Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O douradense Luís Olmedo conquistou duplo vice-campeonato na categoria 35/39 anos ao participar, no final de semana, em Brasília, do 18º Campeonato Brasileiro de Atletismo Máster, competindo nas provas de 3 mil metros com obstáculos e nos 10 mil metros rasos.

O atleta que é patrocinado pela empresa de assessoria esportiva TNY Sports, a mesma que conquistou o título da série B do Campeonato Estadual sul-mato-grossense com o Itaporã e deu o inédito titulo da 1ª divisão da mesma modalidade esportiva ao Clube Desportivo 7 de Setembro de Dourados este ano, disse que obteve um resultado satisfatório uma vez que competiu com os melhores atletas do país na categoria.

“Estou muito satisfeito pelo meu resultado e principalmente por ter levado o nome da nossa cidadee do nosso Estado de forma positiva. Gostaria também de agradecer o meu patrocinador, o empresário Tony Montalvão por meio da sua empresa, a TNY Sports; a minha esposa Débora Borda e meus filhos André Luiz Duarte e Caio Borda e a todos que torcem por meu desempenho nas competições que participo”, disse Luís Olmedo comemorando a conquista das medalhas de prata na capital federal.

Comentário

A Universidade Federal da Grande Dourados vai sediar, entre os dias 10 e 12 de novembro, o 9º Enell (o Encontro Nacional de Estudantes de Letras Libras). As inscrições como participantes podem ser feitas até o dia do evento, já a data limite para submissão de trabalhos é até neste sábado (15), conforme divulga a assessoria do evento.

De hoje até o dia 31 as inscrições podem ser feitas mediante o pagamento do valor de R$ 100 e de 1 a 10 de novembro, por R$ 120. Para se inscrever e conferir a programação completa, acesse o site: http://enell.ufgd.edu.br/.

Com o tema “Velhos paradigmas, novos desafios em diferentes contextos”, o evento terá na programação mesas de debates, além de oficinas, apresentações culturais e lançamentos de livros. A solenidade de abertura prevê a apresentação de poesias e do Hino Nacional em Libras.

A organização já divulgou a promoção das seguintes mesas redondas: “Educação de surdos e as políticas públicas”; “Educação de Surdos e as Tecnologias de Informação e Comunicação”; “Os contornos da constituição do campo investigativo do intérprete de Libras”; “Professor de Libras: que profissional é esse?”; “Identidade Cultural: a constituição de uma identidade surda múltipla e dinâmica” e “Egressos do Letras Libras: Relatos de Experiência”.

A realização do Encontro é da FaEd (Faculdade de Educação a Distância) da UFGD com apoio da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) e da Associação dos Surdos e Tradutores/Intérpretes ‘Mãos de Dourados’.

Comentário

Como acontece todos os anos, a UFGD editou no final desta segunda-feira (10) a retificação do edital que prorroga para quarta-feira (19) da semana que vem o prazo para pagamento da taxa de inscrição do Vestibular 2017. A nova data foi definida em virtude do retorno do expediente nos bancos, conforme a justificativa.

Pelo cronograma anterior, para efetivar a inscrição, os interessados deveriam fazer a inscrição com o pagamento da taxa de R$ 80 via GRU (Guia de Recolhimento da União) nas agências do Banco do Brasil até nesta segunda-feira.

Segundo a Universidade, o novo prazo não altera a data de realização das provas do Vestibular, que serão aplicadas no dia 20 de novembro, nos períodos matutino e vespertino, nas cidades de Dourados e Campo Grande.

No total, a UFGD está disponibilizando 962 vagas distribuídas em 32 cursos de graduação, com duas opções de ingresso: acesso universal e reserva de vagas. A reserva de vagas, também conhecida como cotas sociais, é um cumprimento à Lei 12.711/12, que orienta que no mínimo 50% das vagas sejam reservadas para candidatos que cursaram integralmente o ensino médio em escolas públicas.

Comentário

Depois de ser sacudida por uma série de escândalos, a Petrobras contabiliza uma recuperação de 110 bilhões de reais em valor de mercado desde janeiro. A valorização fez com que o valor da empresa chegasse a 211,64 bilhões de reais no dia 7 de outubro. O número supera em 27 milhões o valor atual do Itau Unibanco, fazendo com que a Petrobras volte à vice-liderança.

A última vez que a Petrobras foi a segunda maior empresa do mercado brasileiro foi no dia 18 de junho de 2015. O caminho para que a empresa se recupere, no entanto, ainda é longo. A Petrobras perdeu o posto de maior empresa do país desde 2014.

Atualmente, o posto de líder é ocupado pela AMBEV, avaliada em 308 bilhões de reais.

Comentário

Uma determinação da Justiça do Distrito Federal proíbe os biomédicos do país de realizar procedimentos comuns em clínicas de estética como botox, preenchimentos e peelings profundos. A decisão, datada de quinta-feira (6) passada, avaliza a ação movida pelo CFM (Conselho Federal de Medicina), com apoio da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) e da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), para anular integralmente três resoluções do Conselho Federal de Biomedicina (197/2011, 200/2011 e 214/2012), com intuito de limitar a atuação de biomédicos em técnicas consideradas, por eles, como invasivas.

A presidente da Associação Brasileira de Biomedicina Estética, Ana Carolina Puga, criticou a decisão da juíza Maria Cecília de Marco Rocha, da 3ª Vara Federal. Por meio de nota, ela disse que a entidade vai recorrer da determinação e pediu a biomédicos do país que continuem trabalhando normalmente até que o Conselho de Biomedicina oficialmente notificado. De acordo com Ana Carolina, a medida põe em risco a classe dos biomédicos e "contribui para a concentração de mercado em favor dos médicos".

De acordo com o presidente da Sociedade de Dermatologia, Gabriel Gontijo, o que motivou a abertura de processo foi o aumento dos casos de pacientes com complicações graves após se submeterem a procedimentos estéticos com "profissionais inadequados", segundo divulga reportagem de OGlobo.

Comentário

Seis homens suspeitos de envolvimento no assalto a uma agência da cooperativa de crédito Sicredi, no bairro Vila Operária, em Rondonópolis, ocorrido na manhã desta segunda-feira (10), foram mortos em troca de tiros com policiais. Segundo as informações repassadas, policiais do GCCO (Grupo de Combate ao Crime Organizado), que estão na cidade desde domingo (9) para investigar a morte do padre João Paulo, que estava desaparecido desde sábado (8) e foi encontrado morto em um terreno baldio, na periferia do município, entraram em confronto com os criminosos.

Os assaltantes foram encontrados em uma residência da rua José Barriga, no bairro Novo Progresso. Segundo a Polícia, eles faziam a divisão do dinheiro quando foram surpreendidos pelos agentes da segurança pública. Policias informaram que os assaltantes são da cidade de Primavera do Leste. As identidades deles ainda não foram divulgadas, mas todos parecem ser menores de idade.

Além da agência do Sicredi, o grupo teria roubado, pelo menos, outros cinco estabelecimentos comerciais na terceira maior cidade do Estado. Na casa onde foram localizados os assaltantes do banco também foram apreendidas duas armas de fogo e parte do dinheiro roubado. As investigações estão em andamento pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos, com apoio de outras unidades do município.

Comentário

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) localizaram ontem 97 quilos de maconha no porta-malas de um veículo de luxo, na BR-163, em Coxim. Um corretor de imóveis, 41 anos, preso em flagrante, confessou que receberia R$ 10 mil para levar a droga até Cuiabá (MT). 

Apreensão ocorreu por volta das 21h30. Segundo informações da PRF, antes da abordagem, o condutor  já havia evadido uma fiscalização na região de Bandeirantes. Aos policiais, o condutor do carro modelo I/Volvo S60 disse que foi contratado para ir até Ponta Porã, pegar o entorpecente e levá-lo até a capital de Mato Grosso.

Ocorrência foi encaminhada até a delegacia de Polícia Civil. 

Comentário

Judocas da Capital venceram, por equipes, os Jogos da Juventude de Mato Grosso do Sul (Jojums). As últimas medalhas foram conquistadas na manhã de ontem, no Moreninho. No feminino, foram oito medalhas, sendo cinco ouros, duas pratas e um bronze.

Destaque para Vitória Andrade, atual campeã brasileira escolar que conquistou o bicampeonato dos Jojums, na categoria meio-médio (até 57kg) e defende o ouro nos Jogos Escolares da Juventude, em novembro, em João Pessoa. Maria Eduarda Santana ficou com o primeiro lugar na categoria médio (até 63kg) e também volta ao brasileiro.

O segundo lugar ficou com Ponta Porã que somou cinco medalhas, sendo dois ouros e três pratas. Itaporã conquistou o terceiro, com um ouro e quatro bronzes.

No masculino, a disputa pelo primeiro lugar foi entre Campo Grande e Água Clara. Os meninos da Capital foram mais efetivos e ficaram com o ouro por equipes. Ganharam oito medalhas, sendo seis ouros e duas pratas. Ayhan Zanella conquistou o bicampeonato dos Jojums, na categoria meio-pesado (até 90kg) e disputa mais um brasileiro. A meta é superar a prata que ganhou em 2015.

Água Clara terminou em segundo com seis medalhas, sendo um ouro, três pratas e dois bronzes. O terceiro foi de Ponta Porã, com um ouro, duas pratas e três bronzes.

Veja os vencedores das categorias disputadas neste domingo.

Vitória Andrade - Campo Grande - Meio-Médio (até 57kg)

Maria Eduarda Santana - Campo Grande - Médio (até 63kg)

Yasmin Maruyama - Campo Grande - Meio-Pesado (até 70kg)

Camila Santos - Ponta Porã - Pesado (+70kg)

Vinícius Bauce - Campo Grande - Meio-Médio (até 73kg)

Agson Lima - Ponta Porã - Médio (até 81kg)

Ayhan Zanella - Campo Grande - Meio-Pesado (até 90kg)   

Daniel da Silva - Campo Grande - Pesado (+90kg)

Comentário

O Ministério Público Federal apresentou à Justiça nesta segunda-feira (10) nova denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Além dele, também foram denunciados o empresário Marcelo Odebrecht e outras nove pessoas (leia mais abaixo as versões dos denunciados).

Além da denúncia desta segunda, Lula é réu em dois processos (um no Paraná e outro no Distrito Federal) e investigado em dois inquéritos que tramitam no Supremo Tribunal Federal, todos relacionados à Operação Lava Jato.

OS DENUNCIADOS E OS RESPECTIVOS CRIMES IMPUTADOS PELO MPF

Luiz Inácio Lula da Silva

Organização criminosa, lavagem de dinheiro, tráfico de influência, corrupção passiva

Marcelo Bahia Odebrecht

Organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção ativa

Taiguara Rodrigues dos Santos

Organização criminosa, lavagem de dinheiro

José Emmanuel de Deus Camano Ramos

Organização criminosa, lavagem de dinheiro

Pedro Henrique de Paula Pinto Schettino

Lavagem de dinheiro

Maurizio Ponde Bastianelli

Lavagem de dinheiro

Javier Chuman Rojas

Lavagem de dinheiro

Marcus Fábio Souza Azevedo

Lavagem de dinheiro

Eduardo Alexandre de Athayde Badin

Lavagem de dinheiro

Gustavo Teixeira Belitardo

Lavagem de dinheiro

José Mário de Madureira Correia

Lavagem de dinheiro

Fonte: Ministério Público Federal do Distrito Federal

Segundo o MPF, Lula atuou junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) "e outros órgãos de Brasília", para favorecer a Odebrecht em empréstimos para obras de engenharia realizadas em Angola. Em retribuição, ainda de acordo com as investigações, a empreiteira teria pago aos envolvidos valores que, atualizados, chegam a R$ 30 milhões.

A participação de Lula ocorreu em duas fases, segundo a denúncia. Na primeira, entre 2008 e 2010, quando ainda era presidente, os investigadores entendem que Lula praticou corrupção passiva.  Na segunda, entre 2011 e 2015, já sem mandato, Lula teria cometido tráfico de influência. A denúncia ainda pede a condenação do ex-presidente por organização criminosa e lavagem de dinheiro, crime que, segundo os investigadores, foi cometido 44 vezes.

Ainda de acordo com o MPF, um exemplo de lavagem de dinheiro no suposto esquema envolve a empresa Exergia Brasil, criada em 2009 por Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho de Lula e que também foi denunciado.

A denúncia se refere às investigações da Operação Janus, que apura irregularidades no financiamento do BNDES para obras da Odebrecht em Angola. Na última quarta-feira (5), Lula já havia sido indiciado pela Polícia Federal no âmbito da Janus.

Obras em Angola
Segundo os investigadores do MPF, a empresa de Taiguara, apesar de não ter qualquer experiência no ramo de engenharia, fechou  17 contratos para prestação de serviços "complexos" para a Odebrecht nas obras em Angola. 

Na denúncia, o MPF afirma ainda que Lula supervisionou todo o processo de captação de contratos por Taiguara junto à Odebrecht e que ele aconselhou o sobrinho sobre os negócios em Angola e o apresentou a empresários e autoridades estrangeiras nas visitas realizadas ao país em 2010.

Os investigadores afirmam que apresentaram à Justiça, como prova do suposto esquema criminoso, registros da participação de Lula em uma reunião da Diretoria de Administração do BNDES. Na reunião, ocorrida em 2010, o ex-presidente, segundo o MPF, deu orientações para que o banco organizasse uma agenda de ações para o período entre 2011 e 2014, quando Lula já não teria mais mandato.

"Ao findar o mandato de presidente da República em dezembro de 2010, Lula deixou criadas as bases institucionais, no âmbito do BNDES, para que tivesse continuidade, nos anos seguintes, o esquema de favorecimento, mediante financiamentos internacionais, a empresas 'escolhidas' para exportação de serviços a países da África e América Latina” , afirma um dos trechos da denúncia.

