Menu
Buscarsábado, 22 de junho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
27°C
unigran24
banner100
PROJETOS

Fundect visita Embrapa

Técnicos conhecem Centro de Pesquisa da Unidade

26 março 2022 - 09h53Por Redação Douranews

“Muito mais do que fomentadora de recursos, a Fundect fomenta parcerias”, definiu o chefe geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Harley Nonato de Oliveira, ao recepcionar o diretor-presidente Márcio de Araújo Pereira e o diretor-científico Nalvo Franco de Almeida Junior, ambos da Fundect, a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul que vieram conhecer as instalações e os trabalhos do Centro de Pesquisa no dia 21 deste mês. O chefe adjunto de P&D, Walder Antônio Gomes de Albuquerque Nunes, e o chefe adjunto de Transferência de Tecnologia, Auro Akio Otsubo, acompanharam a visita.

Almeida Junior enfatizou que é preciso entender a comunicação de mercado e incentivar os players a entrar no mercado. “Uma transformação está acontecendo. O que existe na Embrapa é uma mina de ouro”, disse. Pereira reforçou durante a conversa que é preciso compartilhar conhecimentos. “E estimular parcerias”, complementou Oliveira, que lembrou de projetos de controle biológico da Unidade, oferecendo grande potencial para o mercado em Mato Grosso do Sul.

Otsubo falou sobre uma nova tecnologia que está sendo desenvolvida e em fase de validação em que se consorcia a soja com pastagem. “É uma tecnologia estratégica para o estado”, relatou, detalhando o sistema de produção. Walder Nunes chamou a atenção para uma característica de Mato Grosso do Sul, que possui diferentes biomas e condições edafoclimáticas. “Para realidades diferentes, soluções tecnológicas diferentes”, receitou.

Após a conversa, os visitantes foram conhecer alguns laboratórios, como o de Análises Ambientais, de Piscicultura e de Análise Físico-Químicas. “Pudemos constatar a excelência no desenvolvimento dos trabalhos, também acompanhar o que foi feito e o que será feito em especial ao edital MS Carbono Neutro”, disse o diretor-presidente da Fundect. Aprovados recentemente pela Fundect, os dois projetos referentes ao edital de Gases de Efeito Estufa (GEE) são sobre redução de GEE na produção de peixes e o outro sobre diminuição de GEE na produção agropecuária em Mato Grosso do Sul.