Timber by EMSIEN-3 LTD

Eleições (1899)

A partir desta quarta-feira (4), até o dia 14, véspera das eleições para prefeito de Dourados, o DOURANEWS passa a publicar a segunda fase de perguntas com os sete candidatos que se habilitaram na Justiça Eleitoral para a disputa. Nessa rodada, as perguntas são relacionadas com o programa de governo dos candidatos e métodos a serem adotados pela futura gestão.

Desde quando começou o horário reservado à propaganda eleitoral, no dia 11 de outubro, foram apresentadas 21 perguntas a todos os candidatos, na primeira fase do questionário, aplicado de acordo com o calendário nacional de datas. As perguntas versaram sobre questões ligadas com o funcionamento da máquinas pública, até curiosidades como o chamado ‘dia das bruxas’ na visão dos postulantes ao cargo de prefeito.

Nesta etapa, de 11 perguntas, o DOURANEWS quer saber como o futuro prefeito pretende encarar, por exemplo, questões estruturais nas áreas da saúde, educação, infraestrutura, habitação, funcionalismo público e até sobre o relacionamento com a nova Câmara de Vereadores que vai sair das urnas no dia 15 e também sobre o papel a ser desempenhado pela futura primeira-dama do Município.

As respostas, enviadas em tempo hábil, segundo as regras estipuladas que equivale ao dia anterior ao da publicação, são inseridas em link que pode ser acessado no quadro ‘Fala, candidato’, à direita na página inicial do site.

Comentário

Uma mega-carreata marcou o encerramento da primeira fase da campanha do candidato a prefeito Barbosinha (DEM/PSDB/Solidariedade/PSD/Podemos/MDB/Patriota/Avante/PSB), junto com o candidato a vice Valdenir Machado, fechando o mês de outubro em Dourados. A mobilização reuniu mais de 3 mil pessoas e foi encerrada com uma grande concentração no Clube Ubiratan, na região da Cabeceira Alegre.

Lideranças políticas, como a ministra do Governo Bolsonaro, Tereza Cristina Dias e o vice-governador Murilo Zauith, que assume o Governo provisoriamente a partir desta semana que começa, além do deputado Renato Câmara, foram pessoalmente apoiar o projeto para reconstruir Dourados.

“Quero agradecer esse apoio que nosso projeto está recebendo não apenas de líderes preocupados em contribuir com a reconstrução da nossa cidade, mas, sobretudo, do eleitor que abraça e apoia nossas propostas”, enfatizou Barbosinha, destacando o ‘exército’ de candidatos à Câmara de Vereadores.

A carreata percorreu as ruas Eulália Pires, na Vila Cachoeirinha, avenida Marcelino Pires, percorrendo a área central, passando pelo Água Boa, região do Izidro Pedroso, Canaã I e finalizou no Clube Ubiratan, com grande encontro de apoiadores e a comunidade em geral. “Fomos bem recebidos por todos os lugares por onde passamos e a demonstração espontânea de apoio das pessoas aponta que estamos no caminho certo”, analisou Valdenir Machado.

A ministra ficou o tempo todo ao lado de Barbosinha e foi saudada pelas pessoas que estavam na rua e reconheceram Tereza Cristina como uma das mais importantes colaboradoras do presidente Jair Bolsonaro, encarregada de projetar e construir uma nova imagem do Brasil no cenário internacional.

Neste primeiro período da campanha, Barbosinha e Valdenir já percorreram praticamente todos os bairros de Dourados, procurando levar suas propostas de forma objetiva e sem promessas de “milagre”. Sobre o evento desta sexta-feira ele entende que “foi uma demonstração de que a população aprova nosso projeto de reconstrução e o alinhamento que construímos com o Estado e o Governo Federal”, concluiu.

Acesso direto

A ministra Teresa Cristina, que é deputada federal licenciada pelo DEM/MS para o exercício do cargo, falou do acesso direto com o presidente da República e, principalmente, a confiança que Jair Bolsonaro tem no trabalho que realiza. "Faço um apelo para que Dourados eleja Barbosinha prefeito porque essa relação que tenho com o presidente pode garantir ações diretas do Palácio do Planalto para o município", transmitiu.

"Habilidade e competência ele tem de sobra e já provou isso em sua trajetória política e administrativa", complementou a ministra, que foi saudada pelo vice-governador Murilo Zauith como a principal ‘ponte’ de Dourados com o Governo Federal a partir de janeiro. Murilo lembrou que quando vai a Brasília, defender os interesses de Mato Grosso do Sul, “é na sala da Tereza, no Ministério, que converso com os principais ministros da Repúiblica e os dirigentes de empresas como da Caixa Econômica e dos bancos oficiais, que ela reúne pra gente”.

Em discurso contundente, o vice-governador disse que Dourados precisa de ações urgentes. “É só o Estado quem está tocando, o Município não tem nenhuma obra em andamento na cidade e nem na zona rural. É o momento de eleger uma pessoa com ideias novas e com experiência de fazer bem feito e essa pessoa tem nome: É Barbosinha número é 25", enfatizou Murilo.

"Dourados tem pressa e não tem tempo para fazer experiência em gestão. Nosso candidato já foi testado e aprovado, na política e na gestão", completou, citando as duas eleições de Barbosinha como deputado e as passagens dele pela presidência da Sanesul e na Secretaria de Segurança Pública.(Da assessoria)

Comentário

O candidato a prefeito de Dourados pela coligação “Respeito por Dourados”, Alan Guedes (PP) tem conversado com profissionais de diversas categorias para identificar necessidades e direcionamentos para a próxima gestão e, nesta semana, o encontro foi com integrantes do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate de Endemias da Região da Grande Dourados (SINDRACSE).

Alan assinou uma carta compromisso com a entidade que destaca uma série de reivindicações dos trabalhadores, a maioria delas referentes à melhores condições de trabalho. Entre os pedidos está o fornecimento de crachás de identificação, uniformes e bolsas para que se possa transportar materiais básicos. Além disso, o documento do SINDRACSE solicita que o governo municipal proporcione cursos de capacitação profissional para que os agentes possam desempenhar as atividades com excelência.

A entidade solicita também que o valor da hora plantão que os agentes de combates as endemias recebem seja revisto e estendido aos agentes comunitários de saúde, que ainda não são contemplados.

Para Alan Guedes, ouvir esses profissionais é de fundamental importância pela proximidade que têm com a população. “E não apenas agora durante a campanha, mas durante a nossa gestão. Queremos manter o diálogo com essa e com todas as categorias que fazem parte da cadeia multidisciplinar da saúde”, disse.

O candidato ainda destacou a organização e representatividade do SINDRACSE. “Tenho tido uma relação cordial e respeitosa com o Sindicato durante minha gestão como presidente da Câmara. Eles sempre apresentam pautas relevantes para serem debatidas e essas propostas serão incorporadas no plano de ação em nossa administração”, concluiu Alan Guedes. (Da assessoria)

Comentário

Sábado, 31 Outubro 2020 07:19

Douranews pergunta, o candidato responde

Escrito por

31 de outubro
O senhor já participou de alguma comemoração do ‘dia das bruxas’, tem medo ou acredita em bruxaria?


Alan Guedes (Progressistas)
(resposta não enviada)

Barbosinha (DEM)
O culto às ações e rituais que carregam a marca do paganismo nunca foram exercidas por mim e os da minha família. Lembro da infância onde nossos pais ensinavam a orar e agradecer a Deus todos os dias, por todas as coisas. E a pedir, em nome Dele, as bênçãos de cada dia. Essa é a nossa prática e a nossa postura, de obedecer e temer a Deus. Respeitar as diferenças de cada um e amar o próximo, sobre todas as coisas, vai nos ajudar a construir uma sociedade mais fraterna.

Jeferson Bezerra (PMN)
Tenho formação cristã. Sou evangélico e temente a Deus. Respeito as escolhas das pessoas pois vivemos num país laico. Todos acreditam e defendem o que acham conveniente. Prefiro ser guiado por Deus em seus princípios e regras...

João Carlos (PT)
Muitas mulheres foram condenadas à fogueira na idade média e moderna acusadas de bruxaria, feitiçaria e de realizarem “pacto com o demônio”. Eram na prática, curandeiras. O problema central é a intolerância. Por que se temem as mulheres empoderadas? Elas representam uma ameaça? O que não se consegue controlar causa medo e temor. Por exemplo, em momentos de crise, se escolhe algum grupo social para ser alvo de responsabilização, e o pior, se tenta eliminá-lo. Por isso, a comemoração do dia das bruxas carrega certo encantamento e ambiguidade, na festa simbolicamente as bruxas estão à solta, mas tudo sob controle... Em nosso Programa, as mulheres ocupam centralidade nas políticas públicas.

Mauro Thronicke (PSL)
(resposta não enviada)

Racib Harb (Republicanos)
(resposta não enviada)

Wilson Matos (PTB)
(resposta não enviada)


As perguntas foram enviadas, via WhatsApp, a todos os candidatos/assessorias

Comentário

Sexta, 30 Outubro 2020 07:42

Douranews pergunta, o candidato responde

Escrito por

30 de outubro
O senhor pretende fazer valer o feriado do dia 20 de dezembro, feriado municipal previsto na Lei Orgânica,

ou vai continuar trocando pelo dia 8 de dezembro?

Alan Guedes (Progressistas)
(resposta não enviada)

Barbosinha (DEM)
Nossa lei garante o feriado do dia 20 de Dezembro e eu penso que, historicamente, essa data deva ser reverenciada sempre, até como um tributo aos pioneiros que batalharam pela emancipação, mas também podemos comemorar com trabalho, arte, cultura, recreação, porque não? Esse é um assunto que vai ser amplamente debatido pelas nossas equipes, e em nada contrasta com o feriado do dia 8, dedicado à nossa Padroeira Imaculada Conceição.

Jeferson Bezerra (PMN)
Essa é uma questão que interessa de perto ao comercio douradense. Acredito que precisamos discutir a questão a luz das necessidades e interesse da maioria, democraticamente.

João Carlos (PT)
(resposta não enviada)

Mauro Thronicke (PSL)
(resposta não enviada)

Racib Harb (Republicanos)
(resposta não enviada)

Wilson Matos (PTB)
(resposta não enviada)

Todos os candidatos/assessorias receberam as perguntas pelo canal de WhatsApp

Comentário

O Instituto Ranking divulgou na manhã desta sexta-feira (30) mais uma pesquisa eleitoral realizada no município de Dourados, com registro no TSE sob o número: MS-07550/2020. Os dados foram colhidos entre os dias 26 e 29 de outubro. Foram entrevistadas 500 pessoas acima de 16 anos, em todas as regiões da área urbana, distritos e zona rural.

A pesquisa seguiu todos os requisitos da resolução de número 23.600/2019 do TSE. A amostragem tem margem de erro de 4,40% para mais ou para menos, e intervalo de confiança de 95%.

Os números indicam que é menor o índice de eleitores indecisos/não sabem e revelam o crescimento da candidatura do indígena Wilson Matos (PTB), o último a ser lançado, ao mesmo tempo em que consolida a liderança do deputado Barbosinha (DEM) na disputa.

Durante a amostragem os pesquisados também tiveram a oportunidade de colher dados de intenção de voto para vereadores(as) e prefeito de forma espontânea e estimulada, e também apontar rejeição aos candidatos ao cargo do executivo municipal.

Confira os resultados na sondagem espontânea:

ranking espontanea 28 e 29102020

 

Comentário

O candidato a prefeito da coligação ‘Igualdade Para Todos’ (PTB-PDT), Wilson Matos, esteve na tarde desta quarta-feira (28), acompanhado do candidato a vice-prefeito, professor Léo, na sede da Associação Comercial de Dourados onde entregou ao presidente Nilson dos Santos uma cópia do seu Plano de Governo.

Além de responder a algumas perguntas, o candidato se comprometeu a, dentre outras medidas, criar um ambiente institucional propício ao empreendedorismo, com redução da burocracia e outras ações oficiais que viabilizem o setor. Uma das principais reivindicações dos empresários, prontamente acatada, foi que, se eleito, Wilson regulamente no âmbito do município a Lei 13.874 de 2019, mais conhecida como “Lei da Liberdade Econômica”. Promulgada pelo presidente Jair Bolsonaro, ela é responsável por definir normas que protegem a livre iniciativa de atividades econômicas e diminuem a participação do Estado como agente de intermediação e regularização.

“Conheço de perto os transtornos que a burocracia causa aos senhores, inclusive por conta da minha atuação como advogado. A burocracia sempre foi um entrave para todos os cidadãos e principalmente para quem quer empreender, a ponto de já ter havido na estrutura do Governo Federal um Ministério apenas para traçar políticas para acabar com os entraves que ela causa”, afirmou o candidato, referindo-se ao Ministério da Desburocratização, que existiu de 1979 a 1986 com o objetivo de diminuir o impacto da estrutura burocrática na economia e vida social brasileiras. O titular era Helio Beltrão. “Os comerciantes e demais empreendedores tem de mim o compromisso de ser um aliado desse “mal” que é a sobreposição de papéis exigindo inúmeras condições para que o cidadão possa investir e gerar empregos, através da regulamentação da Lei da Liberdade Econômica e outras medidas em conjunto com o legislativo municipal”, garantiu Wilson Matos.

O presidente da Aced, por sua vez, entregou ao candidato do PTB um exemplar da Cartilha do Prefeito Empreendedor, elaborada pelo Sebrae e que está sendo distribuída aos candidatos de todo o país com sugestões e dicas de como impulsionar o comércio nos municípios. (Da assessoria)

Comentário

Quinta, 29 Outubro 2020 07:12

Douranews pergunta, o candidato responde

Escrito por

29 de outubro
Hoje é o dia nacional do livro. Lembra qual o último que leu e qual está lendo agora?


Alan Guedes (Progresssistas)
(resposta não enviada)

Barbosinha (DEM)
(resposta não enviada)

Jeferson Bezerra (PMN)
O último livro que li foi sobre marketing eleitoral para que eu conhecesse alguns conceitos para usar em nossa campanha. Desejo me aprofundar em leituras sobre gestão pública e experiência de outras pessoas nessa área.

João Carlos (PT)
O último livro que li foi do analista político Giuliano Da Empoli: Os engenheiros do Caos. O autor é conselheiro político e trata como as redes sociais foram utilizadas nos últimos anos, em países europeus e nos EUA, para influenciar eleições. Há a identificação de insatisfação em determinadas populações, ambiente propício principalmente para disseminar ódio e medo, o que favoreceu eleições de candidatos não convencionais e da direita. O livro que atualmente estou lendo é do historiador holandês Rutger Bregman: Utopia para Realistas: como construir um mundo melhor. Um dos argumentos de Rutger, o maior investimento que um país pode fazer é em pessoas. O estabelecimento de uma renda básica para os cidadãos só melhora a autoestima das pessoas, as tornam proativas e todos saem ganhando.

Mauro Thronicke (PSL)
(resposta não enviada)

Racib Harb (Republicanos)
(resposta não enviada)

Wilson Matos (PTB)
(resposta não enviada)

Comentário

Quarta, 28 Outubro 2020 07:51

Douranews pergunta, o candidato responde

Escrito por

28 de outubro
O que os servidores públicos podem esperar dessa gestão em temas ligados ao PCCR, novos concursos, reforma administrativa e demissão incentivada?

Alan Guedes (Progressistas)
(resposta não enviada)

Barbosinha (DEM)
Quando celebramos o ??? ?? ???????? ?ú?????, entendo que a melhor maneira de comemorarmos esta data é falando sobre melhores condições de trabalho para eles. No meu Plano de Governo, teremos especial atenção com os servidores públicos e suas necessidades, pois uma boa gestão só se faz com esses profissionais ???????????, ??????????? e ?????????????. Adotar políticas de capacitação, qualificação, treinamento e educação continuada, promover políticas que melhorem as condições de saúde, bem-estar e segurança do trabalho para todos e revisar e analisar o plano de carreira de todos os setores, garantindo conquistas e direitos fundamentais, vai consolidar a construção da ???????? ??? ? ????? ????

Jeferson Bezerra (PMN)
Quero acima de tudo valorizar o servidpor público e se essa valorização passar por revisões no PCCR vamos faze-las. Temos que cumprir as leis... Sou um legalista e respeito a maioria.

João Carlos (PT)
Antes de qualquer coisa, destacamos que os defensores do Governo Bolsonaro apoiam abertamente o fim do serviço público e que os seus representantes nos Estados e Municípios têm agido no sentido de retirar direitos dos Servidores e diminuir o papel dos serviços públicos. Recentemente o governo do Estado e a sua bancada estadual aprovaram a diminuição dos salários dos professores e temos acompanhado os movimentos da gestão municipal querendo mudar o PCCR dos servidores com o claro objetivo de precarizar os serviços públicos, retirando recursos de políticas públicas que são fundamentais para o desenvolvimento da nossa cidade. Para o PT, o serviço público é instrumento fundamental para o enfrentamento das desigualdades sociais. Trabalharemos no sentido de abrir concursos públicos para suprir as necessidades da gestão, preservando os direitos conquistados e mantendo diálogo direto com os servidores para buscar o fortalecimento do serviço público. Não somos favoráveis a nenhuma reforma administrativa que tenha como objetivo, explícito ou implícito, de atacar direitos e precarizar os serviços públicos, bem como, medidas de demissões incentivadas, que ao fim e ao cabo, prejudicam os segmentos da sociedade mais fragilizados e que dependem da presença do poder público.

Mauro Thronicke (PSL)
(resposta não enviada)

Racib Harb (Republicanos)
(resposta não enviada)

Wilson Matos (PTB)
(resposta não enviada)

Comentário

Candidato a prefeito de Dourados pelo PMN, o jornalista Jeferson Bezerra defendeu uma maior interlocução com a Prefeitura de Itaporã pelo fortalecimento econômico das cidades ao entorno. "Creio que é urgente haver certo entendimento entre os dois gestores pela nova configuração da economia local, o que irá consolidar de fato a instalação do frigorífico destinado ao abate de peru, a proposta pode gerar quase 2 mil empregos. Vejo que o administrador é o principal indutor de parcerias, e mesmo sediado no Município vizinho, este empreendimento sempre gerou direta ou indiretamente divisas aos douradenses, portanto o Governo Estadual e Assembleia Legislativa também precisam se empenhar nessa causa", classificou.

"Temos plenas condições de viabilizar este projeto de longo e médio prazo, essa nova unidade terá capacidade para abater quase 40 mil perus, associada à construção de 100 módulos de aviários, aquecendo ao mesmo tempo a agroindústria regional nas pequenas propriedades rurais, seja em Dourados ou Itaporã, estas poderão ser as fornecedoras de matéria prima. Para isso precisamos da interação dos dois Municípios, Estado e iniciativa privada, apresentando condições para este salto econômico importante, isso de forma regionalizada", disse Jeferson.

Bezerra diz que a proposta é desafiadora, tanto que viabilizará a ação através da sintonia com os gestores e parlamentares estaduais, pois apesar da crise financeira global, as autoridades políticas precisam conceder incentivos fiscais trocando impostos por emprego. "A vinda dessa multinacional no abate de perus pode reaquecer a economia não somente de Itaporã, mas também em toda a região da Grande Dourados. É de suma importância a geração dos novos postos de trabalho, mas isso depende da atuação forte dos gestores incentivando a consolidação desse projeto”, finalizou. (Da assessoria)

Comentário

Página 3 de 136

DESTAQUE NACIONAL

  • Douranews Anúncio
  • unimed fevereiro

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis