Menu
Buscarquarta, 17 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
16°C
Cidades

Moka cobra agilidade na liberação de recursos a municípios

16 março 2011 - 11h44Por Redação Douranews, com Assessoria

O senador Waldemir Moka (PMDB) cobrou mais agilidade do governo na liberação de recursos para socorrer municípios atingidos por catástrofes. Em pronunciamento ontem  (15) no Senado, Moka afirmou que os problemas causados pelas chuvas dos últimos dias em Mato Grosso do Sul têm preocupado o governador André Puccinelli, prefeitos, produtores e população.

O senador reclamou que a maioria dos municípios afetados pelas chuvas em 2010 não recebeu nem um centavo da ajuda prometida. “São problemas que não permitem demora para solucioná-los. Eles mexem com a vida das pessoas e com a economia de um estado inteiro”, afirmou. “Alguns prefeitos estão esperando dinheiro há quase um ano”.

O Governo do Estado estima que os estragos provocados pelas chuvas em 20 municípios devem atingir R$ 200 milhões. Até o momento oito cidades decretaram estado de emergência e outras 12 devem fazê-lo até o final desta semana.

Moka disse que a safra de soja deverá ter queda de 50% neste ano, com prejuízos de R$ 1,5 bilhão. Dados da Famasul (Federação da Agricultura de Mato Grosso do Sul) mostravam que a safra de 2011 seria recorde, com 4,5 milhões de toneladas de grãos.

O senador afirmou que a cheia no Pantanal poderá agravar ainda mais o quadro da economia no Estado. “Fazendas que em anos anteriores não eram atingidas pelas águas, agora estão ilhadas. Esse fator vai comprometer a produção de carnes, principalmente”, justificou.

Moka quer que o governo federal tome medidas imediatas e objetivas para ajudar os prefeitos a reconstruírem suas cidades e que permitam aos produtores renegociar dívidas com o Banco do Brasil. “Sem essas medidas, Mato Grosso do Sul poderá ter um dos piores anos de sua história”, alertou.

Deixe seu Comentário

Leia Também