Timber by EMSIEN-3 LTD
  • cmd outubro rosa
Redação Douranews

Redação Douranews

Sustentado por produtores rurais, o Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviários do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundersul) não se limita mais a seu propósito inicial: melhorar as condições das estradas e, assim, dinamizar o escoamento da produção agropecuária. Com alterações aprovadas pela Assembleia Legislativa, os recursos do Fundo serão usados, a partir de agora, para finalidades diversas, como drenagem e outros serviços complementares. O texto segue agora para sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Produtores rurais que não foram consultados desaprovam as mudanças. Só neste ano, o governo arrecadou R$ 348,45 milhões com o Fundersul.

O novo texto prevê que os valores arrecadados pelo Fundersul podem a partir de agora ser usados também para “projetos, construção, manutenção, recuperação, melhoramento asfáltico de rodovias estaduais e de vias públicas urbanas, inclusive drenagem, bueiros, pontes, obras e serviços complementares”. Até então os recursos só poderiam ser usados em obras nas estradas rurais, vicinais e em vias públicas urbanas, porém com a mudança as estradas estaduais também poderão ser beneficiadas.

 

Comentário

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) embarca para Brasília nesta terça-feira (6) para se reunir com o ministro da Justiça e Cidadania Alexandre de Moraes, em mais uma tentativa de conseguir apoio federal para questões de segurança pública em Mato Grosso do Sul. Segundo o governador, os principais assuntos a serem tratados no ministério são a manutenção do sistema prisional de Mato Grosso do Sul e a proteção das fronteiras secas do Estado com a Bolívia e o Paraguai.

Os assuntos são pertinentes e vêm sendo discutidos pelo governo desde o início de 2015, disse Reinaldo. “Atualmente, Mato Grosso do Sul é um dos estados que mais apreende drogas no País, o que contribui para o crescimento do número de pessoas no sistema prisional”, afirmou. O governador lembrou que a maior parte das prisões no Estado é feita pelo tráfico internacional de drogas. “Nisso tem uma responsabilidade da União”, decretou.

Dados da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) revelam que mais de 40% dos presos em Mato Grosso do Sul foram condenados por tráfico de drogas. Dos 15.600 detentos do Estado, 6.100 cometeram crime do narcotráfico – a maioria internacional. Juntos, os presos custam mais de R$ 126 milhões por ano aos cofres estaduais. “São presos que a União deveria custear”, disse, lamentando que o Estado seja obrigado a assumir uma responsabilidade que deveria ser da União. “Teríamos que construir um presídio ou mais por ano para aportar esse número de presos”, estimou.

Se as conversas com o Ministério da Justiça e Cidadania não avançarem serão tomadas medidas judiciais pelo Governo do Estado contra a União, garantiu o governador. “Nós vamos conversar e queremos uma solução. Se não tivermos uma solução, vamos ingressar judicialmente contra o Governo Federal”, anunciou. Ele ainda lembrou que o assunto ficou parado por meses em Brasília devido a transição. “O ministro tinha pedido um tempo e acho que nós já demos o tempo necessário, a paciência tem um fim”, decretou.

Comentário

O MPF (Ministério Público Federal) em Mato Grosso do Sul obteve na justiça o bloqueio liminar de bens móveis e imóveis de envolvidos em um esquema de fraudes a processos licitatórios da Prefeitura de Ladário, na região de fronteira com a Bolívia. O montante total de R$ 5.738.359,72, bloqueado pela Justiça Federal a pedido do MPF em Corumbá, servirá para garantir a devolução dos valores desviados a partir do esquema, assim como o pagamento de multa civil a ser imposta aos autores dos ilícitos apurados, ao final do julgamento do caso.

O bloqueio obtido é resultado do ajuizamento, no segundo semestre do ano passado, de três ações de improbidade administrativa, pelas quais o MPF atribui a diversas pessoas físicas e jurídicas a prática de atos de enriquecimento ilícito e causadores de dano aos cofres públicos.

Nas ações, o MPF aponta o ex-secretário Municipal de Administração e Finanças de Ladário, Name Antônio Farias de Carvalho, como chefe de um esquema de fraudes em processos licitatórios, estruturado por meio de simulações de concorrência entre empresas, voltado a favorecer algumas delas ilegalmente; de simulações de entrega de produtos e serviços adquiridos pela Prefeitura de Ladário, voltadas a desviar recursos públicos; e de falsificações de documentos, voltadas a ocultar uma grande série de ilegalidades praticadas no âmbito da administração do município. Do esquema, participaram e se beneficiaram outros servidores públicos, além de Name, assim como empresários e empresas atuantes em ramos diversos, como saúde, educação e construção civil.

Um homem de 35 anos foi preso em flagrante por estupro de vulnerável pela Polícia Civil de Ivinhema. Ele é suspeito de abusar de um menino de 3 anos no banheiro da rodoviária da cidade.
Segundo a polícia, a mãe explicou em depoimento que a criança foi sozinha ao banheiro enquanto ela permaneceu do lado de fora cuidando das malas.

“A mulher diz que, quando percebeu que o filho estava demorando, foi atrás e encontrou o menino com as calças abaixadas e o homem também”, contou o delegado Ricardo Cavagna. Ainda de acordo com o delegado, ao ver a mulher, o suspeito se escondeu em um box. Com ele, a mãe do garoto disse ter encontrado uma sacola com o que seria lubrificante dentro. “Não é certeza. A mãe falou que acredita ser, pela consistência e pelo tipo de embalagem”, explicou Cavagna.

O homem foi identificado e preso. Segundo as investigações, o suspeito mora na cidade e não tinha passagens pela polícia. O menino passou por exames e agora a Polícia aguarda o resultado de laudo para saber se o garoto sofreu abuso ou não. A Polícia abriu inquérito para apurar o caso. O delegado tem dez dias para concluir as investigações e enviar o documento à Justiça, conforme divulgou o portal G1.

Mais da metade da população brasileira está acima do peso, segundo dados do Vigitel 2014. A pesquisa, encomendada pelo Ministério da Saúde, foi realizada com mais de 40 mil pessoas de todos os estados brasileiros e Distrito Federal. O sobrepeso está entre os principais fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

São cerca de 340 mil brasileiros que morrem vítimas dessas doenças, de acordo com o DATASUS. Os dados preocupam ainda mais os homens: estudo do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia de São Paulo aponta que 60% das vítimas são do sexo masculino, com média de idade de 56 anos.

Para o Dr. Francisco Fonseca, presidente da Sociedade Latino-americana de Aterosclerose - SOLAT, um pequeno conjunto de fatores de risco responde pela grande maioria das mortes por doenças do coração. “Entre eles, destacam-se o tabagismo, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, alimentação inadequada e falta de atividade física”, explica o cardiologista.

Segundo o Vigitel 2014, a frequência de homens fumantes no Brasil é maior do que a de mulheres. Eles ainda consomem poucas frutas e hortaliças e apresentam consumo excessivo de sal, diferente das mulheres.

Para evitar sustos, o Dr. Francisco Fonseca esclarece que a melhor conduta é a prevenção. “Consultas regulares ao médico são essenciais para avaliar os fatores de risco, como controle de níveis de colesterol e pressão arterial, além de avaliação física. Hábitos simples e fáceis de adotar podem fazer toda a diferença para a saúde cardiovascular, como uma alimentação equilibrada, que inclua gorduras boas, por exemplo”, finaliza.

Comentário

Policiais militares lotados no 12º Batalhão da PM (Polícia Militar) de Naviraí apreenderam, na noite deste domingo (4), durante policiamento preventivo e ostensivo realizado pela avenida Amambaí, na saída para Dourados, 2.000 caixas de cigarros que eram transportadas em uma carreta que trafegava pela via.

Ao iniciarem a conversa com o condutor da carreta, este se mostrou muito nervoso com a abordagem, dizendo que carregava uma mudança, em ato contínuo, o condutor de outra carreta ao perceber a presença policial, e perceber que seria abordado, parou há cerca de 200 metros, abandonou o veículo e fugiu pela mata.

Os policiais constaram que a carreta abandonada levava um carregamento de cigarros ilegais. Nesse momento, o condutor da primeira carrega relatou que também estava transportando uma carga de cigarros ilegalmente. No total, as duas carretas conduziam as 2000 caixas de cigarros.

A Universidade Federal da Grande Dourados está com inscrições abertas para o módulo “Preparatório para o Enem”, oferecido pelo Programa Centro de Formação UFGD, através do eixo Cursinho Pré-Vestibular.

As inscrições podem ser feitas das 7 às 11 e das 13h30 às 17 horas, na sala da Secretaria do Centro de Formação da UFGD (antiga Secretaria do Centro de Línguas), localizada na Unidade 1 (Rua João Rosa Góes, 1761, na Vila Progresso), na área central de Dourados.

