Menu
Buscarsábado, 22 de junho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
29°C
unigran24
banner100
MS

Sebrae/MS apoia ações de prevenção aos incêndios no Pantanal

Medidas são viabilizadas por meio de uma parceria entre BID, MAPA, Sebrae e Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul.

30 maio 2022 - 15h15Por Sebrae

A formação de novos brigadistas para atuar na prevenção e no combate aos incêndios florestais no Pantanal e a capacitação de mais de 400 pessoas por meio de oficinas e palestras são ações com o envolvimento do Sebrae/MS para gerar resultados positivos para o meio ambiente e para os diferentes negócios que existem no bioma. Essas medidas foram desenvolvidas ao longo de 2021 e 2022, dentro de projeto viabilizado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Sebrae e Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul.

A dedicação em atuar na prevenção e orientação sobre o uso do fogo no Pantanal como instrumento de manejo atende também uma medida para contribuir com a economia. Conforme os Bombeiros, a cada R$ 1 real gasto com prevenção, R$ 10 são economizados com medidas de combate.

Com o objetivo de alcançar todas as oito sub-regiões do Pantanal sul-mato-grossense (Paraguai, Paiaguás, Nhecolândia, Abobral, Miranda, Aquidauana, Nabileque e Porto Murtinho), termo de cooperação técnica foi firmado entre o Sebrae/MS e a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), com interveniência do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul. Ainda houve parceria com o Instituto SOS Pantanal para que as capacitações técnicas fossem ampliadas.

Integrantes do curso de formação de brigadistas na comunidade Passo do Lontra, que fica em Corumbá, na região da Estrada Parque  Foto: Divulgação/Sebrae

Integrantes do curso de formação de brigadistas na comunidade Passo do Lontra, que fica em Corumbá, na região da Estrada Parque — Foto: Divulgação/Sebrae

A partir desse trabalho conjunto, no âmbito do projeto Estratégia Sistêmica para Mitigação, Prevenção e Combate a Incêndios e Queimadas nas Áreas Rurais do Pantanal Brasileiro, os Bombeiros promoveram diferentes formações, palestras e oficinas envolvendo produtores rurais, gestores de propriedades rurais, peões de fazenda, integrantes das Forças Armadas e estudantes de escolas rurais.

Quem atua diretamente em fazenda no Pantanal indicou que o conhecimento técnico obtido por meio do projeto, na formação de brigada, vai ajudar a evitar danos ao patrimônio e ainda melhorar as condições de trabalho. “Aprendi a controlar o fogo. Antes, a gente não sabia, inalava fumaça, prejudicava nossa saúde. Na minha classe, que somos peões de fazenda, não temos estudo, a gente conseguiu aprender porque teve prática. Sou muito grato”, explicou Flávio da Silva Fernandes, funcionário na Fazenda Nova Bahia, em Aquidauana.

Reconhecido por atuar na proteção direta do bioma, o homem pantaneiro, que vive e trabalha no Pantanal, garantiu uma ferramenta a mais para seguir protegendo a maior área alagável do mundo. “É de extrema importância para o homem pantaneiro, para o bioma Pantanal, formar pessoas que possam auxiliar os Bombeiros, reduzir os incêndios, garantir a vida de animais, do gado, porque perdemos muitas vidas com o fogo que houve. Vamos trabalhar mais conscientes”, opinou Glaucio Mendes Lopes, funcionário de fazenda em Miranda, formado brigadista neste ano pelo projeto.

Atuando no trade turístico na região do Passo do Lontra, município de Corumbá, Júlio César Parronchi é outro brigadista formado que valorizou a capacitação recebida para proteger o bioma e evitar que os incêndios prejudiquem o seu negócio e a natureza. “A gente aprendeu a combater o fogo e a preservar a área de serviço da gente. Para mim foi um privilégio formar brigadista para poder preservar o Pantanal”, reconheceu.

Fortalecimento das ações com parcerias

Cláudio Mendonça, diretor-superintendente do Sebrae/MS, pontuou que a parceria foi fundamental para haver um grande alcance de ações. Ele ainda acrescentou que os incêndios geram impactos negativos para diferentes setores econômicos, como o turismo, a economia criativa e o agronegócio, por isso é necessária medidas de mitigação.

“Esse é um trabalho que nos orgulha muito, o Sebrae junto com os Bombeiros, que é uma instituição referência. Lá atrás, com os incêndios florestais no Pantanal (em 2019, 2020 e 2021), pensávamos como poderíamos ajudar e chegamos ao BID para obter recurso e fazer esse recurso chegar aos Bombeiros para capacitar pessoas. Nós do Sebrae trabalhamos muito para incluir os pequenos negócios, todas as pessoas que estão no Pantanal e querem gerar renda com a agricultura, turismo, artesanato e contamos muito com a ajuda de vocês, brigadistas. É uma parceria consolidada”, explicou.

Coronel Bombeiro Militar Huesley Paulo da Silva, Chefe do Estado Maior Geral, destacou que os investimentos em prevenção permitem resultado mais eficiente no uso de recursos públicos e privados. Ele reforçou que a existência de mais brigadas em Mato Grosso do Sul ainda aumenta o poder de resposta contra o fogo para reduzir danos ambientais.

“É uma satisfação muito grande o Corpo de Bombeiros ser parceiro do Sebrae. Estamos formando um projeto grandioso de brigadistas, são 444 brigadistas. Cada R$ 1 gasto em prevenção, nós economizamos R$ 10 com o combate. Vamos atuar na prevenção, trazer essa reflexão para proteger o patrimônio, a saúde, proteger a nossa vida. Na fazenda, na cidade, onde estiverem, pensem na proteção do Pantanal”, ressaltou.

Treinamento e reflexão

O projeto Estratégia Sistêmica para Mitigação, Prevenção e Combate a Incêndios e Queimadas nas Áreas Rurais do Pantanal Brasileiro permitiu a formação de 8 brigadas de incêndio em Corumbá, Miranda e Aquidauana entre os meses de fevereiro a abril deste ano. Uma nova brigada será formada no final de maio, a partir de curso de formação a ser realizada em fazenda na região do Paiaguás.

Com relação às 129 pessoas que já se formaram brigadistas, elas receberam certificação em cerimônia realizada no 3º Grupamento dos Bombeiros, em Corumbá, no dia 24 de maio.

No evento, estiveram presentes Claudio Mendonça, diretor-superintendente do Sebrae/MS; Alfredo Zamlutti, conselheiro do Sebrae/MS e presidente da Federação das Associações Empresariais de Mato Grosso do Sul (FAEMS); Coronel Bombeiro Militar Huesley Paulo da Silva, Chefe do Estado Maior Geral; o Major Bombeiro Militar Flávio Elias Ribeiro, comandante do 3 º Grupamento de Bombeiros de Corumbá; Capitão Bombeiro Militar Victor Heidy Shiroma, comandante do 1º Subgrupamento de Bombeiros Militar de Aquidauana; e representantes do Instituto SOS Pantanal.

Além da formação de brigadistas, foram feitas também 20 capacitações (palestras e oficinas) para produtores rurais e multiplicadores, com mais de 400 pessoas capacitadas pelo Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, com orientações para prevenção e combate a incêndios florestais e uso racional do fogo.

Dentro do trabalho de mobilização e conscientização em torno do uso racional do fogo, ainda foi realizado o 1º Fórum “Fogo e desenvolvimento Sustentável no Pantanal”, no dia 1 de abril. Promovido na sede do Sebrae/MS, em Campo Grande, o fórum foi no formato híbrido e mobilizou cerca de 300 pessoas de forma presencial e online. A discussão reuniu poder público, pesquisadores, sindicatos rurais e criadores de gado no Pantanal em torno da necessidade de se trabalhar a mitigação e uso racional do fogo no bioma.

Um segundo fórum está marcado para acontecer em Cuiabá (MT), no dia 19 de julho, para ampliar o debate para o estado vizinho.

O trabalho de mitigação e prevenção do fogo corresponde a uma preocupação de contexto mundial e se alinha com o compromisso do Brasil em apresentar propostas que envolvem tecnologias de produção sustentável e busca contribuir com a meta de reduzir em 1,1 bilhão de toneladas a emissão de carbono pelo setor agropecuário até 2030, conforme preconiza o Plano ABC+, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Trabalho alinhado

O projeto que viabilizou a formação dos brigadistas e capacitações outras centenas de profissionais sobre o uso do fogo de forma sustentável e preventiva está alinhado com o Pró Pantanal - Programa de Apoio à Recuperação Econômica do Bioma Pantanal, uma iniciativa do Sebrae/MS para atuar na recuperação econômica, com fomento na economia criativa, economia da diversidade e aos negócios que já existem nessa região e sofreram impactos causados pelo incêndio florestal.

Esse programa tem apoio da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Federação das Associações Empresariais de Mato Grosso do Sul (FAEMS), Instituto do Meio Ambiente de MS (Imasul) e Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Para obter mais informações sobre o programa Pró Pantanal e o projeto Estratégia Sistêmica para Mitigação, Prevenção e Combate a Incêndios e Queimadas nas Áreas Rurais do Pantanal Brasileiro, fale com o Sebrae, pelo pelo número 0800 570 0800.