Menu
Buscarsegunda, 27 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
13°C
Cultura

Vida que segue...

02 novembro 2016 - 20h52Por Vera Lucia Ferreira Pereira

Perder alguém...

Perder alguém, sempre será uma mutilação.

Às vezes, de forma repentina...
Lançando-nos à sensação de violados...
Sim.
Nossos sentimentos são violados.
Nosso coração é transpassado pela dor...
Nossa mente desnorteia...
Nossos pés perdem o chão...
Às vezes, parece-nos que vamos perdendo aos poucos...
Na ilusão de que estamos nos preparando para o inevitável...
Há também, o que por vezes consideramos “natural”...
Avós, pais...
Mas que de fato, quando se vão, tudo perde o brilho...
Repentina ou não...
A cada credo um consolo e uma força para superar...
Mas...
A dor da separação nos é uma realidade...
Dói... infinitamente, dói...
Dói...
A saudade do que se viveu alegra nossas lembranças...
A saudade do que se deixou de viver revira a terra do coração...
Mantendo viva a lembrança de alguém
Que fez com que sua presença fizesse a diferença na nossa vida...
Ah!! Essas lembranças...
Surgem assim:
Um aroma...
Um som...
Uma cor...
Um lugar...
Um sorriso...
Uma música...
Um... uma...
Ah, saudade!
Que faz o coração inchar no peito...
O nó apertar na garganta...
E os olhos transbordarem o seu silêncio gritante...
Grito contido (sufocado de fato) pela:
Vida que segue...