Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O médico Ricardo do Carmo, do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, disse na manhã desta sexta-feira (3) que o Município dispõe de 80 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) preparados para o atendimento qualificado da pandemia do Covid-19. Mais dois casos foram confirmados, elevando para seis o total de ocorrências com diagnóstico positivo no Município.

Além dos 14 leitos reservados pelo HU (Hospital Universitário) da UFGD, foram disponibilizados 20 leitos pela Organização Social ‘Intensive Care’ no Hospital da Vida, outros 17 no Hospital Evangélico, 10 no Santa Rita, mais 10 no Hospital do Coração e mais nove no Hospital Cassems, em Dourados. Alguns desses vão funcionar dentro do atendimento dos planos suplementares de saúde.

Macrorregião

Ainda na macrorregião, o Hospital Regional de Ponta Porã entra com dez vagas e o de Nova Andradina com outras dez, informou o profissional durante Coletiva de Imprensa transmitida na live ao vivo da Prefeitura de Dourados.

No total, ainda segundo informa o Comitê, há 84 ventiladores disponíveis e outros sete em vias de contratualização, conforme gráfico apresentado durante a Coletiva.

VEJA AQUI:

leitos corona

Comentário

Conhecida por seus 36 anos de atuação, a MV Agência, uma das maiores agências de propaganda do Estado e integrante do grupo mundial de agências, a Leag (Local Expert Agency Group), é responsável agora também, além de clientes de porte nacional, pela propaganda dos maiores players do mercado regional, como Unimed Campo Grande, Sertão, Real H, Grupo Raviera, entre outros.

Nos últimos dias, a agência está escrevendo mais um capítulo na história de uma empresa de sucesso. Em sua primeira semana de home office, além dos desafios de converter a equipe com mais de 50 colaboradores em um regime até então inédito, o diretor de varejo Alexandre Moralles se sensibilizou com a situação atual do país e resolveu criar um projeto. O Frente Criativa nasceu da vontade de ajudar o mercado local, os pequenos empreendedores, ou seja, as pessoas que precisam trabalhar e estão com seu negócio “parado”.

Em tempos de pandemia, o olhar de consultoria da agência dedicou parte do tempo de trabalho para atender esses pequenos empreendedores de forma totalmente gratuita. A MV Agência lançou este projeto em suas redes sociais e logo recebeu diversos contatos e já começou a trabalhar. O idealizador do projeto declara: “A gente sentiu um desejo genuíno de ajudar e está muito feliz de poder colaborar com alguns empreendedores. Fazer o bem neste cenário de tantas incertezas é levar esperança para as pessoas. A gente acredita que tudo ficará bem em breve e até lá, estamos junto..”

Atendendo a um projeto por dia, a agência consegue colaborar para que a economia continue a se movimentar. Dedicados a este projeto estão uma dupla criativa com expertise em estratégias de marketing e propaganda, além do que é solicitado pela empresa, a agência também indica sugestões e formas de viabilizar negócios durante o período de quarentena. As ideias não ficam no papel, a equipe entrega para o cliente, layouts profissionais e assertivos, os pequenos empreendedores têm a chance de serem atendidos pela maior agência do estado. Mais do que um ato de assistência, a MV soube olhar o que ela tem de mais valioso e oferecer para quem, neste momento, não pode pagar.

O projeto Frente Criativa encerrou as inscrições porque teve uma adesão considerável e as ações já estão em andamento. “A MV me ajudou demais, eles criaram um Festival Promocional para as tortas e eu estou recebendo muitas encomendas, acho que nunca recebi tanta encomenda em um dia só”, disse Flávia, dona do negócio Flávia Gourmet Doces.

A MV vai atender cerca de 20 pessoas com consultoria e criação, o que totalizará em mais de 80 layouts e cerca de R$ 150 mil em serviços, porém, tudo feito de forma gratuita.

Comentário

A Feserp (Federação dos Servidores Públicos Estaduais e Municipais do Estado de MS) encaminhou nesta semana ao governo do Estado expediente no qual solicita a suspensão pelo prazo de seis meses da cobrança das parcelas dos empréstimos consignados do funcionalismo. A informação é da presidente da instituição, Lílian Fernandes.

De acordo com ela, além da suspensão temporária do pagamento da parcela, a Federação solicitou a redução dos juros cobrados pelos bancos. A medida sugerida pela Feserp, se acatada pelo governo do Estado, irá beneficiar tanto os servidores da ativa quanto aposentados e pensionistas.

“Temos plena consciência de que apolítica de juros é prerrogativa da instituição bancária, mas caso haja pedido formal por parte do governo, acreditamos que em função da pandemia do coronavírus, que está afetando a economia doméstica das famílias, existe sim a possibilidade de o pedido ser aceito”, disse a dirigente sindical.

Comentário

Véspera do feriado nacional da Paixão de Cristo, o dia 9 de abril será facultativo ao trabalho para os servidores dos órgãos e as entidades da Administração Direta, Autárquica e Fundacional do Poder Executivo no Estado.

A decisão está contida em decreto do governador Reinaldo Azambuja, publicado na edição desta sexta-feira (3) do Diário Oficial do Estado e leva em consideração, também, a importância do isolamento social no enfrentamento ao novo coronavírus.

A medida não vale para as unidades e serviços considerados essenciais que, por sua natureza, não possam ser paralisados ou interrompidos, como o dos setores do saúde, por exemplo, bastante requisitados nesse momento.

Comentário

Dados divulgados pela Arpen/Brasil, a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais, informam que o Brasil teve, até à noite de quarta-feira (1) desta semana, 294 óbitos com a "causa mortis" identificada como suspeita ou confirmação de Covid-19 por médicos que assinaram atestados de óbitos em todo o país. Dados do Ministério da Saúde, no entanto, dão conta de 241 mortes até a tarde do mesmo dia.

Os números fazem parte do Portal da Transparência (transparencia.registrocivil.org.br/especial-covid), plataforma eletrônica que reúne os dados registrados pelos cartórios de todo o País e que é administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais.

O portal tem o objetivo de proporcionar uma melhor compreensão do impacto da pandemia do novo coronavírus sobre a sociedade brasileira, contribuindo para a apuração de subnotificações de casos fatais. São Paulo, com 203 óbitos, e Rio de Janeiro, com 46, são os estados com mais mortes registradas como confirmadas sob suspeitas de Covid-19. Na sequencia aparecem Distrito Federal com 8 casos e Pernambuco, com 7.

A plataforma disponibiliza, ainda, as estatísticas de registros de óbitos cuja causa mortis foi apontada pelos profissionais de saúde como Insuficiência Respiratória e Pneumonia, doenças relacionadas ao surto de Covid-19, e que podem constar como causas de falecimentos. Somente no mês de março de 2020 foram registrados 9.036 óbitos com estas doenças em todo o País.

"Trata-se de um serviço de transparência para a população, para o governo, sociedade e para a imprensa acompanharem, em tempo real, as informações desta grave crise de pandemia mundial e seus reflexos no Brasil", explica o vice-presidente da Arpen-Brasil, Luis Carlos Vendramin Júnior. "Assim como outras profissões essenciais, os cartórios seguem abertos, registrando nascimentos, óbitos e fazendo os atendimentos à população em meio a esta crise de saúde pública", completa.

Mesmo a plataforma sendo um retrato fidedigno de todos os óbitos registrados pelos Cartórios de Registro Civil do País, os prazos legais para a realização do registro e para seu posterior envio à Central de Informações do Registro Civil (CRC Nacional), regulamentada pelo Provimento 46 do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), podem fazer com que os números sejam ainda maiores, observa a entidade.

A Lei Federal 6.015 prevê um prazo para registro de até 24 horas do falecimento, podendo ser expandido para até 15 dias em alguns casos, enquanto a norma do CNJ prevê que os cartórios devem enviar seus registros à Central Nacional em até oito dias após a efetuação do óbito.

30 mil no mundo

A Covid-19 é uma doença altamente contagiosa que já deixou mais de 30 mil mortos no mundo. A primeira morte em decorrência da infecção pelo novo coronavírus foi registrada no Brasil no dia 16 de março. Entre seus sintomas, estão tosse seca, coriza, dor no corpo e febre -- todos muito semelhantes aos apresentados em casos de gripes e resfriados. Segundo dados do Ministério da Saúde 86% dos casos de Covid-19 não apresentam sintomas. Para garantir o diagnóstico, são necessários testes específicos, que estão cada vez mais escassos nos postos de atendimento.

Comentário

A equipe do destacamento da PMRv (Polícia Militar Rodoviária) em Dourados registrou a apreensão, em flagrante, no meio da manhã desta quinta-feira (2), de uma caminhonete Tucson que trafegava pela BR 463, entre Dourados e Ponta Porã, carregada com, pelo menos, 1.850 pacotes de cigarros de origem paraguaia.

O condutor do carro flagrado transportando a mercadoria é um homem de 29 anos que vai ser indiciado por desenvolver clandestinamente, também, atividades de telecomunicações, conforme apurou a Polícia junto ao suspeito.

O veículo Hyundai/Tucson, de cor prata, com placas aparentes de São Paulo, é investigado sob suspeita de ter sido furtado em Dourados.

Comentário

Pesquisa de preços dos produtos que compõem a cesta básica de alimentos, realizada esta semana em 12 supermercados da cidade, com a coleta de preços de 29 itens pré-definidos, indicou elevação acentuada de um estabelecimento para outro. O Procon identificou alta de 12,7% no valor global dos produtos em relação ao mês passado.

O extrato de tomate com 350ml, por exemplo, apresentou diferença de 303,03% entre o menor e o maior preço. O feijão carioquinha teve diferença de 162,29% entre o menor e o maior preço no pacotinho de um quilo; a batata teve diferença de 100,40% enquanto a margarina, embalagem com 500gr teve diferença de 124,08% e o quilo de sal, diferença de 234,83%.

Foram encontrados 12 produtos com diferença superior a 100% entre os estabelecimentos com menor preço para o maior, como, por exemplo, bolacha água e sal, o sabonete, erva-mate tereré e o sabão em pó.

COMPARE OS PREÇOS

A diferença do estabelecimento com menor preço para o de maior preço, nesta pesquisa, é de 32,7%, apurou o Procon, relacionando a batata, o feijão carioquinha, leite em pó e ovos como os produtos que mais subiram de preço em relação à pesquisa anterior.

O Procon alerta que consumidor deve ficar atento às especificações contidas na embalagem, como prazo de validade, composição e peso líquido do produto, visando prevenir-se contra eventuais especulações de setores do comércio por conta do período da quarentena provocada pela pandemia do coronavírus, quando as pessoas permanecem mais tempo em casa e, em consequência, há tendência de consumir mais.

O órgão de defesa do consumidor atende pelos telefones 3411-7754 ou 151 e, nesse período atípico, pelo plantão, no endereço eletrônico consumidor.gov.br, ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Comentário

Ambulatório da Unimed Dourados foi transformado num importante centro de apoio aos pacientes

com síndrome gripal e casos suspeitos de Covid-19 serão investigados pelos

médicos da cooperativa que vão atender das 7h às 17h, de segunda à sexta-feira

Institucional - A Unimed Dourados transformou o ambulatório instalado na Rua Hayel Bon Faker, número 3.735, quase em frente ao Samu, em um Centro de Atendimento aos Pacientes com Sintomas de Síndrome Gripal. O serviço, exclusivo para os beneficiários da Unimed Dourados, vai funcionar durante o período em que existir a pandemia de Covid-19 com a missão de oferecer uma resposta rápida aos clientes da Cooperativa de Trabalho Médico. “Em meio à preocupação gerada pelo coronavírus não poderíamos deixar de dedicar uma atenção especial aos nossos clientes e com o atendimento ofertado pelos médicos no Ambulatório Unimed os beneficiários ficarão mais tranquilos”, ressalta Jamal Nasser Haddad, presidente da Unimed Dourados.

O médico Diógenes José de Carvalho, coordenador do Projeto Contra a COVID-19 na Pandemia, explica que todo o espaço foi adequado às normas internacionais e nacionais de vigilância sanitária. “Desde a recepção onde as poltronas respeitam o espaço de dois metros entre elas, os profissionais envolvidos no atendimento foram treinados e capacitados para atender nossos usuários de forma rápida, eficiente e segura”, ressalta Diógenes José de Carvalho.

O Centro de Atendimento aos Pacientes com Unimed Dourados CONTRA A COVID-19 prestará os serviços primários de saúde aos beneficiários da Unimed Dourados. “Chegando neste centro de atendimento o usuário será acolhido pela equipe e logo será atendido por um médico capacitado a avaliar a síndrome gripal. Definindo a necessidade de realização de exames para COVID-19 ou não, ou até mesmo exames de imagem do aparelho respiratório”, explica o coordenador. “Havendo necessidade de internação, nosso usuário será imediatamente transferido para um dos hospitais de referência que a Unimed Dourados contratou para atendimento durante a pandemia do Covid-19”, completa Dr. Diógenes.

O médico ressalta, no entanto, que os beneficiários da Unimed Dourados só devem procurar o Centro de Atendimento se apresentarem sintomas de Síndrome Gripal, por exemplo febre, tosse, coriza, dor de garganta ou falta de ar. “Não é momento de pânico, de forma que o Ambulatório Unimed estará à disposição para orientar e cuidar do seu usuário neste momento difícil e que logo passará”, orienta o médico. “O mais importante é que os beneficiários da Unimed Dourados saibam que podem contar com uma estrutura específica para investigar casos gripais onde serão atendidos, acolhidos e orientados, de forma que não precisarão ir aos consultórios ou hospitais para obter um diagnóstico seguro”, ressalta.

CORONAVÍRUS

O coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias e provoca a doença chamada de Covid-19. Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. As dicas para se manter livre da doença são universais: lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel; cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir; evite aglomerações se estiver doente; mantenha os ambientes bem ventilados e não compartilhe objetos pessoais.

Os sintomas respiratórios mais comuns são tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta e coriza. Também podem se manifestar sintomas como fadiga, mialgia/artralgia, dor de cabeça, calafrios, gânglios linfáticos aumentados, diarreia, náusea, vômito, desidratação e inapetência. “O importante é que a pessoa fique atenta para a manifestação de três ou mais sintomas ao mesmo tempo e caso isso ocorra a recomendação é que procure ajuda médica o mais rápido possível”, orienta Diógenes José de Carvalho.

Fotos: Divulgação

Legenda 1 – Fachada do Ambulatório Unimed, onde foi instalado o Centro de Atendimento aos Pacientes com Sintomas de Síndrome Gripal

Legenda 2 – Recepção do Centro de Atendimento aos Pacientes com Sintomas de Síndrome Gripal.

Legenda 3 – Médico Diógenes José de Carvalho, que está coordenando o Centro de Atendimento da Unimed Dourados aos Pacientes com Sintomas de Síndrome Gripal.

Comentário

Os proprietários de veículos com placas final 1 e 2, que precisariam quitar o licenciamento no mês de abril, conforme calendário publicado no início do ano pelo Governo do Estado, agora poderão arcar com o imposto no mês de maio. A mudança do calendário faz parte das medidas tomadas com o fechamento das atividades do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) a partir do dia 23 de março como forma de prevenir o contágio pelo novo coronavírus (Covid-19). A medida consta na Portaria de número 71, publicada no dia 23 do mês passado no Diário Oficial do Estado.

“Isso não impede que, aqueles que têm condições e queiram arcar com o licenciamento de modo a deixar as contas em dia, possa pagar seu licenciamento segundo o calendário. Para isso, dispomos da emissão de guias por meio do nosso site”, explica o diretor-presidente do Detran-MS, Rudel Trindade. Por enquanto não há mudanças sobre as demais datas do calendário de licenciamento.

Com o Detran Digital, a inovação tecnológica permite que muitos dos atendimentos e necessidades sejam supridas por meio da internet. “Essa já era uma bandeira que assumimos no início e estamos trabalhando para que o cliente possa ser atendido cada vez mais pelos meios digitais, como forma de ganhar tempo e agora, em tempo de pandemia, como prevenção”, afirmou Trindade.

Comentário

A assessoria de comunicação do Município confirmou no final da tarde desta quinta-feira (2) que o registro de óbito de um jovem de 21 anos, diagnosticado na madrugada no HU (Hospital Universitário), testou negativo para coronavírus. O rapaz procurou a UPA no dia anterior, reclamando de dores no peito, tosse e gripe forte. Depois dos primeiros procedimentos, foi encaminhado para o HU.

Entretanto, o boletim divulgado no final do dia, como ocorre desde que foi criado o Comitê de Gerenciamento de Crise do Covid-19, indicou o surgimento de um novo caso confirmado para o vírus em Dourados. Trata-se de um homem de 35 anos, que teve contatos em São Paulo e no Paraná, notificado no dia 31 de março e que está internado.

De acordo com o novo boletim, o Município chegou a cinco casos confirmados dos 61 notificados, incluindo o registro de um óbito, da merendeira aposentada de Batayporã que foi inicialmente atendida em Nova Andradina, de onde inclusive também chegou – embora ainda não conste dos números oficiais do Comitê local – uma profissional de saúde que chegou a atender a mulher que morreu em Dourados.

Mato Grosso do Sul fechou a quinta-feira com 53 casos confirmados dos 607 notificados. Há 28 casos suspeitos que continuam sendo monitorados pela Secretaria estadual de Saúde.

Comentário

Página 1 de 1607

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus