Menu
Buscardomingo, 19 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
15°C
Cultura

Cineclube UFGD debate o papel da imprensa e dos jornalistas

05 novembro 2016 - 10h31

O projeto de extensão Cineclube UFGD exibe neste sábado (5) e promove e debate em torno do documentário “O Mercado de Notícias” (2014), dirigido por Jorge Furtado. A sessão ocorrerá às 17 horas no cineauditório da Unidade 1.

O documentário enfatiza dois aspectos destacados na peça “O Mercado de Notícias”, do dramaturgo inglês Ben Jonson (1572- 1637): o primeiro, o debate sobre a credibilidade da notícia, que inevitavelmente contraria e favorece interesses e o segundo, a necessidade constante e crescente de informações, a demanda por notícias que acaba por se tornar entretenimento. Entre os 13 jornalistas entrevistados estão Mino Carta, Luiz Nassif, Paulo Moreira Leite, Cristiana Lôbo, Renata Lo Prete e José Roberto de Toledo.

Para o diretor e roteirista Jorge Furtado, o documentário “debate critérios jornalísticos, e este é o seu sentido e o sentido da peça de Jonson. É também uma defesa da atividade jornalística, do bom jornalismo, sem o qual não há democracia”.

Sinopse

Veja o trailer

O filme traz os depoimentos de treze importantes jornalistas brasileiros sobre o sentido e a prática da profissão, as mudanças na maneira de consumir notícias, o futuro do jornalismo, e também sobre casos recentes da política brasileira, onde a cobertura da imprensa teve papel de grande destaque.

O surgimento do jornalismo, no século 17, é apresentado pelo humor da peça “O Mercado de Notícias”, escrita pelo dramaturgo inglês Ben Jonson em 1625. Trechos da comédia de Jonson, montada e encenada para a produção do filme, revelam a espantosa visão crítica dele, capaz de perceber na imprensa de notícias, recém-nascida, uma invenção de grande poder e grandes riscos.