Imprimir esta página
Quarta, 11 Dezembro 2019 10:18

Barbosinha defende liderança do Governo como ‘ponte pelo diálogo’ Destaque

Escrito por
Deputado Barbosinha dedicou primeiro ano a intermediar ações do Governo com a Assembleia Deputado Barbosinha dedicou primeiro ano a intermediar ações do Governo com a Assembleia Assessoria/João Garrigó

Líder do Governo na Assembleia Legislativa neste primeiro ano do segundo mandato do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o deputado Barbosinha (DEM) definiu as ações desenvolvidas como “importantes para intermediar projetos do Governo, sem descuidar do mandado, e ainda assegurar o apoio dos colegas” aos pleitos do Governo encaminhados para a apreciação do Parlamento.

“Liderança impõe o ônus da função – você tem que estar na linha de frente dos projetos do governo, mas também traz o bônus – quando vemos o resultado de alguns embates que resultam em reformas estruturantes”, definiu Barbosinha, ao fazer um balanço da atuação parlamentar em 2019.

O deputado citou a reforma da Previdência estadual, em debate agora na Assembleia como uma das questões polêmicas, além de projetos do Governo que visavam assegurar o equilíbrio financeiro do Estado para continuar honrando compromissos com servidores públicos e a população.

O papel do líder, conceituou Barbosinha, é o de “construir pontes entre o Governo e o Legislativo, levar o pensamento da maioria dos parlamentares dentro da casa para o Governo e ajudar a construir um projeto que seja compatível com interesses sociais”.

Nesse sentido, o deputado comemorou o fechamento de um ano onde houve o encaminhamento de audiências públicas importantes, citando a da CCR e os impactos da concessão do trecho da BR-163 que corta várias cidades de Mato Grosso do Sul. “Contribuiu para uma tomada de posição da ANTT (a Agência Nacional de Transportes Terrestres), pela redução da cobrança de tarifas de pedágio, embora haja decisão judicial suspendendo essa cobrança, mas já manifestou o sentimento do usuário da rodovia que não quer simplesmente pagar por um serviço onde não tem a contrapartida dos benefícios prometidos – duplicação, travessias urbanas, viadutos, passarelas, por exemplo”.

Também enumerou os vários debates e audiências em torno dos serviços oferecidos pela Energisa, a concessionária de distribuição de energia elétrica no Estado, que resultaram na instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), da qual o deputado faz parte, como vice-presidente, e que busca encontrar uma solução para a disparidade na cobrança tarifária em relação aos serviços prestados, e projetos de lei como o que institui as doulas no acompanhamento de partos na rede pública, “sem dúvida um suporte mais do que necessário nesse momento das futuras mães”.

Para Barbosinha, a liderança do Governo foi uma experiência para poder conduzir o debate de forma ética, responsável, “assumindo posicionamentos muitas vezes impopulares, mas levando em conta o sentimento de que a Assembleia Legislativa é o agente indutor das manifestações democráticas para produzir leis e instrumentos de melhoria na vida das pessoas”. (Da assessoria)

Redação Douranews

Mais recentes de Redação Douranews