Timber by EMSIEN-3 LTD
  • cmd br
Sexta, 06 Setembro 2019 08:58

Boa notícia: Geraldo e Mandetta articulam ação para tirar Dourados do caos Destaque

Escrito por
Secretário de Saúde debate com ministro Mandetta alternativas para melhorar Saúde de Dourados Secretário de Saúde debate com ministro Mandetta alternativas para melhorar Saúde de Dourados Divulgação/Assessoria

A prefeita Délia Razuk e a secretária municipal de Saúde de Dourados Berenice Machado serão recebidas nesta sexta-feira (6) às 14h30, em Brasília, pelo ministro Luiz Henrique Mandetta e pela secretária-adjunta estadual Crhistinne Gonçalves, além de técnicos do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul. Na pauta, um plano emergencial para a saúde de Dourados e região, que envolve um aporte de recursos federais e estaduais que podem chegar a R$ 30 milhões, além da formulação de um plano de metas para a melhoria do atendimento aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde).

O plano é resultado de um estudo elaborado conjuntamente entre técnicos da Secretaria Estadual de Saúde e do Ministério da Saúde, solicitado pelo ministro Luiz Henrique Mandetta e pelo secretário estadual de Saúde Geraldo Resende. Ambos se reuniram por duas vezes no final do mês passado para delinear a formatação da proposta a ser apresentada à prefeita Délia Razuk, visando ajudar a segunda maior cidade do Estado na questão da saúde pública.

“Sabemos da importância estratégica de Dourados, que é sede de macrorregião composta por 33 municípios e uma população de mais de 900 mil habitantes. Estamos acompanhando a questão da saúde na segunda maior cidade do Estado. É uma situação que reflete em âmbito estadual”, avalia Geraldo Resende.

O plano prevê o aumento do valor repassado pelo Estado para o Município aumentar a oferta de exames especializados, entre os quais a colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE), videonasolaringoscopia, ressonância nuclear magnética. Outra proposta é a discussão de estratégia de ampliação da oferta de exames laboratoriais, cardiológicos, Raios-X e ultrassonografia.

Estado e União também estão dispostos a transferir recursos que possibilitem ao Município ativar o CER II (Centro Especializado em Reabilitação) construído no Jardim Terra Roxa, para evitar que pacientes de Dourados e região tenham que se deslocar para Campo Grande.

Fiocruz

O entendimento entre Município, o Estado e a União vai englobar a proposição de um chamamento para credenciamento na área de atenção hospitalar que possibilite a ampliação da oferta de serviços de ortopedia, urologia, otorrinolaringologia, cirurgia geral e ginecológica, bem como tomografia computadorizada e Raios-X. O Estado também está propenso a aumentar o repasse mensal para o Hospital da Vida.

Entre outras providências que deverão fazer parte do plano, por exemplo, consta a implantação da CORE – Central de Regulação da Macrorregião de Dourados; esforços do governo do Estado na liberação de emendas parlamentares indicadas para, entre outros pontos, aquisição de bens permanentes para o Centro de Especialidades Odontológicas, materiais permanentes para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), refrigeradores para armazenamento de vacinas, veículo para transporte de materiais, ambulância, equipamentos para diagnóstico em oftalmologia, entre outros.

O Ministério da Saúde ainda pretende ofertar para Dourados, da mesma forma como ocorreu em Campo Grande, um trabalho de consultoria prestado pela Fiocruz, instituição que tem experiência reconhecida em auxiliar os gestores a aprimorar as estratégias da chamada atenção primária. Esse apoio técnico poderá envolver as atividades da Clínica da Mulher, Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Droga, além das ESFs (unidades de Estratégia de Saúde da Família).

  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus