Timber by EMSIEN-3 LTD
Quarta, 18 Agosto 2010 19:05

Enxaqueca também é doença de criança

Manha, frescura e até mesmo desculpa para faltar à escola. Tudo isso passa pela mente de boa parte dos pais quando os pequenos reclamam de dor de cabeça. Mas é importante ficar atento: segundo especialistas, 11% das crianças de 7 a 15 anos sofrem de enxaqueca. Meninas sentem mais dores que meninos, principalmente na puberdade.

De acordo com a neurologista Carla Jevoux, má alimentação, excesso de tempo no computador ou TV, diminuição do tempo de sono e excesso de atividades extracurriculares podem desencadear o problema. Mas as dores também podem estar associadas a doenças mais graves, como infecções no sistema nervoso, problemas renais ou circulatórios, ou até mesmo um tumor.

Jevoux explica que, em casos crônicos, a enxaqueca pode vir com crises de vômito, dor abdominal e até vertigem. "Nos meninos, as crises têm pico de incidência na pré-adolescência. Já nas meninas, são mais comuns no final da adolescência", ressalta.

Os tratamentos não curam de vez a enxaqueca, mas diminuem a incidência, intensidade e a duração das crises em mais de 90%. Para a neurologista, quanto mais cedo o problema for prevenido, maiores são as chances de as crises diminuírem com o passar dos anos. "Os pais devem ficar atentos, principalmente, à alimentação e aos hábitos dos pequenos. Consumo frequente de alimentos gordurosos e com conservantes, adoçantes artificiais, chá e refrigerantes devem ser evitados", orienta.

Publicado em Saúde

O açúcar ajuda a perdoar, de acordo com uma pesquisa da Universidade de Kentucky, dos Estados Unidos. Caso ache que encontrou um motivo a mais para comer muitas guloseimas, calma! O estudo indica que o ato está vinculado à eficiência com que o corpo usa a glicose, não com a necessidade de ingerir mais doces.

Para chegar a essa conclusão, a equipe avaliou a ligação entre o diabetes do tipo 2, com pacientes que não conseguem metabolizar a glicose suficiente da corrente sanguínea, e a capacidade de desculpar por meio de quatro experimentos. E descobriu que homens e mulheres com mais sintomas da doença eram menos tolerantes.

Os cientistas perguntaram sobre a vontade de se vingar se alguém contasse um de seus segredos, e constataram que esses participantes eram mais propensos a persistir com a história. Eles também são mais dispostos a deixar de ajudar alguém que os irritou. (Com informações do portal Terra).

Publicado em Saúde

O jornalista douradense Ademir Freitas Machado, que também é técnico em eletrônica, já comemora os avanços obtidos desde quando decidiu inovar e começou a recuperar e repassar à comunidade carente alguns micro-computadores ainda em condições de uso, que muitas vezes são descartados pela comunidade quando ainda possuem tempo de vida útil satisfatório.

A melhoria no poder aquisitivo da população e o baixo preço de equipamentos novos fazem com que muitas pessoas e até mesmo empresas, lancem no lixo (seletivo ou não) equipamentos considerados “obsoletos”, mas ainda em plenas condições de uso. Foi pensando na poluição que tais equipamentos provocam ao meio ambiente que Ademir resolveu coletar o material para reciclagem e reaproveitamento.

O trabalho é feito de maneira discreta, segundo o jornalista, visto que a maioria dos aparelhos é doada por amigos ou de uso próprio. “O que fazemos é o que os técnicos em eletrônica chamam de maneira brincalhona de “canibalizar” um aparelho. Visto que também sou técnico em eletrônica, reunimos várias sucatas ou micros velhos e procuramos montar um que funcione de maneira satisfatória”, disse ele. O que não pode ser aproveitado é desmontado e o material reciclável, como metais, são doados para os coletores da comunidade.

Explicando melhor a proposta, Ademir Machado disse que o objetivo é estimular uma ONG a promover o incremento da ação, através de convênios com entidades governamentais e afins. O jornalista disse que sente prazer em “ver a alegria estampada no rosto de alguns jovens exemplares da comunidade, que realmente precisam de um micro para realizar seus deveres de escola”. A utilização de uma associação (ong) além de tornar a atividade mais transparente ao receber e doar equipamentos, torna possível as parcerias oficiais.

As pessoas ou empresas que quiserem se desfazer de equipamentos obsoletos (CPU, monitores, impressoras ou outros acessórios) “para desocupar espaço”, devem manter contato pelo celular 9644-3349 ou entregar na loja Giovanelle Embalagens, localizada na rua Joaquim Teixeira Alves 2110 esquina com Camilo Ermelindo da Silva (ao lado do camelódromo), que todo o material será recolhido por Ademir para reaproveitamento.

Publicado em Dourados

Em julho de 2010, foram devolvidos, em todo o país, 1,74% de cheques por falta de fundos, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem fundos. Foi o menor índice verificado para o sétimo mês do ano, desde 2004. Em julho daquele ano, foram devolvidos 1,56% de cheques.

Na comparação entre períodos acumulados , janeiro a julho 2010/2009, nota-se uma queda de 9,8% no número de cheques compensados, ao passo que os devolvidos por falta de fundos recuaram 26,9%, 2,8 vezes mais rápido que o decréscimo em sua compensação. Esses números demonstram que há melhora na qualidade do cheque, com inadimplência regredindo muito mais que a queda em sua utilização.

De acordo com os indicadores da Serasa Experian, a inadimplência com cheques evolui na direção oposta ao verificado com cartões de crédito, financeiras e dívidas com bancos. O consistente recuo nos cheques devolvidos por falta de fundos se deve à preferência do consumidor por dívidas com prazos mais longos que o pré-datado, e que ofereçam a possibilidade de negociar a prestação devida. Com o endividamento em alta, crescendo acima da massa salarial, o consumidor procura alternativas que lhe proporcionem flexibilidade na amortização de suas dívidas.

Na perspectiva de curto prazo, os cheques devolvidos por falta de fundos devem continuar apresentando ligeiros recuos. Essa tendência pode ser alterada no último trimestre do ano, com a chegada do Dia das Crianças e do Natal, quando o consumidor acaba procurando diversas formas de parcelamento.

Publicado em Finanças Pessoais

A Anheuser-Busch InBev, maior cervejaria do mundo, apresentou resultado trimestral acima das expectativas do mercado, resultado impulsionado por condições climáticas favoráveis, fortes vendas no Brasil e também pela Copa do Mundo. Com o bom desempenho, a empresa sinalizou com um crescimento ainda maior no segundo semestre.

A companhia informou que o lucro e o volume de cerveja comercializado superaram suas próprias estimativas, acrescentando que o atual aumento de preços não deve afetar o grupo, pelo menos, até 2012. O volume de vendas total da companhia foi 2,1% maior, superando sua própria projeção para o período, de que ficaria em linha com a alta de 0,8% apurada no primeiro trimestre.

O forte aumento de 13,7% nas vendas de cerveja no Brasil, além de melhores resultados na Grã-Bretanha, ajudaram a equilibrar a queda de 3% registrada nos Estados Unidos e de 7,1% no Canadá, conforme dados divulgados pela Reuters.

A AB Invev disse ter sido beneficiada por um ambiente macroeconômico robusto no Brasil, onde viu sua participação de mercado aumentar de 67,6% para 69,9% na comparação anual. A brasileira AmBev, integrante da AB Inbev, teve lucro líquido de R$ 1,51 bilhão entre abril e junho.

Publicado em Mercados
Durante a festa dos 33 anos do Saudade Futebol Clube, realizada no domingo (15 de agosto) na sede social do Sinsemd, personalidades que marcaram história na "era de ouro" do futebol amador da LEDA (Liga Esportiva Douradense de Amadores) e parte do profissionalismo creditaram a apatia do esporte nos tempos atuais ao fim dos clássicos locais, principalmente entre o Ubiratan Esporte Clube e o Operário Esporte Clube, assim como no profissionalismo da curta existência do CAD (Clube Atlético Douradense).

Algumas dessas personalidades, entrevistadas pelo repórter Waldemar Gonçalves (Russo), Jairo de Quadros, atual presidente do Saudade, Valdessi Carbonari e Oduvaldo de Oliveira Pompeu, o "Telê" juntamente com Mauro Alonso, analisaram o atual estágio do futebol douradense, lamentaram o descaso com o estádio Douradão, um dos cartões postais da cidade, e defenderam a reforma do estádio da LEDA, o palco onde tudo começou.

Publicado em Futebol
O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) promove, a partir de 18 de agosto, em Brasília, o Encontro Nacional de Monitoramento do Suas 2010. Cerca de 220 pessoas, entre técnicos das secretarias e conselheiros estaduais e municipais de assistência social, participam do evento. Pelo MDS, estarão os secretários Rômulo Paes (Executiva) e Maria Luiza Rizzotti (Assistência Social), além de outros integrantes do ministério.
Como sistema público, o Suas organiza os serviços socioassistenciais ofertados em todo o Brasil. Alem disso, articula os esforços e recursos dos três níveis de governo para a execução e o financiamento da Política Nacional de Assistência Social, envolvendo diretamente as estruturas e marcos regulatórios nacionais, estaduais, municipais e do Distrito Federal. Mais de 99% dos municípios brasileiros já estão habilitados no Suas.
Organizado pelo MDS, por meio da Secretaria Nacional de Assistência Social (SNAS) e Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação (Sagi), o encontro terá também a participação de representantes dos Colegiados Estaduais de Gestores de Assistência Social (Coegemas), Colegiado Nacional de Gestores de Assistência Social (Congemas), Fórum Nacional de Secretários de Estado de Assistência Social (Fonseas) e Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS).
Publicado em Brasil

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho deve julgar nesta quarta-feira (18 de agosto), a maior ação civil pública já movida pelo Ministério Público do Trabalho relacionada ao trabalho escravo no País. A ação contra a Empresa Lima Araújo Agropecuária Ltda. (proprietária das fazendas Estrela de Alagoas e Estrela de Maceió) pela utilização de trabalho escravo de cerca de 180 trabalhadores é resultado do maior processo já movido por trabalho escravo no Brasil e atualmente se encontra em fase de recurso de revista. A empresa já foi condenada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (PA) a pagar indenização de R$ 5 milhões por dano moral coletivo por reincidência na prática de trabalho escravo. Antes, o juiz de primeiro grau havia fixado a condenação em R$ 3 milhões, embora o Ministério Público tenha pedido R$ 85 milhões inicialmente.

O julgamento começou no TST no dia 4 deste mês, na Primeira Turma, e foi suspenso devido ao pedido de vista do ministro Walmir Oliveira da Costa, após o voto do relator, ministro Vieira de Mello Filho, favorável à manutenção da indenização de R$ 5 milhões por dano moral coletivo imposta pelo TRT.

As fazendas estão localizadas em Piçarra, Sul do Pará, e foram alvo de quatro fiscalizações de equipes do grupo móvel do Ministério do Trabalho e Emprego, entre 1998 e 2002, que geraram 55 autos de infração. Entre os cerca de 180 trabalhadores liberados nas propriedades, estavam nove adolescentes e uma criança em situação de escravidão.

Publicado em Brasil

artuzi_na_fmO deputado federal Geraldo Resende ingressou com representação contra o prefeito Ari Artuzi em virtude da afirmação racista feita pelo chefe do executivo douradense, durante entrevista no sábado (14 de agosto) à Rádio Grande FM, de Dourados.

Entrevistado pelos jornalistas Osvaldo Duarte e Eduardo Palomita, ao falar sobre as obras que vem executando na cidade Artuzi afirmou, conforme gravação em poder da emissora: “Nóis temu fazenu serviço de genti branca” (sic). Segundo o deputado Geraldo, trata-se de “preconceito odioso, condenado pela sociedade brasileira”, e, de acordo com a lei, com pena de prisão de dois a cinco anos sem direito a fiança.

A representação, protocolada no Ministério Público Estadual, aos cuidados da promotora Cristiane Amaral Cavalcante, pede providências necessárias para a punição deste crime. Resende diz que, com esse ato, cumpre parte do seu papel parlamentar, “sempre em defesa da sociedade brasileira, independente de credo, raça ou cor e em cumprimento das leis e princípios universais e humanitários”.

Ainda no mesmo dia da entrevista, a rádio Grande FM recebeu, entre outros comentários postados na página que mantém pela internet, a indignação do ouvinte Osmar Neris. “Estamos indignados com o preconceito aparente do prefeito. Lembrando que isso configura crime, se é que ele não sabe”, reagiu o ouvinte.

De acordo com artigo 5.º da Constituição, no inciso XLII, “a prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei”. A Lei 7.716, de 5 de janeiro de 1.989, em seu artigo 20 tem a seguinte redação: “Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. Pena: reclusão de um a três anos e multa”. E no parágrafo segundo, complementa: “Se qualquer dos crimes previstos no caput é cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza. Pena: reclusão de dois a cinco anos e multa”.

Publicado em Política
Página 1 de 4
  • al sustentavel 2

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus