Timber by EMSIEN-3 LTD
Sexta, 13 Novembro 2020 11:23

Debate organizado no Simted ofereceu oportunidade para propostas na reta final

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Presidente do Simted, Juliano Mazzini, explica regras do debate na abertura de encontro com candidatos Presidente do Simted, Juliano Mazzini, explica regras do debate na abertura de encontro com candidatos Douranews

Seis dos sete candidatos a prefeito de Dourados atenderam convite do Simted, o sindicato municipal dos professores da rede pública e das associações de docentes da UFGD e da UEMS, para o debate realizado na noite desta quinta-feira (12), o único durante toda a campanha, com tema voltado aos problemas da educação e da saúde, principalmente, para a futura gestão.Apenas o candidato do PSL, advogado Mauro Thronicke, não compareceu.

Entre os temas propostos pelas entidades, os candidatos Alan Guedes (PP), Barbosinha (DEM), Wilson Matos (PTB), Racib Harb (PRB), João Carlos (PT) e Jeferson Bezerra (PMN) tiveram oportunidade de apresentar propostas e soluções e de apontar como isso poderá ser feito. Houve troca de farpas entre os dois candidatos que polarizam a disputa.

Alan Guedes tentou evitar qualquer ligação com a atual administração, principalmente quando teve que explicar, provocado por Barbosinha, porque não assinou CPI sugerida pela bancada de oposição à prefeita Délia Razuk na Câmara, formada por parte dos vereadores do DEM, PSD e do PT e embora se dizendo oposição [ele era do DEM até antes das convenções que o indicaram candidato], “não votei porque presidente não vota”, justificou. Em troca, o vereador procurou associar o adversário ao que chamou de descaso do Governo com Dourados, na área de saúde, particularmente, “quando o secretário de estado usa a campanha como palanque para me atacar, porque não se reelegeu deputado federal”, referindo-se a Geraldo Resende.

Wilson Matos e Racib Harb procuraram apontar algumas iniciativas voltadas à retomada do crescimento, o primeiro justificando que “sei o que é passar fome, me orgulho de ter sido cortador de cana por 15 anos” e o segundo centrando as críticas no que definiu como “mesmice da política local” representada, segundo ele, pelas candidaturas que despontam na disputa. João Carlos preferiu centrar o foco nas experiências do PT, enalteceu os dois mandatos do ex-prefeito Tetila e disse que Dourados tem um pensamento universitário em ascensão graças à visão do ex-presidente Lula, enquanto Jeferson Bezerra anunciou que vai extinguir cargos, acabar com secretarias e eliminar focos de corrupção no Serviço Público.

Todos os participantes do debate concordaram que é preciso cuidar da Educação e da Saúde, temas mais explorados durante as mais de três horas de troca de impressões no evento, com programas que possibilitem a autonomia da escola pública, a partir da eleição democrática de diretores, o fortalecimento da ação pedagógica e a valorização profissional, para recuperar o retrocesso provocado pela pandemia.

Ao final, o deputado Barbosinha, que lidera todas as pesquisas até agora, disse que o debate deixou claro que o melhor projeto é o da coligação que ele encabeça, com apoio do Governo do Estado e da União, “e que ficou muito claro quem aqui representa a continuidade da atual administração, de forma nítida e muito clara, e que foi silente e omissa ao longo desse processo com os problemas de Dourados”. Alan Guedes preferiu alertar o eleitor sobre atuação de deputados que aprovaram aumento de ICMS, do combustível e a redução de vantagens na Educação, bordão utilizado contra o principal adversário ao longo da campanha.

Última modificação em Sexta, 13 Novembro 2020 11:34

DESTAQUE NACIONAL

  • Douranews Anúncio
  • unimed fevereiro

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis