Menu
Buscarsábado, 18 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
22°C
Cidades

Fundersul vai repassar R$ 133 milhões a municípios em 2017

24 novembro 2016 - 12h41

O Plano de Aplicação de Recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul) prevê uma transferência de mais de 133 milhões para os municípios do Estado no próximo exercício financeiro. O plano foi apresentado durante reunião realizada terça-feira (22) entre os secretários de Governo e Gestão Estratégica (Segov), Eduardo Riedel, e de Infraestrutura (Seinfra), Marcelo Miglioli, com o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Juvenal Neto (PSDB), e representantes da classe produtora e outros segmentos.

No total, a projeção é que sejam investidos de janeiro a dezembro do próximo ano R$ 824.095.400,00, dos quais R$ 133.523.900,00 serão transferidos aos cofres dos municípios. De acordo com o rateio dos recursos destinados aos municípios, um percentual é distribuído obedecendo ao índice de distribuição do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) dos combustíveis e em parte iguais do setor agropecuário.

Durante a reunião ocorrida na Seinfra, Miglioli colocou os dados de aplicação do Fundo à disposição dos produtores rurais e da Assomasul e reafirmou que a equipe do Governo do Estado tem foco na qualidade das obras. Em 30 de agosto deste ano, a Assembleia Legislativa aprovou alteração na lei do Fundersul, permitindo o uso dos recursos em projetos, além de obras de drenagem, pavimentação e construção de rodovias.

Segundo a Seinfra, as mudanças evitam que os recursos públicos sejam gastos em obras sem planejamento, como as vias que ruíram ao longo do ano durante o período chuvoso. Pelas projeções, a maior fatia dos recursos vai para restauração, conservação e manutenção de rodovias, no total de R$ 387.071.500,00. Pavimentação asfáltica e implantação de rodovias terão um total de R$ 120 milhões. O Fundersul prevê ainda, entre outros itens, investimento de R$ 80 milhões em pavimentação asfáltica, restauração e drenagem urbana, além de R$ 45 milhões para construção, reforma e manutenção de pontes.