Menu
Buscarsexta, 19 de julho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
25°C
unigran24
Dourados

Vereadores aprovam nome de rua a ex-bispo e mais títulos de homenagens

29 novembro 2016 - 17h44

A Câmara de Dourados votou em segunda discussão e aprovou por unanimidade na sessão desta segunda-feira (28) o projeto de lei 138/16, de autoria do Poder Executivo, que dá o nome do bispo emérito da Igreja Católica, Dom Redovino Rizzardo, morto neste mês, aos 77 anos de idade, depois de enfrentar um câncer, a uma nova avenida localizada na região norte da cidade.

“É uma homenagem muito justa a um pastor que por 15 anos prestou um grande serviço à população de Dourados e região. Era um homem amável e conciliador que sempre estava atento aos problemas que ocorriam na sociedade e procurava ajudar sempre. Foi um grande defensor da verdade e da justiça social”, afirma Idenor Machado (PSDB), presidente da Câmara.

Sicredi

A Avenida Dom Redovino tem início na avenida Presidente Vargas e interliga os condomínios Ecoville, Jardim das Palmeiras, Porto Madero e Porto Seguro. À medida que ocorrer a expansão urbana, a nova avenida vai se ligar ao Anel Viário Norte, que contorna o perímetro urbano.

“É uma homenagem mais que justa por tudo o que ele fez por Dourados. Foi um exemplo de fé, humildade e um homem muito conciliador”, disse na sessão o vereador Madson Valente (DEM). Marcelo Mourão, do PRP, lembrou que Dom Redovino sempre respeitou a classe política de Dourados e é um estímulo ao cristão à vivenciar a boa política. Já Sérgio Nogueira, do PSDB, disse que a homenagem é uma forma de eternizar Dom Redovino e tudo o que ele foi para Dourados.

Mais projetos

Outro projeto de lei aprovado em segunda votação foi o 138/16, do Executivo, que institui e denomina o Parque Ecológico Rômulo Vieira, localizado ao norte do córrego Laranja Doce, ao sul do BNH 3º Plano, pela rua Aquidaban, ao leste da Hayel Bon Faker e ao oeste da avenida Presidente Vargas.

Em primeira votação foi aprovado o projeto de lei complementar 022/16, do Executivo, que altera dispositivo da Lei Complementar 164/10, que recepciona o regime jurídico diferenciado, favorecido e simplificado, dispensado às microempresas, às empresas de pequeno porte e ao microempreendedor individual.

Também em primeira votação foi aprovado o projeto de lei 134/16, do Executivo, autoriza a Prefeitura a adquirir, por permuta, o imóvel de propriedade de Jaime Caldeira e Terezinha Almirão Caldeira, com imóvel de propriedade do município e o projeto de lei 136/16, do Executivo, que altera dispositivos da Lei 3.532/12, que instituiu o Sisan (Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional) de Dourados. Já o projeto de lei 142/16, do Executivo, também aprovado em primeira votação, altera e cria dispositivos na Lei 3.532/12, que institui o PDE (Programa de Desenvolvimento Econômico do Município).

Em primeira e única votação, ainda, foram aprovados projetos de decretos legislativos que concedem honrarias da Câmara às pessoas que contribuíram com a história ou desenvolvimento de Dourados. Vão receber diplomas de honra ao mérito a Academia de Ballet Anna Pavlowa, o pastor Josiel Pereira de Andrade e Ana Paula Benitez Fernandes; títulos de cidadão douradense, Cleuza de Fátima Escopel Zornitta, Antônio de Souza Pietramale, Dom Henrique Aparecido de Lima, o deputado estadual Renato Câmara, Ademar Roque Zanata e o vigário Alvino Francisco de Souza; de cidadão benemérito, o empresário Valdir de Pellegrin e o professor e pesquisador Milton Parron Padovam; e o título de cidadão honorário, o bioquímico José Prado Mansor.