Menu
Buscarsábado, 13 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
25°C
Cidades

Mateus não define pré-candidatura à sucessão municipal de Caarapó

17 março 2011 - 18h15Por Redação Douranews, com Assessoria
Continua grande a expectativa em relação à definição do nome do provável candidato à sucessão municipal em Caarapó. Tudo por conta das especulações em torno de um dos três nomes postulantes ao cargo de prefeito do grupo que apoia o atual chefe do Poder Executivo municipal de Caarapó – os secretários Roberto Maitan (Obras) e Valter de Oliveira (Administração e Finanças) e o vereador Cido Santos, do PR. Chegou-se a cogitar a realização de uma reunião nesta sexta-feira, na qual seria anunciado o nome do pré-candidato às eleições municipais do ano que vem apoiado pelo atual prefeito.

A definição do nome à sucessão do prefeito Mateus Palma de Farias (PR) deveria ter por base pesquisa de intenção de voto realizada no município. Especula-se que o levantamento teria sido feito entre os dias 11 e 14 deste mês, avaliando também a aceitação de nomes como o do empresário Martim Araújo, do agricultor Olavo Cannepele e do vereador Odair Bortoloti (PMN).

Acredita-se que o prefeito Mateus Palma de Farias tenha os números da pesquisa, mas não divulga – mesmo porque não foi registrada, tratando-se apenas de “levantamento para consumo interno”, como o próprio mandatário define. O chefe do Poder Executivo municipal de Caarapó - por quem deverão passar necessariamente as discussões em torno da sucessão – teria confidenciado a pessoas próximas que “os números são muito favoráveis [ao seu grupo político]”. “Chegam a surpreender, o que demonstra que a população está assimilando e aceitando o nosso jeito de governar, o que certamente refletirá na sucessão que se aproxima”, teria afirmado, referindo à pesquisa.

“Ainda é muito cedo para falar de candidaturas, definir nomes. Vamos aguardar o desenvolver do processo com naturalidade, na hora certa vamos nos reunir e decidir quem apoiar”, destacou o prefeito de Caarapó. Enquanto isso, aconselha os postulantes à cadeira de chefe do Poder Executivo a continuar “consolidando as suas bases”, pavimentando o caminho para a sucessão do ano que vem.

“Ainda está muito longe, podemos esperar e fazer as coisas com calma, sem sobressaltos. Não podemos atropelar o processo”, observou o prefeito, acrescentando que vai se dedicar ao trabalho administrativo do município, para cuja tarefa foi eleito. “Estamos pensando apenas em trabalhar, continuar administrando o município, pois ainda há muito por fazer”, disse. “As discussões sobre a sucessão municipal acontecerão no momento certo”, concluiu.


Deixe seu Comentário

Leia Também