O valor da inscrição é R$ 200 (via boleto) e o material didático será disponibilizado em versão digital (por e-mail e no portal eletrônico da UFGD) sem custo adicional.

As vagas são limitadas e as aulas ocorrerão de 12 de setembro a 14 de outubro de 2016, no período noturno, das 19 às 22h20, na sala 401 da Unidade I da UFGD.

Ainda neste ano, o Cursinho realizará outro módulo, intitulado “Intensivão UFGD”, de 17 de outubro a 19 de novembro, para que seja encerrado às vésperas das provas do Vestibular da Universidade que serão realizadas no dia 20 de novembro.

Comentário

O presidente Michel Temer já deixou a China e está a caminho do Brasil, onde deverá chegar amanhã (6) às 14h, a tempo de participar da cerimônia do 7 de setembro em Brasília e, caso se confirmem as expectativas, da abertura dos Jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro. Temer embarcou às 7h30 (horário de Brasília).

Em seu último dia em Hangzhou, onde participou da Cúpula do G20 (grupo formado pelas 20 maiores economias mundiais), Temer participou de reuniões bilaterais com chefes de Estado do Japão, da Arábia Saudita e da Itália.

Na visita à China, o presidente fez também comentários sobre as manifestações contra seu governo que vêm ocorrendo no Brasil. Ele mencionou uma situação em que integrantes do governo anterior fizeram críticas às manifestações de julho de 2013.

“Uma coisa é manifestação democrática, que é importantíssima. Em junho de 2013, muitos do governo criticaram aquele movimento. Eu disse: 'não, não devemos criticar', e que eram brasileiros que pediam a eficiência do serviço público e que vão às ruas para se manifestar", lembrou Temer, destacando que aquele movimento "naufragou" por causa dos depredadores.

"Foi isso o que paralisou o movimento, exata e precisamente porque o povo brasileiro não é afeito à depredação. E nem a ordem jurídica admite depredação. Manifestação livre e protesto de natureza doutrinária, política e ideológica é admissível. Porém depredação é delito”, afirmou Temer.

Nos últimos dias, o presidente já havia comentado os protestos que vêm ocorrendo desde que ocorreu o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, classificando-os de "pequenos e depredadores" e que não passavam de um "movimentozinho".

No mês passado, quando esteve no Rio de Janeiro para uma reunião de balanço dos Jogos Olímpicos, o presidente Michel Temer, ainda na condição de interino, antecipou-se ao julgamento de Dilma, então presidenta afastada, e disse que iria à Paralimpíada.

Nas reuniões bilaterais que teve com chefes de Estado, Temer buscou transmitir a eles uma imagem positiva do país, com o intuito atrair investimentos, principalmente para a área de infraestrutura. Para ampliar o comércio exterior brasileiro, Temer deu destaque especial aos produtos agropecuários do país.

No encontro com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, Temer reiterou o interesse brasileiro em atrair investimentos na área de infraestrutura, mais especificamente portos, aeroportos e ferrovias. Segundo Temer,  o Brasil quer vender mais carnes e frutas para o Japão. Shinzo Abe respondeu que o Japão está “pronto e esperançoso” para cooperar e fazer negócios com o Brasil.

A possibilidade de o Brasil receber investimentos em infraestrutura também foi pauta da reunião que Temer teve com o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy. Os dois chefes de Estado manifestaram de forma conjunta apoio ao acordo de paz entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Com o vice-primeiro-ministro da Arábia Saudita, príncipe Mohammad bin Salman, Temer falou sobre o interesse brasileiro em aumentar as exportações de produtos agropecuários e de material de defesa. Ficou acertado o envio de uma missão técnica do governo do Brasil àquele país, em data ainda a ser definida.

Já na reunião com o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, acertou-se uma visita de 300 empresários italianos ao Brasil, em data a ser definida. A exemplo dos demais encontros bilaterais, Temer reiterou o interesse do Brasil em atrair investimentos para concessões e desestatizações. Ele manifestou também interesse na venda de aeronaves fabricadas pela Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer).

*Com informações da NBR

Comentário

Segunda, 05 Setembro 2016 16:10

Professora da Unigran é Destaque Profissional

A professora do curso de Nutrição da Unigran, Rita de Cássia Dorácio Mendes, é uma das premiadas pelo CRN (o Conselho Regional de Nutrição da 3ª. Região, como Destaque Profissional do Ano na área de Nutrição Clínica. Dos quase 20 anos de carreira, durante quatro a professora foi coordenadora do Núcleo de Nutrição, e em outros seis esteve à frente da coordenação do curso na Instituição.

O “Prêmio Destaque Profissional Nutrição” é o primeiro prêmio criado pelo CRN-3, sendo instituído em 1996. Os profissionais são indicados pelos próprios colegas e a premiação é feita por área de atuação, dentro de cada estado [São Paulo e Mato Grosso do Sul] abrangido pela Regional.

Para Rita Mendes, tanto a indicação, como a premiação, foi uma surpresa. “Sempre pensamos que os prêmios vão para profissionais dos maiores centros. Ter o trabalho reconhecido, estando no interior do estado, é realmente muito gratificante”, comemora.

Contudo, a nutricionista garante que a premiação é o reconhecimento ao histórico profissional. “A Nutrição é um agente transformador na promoção à saúde e, no papel de docente, é muito honroso estar entre os premiados”, ressalta.

O prêmio foi entregue em solenidade durante jantar comemorativo realizado sexta-feira (2) em Campo Grande. De Mato Grosso do Sul também receberam o prêmio como Destaque Profissional – 2016 outras duas nutricionistas: Patrícia Vieira Del Ré – da área de Alimentação Coletiva e Tailci Cristina da Silva – em Saúde Pública.

Comentário

Deflagrada hoje pela manhã em oito estados mais o Distrito Federal, a Operação Greenfield da Polícia Federal tem como um dos alvos a empresa Eldorado Brasil, que possui sede em Três Lagoas. Foram expedidos 106 mandados de busca e apreensão, 34 de condução coercitiva e sete de prisão temporária.

Os alvos são Funcef (fundo de pensão de funcionários da Caixa Federal), Petros (trabalhadores da Petrobras), Previ (Banco do Brasil) e Postalis (Correios), além da sede da Eldorado Brasil –empresa do grupo J&F– em São Paulo. Os Funcef e Petros estão entre os controladores da Eldorado Celulose.

Os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da J&F, holding que é proprietária de uma das maiores empresas de processamento de proteína animal da mundo, a JBS, foram alvos de busca e apreensão e condução coercitiva. Wesley depôs nesta manhã. Como está fora do país, Joesley não foi levado à PF.

O empresário Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, também foi levado para depor nesta operação. Ele também foi preso novamente pela Operação Lava Jato por tentativa de obstruir os trabalhos da CPI da Petrobras, mas sem relação com a Greenfield.

A PF ainda fez buscas na residência o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto em São Paulo. Ele está preso há mais de um ano em Curitiba no âmbito da Lava Jato.

Ao todo, a operação envolveu 38 pessoas jurídicas e 74 de pessoas físicas. Entre as empresas investigadas estão Santander, Brookfied, WTorre, a vice-presidência de fundos de ativos da Caixa, Deloitte, GruPar (aeroporto de Guarulhos), Sete Brasil, Rio Bravo, Engevix, IBG Eletrônica (nova Gradiente), HAG Participações (holding da Gradiente) e Invepar.

Outros alvos são a BRAM (Bradesco Asset management) e a BEM DTVM (distribuidora de títulos e valores mobiliários), também do Bradesco, além da massa falida do BVA, LD Consultoria, R.S. Consultoria e Lakeshore.

Buscas foram feitas também na casa do ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco, no Rio de Janeiro.

Segundo a investigação, a ação é baseada em análise de déficits bilionários dos fundos de pensão. Ainda de acordo com a PF, em 8 de 10 casos analisados foram realizados investimentos de forma temerária ou fraudulenta pelos fundos de pensão, por meio dos FIPs (Fundos de Investimentos em Participações).

A Justiça bloqueou bens e ativos de pessoas físicas e jurídicas investigadas no valor de aproximadamente R$ 8 bilhões. Os investigados podem responder por gestão temerária ou fraudulenta, além de outros crimes contra o sistema financeiro.

O nome da operação, Greenfield, remete a investimentos que envolvem projetos incipientes, ainda no papel, como se diz no jargão dos negócios.

A Eldorado disse, por meio de assessoria de imprensa, que não se manifestaria até ter as informações sobre a operação. Também por meio de assessoria, a WTorre informou que "a companhia não teve e não tem nenhuma relação direta com nenhum dos fundos de pensão citados na Operação Greenfield".

Comentário

Página 1339 de 1461
  • kikao professor

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus