Timber by EMSIEN-3 LTD
  • futuro
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

"Estou cansada, meu salário está atrasado, só estou aqui atendendo vocês porque me coloco no lugar dos pacientes, poderia ser um dos meus familiares que estivesse passando por todo este sofrimento".

O desabafo, presenciado pelos pacientes que procuraram a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em Dourados na semana passada, foi registrado por Jessica Bezerra da Silva Álvares, residente no Jardim Água Boa, que procurou atendimento médico após ter sido testada positivamente para a Covid-19.

“Precisava da prescrição de uma receita médica para tomar a medicação”, relatou ela ao site VozdaComunidade, para mostrar o quadro. Segundo Jessica, o estado de saúde dela estava se agravando, principalmente em relação a insuficiência respiratória. “Não havia nenhum médico atendendo, até às 17 horas quando finalmente apareceu uma médica que estava intubando uma criança e disse que não ia poder atender a gente”.

"Que sofrimento, meu Deus, havia pessoas aguardando por atendimento desde sexta-feira a noite e nem mesmo informações essas pessoas recebiam por parte da recepção e dos enfermeiros que não davam o mínimo de atenção”, lamentou a jovem.

Jessica disse ao site que ainda entrou em contato via telefone com algumas pessoas para pedir socorro e tentar resolver o problema. "Liguei para o Dr. Diogo [o vereador Diogo Castilho], ele foi muito gentil ao atender o telefone, porém, me disse que naquele momento não poderia me consultar, pois estava em um almoço em família e que já havia ingerido bebida alcoólica”, contou a paciente.

Ela também fez mais duas ligações, sendo uma delas para o prefeito Alan Guedes, que não atendeu e também não retornou a ligação. Jéssica disse que ligou também para o pai de Alan [o advogado Eudelio Mendonça], mas que ele também não atendeu e não retornou a ligação.

A médica que estava atendendo sozinha desde cedo apareceu depois na recepção e disse, em lagrimas, que estava muito cansada e que saiu um pouco e foi para casa tomar medicamentos, pois estava com muita dor na cabeça e se sentindo mal, pediu desculpas a todos que estavam aguardando atendimento e disse que só retornou ali porque estava se colocando no lugar dos pacientes, naquele momento de dor e sofrimento.

Lugar de choro

A UPA foi ativada em dezembro de 2014, depois de ter ficado mais de dois fechada após ter sido concluída com recursos do Governo Federal. Com capacidade de atendimento para até 450 pacientes num período de 24 horas e pelo menos seis médicos em regime de plantão, o local hoje se transformou em lugar de choro.

Jéssica foi atendida por volta das 18 horas daquele sábado, dia 10 de abril, e retornou para isolamento domiciliar, onde se recupera da Covid. A diretora técnica da Fundação de Saúde, que administra a UPA, Angela Marin, garantiu ao VozdaCounidade que nove médicos se revezam diariamente, em escala de três em três, diariamente, na Unidade de Saúde

Comentário

Corumbá (MS) - Após a formatura do curso de formação de sargentos, que aconteceu ontem (19), cinco policiais militares retornaram ao 6º Batalhão de Polícia Militar.

O comandante do 6º Batalhão, tenente-coronel Elcio Almeida, recepcionou os novos sargentos fazendo uma breve apresentação dos projetos desenvolvidos pelo Batalhão no período em que passaram fora da unidade e explanou ainda sobre a importância do graduado na instituição militar. O retorno de todos os sargentos para o batalhão foi de muita alegria para a tropa.

Na foto com o comandante; tenente Joicy, Sgt Bonfim, Sgt de Pinho, Sgt Nelsomar, Sgt Freitas e Sgt Sidney.

Comentário

A Fundação do Trabalho de MS (Funtrab) possui 33 agências públicas de empregos no MS, a sede na Capital e as Casas do Trabalhador no interior, e neste ano de 2021 foram disponibilizadas 10.205 vagas de empregos para os trabalhadores no Estado.

Os 10 principais municípios que mais oportunizaram vagas por meio das agências públicas do Estado neste primeiro trimestre de 2021 foram: Amambaí com 2.148 vagas, Campo Grande (1.193), Dourados (814), Aquidauana (765), Iguatemi (641), Caarapó (558), Miranda (495), Ponta Porã ((439), Sonora (391), Nova Andradina (356).

O diretor presidente da Funtrab Marcos Derzi reforça a importância da captação de vagas, “A função da Funtrab como agência pública é ajudar os trabalhadores, a intermediação de mão de obra serve para auxiliar na busca por uma oportunidade de emprego, encurtar distâncias, diminuir o gasto com logística, dentre outras, ” declarou Derzi.

Os setores que se destacam são: agropecuária com 4.055 oportunidades de empregos, comércio (1.760), serviços (1478), indústria (1.250), organismo internacional (907), construção (639), informação e comunicação (77), financeiro (39).

O município de Amambai se destacou como o que mais abriu vagas por meio da Funtrab, com oportunidades de trabalho para o agronegócio (1.148 vagas) nas funções de tratorista, trabalhador rural, operador de máquinas agrícolas, capataz, peão campeiro, dentre outras, e no comércio com 683 oportunidades.

A Capital se destacou como o segundo município que mais gerou oportunidades por meio da Funtrab, nos setores do comércio com 358 vagas e no de serviços com 375 oportunidades intermediadas.

Magna Melo, Funtrab
Foto destaque: Saul Scharamm

Comentário

Os alunos da Escolas de Autoria, em todo o Estado, contarão com novos computadores. Nesta terça-feira, dia 20, o governador Reinaldo Azambuja autorizou a entrega de 376 microcomputadores, que serão distribuídos para as 21 unidades escolares de Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI), de nove municípios – Bela Vista, Campo Grande (11), Corumbá, Dourados (02), Maracaju, Naviraí (02), Nova Andradina, Paranaíba e Três Lagoas.

Ao autorizar a distribuição das novas máquinas, Reinaldo Azambuja destacou que a entrega faz parte da estratégia de preparação para volta às aulas.

Cada uma das 21 EMTI receberá 18 computadores, com exceção da Escola Estadual Luísa Vidal Borges Daniel, que receberá 16 unidades em função do número menor de salas, em comparação com as demais.

Em Mato Grosso do Sul, por meio da SED, o Governo do Estado aplicou R$ 1,8 milhão do aporte federal na compra de microcomputadores.

Desde 2015, mais de R$ 262 milhões foram investidos em reformas e intervenções nas unidades escolares da Rede Estadual de Ensino (REE). Hoje, 41 unidades escolares da Rede seguem em reforma. Somente no último ano, foram mais de R$ 37 milhões investidos.

Katiuscia Fernandes - Subcom

Comentário

Na volta às aulas, alunos das Escolas de Autoria contarão com novos computadores

Os alunos da Escolas de Autoria, em todo o Estado, contarão com novos computadores. Nesta terça-feira, dia 20, o governador Reinaldo Azambuja autorizou a entrega de 376 microcomputadores, que serão distribuídos para as 21 unidades escolares de Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI), de nove municípios – Bela Vista, Campo Grande (11), Corumbá, Dourados (02), […]

Comentário

A Câmara de Dourados aprovou, na sessão desta segunda-feira (19), projeto de lei de autoria do vereador Creusimar Barbosa (DEM) que impõe aos hipermercados e supermercados o uso de carrinhos de compras adaptados para atender às necessidades dos cadeirantes quando frequentando esses locais.

Pelo projeto, os estabelecimentos deverão disponibilizar, no mínimo, dois carrinhos de compras adaptados para atender às necessidades dos Portadores de Deficiência Física ou Mobilidade Reduzida (Cadeirantes). Os carrinhos deverão possuir rodas para deslocamento e espaço para colocar as compras, como uma espécie de complemento da cadeira de rodas.

De acordo com Creusimar, que passou a sentir essa necessidade desde que teve a mobilidade reduzida, é uma tarefa difícil para o cadeirante deslocar-se no interior de um mercado “tendo que manobrar a cadeira e ainda equilibrar a cestinha de compras”.

Segundo ele, o mínimo que empresários do segmento devem se comprometer com esse segmento da sociedade é disponibilizar os carrinhos adaptados. Ele ainda citou transtornos enfrentados no dia-a-dia para ter acesso a diferentes estabelecimentos comerciais e até repartições públicas que não oferecem as condições de mobilidade.

Os vereadores também aprovaram, junto com a exigência desse equipamento de apoio ao cadeirante, a pena mínima de advertência em caso de descumprimento da lei, com prazo não superior a três meses para cumprimento das medidas e multa de até 10 UFERMS-MS (equivalente a R$ 388,00), que poderá ser dobrada em caso de reincidência.

O projeto ainda estabeleceu o prazo máximo de 8 meses para que mercados e hipermercados, que ocupem área construída de no mínimo 300 metros quadrados, promovam as adaptações necessárias. A fiscalização do cumprimento dessa legislação fica a cargo do Poder Executivo, através dos órgãos competentes. A proposição de Creusimar foi aprovada por unanimidade.

Comentário

O médico Gecimar Teixeira Junior já não era o diretor técnico da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no dia 4 de abril deste ano quando ‘estourou’ o plantão do final de semana prolongado de Páscoa em Dourados e se cogitou inclusive a abertura de sindicância administrativa contra ele pela falta de médicos em mais um feriado tumultuado também por conta do aumento da procura em decorrência dos casos da Covid-19.

Em resposta a questionamentos que lhe foram formulados pelo Conselho Curador da Funsaud (a Fundação dos Serviços de Saúde de Dourados), instituição que supervisiona as ações realizadas pela Fundação do Município no gerenciamento da UPA e do Hospital da Vida, a respeito do ‘furo’ no plantão do domingo (4) de Páscoa, Gecimar explicou que, apesar de demissionário da função desde o dia 22 de março, havia deixado pronta a escala, em poder da diretora técnica da Funsaud, Angela Marin.

O médico ainda informou ao Conselho Curador da Funsaud que, em acordo com a direção da entidade, se manteve na função até o último dia de março e que estranha ter sido publicado o pedido de exoneração dele no Diário Oficial do Município apenas no dia 12 de abril, uma semana depois dos incidentes da falta de médicos no plantão da UPA. Ele considerou ‘no mínimo curiosa e maliciosa’ a informação divulgada de que as falhas no plantão ocorreram sob a sua responsabilidade. E espera que isso seja retificado.

Comentário

A Câmara de Dourados aprovou, durante sessão ordinária desta segunda-feira (19), o projeto de lei complementar de autoria dos vereadores Laudir Munaretto (MDB) e Daniela Hall (PSD) que “dispõe sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras durante a pandemia da Covid-19 e penalidades impostas pelo descumprimento de medidas sanitárias durante a vigência do Decreto Municipal nº 2744/2021 e seguintes”.

Pelo projeto, aprovado pela maioria dos vereadores e com uma emenda, “é obrigatória a utilização de máscaras de proteção, ainda que de produção artesanal, por todas as pessoas durante a circulação em logradouros, instalações, edificações e áreas de acesso público no município de Dourados, enquanto perdurar a situação de emergência em decorrência da pandemia da Covid-19.” O não cumprimento ensejará pena de multa no valor de cinco Uferms (Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul), cujo valor unitário para o mês de abril de 2021 é de R$ 38,80.

O projeto prevê também que o proprietário ou possuidor de imóvel que promover aglomeração e/ou festas clandestinas estará sujeito a multa, a ser lançada no cadastro imobiliário, no valor de 30 Uferms (R$ 1.164,00). Caso a festa clandestina tenha finalidade comercial a multa será de 500 Uferms, ou R$ 19.400,00.

Entende-se por festa clandestina com finalidade comercial todo e qualquer evento de entretenimento, não autorizado pela Prefeitura e no qual haja a cobrança pela participação ou venda de bebidas e/ou alimentos. As pessoas jurídicas que descumprirem as medidas sanitárias contra a Covid-19, estabelecidas em decretos municipais estarão sujeitas ao fechamento imediato pelo prazo de sete dias.

O artigo 4º estabelece ainda que “dado a urgência da matéria, o poder executivo deverá regulamentar em cinco dias úteis os instrumentos de fiscalização para o cumprimento desta lei”. A lei deverá entrar em vigor na data de sua publicação, revogando-se, expressamente, a Lei Complementar 396/2020.

Na justificativa do projeto, Laudir e Daniela explicam que em recente reunião o Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus, por maioria, entendeu necessárias medidas mais rígidas para a contenção da disseminação da Covid-19 na cidade. “É sabido que nos últimos dias houve um recrudescimento da situação causada pela Covid-19, com o aumento do número diário de pessoas infectadas e de mortes, e a consequente sobrecarga dos serviços de saúde no município, sendo, portanto, imprescindível uma legislação que traga multas e penalidades mais severas”, explicam os vereadores.

OUTROS

Também em primeira votação, foram aprovados outros quatro projetos de lei. De autoria do vereador Creusimar Barbosa (DEM), projeto que dispõe sobre o uso de carrinhos de compras, em hipermercados e supermercados, adaptados para atender às necessidades de cadeirantes; do vereador Sergio Nogueira (PSDB), que cria e inclui no Calendário Oficial de Eventos o Dia Municipal de Conscientização sobre Epilepsia e a importância do seu diagnóstico precoce, a ser comemorado anualmente no dia 26 de março; do vereador Márcio Pudim (DEM), que institui e inclui no Calendário Oficial de Eventos, o mês “Abril Verde”, dedicado à campanha de conscientização e prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho; e da vereadora Daniela Hall (PSD), que dispõe sobre a afixação de cartazes informando sobre direito ao auxílio funeral e o telefone do plantão da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Em única discussão e votação, foi aprovado projeto de decreto legislativo de autoria do vereador Fabio Luís dispondo sobre a criação do Prêmio ‘Empresa Amiga da Pessoa com Deficiência’.

SEGUNDA VOTAÇÃO

Em segunda votação, foram aprovados projetos de lei do poder executivo que autoriza a doação de áreas no Distrito Industrial às empresas Combase Indústria de Pisos e Telhas Ltda e Douraglass Indústria e Comércio de Vidros Ltda. Da vereadora Lia Nogueira (PP), projeto de lei que cria e institui no Calendário Oficial de Eventos a Semana da Valorização da Cultura Indígena, a ser comemorada anualmente na terceira semana do mês de abril; e, projeto de lei da Mesa Diretora que altera dispositivos da Lei 4.290, de 10 de julho de 2019, que institui a concessão de auxilia-alimentação aos servidores da Câmara.

TRIBUNA LIVRE

Na abertura dos trabalhos, a Tribuna Livre foi utilizada pela gerente administrativa da Rede à Flor da Pele, Nathália Matias, que apresentou aos vereadores o projeto “Empresa Madrinha” e, também, pela bióloga Nayara Carvalho, do Núcleo de Educação Ambiental do Imam (Instituto de Meio Ambiente de Dourados), que divulgou dados sobre o período das queimadas no município e a importância do tratamento do lixo durante este período. (Da assessoria)

Comentário

Equipamentos vão para 21 escolas de nove municípios

Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral de Mato Grosso do Sul estão recebendo 376 computadores novos como parte da preparação para a volta às aulas presenciais quando for possível, dependendo da situação epidemiológica e da vacinação contra Covid-19. A entrega foi feita pelo governador Reinaldo Azambuja nesta terça-feira (20) na Escola Estadual Lúcia Martins Coelho, no Jardim dos Estados, em Campo Grande.

Os microcomputadores serão destinados a 21 unidades que fazem parte do Programa da Escola de Autoria. “Essa entrega faz parte da primeira etapa de computadores que vão chegar a todas as escolas de Mato Grosso do Sul e fazem parte também do nosso planejamento da volta às aulas [presenciais]. As escolas já estão com os kits escolares, com todos os equipamentos de biossegurança, como máscaras e álcool em gel para distribuir para todos os alunos”, afirmou Reinaldo Azambuja.

Entrega dos computadoresfoi acompanha pelos secretários Maria Cecília (SED) Édio Resende (Adjunto SED), diretor e técnico da E.E. Lúcia M. Coelho

Para a compra dessa primeira leva de computadores de mesa foram destinados R$ 1,842 milhão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Os novos equipamentos são modernos, com CPUs menores, sem fio, e com maior capacidade de armazenamento. As escolas beneficiadas estão localizada em Bela Vista (1), Campo Grande (11), Corumbá (1), Dourados (2), Maracaju (1), Naviraí (2), Nova Andradina (1), Paranaíba (1) e Três Lagoas (1).

Cada escola recebe 18 microcomputadores. A exceção é a E.E. Luísa Vidal Borges Daniel, da Capital, que vai ganhar 16 unidades em função do número reduzido de salas atendidas, em comparação com as demais escolas relacionadas.

Também visando o retorno dos alunos às salas de aula, várias unidades passaram por reformas e melhorias. “Estamos reformando e equipando as escolas também. A Lúcia Martins Coelho é um exemplo das 132 escolas que estão passando por alguma readequação física e junto com isso vem equipamento de informática, que moderniza a estrutura das escolas. Você sai de um equipamento antigo para um moderno. Essa CPU pequenininha aqui faz muito mais que a antiga. Isso é tecnologia, inovação no setor de informática”, acrescentou o governador.

De acordo com a secretária de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, investimentos como esse demonstram que o aprendizado é prioridade no governo. “Toda a equipe da Educação tem trabalhado bastante pela qualidade do ensino em Mato Grosso do Sul. Nós temos mostrado que essa qualidade está cada dia maior. Estamos sendo exemplos no currículo de formação no Brasil todo. Os computadores vêm para que os alunos possam pesquisar e também para o professor produzir o seu material didático”.

Em Mato Grosso do Sul, os 190 mil estudantes das 347 escolas da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul iniciaram o ano letivo de 2021 de forma remota, utilizando aplicativos e ferramentas do Google e da Microsoft. Ainda não há previsão de retorno presencial.

Paulo Fenandes, Subcom

Fotos: Chico Ribeiro

Comentário

Homens em situação de prisão em regime fechado nas unidades penais de Amambai e Cassilândia foram vacinados contra o coronavírus. Ao todo, 38 internos receberam a primeira dose, sendo 25 indígenas e 13 idosos, enquadrados no grupo prioritário local.

A ação foi organizada e executada pelas secretarias municipais de saúde e contou com apoio da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da direção e a Equipe de Saúde dos presídios.

Representando mais de 13% da massa carcerária do Estabelecimento Penal de Amambai, todos os detentos indígenas foram imunizados. “Essa iniciativa é muito importante, justamente por terem em sua grande maioria, problemas respiratórios, principalmente por conta das condições que vivem desde pequenos nas aldeias”, informa o diretor da unidade, Alexandre Ferreira de Souza.

Além dos 25 internos indígenas vacinados, também foram imunizados mais três idosos. Na unidade, apenas um interno contraiu o coronavírus desde o início da pandemia e já se encontra curado, após receber o devido tratamento.

Em Cassilândia, 10 presos idosos já foram imunizados

Já no Estabelecimento Penal de Cassilândia, dez presos acima de 60 anos receberam a vacina, dentre eles, nove possui algum tipo de comorbidade, como pressão alta, diabetes, entre outros.

Para o diretor do presídio, José Carlos Marques, o início da vacina entre os detentos vai contribuir na maior proteção aos apenados, bem como, dos servidores penitenciários e colaboradores. “Atualmente, todos os nossos profissionais já se encontram imunizados e a vacina se estendendo aos internos é extremamente positivo para o sistema penitenciário e para a saúde pública de Mato Grosso do Sul”, acrescenta.

Conforme a chefe da Divisão de Assistência à Saúde Prisional, Maria de Lourdes Delgado Alves, a iniciativa segue o Plano Nacional de Vacinação. “A imunização destes grupos já é considerada prioritária e deve ser estendida a todas as unidades penais do estado, assim como, os presos em medidas de segurança, doentes mentais e com comorbidades. A previsão é que os presos sejam vacinados juntamente com o público-alvo da população de cada município”, informou.

Tatyane Santinoni, Agepen

Comentário

Página 14 de 2049

Brasileirão - Rodada

Classificação

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

google-site-verification=JCBZiaUdGxZgtTnDymeR8S6dTexoochsEftWECURSIQ