Palestras de Lula

Ainda segundo o MPF, parte do dinheiro da Odebrecht para Lula foi pago em troca de palestras "supostamente" ministradas pelo ex-presidente a convite da construtora.

Os investigadores afirmaram na denúncia que o pagamento por palestras era uma maneira de Lula e a Odebrecht ocultarem o dinheiro irregular.

“Apesar de formalmente justificados os recursos recebidos a título de palestras proferidas no exterior, a suspeita, derivada inicialmente das notícias jornalísticas, era de que tais contratações e pagamentos, em verdade, prestavam-se tão somente a ocultar a real motivação da transferência de recursos da Odebrecht para o ex-presidente Lula”, disse o MPF em um dos trechos da denúncia.

Versões dos denunciados
O G1 entrou em contato com o Instituto Lula, que não havia se manifestado e, até a última atualização desta reportagem, também procurava os demais denunciados.

Na quarta-feira, quando houve o indiciamento pela PF, o instituto afirmou que Lula sofre uma "uma campanha de massacre midiático" e que, apesar de ter tido as contas "devassadas", "não foi encontrada nenhuma irregularidade".

A Odebrecht, que negocia um acordo de delação premiada com o Ministério Público, disse que não vai comentar a denúncia oferecida nesta segunda-feira.

Os outros casos que envolvem Lula
>> Em julho, o juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília, aceitou denúncia apresentada pelo MP e transformou o ex-presidente em réu, entre outros, por suposta tentativa de obstruir a Justiça, comprando o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, um dos delatores do esquema de corrupção que atuava na estatal.

>> Um mês depois, a Polícia Federal indiciou Lula e a ex-primeira-dama Marisa Letícia pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Eles passaram a ser investigados pela suspeita de que seriam os verdadeiros donos de um apartamento triplex em Guarujá (SP), o que o casal nega.

>> Além disso, em setembro, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em primeira instância, acolheu denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal e tornou Lula réu em um processo que investiga se ele cometeu crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O MPF apontou o petista como "comandante máximo do esquema de corrupção identificado na Lava Jato".

>> Na semana passada, foi a vez da Polícia Federal indiciar o ex-presidente pelo crime de corrupção passiva, por ele ter, segundo as investigações, usado da influência do mandato para favorecer um empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) à Odebrecht.

>> Por fim, também na semana passada, o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, determinou a divisão em quatro inquéritos da maior e principal investigação da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), que apura se existiu uma organização criminosa, com a participação de políticos e empresários, para fraudar a Petrobras. Com a decisão, tomada após pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Lula passou a ser alvo de um desses inquéritos, o que vai apurar a atuação do PT no esquema investigado.

Comentário

Os primeiros resultados do estudo que testa a eficácia da fosfoetanolamina sintética, conhecida como a "pílula do câncer", saem em um período de seis meses, estimam os pesquisadores. Hoje (10), começou oficialmente a segunda fase da pesquisa, no Instituto do Câncer, na capital paulista.

De acordo com a médica oncologista e pesquisadora Milena Mak, 200 pacientes, divididos em dez grupos de diferentes tipos de câncer, estão passando pela fase de avaliação e assinatura do termo de consentimento para o início dos testes.

Na seleção, foram escolhidas pessoas em estágio avançado da doença. “Os pacientes passaram pelos tratamentos tradicionais, sabidamente eficazes para tratamento daquela neoplasia, ou seja, tratamentos curativos ou que estão associados a ganho de sobrevida. Mas todos os pacientes estão com uma boa funcionalidade, têm as funções orgânicas preservadas por se tratar de uso de droga experimental”, explica Milena.

Desde julho, dez pacientes já vinham tomando a fosfoetanolamina, durante a primeira fase, em que ficou comprovado que a substância não é tóxica. “Pudemos observar que nenhum paciente apresentou toxicidade proibitiva à continuidade do estudo, não foram observados efeitos colaterais graves associados ao uso da fosfoetanolamina”, esclareceu a médica.

Uma terceira etapa está prevista apenas em caso de boa resposta à testagem inicial. “Vamos analisar, dentro de cada grupo, a eficácia da droga através da realização de exames de imagem para ver se houve redução do tumor”, disse. “Se nós observarmos três respostas favoráveis dentre 21 pacientes em qualquer um dos grupos, o grupo pode ser expandido para um total de até 100 pacientes por grupo. Totalizaremos até mil pacientes no estudo”, completou a médica.

Comentário

Página 1491 de 1706

Brasileirão - Rodada

Classificação

  • Vitoria
  • pmd proteja

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis