Menu
Buscarterça, 16 de julho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
10°C
unigran24
Dourados

Pedro Pepa cobra passarela ligando conjuntos residenciais ao Guaicurus

02 fevereiro 2017 - 11h50

O vereador Pedro Pepa (DEM), primeiro secretário da Câmara de Dourados, voltou a cobrar a Prefeitura e o Governo do Estado a instalação de passarelas na rodovia MS 156, no trecho ligando os residenciais Dioclécio Artuzi e Harrison Figueiredo ao Jardim Guaicurus.

O vereador, insistente defensor dessa proposta, alerta sobre o risco iminente de acidentes envolvendo principalmente crianças e jovens que, segundo ele, é o público mais frágil a fazer essa travessia diariamente, sobretudo agora com o início do novo ano letivo.

Sicredi

A escola utilizada pelos alunos moradores no Dioclécio e no Harrison fica no Jardim Guaicurus, do outro lado da rodovia. A MS 156 dá acesso do centro da cidade aos bairros e ao Distrito Industrial e, por isso mesmo, é muito movimentada.

Recentemente, a vice-governadora Rose Modesto (PSDB) esteve em Dourados e também foi cobrada para que a obra seja imediatamente realizada em razão da urgência que o caso requer, segundo o vereador. “O que estamos cobrando é uma solução para um problema que, se não resolvido imediatamente, pode resultar numa tragédia”, alerta.

O vereador ressalta que fala em passarela, mas a Prefeitura e o Estado ficam livres para fazer um estudo afim de encontrar a solução mais segura para o problema. Ele acrescenta que, como representante da população, tem recebido muita cobrança dos moradores da região no sentido de resolver essa situação.

“Como vereador tenho compromisso também com aquela região e sempre estou atento às suas demandas. Já pedi melhorias na sinalização das vias, construção de bueiros de escoamento de águas pluviais, pavimentação asfáltica no Jardim Guaicurus e várias outras benfeitorias”, lembra Pedro Pepa.

“Vamos continuar cobrando os responsáveis nas próximas sessões da Câmara para termos uma solução para este caso. Estamos atentos às demandas da região. É um lugar que recebeu inúmeras famílias nos últimos anos e precisa de atenção especial do poder público”, afirma Pedro Pepa.

Deixe seu Comentário

Leia Também