Timber by EMSIEN-3 LTD

Eleições (1899)

O Tribunal Regional Eleitoral confirmou, no final da tarde desta quinta-feira (8), a homologação do pedido de registro de candidatura do advogado Mauro Thronicke Rodrigues, que disputa as eleições de prefeito em Dourados pelo PSL, o partido que elegeu o presidente da República, Jair Bolsonaro, há dois anos. Atualmente, o presidente do Brasil está trabalhando para constituir o Aliança pelo Brasil, pelo qual deve disputar a reeleição em 2022.

Antes de Thronicke, a Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul já havia homologado a chapa encabeçada pelo farmacêutico Racib Harb, pelo Republicanos. Ele concorre com a instrutora de autoescola Dilvania Todescato de vice-prefeita. O candidato a vice na chapa do candidato do PSL é o bancário João Fabiano Davansso.

Ainda faltam ser confirmados os pedidos apresentados de registro para a disputa eleitoral deste ano dos candidatos a prefeito Alan Guedes, do Progressistas; Barbosinha, do DEM; Jeferson Bezerra, do PMN; João Carlos de Souza, pelo PT e o advogado Wilson Matos, do PTB.

Comentário

Se ainda estivesse vigente o calendário eleitoral definido no começo do ano para as Eleições 2020, Dourados teria amanhecido nesta segunda-feira (5) com novo prefeito eleito e uma nova formação para a Câmara de Vereadores. Pelo calendário inalterado, as eleições em primeiro turno estavam agendadas para o dia 4 e, em caso de segundo turno, para 25 de outubro em todo o País.

Porém, em razão da pandemia mundial do novo coronavírus, resolução do TSE (o Tribunal Superior Eleitoral) aprovou o novo calendário eleitoral, adequado aos dispositivos da Emenda Constitucional 107/2020, definida pelo Congresso Nacional, que adiou o primeiro e o segundo turno das eleições, respectivamente, para os dias 15 e 29 de novembro deste ano.

Em Dourados, sete nomes solicitaram inscrições para disputar a Prefeitura e aguardam julgamento das candidaturas: Alan Guedes (Progressistas), Barbosinha (DEM), Jeferson Bezerra (PMN), João Carlos de Souza (PT), Mauro Thronicke (PSL), Racib Harb (Republicanos) e Wilson Matos (PTB).

Comentário

A campanha do vereador Alan Guedes e do médico Guto Moreira, aprovados nas convenções do PP e do PL para disputarem a Prefeitura de Dourados, foi lançada oficialmente domingo (27), no primeiro dia permitido pela Justiça Eleitoral. O candidato do PP e seu vice estiveram na Praça Antônio João distribuindo material de campanha e santinhos para candidatos a vereador e simpatizantes da coligação “Respeito Por Dourados”.

Todos os cuidados para evitar a propagação do novo coronavírus foram tomados, como a exigência do uso de máscaras e distribuição de álcool em gel para higienização. A entrega foi feita no sistema drive-thru. Em fila, os candidatos passavam de carro onde estavam Guedes e Guto, pegavam o material e colavam o adesivo no vidro traseiro do veículo.

Segundo Alan Guedes, ir para a rua já no primeiro dia de campanha foi opção para mostrar que o grupo está preparado para o pleito. “Eu e o Guto, juntos, iniciamos oficialmente a campanha reunindo nossos candidatos à Câmara Municipal ao lado das pessoas que estão na nossa campanha, amigos que estão ajudando a organizar os bastidores e fizemos questão de levar nossas famílias para esse primeiro ato público”, disse o candidato.

“Sem amarras”

O fato de não contar com muitos partidos na coligação não é visto como um problema por Alan Guedes. A coligação entre o Partido Progressistas, Partido Liberal e Cidadania deve ser entendida pelo eleitor como uma boa opção. “O sentimento que temos neste momento é que o eleitor tenha entendido a importância desse projeto para o futuro da cidade. Um projeto sem amarras, sem a participação de nenhum grupo político dominante. Estamos justamente fazendo esse projeto para contribuir com os destinos de Dourados”, define o vereador.

Alan Guedes tem 34 anos e está no segundo mandato como vereador, sendo o atual presidente da Câmara de Dourados. Essa experiência e a boa conduta para comandar a Casa de Leis ele quer levar agora para o Executivo, como fez questão de mostrar no contato aberto com a população. Ele disse que teve uma aceitação muito boa. “Muitas pessoas passaram, viram e voltaram para adesivar os carros e ficamos muito felizes com esse primeiro ato público de campanha”, conclui. (Da assessoria)

Comentário

Apesar do número recorde de candidatos para a Prefeitura de Dourados [sete chapas protocolaram pedido de registro], a disputa deve ser polarizada por dois concorrentes de maior cacife político na cidade: o deputado estadual José Carlos Barbosa (DEM) e o atual presidente da Câmara de Vereadores Alan Guedes (PP).

Barbosinha tem a preferência do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), de quem foi secretário de Justiça e líder na Assembleia e de cujo partido escolheu o vice, o ex-deputado Valdenir Machado. Já Alan Guedes tem a simpatia da prefeita Délia Razuk (sem partido), como ela própria revelou em entrevista ao DOURANEWS e cujo ex-adjunto da Saúde e figura ligada na família, o médico Guto Moreira, foi escolhido candidato a vice.

Reportagem deste domingo (27) no site Campo Grande News, detalhando todas as alternativas oferecidas aos 164.395 eleitores cadastrados no segundo maior colégio eleitoral de Mato Grosso do Sul, repercute que, aos 55 anos, Barbosinha entra na eleição com apoio do PSDB, o partido do governador Reinaldo Azambuja, e relata que a legenda tucana indicou como candidato a vice-prefeito o veterano político douradense Valdenir Machado, ex-coordenador do escritório regional do Governo em Dourados.

Além do DEM e PSDB, a coligação “Reconstruir é Nosso Desafio” tem Avante, Patriota, Podemos, PSB, MDB, PSD e Solidariedade.

O principal concorrente de Barbosinha é o jovem político douradense Alan Guedes. Aos 34 anos, o advogado de carreira cumpre o segundo mandato na Câmara de Vereadores e entra na sexta disputa eleitoral. Em 2018, teve 11.145 votos como candidato a deputado federal, lembra a reportagem. Guedes, à época no DEM, foi impulsionado pelo hoje vice-governador Murilo Zauith e o atual primeiro secretário da Assembleia, Zé Teixeira, ambos agora no projeto de Barbosinha.

Relata o Campo Grande News: “Alan Guedes tem como candidato a vice o médico Carlos Augusto Moreira (PL), o Doutor Guto, outro douradense nato. Guto foi secretário adjunto de Saúde na gestão de Délia Razuk em 2017. Sobrinho do ex-prefeito José Elias Moreira, que ocupou uma das principais secretarias no governo Délia Razuk (Planejamento) e depois se tornou conselheiro da prefeita, Guto é filho de uma amiga e assessora de longas datas de Délia Razuk. O PL, partido de Guto Moreira, foi a legenda pela qual a prefeita foi eleita em 2016, derrotando o também candidato apoiado pelo governador, o atual secretário estadual de Saúde Geraldo Resende”.

Oficialmente, a atual prefeita ainda não se pronunciou, mas a tendência é declarar apoio ao candidato do PTB, o advogado indígena Wilson Matos. O partido é liderado atualmente em Dourados pelo filho de Délia, o deputado estadual Neno Razuk. Mas, Délia Razuk declarou recentemente que gostaria de ver Alan Guedes no comando do município a partir de 1º de janeiro de 2021, na entrevista gravada em vídeo para o DOURANEWS, interpretada por lideranças locais como indicativo de acordo previamente costurado com a indicação do vice na chapa.

“A candidatura própria do PTB é vista pelos adversários de Alan Guedes como manobra para não contaminar o vice. Pesquisas internas teriam revelado que a prefeita poderia tirar votos de qualquer candidato apoiado por ela”, analisa o Campo Grande News.

Comentário

O candidato à Prefeitura de Dourados pelo partido Republicanos Racib Harb, realizou ato simbólico de abertura da campanha eleitoral deste ano na manhã deste domingo (27) na Praça Antônio João. Reunido com candidatos à Câmara de Vereadores do partido, Racib orientou os postulantes sobre a caminhada nas ruas e alinhou as bandeiras de defesa da legenda.

"O nosso compromisso é com a população douradense. Desde o início temos mostrado a nossa liberdade em fazer uma campanha limpa e livre de amarras partidárias. O combate à corrupção, a ordenação efetiva do recurso público e a valorização da vida e da família será a nossa prioridade. Dourados não suporta mais quatro anos de uma gestão incompetente e sem assistência das demandas populares", afirmou o candidato à Prefeitura, conforme divulgou a assessoria.

A partir deste domingo todos os candidatos já podem pedir votos, respeitando as regras da legislação eleitoral e priorizando divulgar números que serão adotados nas urnas e propostas de trabalho. As eleições acontecem no dia 15 de novembro. Dourados possui 19 cadeiras para o legislativo, enquanto para o executivo, devido o número de eleitores, a cidade definirá o sucessor de Délia Razuk já em primeiro turno.

Comentário

Está valendo! A partir deste domingo (27) as Eleições Municipais 2020 entram em uma nova etapa, com o início da campanha aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. Os candidatos estarão liberados, por exemplo, a pedir votos e divulgar propostas nas ruas, na internet e na imprensa escrita. Já a propaganda gratuita em rádio e televisão do primeiro turno – marcado para 15 de novembro - será veiculada de 9 de outubro a 12 de novembro.

No ambiente virtual, em plena pandemia do novo coronavírus, quando a Internet ganha cada vez mais importância, a publicidade eleitoral poderá ser feita nos sites dos partidos e dos candidatos, em blogs, postagens em redes sociais e aplicativos de mensagens, como WhatsApp e Telegram. São proibidos, entretanto, os impulsionamentos de publicações feitas por terceiros, o disparo em massa de mensagens e a propaganda em sites de quaisquer empresas, organizações sociais e órgãos públicos.

Outra conduta proibida, na mira da Justiça Eleitoral, são os conteúdos enganosos ou descaracterizados, utilizados pelos candidatos. Nesses casos, eles serão responsabilizados por publicações desse tipo.

Nas ruas, ficam permitidas bandeiras móveis entre às 6 e 22 horas, desde que não atrapalhem o trânsito de veículos e pedestres. Os carros de som só serão permitidos em carreatas, passeatas ou durante comícios e reuniões. Os candidatos também podem colocar em mesas materiais impressos de campanha.

Para receber denúncias de cidadãos, além do registro em cartórios eleitorais e no Ministério Público Eleitoral, o aplicativo Pardal, específico para informar irregularidades de campanhas também estará disponível. Todas as denúncias precisam identificar o cidadão denunciante.

O que pode e o que não pode

Rua (liberados)

Distribuição de santinhos adesivos será permitida até às 22 horas da véspera das eleições (14 de novembro);

Colocação de adesivos em bens privados como automóveis, caminhões, motocicletas e janelas residenciais, desde que não excedam a dimensão de 0,5m2. O material deve conter o CNPJ ou CPF do responsável pela confecção, bem como de quem o contratou, e também a respectiva tiragem;

Até 12 de novembro: Comícios, das 8 horas até à meia-noite, desde que avisado pelo menos 24 horas antes à autoridade policial. Apresentação de artistas estão vedadas;

Até 13 de novembro: anúncios na imprensa escrita desde que respeitem o tamanho máximo do anúncio por edição;

Até o dia 14 de novembro: Alto-falantes ou amplificadores de som podem ser utilizados das 8 às 22 horas, observando-se as restrições de local. Os equipamentos porém, não podem ser usados a menos de 200 metros de locais como as sedes dos Poderes Executivo e Legislativo, quartéis e hospitais, além de escolas, bibliotecas públicas, igrejas e teatros (quando em funcionamento).

Bandeiras e mesas para distribuição de materiais são admitidas ao longo das vias públicas, desde que não atrapalhem o trânsito de pessoas e veículo;

Carros de som ou minitrios são permitidos apenas em carreatas, caminhadas, passeatas ou durante reuniões e comícios, respeitando o limite de 80 decibéis e restrições de local;

Proibidos

Propagandas via telemarketing em qualquer horário.

Disparo em massa de mensagens instantâneas sem permissão do destinatário.

Na Internet (liberados)

Propagandas eleitorais são permitidas em sites dos candidatos, partidos e coligações. O endereço eletrônico deve ser comunicado à Justiça Eleitoral e hospedado em provedor estabelecido no país.

Mensagens eletrônicas são permitidas apenas para endereços previamente cadastrados gratuitamente pelo candidato, partido político ou coligação.

A campanha por meio de blogs, redes sociais, aplicativos de mensagens instantâneas, mas o conteúdo deve ser gerado ou editado pelos candidatos, partidos ou coligações. Todo impulsionamento deverá conter, de forma clara e legível, o número de inscrição no CNPJ ou CPF do responsável, além da expressão "Propaganda Eleitoral”.

Na Internet (não pode)

Veicular propaganda eleitoral em sites de pessoas jurídicas, com ou sem fins lucrativos, e em portais oficiais ou hospedados por órgãos ou entidades da administração pública direta ou indireta;

Impulsionamentos de posts e mensagens por terceiros.

Debates

Permitidos - até o dia 12 de novembro - em rádios ou canais de televisão, assegurada a participação de candidatos dos partidos com representação no Congresso Nacional de, no mínimo, cinco parlamentares.

Comentário

Dois terços da atual Câmara de Vereadores pode vir a ser renovada, se 12 dos 347 candidatos que protocolaram pedidos de registro para disputar novas eleições no pleito do dia 15 de novembro forem eleitos este ano. Entre os candidatos às eleições majoritárias, os sete nomes que pediram registro nunca disputaram a Prefeitura de Dourados.

Venceu neste sábado (26) o prazo para que pré-candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores apresentassem os nomes, com a documentação necessária, para se habilitar à disputa.

Entre os nomes dos que querem voltar para a Câmara, destaca-se o do ex-presidente da casa durante o período em que a atual prefeita Délia Razuk ocupou a chefia do Executivo interinamente, Dirceu Longhi, que chegou a presidente do PT local e secretário do ex-prefeito Laerte Tetila e agora concorre pelo Solidariedade.

Também vão tentar novo mandato o indígena Aguilera de Souza, Cemar Arnal, Laudir Munaretto, Lia Nogueira, Marcelo Mourão, Nelson Sudário, Osmaldo Nunes, Francisco Saraiva, Toninho Cruz, Virginia Magrini e Walter Hora.

Comentário

Em consulta à página oficial da Receita Federal do Brasil, às 18h36 (de Brasília) desta sexta-feira (25), consta a emissão do CNPJ (o Cadastro Geral de Pessoas Jurídicas) em nome do jornalista Jeferson José Bezerra, como candidato a prefeito de Dourados nas eleições de 15 de novembro deste ano depois de aprovado na convenção realizada dia 16 pelo PMN.

CONFIRA AQUI

O comprovante de emissão do CNPJ é uma das condições que a Justiça Eleitoral indica para que os candidatos possam formalizar a abertura de contas em agência bancária como forma de comprovar os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados durante a campanha eleitoral.

O prazo final para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos vence no dia 15 de dezembro, conforme o calendário das Eleições 2020.

Comentário

Dos sete candidatos aprovados em convenções realizadas no prazo legal permitido pela Justiça Eleitoral em Dourados, apenas a chapa encabeçada pelo advogado Mauro Thronicke, primo da senadora Soraya, do PSL, ainda não havia protocolado o pedido de registro para habilitar-se à disputa pela Prefeitura do Município até o começo da noite desta sexta-feira (25), véspera da data limite para esse procedimento.

Na página oficial do Tribunal Regional Eleitoral, na aba registro de candidatos, constavam, nesta sexta, além dos pedidos apresentados pelos candidatos Racib Harb, do Republicanos, o primeiro a encaminhar a documentação e de Jeferson Bezerra, pelo PMN e Alan Guedes (Progressistas), as propostas encaminhadas em um único dia, respectivamente, pelo deputado Barbosinha (DEM), o professor João Carlos de Souza (PT) e o advogado Wilson Matos (PTB).

PARA CONHECER TODAS AS PROPOSTAS

Barbosinha anexou ao pedido, junto com a documentação legal, um Plano de Gestão contendo 36 páginas, onde detalha o que considerado prioridades da coligação ‘Reconstruir é o nosso desafio’. Já o PT sugere a mais longa plataforma de metas, com 130 páginas, ilustrada por algumas imagens e contendo subsídios coletados sob a coordenação do professor Damião Duque de Farias, ex-reitor da UFGD, com 73 colaboradores, a maioria ligados à própria universidade. Por último, o candidato Wilson Matos, do PTB, registrou um plano de 21 páginas com propostas de Governo da coligação ‘Igualdade para todos’.

Comentário

Anunciando como ‘grande novidade’ do Plano de Governo protocolado junto com o pedido de registro de candidatura no portal do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) “o legado da Covid-19”, o vereador Alan Guedes, aprovado na convenção realizada dia 7 pelo PP para a disputa da Prefeitura de Dourados, promete “fazer cumprir os Planos de Cargos e Carreiras do município, recriar o Projeto Esporte Solidário [sucesso no final da gestão do ex-prefeito Braz Melo, nos anos 2000] e discutir a divisão e aplicação dos recursos do Fundersul [programa do Governo do Estado] que visa recuperar, com dinheiro do setor produtivo, estradas rurais e trechos urbanos.

Esses são alguns pontos do compromisso firmado pela coligação “Respeito por Dourados”, como se denomina a chapa encabeçada por Alan Guedes e o médico e ex-secretário adjunto de Saúde da Prefeitura de Dourados, Guto Moreira, em documento protocolado junto com o pedido de registro.

“A Covid-19 atuou como um acelerador de futuro, trazendo de uma só vez para os dias de hoje, situações que aconteceriam naturalmente ao longo dos próximos anos (...) em diversas áreas, como na educação com o conteúdo virtual sendo oferecido a todos os níveis desde as creches até o ensino superior; na saúde com a telemedicina e o atendimento remoto de inúmeras especialidades; nas relações de trabalho com o home office hoje disponível em quase todas as empresas e serviços públicos e que, independente do porte ou ramo de atividade, trouxe impactos importantes no trânsito e na mobilidade (desafiando inclusive a sobrevivência do transporte público), devendo o gestor de Dourados estar preparado para esse cenário”, define o candidato, ao anunciar “gestão coerente, moderna e atenta, para cuidar das pessoas, das suas necessidades básicas e direitos”.

Cuidar das pessoas é o slogan adotado pela administração da prefeita Délia Razuk (sem partido) que encerra o mandato este ano em Dourados.

No Plano de Governo de Alan Guedes e Guto Moreira, a coligação ‘”Respeito por Dourados” também promete vaga em creche e toda criança na escola, consulta na hora, médico e profissionais da saúde a toda hora, segurança da cidade” e diz que é possível valorizar os profissionais da educação, “implementando políticas de valorização das carreiras e nas funções exercidas, assegurando os direitos contidos no Plano de Carreiras, Cargos e Salários (PCCR) e a remuneração adequada”.

Também, de acordo com o documento registrado no TSE, a eventual futura gestão vai implantar o período integral nos CEIMs e no Ensino Fundamental, realizar uma premiação anual das personalidades do esporte, e estudar a viabilidade da criação do Consórcio de Municípios de Saúde da Região Sul, que inclui elaborar um plano de estágio profissional, “adotando os estudantes das mais variadas áreas da saúde, para desenvolverem suas horas práticas e estágios servindo o Município pelo planejamento de supervisão pedagógica das instituições educacionais parceiras”; e ainda, criar uma Agência Municipal de Turismo, “incentivando o turismo nacional e internacional através de campanhas fora do âmbito municipal”.

Alan Guedes retoma projeto que foi uma das bandeiras da gestão do ex-prefeito Murilo Zauith, hoje vice-governador do Estado, de “mudar de um modelo radial centralizado no transbordo na Praça Antônio Alves Duarte, para um sistema tronco com a implantação em um primeiro momento de uma linha principal Leste - Oeste, com a construção de duas estações terminais no Jardim Márcia (Leste) e no Jardim Clímax (Oeste)”, cuja proposta chegou a ser anunciada para Dourados. Ampliar e modernizar as ciclovias, integrando-as ao sistema municipal de transporte coletivo, “transformando os terminais de ônibus em estações intermodais com ponto de chegada e partida das ciclovias” é outro compromisso do candidato.

“Estimular a eficiência energética e aproveitamento da água da chuva nas edificações através de parcerias com o governo do Estado e governo Federal; implantar a criação da usina de reciclagem, no âmbito da coleta de lixo municipal; e instituir Plano Municipal de Saúde e Segurança dos servidores municipais, visando reduzir o absenteísmo e fomentando um ambiente saudável e sem assédio no âmbito do município; além de estabelecer prêmios por desempenho aos servidores, licenças para capacitação (sem limites subjetivos, de acordo com a criação de um Plano Plurianual de Capacitação)”, também são compromissos contidos no programa.

Comentário

Página 6 de 136

DESTAQUE NACIONAL

  • Douranews Anúncio
  • unimed fevereiro

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis