Menu
Buscardomingo, 16 de junho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
23°C
unigran24
banner100
COBRANÇA

Pudim questiona falta dos kits natalidade em Cras

Município não fornece mais itens do programa 'Cuidar e Gestar'

23 agosto 2022 - 15h39Por Assessoria

O vereador Márcio Pudim (PSDB) expôs, durante a sessão ordinária desta segunda-feira (22), um problema que vem ocorrendo no Município há algum tempo: a falta de cestas básicas e “kits natalidade”, que antes eram ofertados pelos Cras (Centros de Referência de Assistência Social) de Dourados e que agora não ocorre mais de maneira satisfatória.

As cestas básicas visam garantir às famílias carentes o mínimo necessário para que tenham dignidade em sua mesa. Já os “kits natalidade” são parte do projeto “Cuidar e Gestar”, desenvolvido pelo Município por meio da Secretária de Assistência Social e que visam garantir os materiais básicos para os cuidados com recém nascidos, em cumprimento ao artigo 22 da Lei Federal 8.742, que instituiu a Loas (Lei Orgânica da Assistência Social).

“Esta problemática que se prorroga no tempo existe e precisa ser enfrentada e solucionada; inclusive, é um desafio para os gestores públicos garantir o cumprimento das legislações que tratam do tema, de forma que sejam ofertados os itens acima referidos, pois é de extrema importância a manutenção desta oferta às pessoas carentes”, pontuou o vereador.

Além de expor a situação, Márcio Pudim propôs requerimento ao chefe do Executivo Municipal questionando sobre quais são as medidas tomadas visando à solução desta demanda. “Acredito que essa seja uma questão muito pertinente, necessária e urgente, haja vista que muitos de nós somos contatados para auxiliar na alimentação. Nós temos oitos Cras no município e, dos que visitei, todos relataram a falta do kit natalidade há anos e a falta de cestas básicas” contou o vereador.

Márcio Pudim mencionou ainda projetos apresentados para melhorar o Orçamento e utilizar fundos de possíveis superávits. “Acreditamos que o poder municipal vai se sensibilizar, porque se a fome não sensibilizar, o que vai? Espero agora que o prefeito Alan Guedes tenha essa percepção, tenha sensibilidade com essa situação vivenciada pelas pessoas carentes do nosso município, reconhecendo essa problemática e determinando o início dos serviços para correção definitiva desta demanda, que há muito é conhecida pela população douradense”, ponderou o vereador do PSDB.

Deixe seu Comentário

Leia Também