Timber by EMSIEN-3 LTD
  • cmd recess
Redação Douranews

Redação Douranews

Dourados vai sediar, entre a última semana deste mês e a primeira de agosto, audiências públicas com temáticas da saúde, educação e assistência social. Com o apoio de várias entidades e Movimentos Sociais, o vereador Elias Ishy (PT) propõe o debate de “temas importantes para falar em um espaço democrático, que todos e todas possam expressar seus pontos de vista e necessidades, dando visibilidade e ajudando a melhorar o trabalho do poder público”.

Agentes de Saúde e Endemias

O primeiro evento, dia 24 deste mês, no Anfiteatro do Bloco 10 da Unigran, questiona qual a importância do agente comunitário de saúde e de endemias e tem como objetivo informar, orientar, esclarecer as entidades, gestores e população sobre o papel desses profissionais e seus direitos, as necessidades para o bom desenvolvimento e para as condições de trabalho, desde a criação dos programas de saúde e vigilância a legislação que rege a categoria.

Com o apoio do Sindracse (Sindicato Regional do Agente Comunitário de Saúde e Agentes de Endemias), a programação prevê o debate sobre a Emenda 51/2006, da desprecarização de vínculo empregatício e efetivação e cumprimento da legislação, sobre a Lei 11.350/2006, dos direitos e deveres dos agentes e da responsabilidade dos gestores para o cumprimento dos deveres e, por fim, sobre a PEC 06/19 – da Reforma da Previdência, dos direitos previdenciários e a aposentadoria especial das categorias. A palestrante é a advogada da Federação Goiana dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias (Fegacs), Elane Alves de Almeida e o evento acontecerá das 8 às 17 horas.

Reforma da Previdência

Já no dia 30 de julho, às 18h30, na Câmara, o debate será sobre as reais mudanças na vida das famílias e os impactos no município com a Reforma da Previdência. O atual modelo reduz as desigualdades sociais na economia de milhares de cidades brasileiras. Segundo a Anfip (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Previdência Social), a PEC 06 [já aprovada em primeira discussão] afetará o Estado de bem-estar social, aumentará o índice de desigualdade e de pobreza, afetando os municípios que serão impactados pelo aumento da demanda na Saúde e na Assistência Social.

Antes de qualquer reforma, o governo deveria adotar as seguintes medidas, segundo informações da organização: adoção de um modelo econômico promovido pelo Estado que priorize geração de emprego, renda e políticas sociais; modificar as fontes de financiamento do sistema atual por meio de reforma tributária que institua impostos sobre lucros e dividendos, renda e patrimônio dos mais ricos; fim das isenções fiscais concedidas a empresas; combater a sonegação de impostos e cobrar os grandes devedores; e o fim da desvinculação de receitas da União (a DRU), que transfere recursos da Previdência para o pagamento de juros da dívida pública.

As palestrantes serão a economista do DIEESE/MS (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos de MS), Andreia Ferreira, e a advogada previdenciária, coordenadora adjunta do IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário), Priscila Arraes Reino.

Libras

No dia 2 de agosto, às 18h30, também no plenário da Câmara, o vereador propõe um debate junto a sociedade sobre a implementação da Libras (Língua Brasileira de Sinais), de modo gradativo, nas escolas e centros de educação infantil de Dourados. O primeiro passo já foi dado, de acordo com as organizadoras, sendo o Município pioneiro em contemplar a educação infantil com o ensino dessa língua. Ressaltam-se para conhecimento da sociedade algumas questões norteadoras deste debate: a inclusão do professor de Libras no quadro do magistério nos sistemas de ensino; a inclusão da Libras no currículo obrigatório da educação básica; a difusão da língua; a importância da Libras na interação entre as pessoas, em todas as faixas etárias.

“Um ato considerado de extrema importância para avançarmos com a implementação do currículo de referência de Mato Grosso do Sul proposto pela BNCC (Base Nacional Comum Curricular), na constante busca pela igualdade, diversidade, equidade para o reconhecimento das identidades linguísticas, culturais e étnicas em nossas escolas”, diz o documento norteador da atividade.

As palestrantes serão a mestra em linguística e professora da UFMS/CG, Shirley Vilhalva, a mestra em desenvolvimento local e professora coordenadora da SEMED/Dourados, Claudia Marinho Carneiro Noda e a mestra em educação e coordenadora do curso letras/libras da UFGD, Ana Paula Oliveira e Fernandes.

Comentário

Neste domingo (14), comemora-se o Dia da Liberdade de Pensamento, data que marca o início da Revolução Francesa com a Queda da Bastilha. Em agosto de 1789, a França aprovou, em Assembleia Nacional Constituinte, a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, onde foram definidos direitos e garantias fundamentais do ser humano.

"Todo homem tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião" e "Todo homem tem direito à liberdade de opinião e expressão", são trechos retirados nos artigos XVIII e XIX da Declaração Universal dos Direitos Humanos, promulgada pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 10 de dezembro de 1948, e muitas vezes ainda infringido em todo o mundo.

O indiano Salman Rushdie, após por ter lançado o livro "Os Versos Perspícuos", romance considerado ofensivo pelos Islâmicos, foi acusado de alimentar o abandono da fé Islâmica e, perseguido, viu-se obrigado a viver muitos anos no anonimato, como uma das vítimas do não cumprimento da Declaração.

A liberdade total de pensamento ainda é uma busca, mesmo em tempo atuais. A internet e as mídias sociais existentes atualmente facilitam a comunicação permitindo que todos possam se expressar, mas nem sempre livremente, como a Constituição nos permite. Através do Facebook, WhatsApp e Twitter, por exemplo, a comunicação é mais rápida, prática e muitas questões que antes demoravam dias, hoje são solucionadas apenas em minutos.

"Desaprovo aquilo que diz, mas defenderei até a morte o teu direito de dizer", já pregou Voltaire, que lutava a favor da liberdade e cujas ideias influenciaram na Revolução Francesa.

Comentário

A Prefeitura de Três Lagoas anunciou que vai iniciar, nos próximos dias, uma operação para identificar e punir servidores que compareceriam aos locais de trabalho apenas para “bater o ponto” no sistema de controle digital e que não estariam cumprindo a carga horária no serviço público.

O prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) informou que a intenção é exigir o cumprimento da jornada de 8 horas pelo funcionalismo municipal, sendo prevista a adoção de “medidas severas” e punições a quem não seguir tais orientações, conforme repercutiu o site JPNews.

Conforme Guerreiro, funcionários públicos que burlam o sistema estão sendo “rastreados”. “Por isso criamos a ‘Operação Dedo Liso’, que será severa. Portanto, aquele que não quer ser punido, que cumpra o seu dever e não lese a população”.

A medida atingirá todos os servidores municipais, incluindo médicos, para que cumpram as jornadas estabelecidas em contrato. “Isso é válido até para mim, como prefeito. É para todos”, disse Guerreiro, sem detalhar como será realizada a fiscalização, segundo o site.

Mais de US$ 128 mil (equivalente a cerca de R$ 500 mil) foram encontrados dentro de uma mochila em uma região de mata em Porto Esperidião, a 358 km de Cuiabá, na região de fronteira de Mato Grosso com a Bolívia, neste sábado (13), publica o portal G1. A apreensão ocorreu na rodovia MT 265 e ninguém foi preso.

Ao todo, 128.530 dólares foram encontrados dentro da mochila, de acordo com o Gefron (Grupo Especial de Segurança de Fronteira), após confronto com cinco homens que reagiram à presença dos policiais. Em seguida o grupo fugiu para a região de mata e não foi mais visto.

Em buscas pelo local, policiais encontraram a mochila com os dólares, uma porção de maconha e uma sacola com folhas de coca. Os valores e os produtos foram apreendidos e entregues na sede da Polícia Federal em Cáceres.

Comentário

O prefeito de Naque (MG), cidade com menos de 7 mil habitantes, no Vale do Aço, Hélio Pinto de Carvalho (PSDB), de 55 anos, conhecido como “Hélio da Fazendinha”, foi morto a tiros na manhã deste sábado (13) e o suspeito do assassinato é o vereador e comerciante no município Marcos Alves de Lima (PSDC), o "Marquinho do Depósito".

Marquinho foi preso ainda na manhã de sábado pelas equipes da PM (Policia Militar) do Estado, após um cerco realizado na região onde ocorreu o crime. O prefeito Hélio da Fazendinha ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu ao dar entrada no Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, também no Vale do Aço, a 50 quilômetros de Naque.

De acordo com as informações correntes na cidade, o prefeito e o vereador já teriam desavenças antigas. Na manhã deste sábado, se encontraram junto a um local onde Marquinho do Depósito comprou terreno para implantar loteamento ao lado de área da prefeitura.

Chicote e revolver

Segundo testemunhas, o vereador estava instalando uma porteira na entrada do terreno do loteamento, local em que funcionários da prefeitura teriam jogado entulho e, por conta disso, teriam começado uma discussão.

Em consequência dos atritos, o prefeito teria atingido o vereador com um chicote e em seguida, depois de informar que estava armado, Marquinho do Depósito sacou um revólver e atingiu o chefe do executivo local com quatro disparos.

Comentário

O sistema de submissão de projetos de pesquisa para a edição 2019 das Feiras de Ciência e Tecnologia do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) será aberto na segunda-feira (15) para os eventos que serão realizados nos dez municípios onde a instituição tem campus, durante a Semana de Ciência e Tecnologia, em outubro.

Podem inscrever trabalhos de estudantes do ensino fundamental (6º ao 9º ano), médio e técnico integrado, de escolas públicas ou privadas, dos municípios onde ocorrerão as feiras e suas respectivas áreas de abrangência. A participação também é aberta a ex-alunos do IFMS que concluíram os cursos técnicos integrados após novembro do ano passado.

As feiras científicas serão realizadas em Dourados e nos municípios de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas e os trabalhos deverão ser submetidos até 20 de agostos pelo orientador do projeto de pesquisa, que precisa ter vínculo empregatício com instituições de ensino ou ser servidor público.

Comentário

A missão institucional chefiada pelo governador Reinaldo Azambuja em Assunção, no Paraguai, resultou em êxito para Mato Grosso do Sul na integração de políticas públicas como o país vizinho. Tratados nas áreas de logística, segurança pública e sanidade animal avançaram e prometem gerar resultados positivos para os povos das duas localidades.

Essencial para a concretização da rota de integração da América Latina rumo aos portos do Pacífico, a ponte entre Carmello Peralta, no Paraguai, e Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul, está mais próxima de ter a construção iniciada. A licitação do projeto executivo para a edificação da obra será assinada já nesse dia 20, informou o Governo.

Em conversa no Palacio de los López, sede do governo paraguaio, o governador recebeu convite do presidente Mario Abdo Benítez para participar do evento. “Quando se transformar em realidade vamos ter muito mais competitividade, mais condições neste mercado global, de competição de produtos, tanto produzidos no Brasil quanto no Paraguai”, afirmou Reinaldo Azambuja.

A intenção dos governantes é de acelerar a construção da ponte, de 680 metros de comprimento, essencial para a concretização da rota. A nova rota irá encurtar a distância e reduzir tempo e custo do transporte de cargas para países asiáticos. A construção da ponte é avaliada em US$ 75 milhões.

reuniao paraguai2

Presidente paraguaio Mario Benitez reforça tratativas com Reinaldo e a ministra Tereza Cristina

Na área da sanidade animal e vegetal, as autoridades dos dois países avançaram de forma significativa na agenda bilateral de cooperação nas áreas de agricultura e pecuária. A ministra Tereza Cristina (da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Governo brasilieiro) participou do encontro que avançou projetos relacionados ao vazio sanitário, a erradicação da aftosa e ao controle de fronteira.

Por fim, na área da segurança pública, as tratativas foram para fortalecer o enfrentamento aos crimes transfronteiriços nas divisas de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. Na comitiva sul-mato-grossense, o secretário de Justiça e Segurança Pública Antônio Carlos Videira debateu o assunto com o ministro da Senad (a Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai, Arnaldo Giuzzio.

“O nosso objetivo é realizar operações integradas entre as forças de segurança, compartilhar informações e dados estatísticos que permitam aplicação de inteligência artificial. Também falamos sobre outros temas voltados principalmente para a elaboração de estratégias de combate ao crime organizado que age na fronteira dos dois países”, destacou o secretário da Sejusp.

Mato Grosso do Sul possui 1.517 quilômetros de fronteira, dos quais 1.131 com o Paraguai e 386 com a Bolívia – o que o torna o estado a principal porta de entrada de drogas e armas no Brasil. Somente neste primeiro semestre de 2019 foram apreendidas pelas forças estaduais de segurança pública cerca de 180 toneladas de entorpecentes; desse total, 131 toneladas na região de faixa de fronteira.

Comentário

Larissa Martinelli, publicitária de 31 anos de idade, residente em Campo Grande, morreu na madrugada deste sábado (13), em princípio acometida de um mal súbito, quando estava na companhia de uma amiga em uma tabacaria localizada na região central da Capital.

De acordo com o relato da amiga, as duas beberam algumas cervejas e em seguida a publicitária disse que começou a se sentir mal, depois de escorar no ombro com sintomas de tontura, desmaiou e caiu no chão do estabelecimento. O dono da tabacaria percebeu a situação e ligou para o Samu, cuja equipe esteve no local onde tentou reanimar a vítima, mas ela morreu.

A amiga afirmou que Larissa, por sofrer de pressão alta, sempre apresentou sintomas parecidos quando as duas saiam juntas, mas sempre passava após alguns minutos. Ela também alega que Larissa não fazia uso de drogas, conforme repercutiu o site MSurgente.

Comentário

O Centro de Treinamento Bel & Lilian de Vôlei de Praia, patrocinado pela Tapioca Copasul, completa três anos de atuação em Campo Grande e vai realizar neste fim de semana um Open de Vôlei de Praia para comemorar a data. O evento começou na manhã deste sábado (13) e vai até domingo (14), reunindo os melhores atletas do Estado.

As disputas, com os melhores, ranqueados pela Federação de Vôlei de Mato Grosso do Sul, divide em duas categorias os atletas do feminino e masculino. A intenção é fazer uma confraternização entre alunos/atletas e os demais convidados “que sempre nos prestigiam de alguma forma”, explica Lilian Omido, que fundou, com a irmã Bel, o primeiro CT do Estado na modalidade.

A competição acontece no clube AABB de Campo Grande, parceira para a realização. Serão utilizadas duas quadras para a distribuição das categorias. Aos quatro primeiros colocados em cada categoria será distribuída premiação em dinheiro, medalhas e brindes.

O Centro de Treinamento é patrocinado pela Tapioca Copasul, como parte da política de incentivo às ações sociais da Copasul (Cooperativa Agrícola Sul-Mato-Grossense) e no local do Open haverá degustação da tapioca com a marca da cooperativa, produto desenvolvido para o consumidor.

Comentário

Após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral), morreu neste sábado (13) na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Evangélico, o servidor público municipal Nelson Pereira dos Santos.

Ele era motorista do veículo que atende ao Conselho Municipal de Saúde e morreu em decorrência dos problemas cardíacos.

Comentário

Página 7 de 1373

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus