Menu
Buscarterça, 23 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
25°C
Brasil

Visita de Obama custa cerca de R$ 120 milhões por dia

19 março 2011 - 17h21Por Redação Douranews, com Band

Visitas de chefes de Estado costumam ser caras, e as do presidente norte-americano Barack Obama estão entre as mais custosas do mundo, superando os US$ 70 milhões (R$ 120 milhões) diários.

Entre as especificidades do tour que começa no Brasil neste sábado está a “Besta”, uma limusine completamente blindada supostamente capaz de resistir a qualquer tipo de arma, inclusive mísseis e lança-chamas.

O veículo é avaliado em US$ 300 mil (R$ 500 mil) e também conta com “compartimento de pânico” completamente selado e com capacidade para 12 horas de oxigênio. Dois exemplares foram levados até Brasília e Rio de Janeiro para transportar Obama e a família por curtas distâncias. 

Para trazer a comitiva, que terá entre 400 e 1.000 pessoas, entre funcionários, cozinheiros, médicos e agentes de segurança, são usados seis aviões. Três cargueiros levam central de comunicações, helicópteros, jipes, armas e as limusines. Há também uma aeronave para reabastecimento, o famoso Air Force One (com a comitiva) e uma cópia idêntica para despistar. A segurança é feita por até oito caças F-15 e por um modelo usado como radar.

Em Brasília, o grupo do presidente norte-americano deve passar alguns momentos no hotel cinco estrelas Royal Tulip, único desse padrão na cidade, próximo ao lago Paranoá. Os aposentos foram reservados há dias e suas diárias custam, no mínimo, R$ 400. As duas suítes presidenciais, também solicitadas, saem por R$ 10 mil. O hotel Kubitscheck Plaza foi contatado para abrigar a imprensa dos Estados Unidos.

No Rio de Janeiro, Obama deve passar duas noites no JW Marriot, em Copacabana. A suíte presidencial custa a partir de R$ 2.054.

Refeições

Não se sabe o que será servido ao presidente no Rio de Janeiro, mas para o almoço de sábado agendado com Dilma Rousseff em Brasília está prevista uma feijoada com linguiça e picanha. Porém, para o presidente, que é vegan e não consome nada de origem animal, a banqueteira Renata La Porta vai preparar uma alternativa sem carne e com cogumelos e frutas secas. A equipe de segurança acompanha a elaboração do prato e prova antes de Obama.

Além disso, frutas brasileiras como manga, maracujá, carambola e mamão papaia estarão à disposição dos convidados, assim como vinho tinto nacional produzido em uma vinícola do Rio Grande do Sul.

Dilma mudou o até então usado sistema de self-service. Agora garçons levarão a comida até os convidados. Apenas três foram credenciados para servir Obama.