também foi informado que não há uma previsão concreta de aporte financeiro que viabilize a quitação salarial do último mês trabalhado de 2020. Alan Guedes ficou de voltar a se manifestar na semana que vem sobre o assunto.

Em nota, o Simted disse que vê essa situação como “bastante preocupante, pois o impacto negativo na organização das famílias desses trabalhadores e trabalhadoras é enorme. Dívidas poderão não ser honradas, colocando em jogo o sustento dessas famílias”. Causou estranheza e preocupação, também, na categoria a informação de que os recursos provenientes do Fundeb não foram devidamente empenhados e previstos para o uso no custeio da folha de pagamento.

“Não há recordação de situação semelhante que tenha ocorrido anteriormente, pois todos sabem da importância desses recursos para a saúde financeira da educação pública do município”, diz a entidade, ao questionar o prefeito sobre as ferramentas emergenciais possíveis de serem utilizadas para que esse recurso já existente do Fundeb possa ser utilizado ainda neste mês de janeiro para o custeio da folha de dezembro.

“Também é preciso que fique claro se o não empenho dos recursos do Fundeb para o custeio dos salários dos trabalhadores e trabalhadoras em educação, agora diagnosticado e noticiado, impacta negativamente nos próximos meses ou é uma situação momentânea”, manifesta o sindicato dos trabalhadores.(Com assessoria)

Comentário

O Procon divulgou resultado de pesquisa de preços realizada nesta quarta-feira (7) em dez estabelecimentos comerciais da cidade, considerando a proximidade do retorno do período escolar e a procura pelo material a ser utilizado nas redes oficiais.

Foram pesquisados 69 itens e algumas das maiores diferenças de preço encontradas foram para o apontador de lápis simples, sem depósito (1.233,33%), caderno brochura de caligrafia com 48 folhas (833,33%), caderno espiral de desenho com 96 folhas (790%) e o tubo de cola colorida embalagem com 20g (582,50%). Entre 37 produtos pesquisados nos estabelecimentos deste levantamento foi encontrada uma diferença de 108,6% entre o estabelecimento com menor para o de maior preço.

CONFIRA OS PREÇOS ENCONTRADOS

De acordo com o Procon, esta pesquisa tem como principal objetivo fornecer ao consumidor uma amostra das diferenças de preços que ele pode encontrar no mercado de material escolar, chamando a atenção para a necessidade da comparação antes da compra.

Diz ainda o órgão de defesa do consumidor, que os preços dos produtos podem ter variações consideráveis de um estabelecimento para outro, inclusive por ocasião de descontos especiais, promoções e principalmente diferença de marcas. Por isso, o consumidor deve fazer uma pesquisa em vários estabelecimentos, negociar descontos e prazos para pagamento. A compra em conjunto pode facilitar as negociações.

ORIENTAÇÕES

O Procon orienta o consumidor que, para garantir o orçamento doméstico no início do ano, já bastante comprometido com as faturas de compras do final do ano passado e de impostos e taxas para o ano vigente, “é fundamental racionalizar a compra de material escolar, buscando aproveitar materiais utilizados no ano anterior, que estejam em boas condições de uso”. Outra dica importante é promover e participar da troca de livros didáticos entre alunos que cursam séries diferentes.

Na busca pelo menor preço é importante que o consumidor não se esqueça de atentar pela qualidade e procedências dos produtos, evitando ter de efetuar novamente compras de materiais que deveriam durar ao menos até o final do ano letivo.

Comentário

Página 7 de 1807
  • Douranews Anúncio
  • Editais

O Tempo Agora

  • fetems abigail

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis