Menu
Buscarquarta, 22 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
27°C
Dourados

Eleição para Mesa da Câmara de Vereadores permanece aberta em Dourados

29 dezembro 2016 - 17h28

A eleição para escolha dos novos membros da Mesa Diretora da Câmara só deve ser definida, mesmo, nos instantes finais do prazo agendado para a escolha, agendada para a partir das 9 horas do domingo (1), logo após a posse dos 19 eleitos e reeleitos para a legislatura que começa oficialmente na primeira quinzena de fevereiro.

O que se sabe, de concreto, até agora, é que o grupo liderado pelos articuladores políticos da prefeita eleita Délia Razuk (PR) mantém as conversações no sentido de legitimar o vereador eleito para o primeiro mandato, ex-prefeito e ex-vice-governador Braz Melo, como candidato oficial.

Da frente de oposições, formada por vereadores eleitos e reeleitos da própria chapa encabeçada por Délia, e ainda por seguidores das chapas derrotadas dos candidatos majoritários Geraldo Resende (PSDB) e Renato Câmara (PMDB), ainda não existe um consenso, “mas nós temos nove votos fechados e com boas possibilidades de angariar mais dois até domingo”, confirmou ao Douranews na manhã desta quinta-feira (29) um dos pretendentes à vaga.

As dificuldades, de acordo com o que apurou o Douranews, residem no fato de que a prefeita eleita estaria insistindo na tese de que, pelo fato de ter sido a vitoriosa, é imperioso que a Mesa Diretora seja comandada por um vereador do grupo que venceu as eleições com ela. “Isso é ruim para a democracia”, tem dito o atual presidente da Câmara, Idenor Machado, do PSDB, ao defender a independência dos Poderes.

Os eleitos

Délia Razuk foi eleita com 43.252 votos pela coligação 'Por amor a Dourados’, juntamente com o candidato a vice-prefeito Marisvaldo Zeuli (PPS) e conseguiu sete vagas na Câmara: Jânio Miguel, Júnior Rodrigues e Bebeto (PR), Braz Melo (PSC), Silas Zanata (PPS), e ainda Carlito do Gás e Olavo Sul (ambos eleitos pelo PEN). Os demais eleitos foram Elias Ishy (PT) e Juarez de Oliveira e Cirilo Ramão (ambos do PMDB), na coligação de Renato Câmara; e Marçal Filho, Sérgio Nogueira e Idenor Machado (todos do PSDB), Alan Guedes, Madson Valente, Pedro Pepa e Cido Medeiros (todos pelo DEM) e, ainda, Romualdo Ramin (PDT) e Daniela Hall (PSD), da coligação encabeçada por Geraldo Resende.

Deixe seu Comentário

Leia Também