Menu
Buscarquarta, 12 de junho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
24°C
unigran24
banner100
MS

Jovem de 22 anos tem braço amputado em acidente e namorado bêbado é preso

O casal retornava de uma festa na MS 112, quando Hugo Ferreira Junqueira, de 18 anos, perdeu o controle do veículo e foi parar numa propriedade rural vizinha.

15 agosto 2022 - 10h50Por g1/ms

A jovem Bruna Freitas de Paula, de 22 anos, teve o braço amputado após o veículo em que estava capotar várias vezes, na MS-112 em Inocência (MS), a 329 quilômetros de Campo Grande. O motorista era seu namorado, Hugo Ferreira Junqueira, de 18 anos, que estava dirigindo embriagado, segundo a Polícia Civil.

O casal retornava da Festa do Padroeiro da Capela Nossa Senhora da Abadia no distrito de São Pedro, quando Hugo perdeu o controle da direção, saiu da pista e invadiu a contramão. O carro capotou diversas vezes, ficando imobilizado dentro de uma propriedade rural. O acidente aconteceu na madrugada de domingo (14) no km 110 da MS 112.

De acordo com o boletim de ocorrência, Hugo e Bruna foram socorridos pela ambulância municipal ao Hospital e Maternidade Inocência. Devido à gravidade dos ferimentos, a jovem foi transferida para a Santa Casa de Campo Grande. Já o condutor permaneceu no hospital da cidade.

Segundo o registro policial, o motorista foi submetido ao teste de alcoolemia e o resultado foi positivo, de 0,53 mg/l de álcool por litro de sangue, o que configura embriaguez ao volante. Hugo recebeu atendimento no hospital da cidade e foi preso em flagrante após receber alta médica.

Jovem teve o braço amputado

Bruna teve o braço amputado após a colisão   Foto: Arquivo pessoal/ Reprodução

Bruna teve o braço amputado após a colisão — Foto: Arquivo pessoal/ Reprodução

Em conversa com o g1, Bruna relatou que não se recorda do momento do acidente. “Foi tudo muito rápido, lembro que meu namorado me chamou para ir embora da festa e eu cochilei no carro, quando acordei o carro estava capotando”, relatou.

Mesmo após o acidente e diversos ferimentos, Bruna e Hugo ainda pediram ajuda na rodovia. “Conseguimos sair do carro e pedir ajuda na estrada, mas ninguém parava. Depois de um tempo, a mãe de uma amiga passou na rodovia e acionou o hospital. Eu senti muita dor e horas depois descobri que não conseguiram recuperar meu braço pela demora no atendimento”, disse.

Sem condições financeiras, a família de Bruna busca auxílio para a compra da prótese e medicamentos. Para contribuir, as doações podem ser feitas pelo Pix: 678213-6831.