Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O vereador Idenor Machado (PSDB) apresentou requerimento ao Poder Executivo solicitando informações sobre o projeto de um Ecoponto de entrega voluntária de resíduos da construção civil. Segundo o parlamentar, o local de descarte facilitaria o dia a dia dos construtores de Dourados, sem causar prejuízos ao meio ambiente.

Idenor aponta que durante o planejamento de uma obra já deve ser previsto o que será feito com os resíduos que inevitavelmente são produzidos na execução. “Nós temos uma cidade em pleno desenvolvimento na área da construção civil. Vemos cada vez mais o aumento de projetos que acredito só valoriza mais e mais a cidade de Dourados. Ocorre que o problema do ‘entulho’ é preocupante, uma vez que vemos áreas proibidas sendo transformadas em locais de descarte fazendo que outros problemas surjam”, afirma o vereador.

As principais legislações a respeito do descarte de resíduos da construção civil na esfera federal são a resolução 307/2002 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) e a lei 12.305/2010, que instituem e dispõem sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Ambas estabelecem competências e responsabilidades, atribuídas e compartilhadas entre os geradores, transportadores e administradores municipais pelo gerenciamento dos resíduos da construção civil, sendo que na Resolução do Conama é esclarecida a classificação desses resíduos.

No requerimento, o vereador pede informações do andamento deste projeto, bem como local e se o mesmo possui referência para a reciclagem desses resíduos. “Temos que nos atentar que a poluição do meio ambiente é uma problemática que todas as áreas da sociedade devem encarar. Com a construção civil não poderia ser diferente, assim temos que pensar na reciclagem deste material fazendo com que o volume do descarte seja cada vez menor e com maior responsabilidade”, finaliza o vereador, ressaltando a preocupação de que esses resíduos não vem recebendo a destinação correta sendo deixados em terrenos baldios, nas ruas ou em áreas de preservação ambiental. (Da assessoria)

Comentário

Com o objetivo de auxiliar os contribuintes durante o período de isolamento social devido ao coronavírus, a Sefaz (Secretaria estadual de Fazenda) decidiu manter a prorrogação de prazos relativos ao lançamento tributário. O Governo informa ainda que as sessões do Tribunal Administrativo Tributário (o TAT) serão retomadas e realizadas por videoconferência. A informação está publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (3), por meio do Decreto 15.468, de 2 de julho de 2020.

No início da pandemia, o Governo elaborou um conjunto de medidas para gerenciar o planejamento tributário, vislumbrando alternativas para reduzir o impacto gerado pela entrega dos documentos fiscais e a execução das atividades das empresas. Dentre as medidas adotadas, dos prazos administrativos no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Poder Executivo Estadual, seguem suspensos até o dia 31 de julho o Auto de Cientificação e o Auto de Lançamento e de Imposição de Multa (ALIM). Ambos são instrumentos importantes para recuperação de créditos tributários e, neste momento, foram suspensos, proporcionando mais uma oportunidade aos contribuintes recolherem seus tributos espontaneamente, sem imposição de penalidades.

O secretário estadual de Fazenda, Felipe Mattos, destaca que as medidas de suporte são fundamentais para o setor produtivo em processo de retomada da economia, principalmente na manutenção de postos de trabalho. Contudo, reforça que a prorrogação de ACT e ALIM não se aplicam em caso de débito por decadência ou fraude.

TAT

Com apoio da tecnologia, o Tribunal Administrativo Tributário (TAT) volta a funcionar com sessões realizadas por meio de videoconferência. A retomada dos julgamentos está na publicação em Diário oficial do Decreto 15.468, desta quinta-feira (2). O órgão colegiado é a segunda instância administrativa, que dispõe sobre o Processo Administrativo Tributário para solução dos litígios entre os contribuintes e o Fisco Estadual e dá outras providências.

Conforme o governador Reinaldo Azambuja, as equipes de governo estão empenhadas no amparo aos setores produtivos da sociedade assim como na proteção da vida dos cidadãos sul-mato-grossenses. “Temos tomado medidas de combate ao vírus, sempre preocupados com a vida das pessoas. Com o setor produtivo não é diferente. A equipe econômica do Governo vem enfrentando os desafios impostos pela pandemia com muito profissionalismo e competência. Vamos continuar tomando medidas administrativas conforme a situação for evoluindo, monitorando e avaliando os cenários que se apresentam. Pedimos tanto a população quanto aos empresários que mantenha o que está previsto na legislação, para dar continuidade aos projetos desenvolvidos em nosso Estado”, finalizou.

Comentário

Com o registro de um caso inusitado, a Secretaria estadual de Saúde contabilizou novo recorde nesta quinta-feira (2), com mais 14 óbitos por coronavírus em Mato Grosso do Sul. Agora, conforme o levantamento, o Estado contabiliza 105 vítimas da doença.

Um homem de 77 anos, morador de Dourados, teve o diagnóstico por amostragem, a partir do critério de vinculo epidemiológico. Ele apresentou sintomas no dia 20 de junho, foi internado no Hospital da Vida em Dourados, onde faleceu no mesmo dia. Como a coleta de amostra teve vazamento durante o transporte e não foi possível realizar o diagnóstico laboratorial, o boletim informou que, em conjunto com a equipe de Dourados, optou-se por coletar amostras dos contatos dele na casa onde morava, para o fechamento do caso. Considerando dois resultados positivos por RT-PCR de contatos intradomiciliares do óbito, esse é o primeiro caso [o de número 101 no mapa estadual] de uma morte por Covid pelo critério de vinculo epidemiológico.

A 92ª vítima é uma mulher, de 55 anos, moradora de Corumbá, sem comorbidades prévias, que morreu nesta quarta (1) com o relato de diabetes. Ela estava internada na Santa Casa da cidade desde o dia 19 de junho e foi encaminhada para a UTI em 22 de junho.

Já a 93ª vítima é um homem de 78 anos, residente de Campo Grande. Ele sofria de doença cardiovascular e neurológica crônica. Iniciou os sintomas em 8 de junho. Estava internado desde o dia 12 passado na UTI no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul e morreu também no dia 1.

A 94ª vítima era uma mulher de 66 anos, moradora de Campo Grande, e que sofria de diabetes. Apresentou início dos sintomas no dia 26, foi internada no dia 28 de junho em Hospital de Campo Grande e faleceu no mesmo dia. O diagnóstico positivo para Covid-19 saiu na quarta-feira.

E a 95ª vítima é um homem de 77 anos, morador de Três Lagoas, que sofria de hipertensão. O início dos sintomas foi em 4 de junho. Ele estava internado em UTI desde 7 de junho. O diagnóstico positivo para Covid-19 foi no dia 13 de junho e ele faleceu também na quarta, dia 1º de julho.

Uma mulher de 85 anos foi a 96ª vítima. Ela é residente de Nova Andradina e sofria de diabetes. O início dos sintomas foi em 18 de junho. Ela estava internada desde 22 de junho e o diagnóstico positivo para Covid-19 saiu em 26 de junho. Morreu nesta quinta-feira.

A 97ª vítima é um homem de 50 anos, residente de Douradina e sem comorbidades relatadas. O início dos sintomas foi em 31 de maio. Ele estava internado desde 9 de junho e transferido para a UTI em 18 de junho. O diagnóstico positivo de Covid-19 data de 8 de junho. Faleceu também nesta quinta-feira.

Um homem de 66 anos, residente de Dourados, foi a 98ª vítima. Sofria de doença cardiovascular crônica e diabetes. Teve início dos sintomas em 27 de junho e foi internado no mesmo dia, transferido para a UTI em 28 de junho. O diagnóstico para a Covid-19 se deu por teste rápido e ele morreu neste 2 de julho.

A 99ª vítima é uma mulher de 79 anos, residente de Batayporã. Sofria de diabetes e hipertensão. Início dos sintomas em 22 de junho. Internada na UTI desde 26 de junho. Faleceu em 1º de julho. Diagnóstico positivo para Covid-19 neste dia 2.

A 100ª vítima é uma mulher, de 75 anos, residente de Sonora, sem comorbidades relatadas. O início dos sintomas foi no dia 27 de junho e ela estava internada desde o dia 29 de junho, até o falecimento, ocorrido na quarta (1), mas o diagnóstico positivo para Covid-19 saiu nesta quinta, dia 2.

A 102ª vítima era uma mulher, de 84 anos, moradora de Cassilândia e sofria de diabetes. Ela teve os primeiros sintomas no dia 19 de junho. E estava internada desde o dia 26. Com o diagnóstico positivo para Covid-19 desta quinta, a mulher morreu no mesmo dia.

Uma mulher de 75 anos, moradora de Campo Grande, foi a 103ª vítima. Ela sofria de doença cardiovascular crônica e obesidade. O início dos sintomas foi no dia 25 de junho. Ela estava internada em UTI desde 28 de junho. O diagnóstico positivo para Covid-19 foi nesta quinta-feira, 2 de julho, data em que faleceu.

A 104ª vítima era de um homem de 67 anos, morador de Coxim. Sofria de doença cardiovascular crônica e diabetes. O início dos sintomas foi no dia 14 de junho e ele estava internado desde o dia 29. Morreu nesta quinta após o diagnóstico positivo para Covid-19, por teste rápido.

A 105ª vítima era uma mulher de 50 anos, moradora de Campo Grande. Ela sofria de doença cardiovascular crônica, diabetes e asma. Apresentou os primeiros sintomas no dia 24 de junho. Estava internada em UTI desde o dia 26 e morreu no dia 28 de junho. O diagnóstico positivo para Covid-19 saiu nesta quinta, dia 2.

Mapa dos óbitos

Das 105 mortes em Mato Grosso do Sul, Dourados responde por 28 casos, incluindo o do motorista que contraiu a doença no município, mas morreu durante viagem ao interior de Tocantins. Campo Grande já registra 17 óbitos e Corumbá, 11. Há, ainda, 6 casos em Três Lagoas, 3 em Batayporã, 2 em Paranaíba, 2 em Vicentina, sendo que um faleceu em São Paulo, 2 óbitos de Brasilândia, 4 em Itaporã, 1 em Iguatemi, 2 em Rio Brilhante, 1 em Sidrolândia, 4 em Ponta Porã, 2 em Douradina, 1 em Deodápolis, 1 em Anastácio, 3 em Itaquiraí, 3 em Guia Lopes da Laguna, 1 em Glória de Dourados, 1 em Naviraí , 3 em Fátima do Sul, 2 em Amambai, 2 em Nova Andradina e também, com um óbito cada, Cassilândia, Coxim e Sonora.

Comentário

A unidade de Dourados da BRF instalou, na entrada da planta industrial de Dourados, câmeras que medem a temperatura corporal e, caso indiquem acima de 37,8°, acionam um alarme sonoro, que barra o ingresso da pessoa febril e mobiliza a equipe de saúde para o atendimento adequado. De acordo com a assessoria do grupo, o uso da tecnologia tem feito a diferença para identificar com rapidez casos de colaboradores com sintomas relacionados ao novo Coronavírus.

A câmera de temperatura logo se incorporou à rotina da planta e é mais uma barreira de identificação e de contenção de casos chamados sintomáticos, já que esta aferição também ocorre por termômetros digitais no transporte coletivo dos trabalhadores até a fábrica. Como a febre é um dos indicadores de possibilidade de Covid-19, ao ser detectada antes mesmo do teste, mais rapidamente se inicia a contenção.

No combate à pandemia, a agilidade é essencial para proteger cada indivíduo e ainda evitar aglomerações, reduzindo assim o risco de contágio. Outro ponto importante é que a câmera de temperatura é tão precisa e confiável quanto os termômetros utilizados em hospitais. Esta é uma das ações que fazem parte de uma série de medidas protetivas que a BRF implementou desde o início da pandemia em suas unidades, seguindo recomendações de um Comitê Permanente de Acompanhamento Multidisciplinar, composto por executivos e especialistas, como o infectologista Esper Kallas, além da consultoria do Hospital Israelita Albert Einstein.

Comentário

O Diário Oficial do Município traz na edição desta quinta-feira (2) a publicação do Decreto 2.707, assinado pela prefeita Délia Razuk e o Procurador Geral Sérgio Henrique Pereira Martins de Araújo, que prorroga por mais dez dias o regime de expediente no comércio, incluindo as lojas do shopping, bares e restaurantes da cidade e mantém suspensos o funcionamento das igrejas, templos religiosos ou espaços destinados à celebração de cultos religiosos em Dourados.

O novo decreto ajusta as medidas adotadas nas publicações anteriores. No caso da legislação que determinou a suspensão de atividades religiosas, o Decreto 2.664, de 15 de junho, estipulava também que as academias deveriam ter funcionamento limitado à lotação de 30% da capacidade do recinto e os hotéis com até 50% da capacidade.

Segundo a justificativa para a prorrogação do horário diferenciado de expediente no comércio, esse novo prazo é o “período necessário para que a Nota Técnica formulada em reunião ocorrida na data do dia 1º de julho de 2020 seja submetida ao Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavirus – COVID 19, para posterior deliberação pelo Executivo”. Ou seja, a administração avalia os impactos da medida adotada na semana passada e que deveria expirar nesta quinta-feira, dia em que o boletim epidemiológico registrou novo recorde para as últimas 24 horas: 141 casos de infecções.

Assim, o comércio em geral vai permanecer funcionando, de segunda a sexta-feira das 12 às 18h15 e aos sábados das 9 às 15h15 pelos próximos dez dias. A medida atinge as lojas do shopping center que continuam funcionando, de segunda a sábado, das 11 às 19 horas e a praça de alimentação das 11 às 20 horas, vedada abertura aos domingos. Os mercados e atacados mantém o horário de segunda a sábado das 7h30 às 20 horas e aos domingos das 8 ao meio-dia.

Bares e restaurantes podem continuar com estabelecimentos abertos de segunda a domingo das 11 às 20 horas, mantida a obrigatoriedade de implementação das medidas de proteção anteriormente estabelecidas (distanciamento, fornecimento de álcool em gel e o uso de luvas e máscaras, entre outras providências) e, após esse horário, atendimento pelo sistema de delivery. Fica mantida a aplicação das penalidades anteriormente previstas, em caso de desatendimento das regras para funcionamento.

Permanece sendo obrigatório o uso de máscaras nos passeios e espaços públicos e em todos os estabelecimentos comerciais, sob pena de infração ao artigo 268 do Código Penal e vedada aglomeração de pessoas em qualquer recinto, inclusive em residências particulares. A Guarda Municipal está autorizada a intervir para conter aglomeração, inclusive, quando houver reunião com número maior de pessoas do que os residentes no local e a fechar estabelecimentos que desobedecerem aos decretos, com auto de infração para a Secretaria de Planejamento promover a suspensão dos alvarás. O toque de recolher continua valendo das 20 horas até 5 da manhã do dia seguinte.

Comentário

O deputado Barbosinha homenageou, na sessão remota desta quinta-feira (2) da Assembleia Legislativa, o médico Miguel Yoneda, de 74 anos, plantonista no Hospital da Vida de Dourados, que morreu na madrugada desta quarta (1), vítima da Covid-19. Apesar da idade, Yoneda abriu mão do isolamento para estar na linha de frente contra o coronavírus. Ele é o primeiro médico do Mato grosso do Sul que perde a vida em razão da doença e integrava um grupo de seis médicos infectados na cidade.

O deputado Barbosinha usou da palavra na sessão desta quinta-feira (2) para fazer a homenagem ao médico. “O Miguel Yoneda não vestia uma capa, mas é um verdadeiro herói sul-mato-grossense, ele representava todos os profissionais da saúde que saem cedo de suas casas, colocando a própria vida em risco para cuidar do próximo. A vida e história desse profissional é um exemplo para todos, mas sobretudo, uma lição de amor ao próximo”.

De acordo com o deputado douradense, Miguel deixa um grande legado para todos nós e uma linda família, a quem expresso o mais profundo sentimento de pesar e condolências, bem como a grande admiração pelo legado de trabalho, dedicação e amor. Mesmo podendo ficar em casa, preferiu encarar a pandemia e salvar vidas. Lamentável ele ter perdido a vida. Sem dúvida um dia triste pra mim e pra todos os douradenses”, falou.

O médico, que residia em Ponta Porã, estava internado no Hospital Universitário de Dourados com quadro grave da infecção provocada pelo coronavírus. Integrante do grupo de risco, o profissional era conhecido pela alegria como encarava os plantões na unidade mais tumultuada da região da Grande Dourados. No Hospital da Vida, ele atendia pacientes do pronto-socorro. A moção apresentada por Barbosinha na Assembleia Legislativa será encaminhada à viúva do médico Miguel Yoneda, Terezinha Yoneda, extensiva aos filhos e demais familiares.

O parlamentar propôs que o documento seja redigido com o seguinte texto: “Miguel Yoneda, popularmente conhecido como Miguelito, merece todo o respeito desta Casa de Leis, pela demonstração de amor ao próximo que despendeu quando, podendo ficar em casa, escolheu lutar contra o coronavírus e perdeu a sua própria vida para que outras pessoas pudessem se recuperar dessa doença, ao que conclamamos os Nobres Pares desta Casa de Leis nesta homenagem singela ao seu nome e a seus familiares".

Comentário

A Unigran Educacional está com inscrições abertas para o Vestibular de Inverno 2020. A prova desse processo seletivo será uma redação realizada 100% on-line. As vagas são para os cursos presenciais de Dourados e Campo Grande, semipresencial e a distância, reflexo dos avanços em uma instituição de ensino que, há mais de 40 anos, oferece ensino de excelência.

Devido à declaração de emergência em saúde pública pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e o aumento de casos positivos pela Covid-19 no Brasil, desde março a Unigran tomou medidas preventivas para conter a disseminação do vírus, e ativou de forma massiva a utilização do convênio com o Google for Education. Pioneira em tecnologia e inovação, a Instituição é parceira desta plataforma que possui dezenas de programas e funcionalidades disponíveis para todos os acadêmicos, incluindo Google Classroom, Drive e e-mail com armazenagem ilimitada.

Cursos oferecidos

Na modalidade presencial, a Unigran oferece os cursos de Administração, Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Biomedicina, Ciências Contábeis, Design de Interiores, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia de Software, Engenharia Mecânica, Farmácia, Fisioterapia, Gastronomia, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Pedagogia, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Radiologia e ainda os cursos tecnológicos em Estética e Cosmética e Produção Agrícola.


Para inscrições ou mais informações acesse www.unigran.br

ou entre em contato pelos telefones (67) 3411-3100/3101

ou (67) 9 9222-5948 (WhatsApp)

Já os semipresenciais em Dourados são Administração, Ciências Contábeis, Gestão Comercial, Gestão de Recursos Humanos e Pedagogia. E a distância, há a oferta dos cursos de Administração, Agronegócios, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Biologia, Ciências Contábeis, Economia, Comércio Exterior, Design de Interiores, Engenharia Ambiental e Sanitária, Engenharia de Produção, Engenharia de Software, Filosofia, Formação Pedagógica para portadores de Ensino Superior, Geografia, Gestão Comercial, Gestão de Cooperativas, Gestão de Recursos Humanos, Gestão de Turismo, Gestão Pública, História, Letras (Português/Inglês), Letras (Português/Literatura), Logística, Marketing, Matemática, Negócios Imobiliários, Pedagogia, Processos Gerenciais, Produção Publicitária, Segunda licenciatura em Artes Visuais, Segunda licenciatura em Pedagogia, Serviço Social, Serviços Jurídicos e Teologia.

Comentário

Com mais 386 exames positivos para o novo coronavírus (Covid-19) nas últimas 24 horas, 141 deles apenas em Dourados, que estabeleceu novo recorde diário, o número de casos confirmados da doença no Estado chega a 9.062. Foram registrados seis óbitos, passando para 91 mortes pela doença em Mato Grosso do Sul, conforme o novo boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (2) em Coletiva de imprensa on-line com autoridades estaduais.

Em Dourados, já são 2.811 casos confirmados, e desse total, há 1.496 recuperados e 1.254 pacientes sendo tratados em isolamento domiciliar. 48 pessoas estão internadas, 18 em leitos de enfermaria e outras 30 nas UTIs. O número de casos envolvendo habitantes das aldeias indígenas do Município chegou a 151, de acordo com o boletim do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus local.

Dos 9.062 casos confirmados no Estado, 3.832 estão em isolamento domiciliar, 4.937 estão sem sintomas e já estão recuperados e 204 estão internados, sendo 118 em hospitais públicos e 84 em hospitais privados. Desde o dia 25 de janeiro, foram registradas 49.538 notificações de casos suspeitos da coronavírus em Mato Grosso do Sul. Destes, 36.687 foram descartados após os exames darem negativo para Covid-19, 21 foram excluídos por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde, 2.322 exames aguardam resultado do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e 1.467 casos foram notificados e não foram encerrados pelos municípios. Desse total, 1.054 foram feitos em Dourados.

Mais leitos

Dois hospitais de Dourados recebem, nesta quinta-feira, novos equipamentos hospitalares doados pela empresa JBS, com a intermediação do governo do Estado, por meio da Secretaria estadual de Saúde. Foram entregues 30 leitos clínicos e seis macas com colchões para o Hospital da Vida, e igual número será entregue nesta tarde no HU (Hospital Universitário).

Comentário

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (1) a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 18/20, que adia as eleições municipais deste ano devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. O placar de votação da PEC no segundo turno foi de 407 votos a 70. Pouco antes, no primeiro turno, foram 402 votos favoráveis e 90 contrários. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) vai promulgar o texto nesta quinta-feira (2), às 10 horas, em cerimônia do Congresso Nacional.

Oriunda do Senado, a PEC determina que os dois turnos eleitorais, inicialmente previstos para os dias 4 e 25 de outubro, serão realizados nos dias 15 e 29 de novembro. Por meio de uma emenda de redação, deputados definiram que caberá ao Congresso decidir sobre o adiamento das eleições por um período ainda maior nas cidades com muitos casos da doença.

“A alteração do calendário eleitoral é medida necessária no atual contexto da emergência de saúde pública”, defendeu o relator, deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR). “Os novos prazos e datas são adequados e prestigiam os princípios democrático e republicano, ao garantir a manutenção das eleições sem alteração nos mandatos”, continuou.

Calendário eleitoral

Além de adiar as eleições, a PEC, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), estabelece novas datas para outras etapas do processo eleitoral de 2020, como registro de candidaturas e início da propaganda eleitoral gratuita (veja quadro). Apenas a data da posse dos eleitos permanece a mesma, em 1º de janeiro de 2021, segundo divulgou a Agência Câmara de Notícias.

CONFIRA NOVOS PRAZOS

novo calendario eleitoral

Comentário

Diante da pandemia do novo coronavírus em que o isolamento social é recomendado como uma das formas de reduzir a proliferação da doença, o Senai teve de se adaptar às novas condições e decidiu oferecer 19 cursos de qualificação profissional ‘in company’, ou seja, dentro das empresas, para os colaboradores, de forma totalmente online. A nova medida é uma forma de ajudar a reduzir o contato entre alunos e instrutores e, ao mesmo tempo, não interromper a qualificação dos trabalhadores da indústria.

Os cursos disponibilizados são de assistente de recursos humanos, controlador e programador de produção, gestão de recursos humanos e departamento pessoal, torneiro mecânico, eletricista instalador residencial, boas práticas de fabricação na indústria de alimentos, fundamentos para atendimento eficaz, instalador de sistemas fotovoltaicos, introdução a fabricação de pães doces e introdução a fabricação de salgados e canapés.

Há ainda cursos de técnicas de controle de qualidade - 5S, mecânica básica de motocicletas, eletricista veicular, mecânico de refrigeração e climatização residencial, costureiro industrial do vestuário, assistente administrativo, controladores lógicos aplicados a processos industriais, desenhista técnico de edificações e fundamentos de eletricidade. As empresas interessadas podem contratar as formações por meio do telefone 0800 7070 745.

“O Senai é a maior instituição de educação profissional da América Latina, com uma expertise de mais de 70 anos. Sabemos da importância do nosso trabalho para o desenvolvimento da indústria e, para que não parássemos nossos trabalhos nesse momento de pandemia, decidimos nos reinventar e oferecer esses cursos de forma totalmente online”, explicou o gerente de gestão de inovação e tecnologia do Senai, Leandro Schneider.

Ele ressaltou que com os cursos online, os alunos poderão assistir, por meio de um computador ou tablet ou qualquer dispositivo disponibilizado pela empresa que tenha acesso à internet, às aulas ministradas em tempo real pelo instrutor, podendo fazer intervenções simultaneamente e tirar as eventuais dúvidas. “É um formato um pouco diferente dos nossos cursos na modalidade EaD (Educação a Distância), mas também é eficaz e é uma alternativa interessante nesse momento que estamos vivendo agora”, finalizou.

Comentário

Página 4 de 1685
  • disk corona

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis