Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O Centro Médico e de Diagnóstico Avançado (CMDA) da Cassems em Campo Grande contabilizou que apenas em 2019 deixaram de ser realizadas 32.321 das consultas agendadas porque os beneficiários não compareceram e não justificaram as faltas. Durante todo o ano passado, na Clínica da Família, 3.963 consultas não aconteceram devido à falta dos beneficiários. Na Clínica Carandá Bosque, foram 1.873 faltas no último ano e, ainda, o Centro Integrado de Assistência Psicossocial (Ciaps) teve 3.813 ausências de pacientes.

A diretora de Assistência à Saúde, Maria Auxiliadora Budib, explica que a simples ação de desmarcar a consulta beneficia toda a estrutura de atendimento, inclusive, o cumprimento das resoluções da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), principalmente, a Resolução Normativa 259/2011. “Se nós conseguirmos disponibilizar essas vagas, certamente, teríamos uma menor espera no setor de marcação de consultas e, principalmente, nos ajudaria a cumprir a RN 259 da ANS, que estabelece prazos para atendimento de consultas”, explica Budib.

Desmarcar a consulta permite que outro beneficiário consulte nesse horário, evitando assim, que a agenda fique cheia e haja prejuízos para os profissionais, para outros pacientes e, consequentemente, para o plano de saúde. Quando a consulta é desmarcada na última hora, não permite que outro paciente seja comunicado e chegue à consulta em tempo hábil, gerando todo esse transtorno.

Comentário

O presidente da Câmara de Dourados, vereador Alan Guedes (DEM) repercutiu, durante a sessão ordinária desta semana, nota do Sinjorgran (Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Região da Grande Dourados) sobre o atentado que matou o jornalista Léo Veras na noite do dia 12 deste mês, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

Ao fazer uso da tribuna, Alan Guedes fez questão de destacar a nota do Sindicato dos Jornalistas da Grande Dourados. “É oportuna”, disse o vereador ao ler, na íntegra, a nota onde os profissionais sustentam que “nada justifica a violência contra jornalistas, precisamos defender o exercício livre da comunicação”.

Comentário

Os bancos vão ficar fechados na próxima segunda (24) e terça-feira (25) de carnaval em todo o País. Na Quarta-feira de Cinzas (26) o início do expediente será a partir do meio-dia no horário local, com encerramento em horário normal de fechamento das agências, segundo informações da Febraban, a Federação Brasileira de Bancos. Nas localidades em que as agências fecham normalmente antes das 15 horas, o início do atendimento ao público será antecipado, de modo a garantir o mínimo de 3 horas de funcionamento.

A Febraban orienta os clientes a utilizarem os canais digitais, como sites e aplicativo dos bancos, para a realização de transferências e pagamento de contas nos dias em que não houver expediente bancário nas agências. De acordo com a regulamentação do feriadão de Carnaval, o último dia útil de expediente ao público nas agências bancárias fecha às 15 horas desta sexta, no caso de Dourados e só reabre a partir das 12 horas da próxima quarta-feira.

As contas de consumo (água, energia, telefone etc.) e carnês com vencimento em 24 ou 25 de fevereiro poderão ser pagos, sem acréscimo, na quarta-feira seguinte. Normalmente, os tributos já vêm com datas ajustadas ao calendário de feriados nacionais, estaduais e municipais. Caso isso não tenha ocorrido no documento de arrecadação, a sugestão da Febraban é antecipar o pagamento ou, no caso dos títulos que têm código de barras, agendar o pagamento nos caixas eletrônicos, internet banking e pelo atendimento telefônico dos bancos. Os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser pagos via DDA (Débito Direto Autorizado).

Comentário

Os estudantes Giovanna Goes Biancão Lopes, Lucas Guimarães Volpe, Luan Victor Bispo Falcão, Yan Erick Corrêa, Rhanna Mickelly Moreno do Nascimento, Gustavo Consalter Niertiez Veiga e Miriã Vitoria Alves Barreto fazem parte de um seleto grupo de alunos que ficaram bem próximos de atingir a nota máxima da redação do Enem (o Exame Nacional do Ensino Médio), isto é, os 1.000 pontos. Em comum, os sete jovens estudaram nas escolas do Sesi de Campo Grande, Dourados, Corumbá e Naviraí, respectivamente, e, no caso de Giovana Lopes, a nota foi de 960, enquanto de Yan Erick e Rhanna Mickelly a nota foi de 940, de Lucas Volpe, Gustavo Veiga e Miriã Barreto a nota foi de 920 pontos, enquanto Luan Falcão alcançou 900 pontos.

Os estudantes são unânimes em afirmar que as plataformas usadas pelas escolas do Sesi em Mato Grosso do Sul e os excelentes professores foram fundamentais para o bom desempenho na prova de redação, que na edição 2019 teve como tema a “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. A nota de 960 pontos de Giovana Lopes permitiu que fosse aprovada em 5º lugar no curso de Economia e em 10º no de Administração, ambas da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Ao tirar a maior nota na redação entre os alunos da Rede Sesi de Educação no Estado, a “devoradora” de redações confirmou que leu praticamente todas os textos publicados na cartilha “Redação Nota Mil”, tendo como meta produzir uma redação por semana. “Em algumas semanas eu conseguia fazer duas. O que mais me ajudou foi usar as plataformas tecnológicas oferecidas pela escola”, contou a estudante da Escola do Sesi de Campo Grande. Já os 940 pontos obtidos por Yan Erick lhe possibilitaram a aprovação em 3° lugar no curso de Engenharia Mecânica da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

“As plataformas foram fundamentais porque com as correções eu conseguia perceber os pontos fracos e também corrigir os erros que cometia. Os professores que tive durante a vida escolar são muito bons”, garantiu, informando que os textos de apoio para a redação foram trechos do artigo “O que é Cinema”, de Jean-Claude Bernardet, do “O Filme e a Representação do Real”, de C.F.Gutfreind, do infográfico do periódico “Meio & Mensagem” sobre o percentual de brasileiros que frequentam as salas de cinema e um trecho do texto “Cinema perto de Você”, da Ancine.

“Foi um tema que achei complicado, mas sempre procurei estudar de forma profunda para ter repertório. Muito dos temas que estudei se encaixavam no contexto e acabou me auxiliando”, disse o estudante Yan Erick, que estudou na Escola do Sesi de Dourados. Quem também comemorou o resultado de 940 pontos foi a estudante Rhanna Michelly, que apontou a base educacional oferecida pelas escolas do Sesi em todas as matérias como o segredo para a boa avaliação. “Adquiri um bom embasamento para argumentar com excelentes aulas das disciplinas de História, Geografia, Sociologia, Filosofia e até mesmo de Estatística e Matemática, o que me permitiu inserir dados”, relatou a ex-aluna da Escola do Sesi de Corumbá.

Com a nota, Rhanna Michelly ficou em 1º lugar no curso de Matemática da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e em 3º no curso de Direito na Faculdade Salesiana de Santa Teresa (FSST). Já o estudante Gustavo Consalter Niertiez Veiga, estudante da Escola do Sesi de Naviraí, tirou 920 pontos que fizeram total diferença ao concorrer a uma vaga no curso de Direito na UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul). Ele afirmou que as plataformas oferecidas pelo Sesi e vídeos de estudantes que obtiveram notas máximas em todo o País foram a base de seus estudos para um bom desempenho na redação.

“Pesquisei temas de redação que podiam ser pedidos, pensadores e filósofos para ter embasamento, mas a própria escola com a infraestrutura das plataformas e as aulas de redação me deram importantes dicas, modelos para inspirar, tipos de argumentos que podiam ser usados, além das orientações dos professores foram essenciais. Outra coisa que fiz bastante foi assistir vídeos de pessoas com boas notas”, afirmou Gustavo Consalter Niertiez Veiga.

O superintendente do Sesi, Bergson Amarilla ressalta que objetivo maior é preparar os estudantes para o que o mercado de trabalho espera, além de que obtenha sucesso no maior exame do Ensino Médio do Brasil, conseguindo ingressar em grandes universidades. “O Sesi conta com diversas plataformas para o desenvolvimento do estudante e ampliação de sua capacidade de elaboração de textos, contextualização, interpretação e técnicas de redação. Trata-se de um trabalho colaborativo entre investimento em inovação, constante capacitação dos professores e esses resultados comprovam que o projeto pedagógico da rede do Sesi de ensino está no caminho certo”, conclui. (Da assessoria)

Comentário

O vereador Olavo Sul (Patriota) apresentou requerimentos solicitando que a prefeita Délia Razuk (PTB) e secretários comparecessem à Câmara para prestar esclarecimentos sobre os repasses do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul) recebidos pela Prefeitura de Dourados, mas os requerimentos foram rejeitados por 12 votos contrários e cinco favoráveis.

O vereador solicitava explicações sobre a aplicação dos repasses recebidos do Fundersul, da iluminação pública e da atual situação em que se encontra as demandas solicitadas pela população. “Queria ouvir os esclarecimentos da prefeita e da secretária municipal de Obras Públicas, Marise Aparecida Bianchi Maciel, e o secretário de Serviços Urbanos, Fabiano Costa, sobre a gestão municipal dos valores empenhados para manutenções nas vias, estradas da zona rural, bem como dos valores repassados pelo Governo do Estado através dos recursos via Fundersul, além de explicações a população sobre os recursos e a manutenção da iluminação pública municipal, que tem sido alvo de inúmeras reclamações da população da cidade e dos distritos”, apontou Olavo Sul.

Segundo o vereador, constantemente ele é cobrado pela população pela situação crítica que se encontra o município. “Somos cobrados pela população da zona rural, em relação a manutenção das estradas. Agora no período de chuvas, colheita e o retorno das aulas escolares, a situação está ainda pior, então o pedido de convocação é apenas para que tenhamos uma resposta dos responsáveis pela execução dos serviços. Sobre a iluminação pública, desde o início do mandato tenho cobrado, mas sempre afirmam que estão fazendo licitação ou aguardando a chegada de material. Está na hora de dar uma resposta a população”, ressaltou.

O vereador ainda questiona sobre valores recebidos, aonde o dinheiro está sendo aplicado e o porquê da morosidade do Poder Executivo em resolver essas demandas. “Essa convocação não é um pedido do vereador Olavo Sul, mas da população. Acredito que não teria nenhum problema em virem a esta Casa de Leis e darem explicações. Tenho solicitado, encaminhado as demandas, fiscalizado, mas infelizmente a maioria das demandas não são atendidas e quem é cobrado sou eu. Por isso acredito que está na hora do executivo dar as respostas”, finalizou Olavo Sul. (Da assessoria)

Comentário

O dia 24 de fevereiro é comemorado como Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil. Há 88 anos foi publicada a primeira legislação eleitoral brasileira que reconhecia o voto feminino e incluía o voto secreto (Decreto 21.076). Para estimular o engajamento das mulheres na vida política, a Coordenadoria de Políticas para Mulheres de Dourados vai desenvolver, no mês de março, a campanha ‘A Importância da Participação da Mulher na Política’.

Essa é, segundo a coordenadora local Sônia Maria Rodrigues Pimentel, a forma de tratar junto à comunidade sobre a importância desta conquista feminina e fundamental trabalhar com as mulheres a conscientização que também podem e devem ocupar lugares de destaque nos diversos eixos da sociedade. “Em 2020, por ser um ano eleitoral, temos que conscientizar e despertar nessas mulheres uma busca mais efetiva na política do município. É muito importante a participação da mulher no sentido de decidir, opinar e participar mais politicamente. De ter expressão dentro do nosso cenário político”, destaca.

O objetivo da campanha é discutir o que a mulher candidata pode conseguir em termos de representatividade nas prefeituras e câmaras municipais, analisar a conjuntura brasileira sobre o tema e debater a apresentação de propostas para tentar alterar esse quadro. As ‘rodas de conversa’ serão realizadas nos Cras da Vila Cachoeirinha (dia 3) Jóquei Clube (5) e nos distritos de Macaúba (9) e Vila Vargas (dias 10 e 12).

A data

O dia 24 de fevereiro foi um marco na história da mulher brasileira. No código eleitoral provisório (Decreto 21.076), de 24 de fevereiro de 1932, durante o governo de Getúlio Vargas, o voto feminino no Brasil foi assegurado, após intensa campanha nacional pelo direito das mulheres ao voto. No Brasil, o movimento feminista em defesa do voto se fortaleceu com a liderança da bióloga e também ativista Maria Julia Lutz (1894-1976), que criou e participou de movimentos, a exemplo da Liga para a Emancipação Intelectual da Mulher. Maria Júlia também foi representante do Brasil na Liga das Mulheres Eleitoras.

O primeiro direito de voto feminino foi garantido, entretanto, cinco anos antes, quando a professora Celina Guimarães Viana adquiriu o registro para votar, que a coloca, historicamente, como a primeira eleitora do Brasil. Nordestina nascida no Rio Grande do Norte, Celina solicitou a inclusão de seu nome na lista de eleitores da cidade de Mossoró (RN), em 1927, ano em que o município permitiu que a lei eleitoral determinasse, por meio do artigo 17, que no Estado poderiam “votar e serem votados, sem distinção de sexos”, todos os cidadãos que reunissem as condições exigidas pela lei.

Comentário

A Prefeitura de Dourados começou a receber, na manhã desta sexta-feira (21), parte dos kits escolares que serão entregues nas escolas da Rede Municipal de Ensino. Uma nova carga deve chegar na segunda-feira (24) e a entrega do material nas unidades escolares será feita na semana após o carnaval. Serão contempladas todas as 45 unidades e os Ceims (Centros de Educação Infantil) do município. Os kits são para alunos da pré-escola, das séries do 1° ao 5° anos e do 6° ao 9° anos.

No total serão entregues 25.900 kits escolares, sendo 4.400 para educação infantil, 15.400 para o fundamental inicial e 6.100 para o ensino fundamental final. O investimento feito pela Prefeitura de Dourados para a aquisição dos kits escolares foi de R$ 1.648 milhão, segundo o secretário de Educação, Upiran Jorge Gonçalves. “Essa já é uma marca da administração da prefeita Délia Razuk, que tem o compromisso em desenvolver uma educação de qualidade, garantindo aos alunos melhores condições para desenvolver o aprendizado, e uma grande conquista para os alunos do município e para suas famílias, que recebem gratuitamente todo material necessário para os estudos”, disse Upiran.

O kit escolar 1, para os alunos da pré-escola, contém caderno de cartografia, lápis de cor, caneta hidrográfica, lápis grafite, giz 12 cores, borracha branca, apontador, cola branca, tinta guache, massa de modelar, pincel n° 8, tesoura, cola colorida e pasta plástica com elástico. O kit escolar 2, para os alunos de 1° ao 5° ano, contém cadernos ‘brochurão’ e de cartografia, caneta hidrográfica, lápis de cor, borracha branca, apontador, cola branca, lápis grafite, tesoura, cola colorida, material dourado e calculadora. O kit escolar 3, para os alunos de 6° ao 9° ano, é composto de caderno universitário, borracha branca, apontador, cola, lápis grafite e de cor, canetas esferográficas azul, vermelha e preta, régua de 30cm, transferidor de 180 graus, esquadros de 45º e 60° e ainda calculadora.

Comentário

Além de ter a melhor qualidade estrutura de ensino superior no Paraguai, a UCP (Universidad Central Del Paraguay) vem investindo cada vez mais na preparação de servidores e professores, mestres e doutores da instituição para que eles sejam cada vez melhor preparados e capacitados para atender a demanda crescente na universidade.

Uma das apostas da diretoria e da reitoria da UCP tem sido o Programa de Neolinguística (PNL), usada pelas maiores empresas mundiais, onde as técnicas aplicadas permitem aos servidores, o corpo docente e colaboradores entender melhor as pessoas e se comunicar de uma maneira onde tudo funcione de forma que seja bom para todos e que haja progresso e desenvolvimento na relação interpessoal.

Nos últimos dias o palestrante internacional, especialista em PNL, Everton Saulo Silveira, esteve passando seus conhecimentos nas unidades de Ciudad Del Este e Pedro Juan Caballero. “A Neolinguística é a mais poderosa ferramenta de transformação e desenvolvimento pessoal existente no mundo e sei que uma empresa como esta que recebe milhares de pessoas todos os dias precisa ter profissionais capacitados para fazer o atendimento deste público e este atendimento pode fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso não só das pessoas que nela trabalham como da própria universidade”, disse Saulo.

Ainda de acordo com Saulo, os servidores, professores, mestres e doutores das quatro unidades da UCP receberam como informação todas as estratégias e as técnicas que fazem parte do padrão internacional de ensino em Programação Neolinguística e que se aplicado no dia-a-dia vai oferecer ferramentas práticas para a solução imediatas dos questionamentos e dificuldades que surgem diariamente nas instituições dentro e fora das salas de aula, clínicas e laboratórios.

Segundo o diretor administrativo da UCP, Karlos Bernardo, este é o segundo ano que a orientação baseada na PNL é disponibilizada e é notável a mudança de comportamento e a melhoria de qualidade nas relações interpessoais e no atendimento em público e aos alunos. “Este tipo de investimento traz um retorno positivo não só para nossa universidade, mas principalmente para nossos colaboradores que passam a prestar um serviço de melhor qualidade para o nosso público em geral. Assim todos saem ganhando”, disse Karlos.

Comentário

Comunicado da Agesul (Agência estadual de Gestão de Empreendimentos), publicado na edição desta sexta-feira (21) do Diário Oficial do Estado, informa a abertura de processo de licitação, do tipo menor preço, para a obra de implantação e pavimentação asfáltica da rodovia de acesso ao trecho ligando a MS 162 com e BR 463 em Dourados.

De acordo com o comunicado, a obra consiste de implantação e pavimentação de uma extensão de pouco mais de 7 km a partir do Aeroporto Municipal de Dourados ao entroncamento da BR 463, que dá acesso ao município de Ponta Porã, uma reivindicação que visa abreviar o percurso e facilitar o desvio de veículos daquela área.

O edital de licitação será aberto no dia 30 de março às 8 horas, em Campo Grande.

Comentário

A Câmara de Dourados aprovou, durante sessão ordinária realizada quarta-feira (19), o Projeto de Lei 001/2020, do Poder Executivo, que prevê a ampliação do rol de membros do CMPDA, o Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais. A advogada e secretária-geral da Associação Amigos do Animais, Denise de Abreu e Silva, usou a tribuna da Casa de Leis para discorrer sobre o Projeto de Lei. Ela apontou que há seis anos espera pela tramitação do projeto e agradeceu o apoio que a Câmara tem dado.

“Por conta do apelo e a descoberta das pessoas pela causa animal, conseguimos este apoio”, apontou. “O Conselho é singular, porque é uma ferramenta democrática de idealização e realização de políticas públicas, que envolve o diálogo constante entre a sociedade civil e o poder público”, completou a secretária. “A proteção animal não é só uma questão para os adeptos, mas deve ser uma luta para todos nós, pois é diretamente relacionada à biossegurança e controle sanitário”, ressaltou Denise durante a fala.

O presidente da Casa de Leis, vereador Alan Guedes (DEM), também usou a tribuna para enaltecer o trabalho do CMPDA, apontando que mantém, em casa, um canil utilizado coo lar temporário para cães resgatados por ONGs de Dourados, por isso compreende a luta e trabalho do Conselho. “Esta tribuna vem em momento oportuno, porque vamos votar o Projeto de Lei que institui o Conselho. Esta é uma causa apaixonante e tenho certeza que vamos conseguir discutir e produzir políticas públicas mais adequadas para o atendimento das necessidades dos animais”, comentou Alan.

Educação

O secretário municipal de Educação, Upiran Jorge Gonçalves, também usou a tribuna da Casa de Leis para discorrer sobre a falta de auxiliares nos Ceims (Centro de Educação Infantil Municipal). Ele apontou que a função estava sendo exercida por estagiários e que a contratação não era feita através da pasta de Educação, mas pela Administração.

“Estamos atravessando problemas com relação ao preenchimento das vagas de auxiliares, que estava sendo ocupada por estagiários. Estas contratações são de responsabilidade da Secretaria municipal de Administração, através do Núcleo de Estágio, que abre processo licitatório para contratação de empresa responsável pelos trâmites. A empresa tem realizado os processos seletivos, mas as vagas não são preenchidas, não por desdém, mas por falta de candidatos habilitados”, explicou o secretário. Ele disse ainda que tem se reunido com o Ministério Público Estadual para buscar alternativas para a contratação de estagiários.

Ordem do Dia

A Câmara aprovou, em regime de urgência, durante a sessão ordinária, o Projeto de Lei Complementar 002/2020, do Poder Executivo, que prevê a terceirização dos cargos de Auxiliar de Serviços de Manutenção, com o objetivo de sanar a falta de profissionais no município. O Projeto de Lei 003/2020, do vereador Alan Guedes (DEM), que declara de utilidade pública o Instituto Ginasloucos, com sede em Dourados, também foi aprovado durante sessão ordinária.

Ainda foram votados e aprovados 54 projetos de Lei, de autoria do vereador Maurício Lemes (PSB) que denominam ruas dos bairros Vila Nova Esperança, Jardim Ibirapuera, Jardim das Primaveras, Jardim Carisma, Estrela Hory, Harrison de Figueiredo II, Dioclécio Artuzi II, Residencial Estrela do Leste, Chácara Cidélis, Jardim das Palmeiras, Sitioca Campina Verde, Chácara Trevo, Chácara Ipê, Sitioca Campo Belo, Parque das Nações II, Residencial Hectares, Jardim São Cristóvão, Parque das Nações I, Jardim Alambra, Jardim Shekinah, Jardim Tarumã, Vila São Braz, Vila Valderez, Vila Mariana e Bairro Royal Barcelona I e II.

Comentário

Página 5 de 1574

Brasileirão - Rodada

Classificação

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus