Menu
Buscardomingo, 19 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
15°C
Dourados

Câmara rejeita impugnação proposta por Braz e Daniela deve ser eleita presidente

01 janeiro 2017 - 10h35

O presidente da Câmara de Dourados, vereador Idenor Machado (PSDB), não acatou o pedido de impugnação do registro de chapa da vereadora eleita Daniela Hall (PSD), que disputa na manhã deste domingo (1) a presidência do Legislativo pelos próximos dois anos com o vereador eleito Braz Melo (PSC), que, por ser o mais idoso entre os eleitos, é quem vai presidir a cerimônia de posse dos 19 eleitos para a legislatura 2017/20.

Braz Melo alegou, no pedido, que a inscrição da chapa encabeçada por Daniela para disputar a Mesa diretora da Câmara havia sido protocolada dois minutos além do prazo permitido pelo Regimento Interno da casa. Idenor considerou que o ofício foi recebido na secretaria da Câmara pontualmente às 17 horas da quinta-feira (29) e rejeitou o pedido para impugnar a chapa.

Daniela Hall deve receber, pelo menos, dez votos, conforme documento que espalhou pelas redes sociais, onde constam, além da assinatura dela, as rubricas dos democratas Alan Guedes, Cido Medeiros, Madson Valente e Pedro Pepa, do peemedebista Cirilo Ramão [o colega dele, Juarez de Oliveira, embora relacionado na lista, não assinou, porque estaria em viagem prevista para chegar momentos antes da posse deste domingo] e dos tucanos Marçal Filho, Sergio Nogueira e o próprio Idenor, fechando a composição DEM-PMDB-PSDB que garantiria a vitória da oposição na Mesa.

Braz Melo conseguiu fechar nove votos dos novatos Carlito do Gaz e Olavo Sul, eleitos pelo PEN, Junior Rodrigues e Janio Miguel, pelo PR, Romualdo Ramin, do PDT e dos reeleitos Bebeto, do PR, Silas Zanata, do PPS e Elias Ishy, do PT, além do dele próprio. Em caso de resultado negativo nessa disputa, deverá restar ao ex-prefeito e ex-vice-governador a indicação para ser o líder da prefeita eleita Délia Razuk (PR) na Câmara.

Deixe seu Comentário

Leia Também