Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Acidente envolvendo um carro modelo C3, de cor preta, placas HTC 7186, de Dourados, e uma bicicleta, matou o ciclista que, de acordo com o que foi apurado, seguia para o trabalho, no prolongamento da avenida Marcelino Pires, na saída de Dourados para Campo Grande.

A vítima foi colhida pelo carro que, provavelmente, pegou fogo quando o condutor tentou manobra arriscada para evitar o acidente e acabou se chocando contra árvores às margens da via.

Com o ciclista foi encontrado um crachá com o nome Raynel, emitido pela empresa JBS. O homem seria se origem venezuelana.

Comentário

O repórter Sidnei Bronka, do site LigadonaNotícia, informa, pelo Facebook, de um acidente envolvendo carro e moto no prolongamento da avenida Marcelino Pires, na saída de Dourados para Campo Grande.

Há informações de que o acidente produziu uma vítima fatal e que há outra pessoa em estado grave, inclusive, com um veículo em chamas. Equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu acompanham a ocorrência.

Comentário

“Como médico e secretário de Saúde do Estado de Mato Grosso do Sul reafirmo que o embasamento científico sempre norteou e continuará norteando nossas decisões nas ações de combate e prevenção ao coronavírus”. Assim reagiu o secretário Geraldo Resende, em nota publicada no perfil que mantém no Facebook, diante da hipótese de o Estado adotar os protocolos de tratamento com produtos farmacológicos como a cloroquina e o ivermectina.

“Até o presente momento, não existe tratamento comprovado para prevenir, tratar e curar a Covid-19. Existem pesquisas sobre diversos tratamentos farmacológicos em andamento, mas sem conclusão definitiva sobre eficácia”, diz o secretário, observando que a decisão pelo protocolo medicamentoso e sua prescrição “são prerrogativa e responsabilidade individual do médico assistente e que deve haver, para o seu uso, consentimento do paciente, bem como anuência e concordância dele e/ou da família”.

Geraldo Resende ainda alertou “para os riscos de auto medicação e também para a falsa sensação de segurança que ‘tratamentos profiláticos’ podem trazer às pessoas. De acordo com o secretário, o isolamento social, o uso de máscaras, as etiquetas de higiene “ainda são os únicos antídotos contra o novo coronavírus”.

Comentário

Uma equipe da Guarda Municipal de Dourados prendeu, no começo da noite deste domingo (5), o suspeito de ser o matador do geógrafo Junior Bitencurt, que era o secretário de Agricultura Familiar do Município. Fernando Souza conduzia um veículo Celta de cor vermelha,  e foi preso ao ter o carro reconhecido na entrada de Dourados na avenida Presidente Vargas, e de ter se recusado à ordem de parada na barreira sanitária, proveniente de Itaporã. 

Júnior Bitencourt foi assassinado no início da tarde deste sábado (4), enquanto cortava o cabelo de um cliente no Salão Zap, de propriedade dele, localizado no bairro Izidro Pedroso. A Polícia investigava a hipótese de que um ex-funcionário do local seria o autor do crime e que o ato teria sido premeditado pelo autor. O delegado Rodolfo Daltro, que conduziu o flagrante na Delegacia, considerou o crime "bárbaro, e cometido à traição". 

No meio da tarde deste domingo, o site do jornal Folha de Dourados divulgou a informação de que Bittencourt teria sido assassinado pelo funcionário Fernando Souza, que havia sido demitido da barbearia [onde o secretário também costumava atuar nas horas vagas], pelo fato de se recusar a usar a máscara de proteção ao coronavírus durante o expediente no local. O preso não confirmou a motivação apontada para o crime.

O jornal se baseou em informação publicada por uma irmã de Junior Bittencourt, identificada como Walkíria, que postou a versão no perfil que mantém na rede social, pedindo ajuda na identificação do assassino. Segundo a postagem, o rapaz foi demitido “por estar sempre se recusando a trabalhar de máscara; Fernando se revoltou o cortou o pescoço do meu irmão”.

História

O corpo do secretário de Agricultura Familiar da Prefeitura de Dourados, Alceu Júnior Bitencourt Silva, foi enterrado por volta de 11h30 deste domingo após funeral acompanhado por mais de mil pessoas na capela Bom Jesus, da rua Coronel Ponciano. Uma bandeira do Flamengo, time do coração de Bitencourt, foi colocada sobre o caixão.

Antes de atuar na equipe da prefeita Délia Razuk, Júnior se destacava como liderança nos movimentos sociais, chegou a assessor do ex-deputado estadual Laerte Tetila (PT) e foi candidato a vereador em duas eleições pelo Partido dos Trabalhadores; na última, obteve quase 800 votos. Ele liderou a corrente petista que promoveu o ‘racha’ na tese interna de lançamento de candidatura própria nas eleições de 2016, encabeçando o movimento a favor da eleição da atual prefeita.

Comentário

O corpo do secretário de Agricultura Familiar da Prefeitura de Dourados, Alceu Júnior Bitencourt Silva, foi encerrado por volta de 11h30 deste domingo (5), após funeral acompanhado por mais de mil pessoas na capela Bom Jesus, da rua Coronel Ponciano. Uma bandeira do Flamengo, time do coração de Bitencourt, foi colocada sobre o caixão.

Júnior Bitencourt foi assassinado no início da tarde deste sábado (4), enquanto cortava o cabelo de um cliente no Salão Zap, de propriedade dele, localizado no bairro Izidro Pedroso. A Polícia está investigando o crime e não descarta a hipótese de que um ex-funcionário do local possa estar envolvido no crime.

O velório aconteceu entre 9 e 11 horas e, pelo menos, 300 pessoas acompanharam o sepultamento, no cemitério Santo Antonio de Pádua, relata o site do DiárioMS. A prefeita Délia Razuk (PTB) acompanhou o enterro, assim como o deputado estadual Barbosinha (DEM) e o vereador Juarez de Oliveira (MDB), de acordo com o site.

Comentário

Com mais 179 exames positivos para o novo coronavírus (Covid-19) nas últimas 24 horas, o número de casos confirmados da doença no Estado ultrapassou a marca de 10 mil infectados e chegou a exatos 10.089, conforme o mais recente boletim epidemiológico divulgado na manhã deste domingo com o registro também de três novos óbitos, passando para 117 mortes pela doença em Mato Grosso do Sul.

Dos 10.089 casos confirmados, 3.246 estão em isolamento domiciliar, 6.518 estão sem sintomas e já estão recuperados e 208 estão internados, sendo 122 em hospitais públicos e 93 em hospitais privados. Dez pacientes internados são procedentes de fora do Estado.

Desde o dia 25 de janeiro, foram registradas 54.909 notificações de casos suspeitos da coronavírus em Mato Grosso do Sul. Destes, 40.583 foram descartados após os exames darem negativo para Covid-19, 21 foram excluídos por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde, 2.276 exames aguardam resultado do Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) e 1.961 casos foram notificados e não foram encerrados pelos municípios.

Dourados registrou 47 novos casos nas últimas 24 horas, abaixo de Campo Grande, que teve 58 ocorrências e acima de Rio Brilhante, com dez novos casos. Os três novos óbitos são de Paranaíba, Costa Rica e da capital do Estado. Campo Grande, com 3.087 casos e Dourados, com 2.995, se mantém no epicentro da doença em Mato Grosso do Sul.

Comentário

A saúde pública brasileira já conta com 9.011 leitos de UTI habilitados pelo Governo do Brasil para tratar exclusivamente de pacientes graves ou gravíssimos com a Covid-19. Do total, 236 deles são de UTI pediátrica. Mato Grosso do Sul recebeu 157 desses leitos, com repasses da ordem de R$ 23 milhões.

Ao todo, o Ministério da Saúde fez um aporte na ordem de R$ 1,283 bilhão, pago em parcela única, para estados e municípios custearem esses leitos pelos próximos 90 dias ou enquanto houver necessidade em decorrência da pandemia.

Os recursos são repassados no ato da publicação das portarias que autorizam as habilitações dos leitos no Diário Oficial da União. Cada leito recebe o dobro do valor normal do custeio diário para leitos de UTI, passando de R$ 800 para R$ 1.600. São leitos exclusivos para pacientes graves ou gravíssimos com coronavírus. Os gestores dos estados e municípios contemplados recebem o valor antes mesmo da ocupação do leito. A medida fortalece o SUS (Sistema Único de Saúde) e leva atendimento para todos os estados brasileiros, incluindo capitais, municípios maiores e, especialmente, pessoas menos protegidas no interior do país.

Apesar de estados e municípios terem autonomia e liberdade para criarem e habilitarem os leitos necessários, o Ministério da Saúde, em decorrência do atual cenário de emergência em saúde pública, tem apoiado irrestritamente as secretarias estaduais e municipais de saúde e investido diariamente em ações, serviços, infraestrutura e estratégias para auxiliar estados e municípios no enfrentamento da doença. Além das habilitações de leitos, a pasta também tem enviado recursos, comprado e distribuído insumos, medicamentos, EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para os profissionais de saúde, ventiladores pulmonares e testes de diagnóstico.

De janeiro a junho, o Ministério da Saúde enviou R$ 50,4 bilhões a estados e municípios para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde, sendo R$ 9,7 bilhões voltados exclusivamente para combate ao coronavírus. Também já foram comprados e distribuídos 15,5 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 115,7 milhões de EPIs, 11,4 milhões de testes de diagnóstico para a Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus. O Ministério da Saúde, em apoio irrestrito a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares. A pasta já entregou 6.410 equipamentos para todos os estados brasileiros, de maio até hoje.

Comentário

Eurozino Freitas Santos, de 67 anos, morreu em um acidente de moto na noite deste sábado (4) em frente ao Assai Atacadista, na rua Coronel Ponciano, quase esquina com a rua Wilson Gabbiatti no Parque das Primaveras. Eurozino estava na garupa de uma moto Shineray, placa OOP 2670, de Dourados.

Segundo se apurou no local, a moto era conduzida por um adolescente de 17 anos que teria perdido o controle de direção, batido no meio-fio e provocado a queda do homem. Ao tentar frear o veículo, a moto ainda se arrastou por cerca de 70 metros, conforme a perícia feita no local do acidente.

O adolescente foi socorrido com vários ferimentos e levado para o Hospital da Vida e Eurozino morreu na hora depois de sofrer um corte profundo no pescoço. Peritos da Polícia Civil estiveram no local para os levantamentos necessários no sentido de tentar identificar a dinâmica do acidente. (Com informações do Ponta Porã News)

Comentário

Essa frase, postada na página de apresentação do amigo Junior Bitencourt, no perfil pessoal que mantinha no Facebook, “resumem muito bem o que significou, para todos nós, a figura marcante, alegre, combativa e espontânea” do ex-secretário municipal de Agricultura Familiar, vítima de trágico homicídio ocorrido na tarde deste sábado (4) em Dourados, destacou o deputado Barbosinha (DEM-MS), ao se referir ao fato.

“Episódios como esses nos fazem refletir sobre o significado da vida e a dor da morte. A vida de um geógrafo, com 36 anos de idade, vocacionado para as boas causas sociais, liderança política emergente, significa exatamente nada diante da presença fria e calculista do elemento morte, que está a desafiar a Humanidade, como a impor-se com poderes julgadores”, avaliou o deputado.

“Nessa hora, fica a boa lembrança do papel exercido pela figura pública, a convivência com o amigo em torno de bons propósitos e a saudade. Aos familiares e demais pessoas da convivência dele, os nossos mais profundos sentimentos, com a certeza de que Deus tem um plano, seguro e confiável, para todos”, acrescentou.

Barbosinha ainda comentou observação contida na última postagem deixada por Bitencourt pela rede social: "Meu pai disse, não se preocupe criança, tudo vai ficar bem, Deus tem um plano pra você", contida em trecho da turnê do duo Overdriver Duo, de Novo Hamburgo-RS. “Antecipou-se o amigo em suas despedidas, traduzindo uma certeza, de que Deus é o melhor e maior consolo nessa hora”.

Câmara lamenta

"Com profundo pesar lamentamos o trágico falecimento do secretário municipal de Agricultura Familiar Alceu Junior Silva Bittencourt, ocorrido nesse sábado, diz a nota distribuída pelo presidente da Câmara de Dourados, vereador Alan Guedes (PP), ao exigir das autoridades de segurança pública "o pronto esclarecimento dos fatos e a prisão do autor (ou autores) do crime". Alan Guedes também apresentou a solidariedade dos demais membros da Casa à família enlutada, "destacando o vigor e o empenho com que o secretário Junior Bittencourt prestava em sua função pública".

 

Comentário

O secretário de Agricultura Familiar da prefeiitura de Dourados, Alceu Júnior Bitencourt Silva, foi assassinado no início da tarde deste sábado (4) com um golpe de faca no pescoço.

O crime aconteceu no bairro Izidro Pedroso, no interior de uma barbearia que seria do secretário que morreu antes da chegada do socorro médico. Segundo consta, o autor do crime seria um ex-funcionário do local.

8F37A462 0655 4515 885B EF06D21DFF1E

Policial recolheu faca usada como arma do crime (Eliel Oliveira)

 

Antes de assumir funções na Secretaria de Governo da prefeita Délia Razuk, e depois ser designado para a Agricultura Familiar, Bitencourt era um dos mais próximos assessores do ex-prefeito Laerte Tetila e chegou a candidato a vereador pelo PT em 2012, quando obteve 792 votos.

Comentário

Página 4 de 1686

Brasileirão - Rodada

Classificação

  • disk corona
  • unigran 150
  • Editais
  • Alems respeito

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis